Feeds:
Posts
Comentários

REGRAS PARA ATRIBUIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE PROFESSORES TEMPORÁRIOS

Em 2009 houve muita confusão com esse processo seletivo. No começo, foi divulgado pelo Estado que o processo seria ELIMINATÓRIO, mas, por causa do baixo resultado dos professores e principalmente pela falta de professores em disciplinas específicas, como Matemática,  o secretário da educação teria se comprometido a rever o critério eliminatório do processo seletivo dos professores temporários do Estado de São Paulo.

Depois que essa notícia foi divulgada, muito barulho foi feito e muitos rumores foram colocados como resoluções oficiais, o que causa confusão e desorientação entre os professores.

Divulgou-se que a situação poderia voltar a ser como havia sido há tempos, com a classificação feita apenas pelo tempo de serviço; divulgou-se também que a classificação seria única e geral, considerando-se o somatório da nota com o tempo de serviço; cogitou-se até a possibilidade de que o processo fosse cancelado, pois a mudança de suas regras durante seu andamento constitui uma irregularidade que teoricamente viciaria todo o processo.

No entanto, nenhuma dessas interpretações, divagações ou exercícios teóricos têm qualquer valor, pois sempre valerá o que for publicado de maneira oficial.

Assim:

Resolução SE 8, de 22-1-2010
Dispõe sobre a classificação de docentes e candidatos
à contratação temporária no processo
seletivo para atribuição de classes e aulas da rede
estadual de ensino e dá providências correlatas

O Secretário Da Educação, tendo em vista a necessidade
de estabelecer diretrizes para o cumprimento do disposto na
Lei Complementar 1.093, de 16-07-2009, e considerando que
é dever do Estado garantir a oferta de ensino nos diferentes
níveis, com constância e qualidade, atendendo às normas legais,
resolve:
Artigo 1º – Os professores que não possuem a efetividade
assegurada por concurso público e os candidatos interessados
na contratação como docente na rede estadual de ensino serão
classificados em processo seletivo organizado anualmente por
esta Secretaria de Estado da Educação.
(Isso quer dizer que esse processo foi mantido como uma sistemática anual)
Artigo 2º – o processo seletivo, a que se refere o artigo
anterior, consiste de uma prova com questões relacionadas à
disciplina ou à área em que o docente/candidato pretende atuar
e cuja pontuação obtida é acrescida, para fins de classificação,
ao somatório de pontos decorrentes da apuração da experiência
no magistério público estadual, com base no tempo de serviço
prestado no respectivo campo de atuação, e da avaliação de
títulos que o docente/candidato apresente.
(Não ficou muito claro se se os pontos decorrentes da apuração da experiência no magistério serão o total de tempo de serviço ou aquele cálculo de 0,004 pontos por dia trabalhado)
Parágrafo único – a prova de que trata o caput deverá
versar sobre o perfil de competências e habilidades definido e
divulgado pela Secretaria da Educação.
Artigo 3º – a participação nas etapas preliminar, intermediária
e complementar do processo anual de atribuição de classes
e aulas é restrita aos docentes e candidatos que alcançarem
os índices mínimos fixados para a prova do processo seletivo,
classificados de acordo com as normas e critérios estabelecidos
na resolução que regulamenta o processo anual.
(Mantém-se a restrição aos reprovados no processo)
Artigo 4º – o docente admitido nos termos da Lei 500/74
e abrangido pelo disposto no § 2º do artigo 2º da Lei Complementar
1.010, de 1º de junho de 2007, (professor categoria F) deverá obrigatoriamente
efetuar a inscrição e participar da prova de que trata o artigo
2º desta resolução.
§ 1º – a obrigatoriedade anual ficará cessada, em definitivo,
quando o docente, a que se refere o caput deste artigo, for
considerado, em determinado ano, aprovado na prova realizada
no respectivo campo de atuação ou venha a se encontrar na
situação prevista no artigo 6º desta resolução.
§ 2º – o docente admitido nos termos da Lei 500/74,
abrangido pelo disposto no § 2º do artigo 2º da Lei Complementar
1.010/2007, que não se inscrever ou imotivadamente
não participar da prova será dispensado da função, conforme
estabelece o disposto no artigo 4º das Disposições Transitórias
da Lei Complementar 1.093, de 16-07-2009.
§ 3º – Caso não participe da prova, o docente a que se
refere o parágrafo anterior, poderá requerer junto à respectiva
Diretoria de Ensino a justificação da ausência, juntando o(s)
comprovante(s) necessário(s) a fim de, se o motivo alegado for
considerado relevante, não ser dispensado da função antes da
ocorrência de nova aplicação de prova, no processo seletivo do
ano subsequente.
(Aqui, uma novidade, pois anteriormente não havia nenhuma consideração para que o professor justificasse sua ausência no processo seletivo, nos casos em que não pode comparecer por motivos de força maior)
§ 4º – a justificação deverá ser apresentada pelo docente
no prazo máximo de 5 dias, contados da data de aplicação
da prova.
§ 5º – Excepcionalmente, com relação às provas aplicadas
em dezembro de 2009 e válidas para o corrente ano, fica reaberto
o prazo de 5 dias para apresentação de justificações, a contar
da data de publicação desta resolução
. (Urgente: todos os professores que perderam a prova do processo seletivo têm até o dia 27 de janeiro para apresentarem por escrito na diretoria de ensino onde se cadastraram as justificativas para a não realização da mesma, bem como os documentos que comprovam sua impossibilidade – Atestado médico, boletim de ocorrência, etc.)
§ 6º – Compete ao Dirigente Regional de Ensino a decisão
quanto aos pedidos de justificação, assim como a dispensa do
servidor nos casos em que a não participação na prova for considerada
imotivada ou quando não houver efetuado a inscrição
obrigatória.
Artigo 5º – Os professores e os candidatos que, tendo realizado
a prova do processo seletivo, não alcançarem os índices
de pontuação fixados para o aproveitamento no processo inicial
de atribuição de classes e aulas serão classificados em lista
diferenciada da que classificar os aprovados, observando-se a
mesma ordem de prioridade das faixas de situação funcional e
das habilitações/qualificações docentes, bem como os distintos
campos de atuação, na conformidade das normas e critérios
estabelecidos na resolução específica do processo anual de
atribuição.
(Serão duas listas: a primeira, dentro dos critérios já divulgados anteriormente, quando a prova era eliminatória, dentro das categorias; a segunda, organizada também por categorias, para os professores reprovados no processo seletivo. Se interpretarmos isso junto com o artigo 3º podemnos concluir que aos professores reprovados serão atribuídas aulas em último caso, se não houver professor aprovado disponível)
§ 1º – Não poderá constar da classificação de que trata este
artigo o professor ou o candidato que não obtiver pontuação na
prova, exceto o docente que se encontre na situação prevista no
§ 3º do artigo anterior e que tenha sua ausência justificada pela
autoridade competente.
§ 2º – Os docentes e candidatos classificados na forma
prevista neste artigo somente poderão concorrer à atribuição de
classes e aulas após esgotadas as possibilidades de aproveitamento
de docentes e candidatos classificados na lista de aprovados,

situação em que poderão atuar no suporte às ações pedagógicas
que permeiam as aulas regulares e às aulas dos projetos
da Pasta, na forma estabelecida em legislação específica.
§ 3º – a atuação a que se refere o parágrafo anterior e a
participação em cursos e/ou orientações técnicas
voltados ao
aperfeiçoamento da função docente, no cumprimento de sua
carga horária de trabalho, é obrigatória para os docentes abrangidos
pelo disposto no § 2º do artigo 2º da Lei Complementar
1.010/2007,
(categoria F) conforme dispõe o inciso V do artigo 1º das Disposições
Transitórias da Lei Complementar 1.093/2009.
Artigo 6º – para os docentes abrangidos pelo disposto no §
2º do artigo 2º da Lei Complementar 1.010/2007, a aprovação
no concurso público de provas e títulos, promovido por esta
Secretaria da Educação, ou o aproveitamento de, no mínimo,
50% (cinquenta por cento) na Prova de Promoção, de que trata
a Lei Complementar 1.097, de 27-10-2009, poderá, observado
o campo de atuação, ser considerada como de participação e
aprovação na prova do processo seletivo de que trata o artigo
2º desta resolução, efetuando-se a correspondência da pontuação
obtida. (O professor F aprovado no concurso público de efetivo ou no processo de promoção por merecimento poderá ter a consideração dos resultados obtidos nessas provas como equivalentes aos do processo seletivo dos temporários. Isso quer dizer que o professor F reprovado nesse processo poderá ser considerado aprovado, caso passe na prova do concurso ou do processo de promoção)
§ 1º – a correspondência da pontuação do docente aprovado
em qualquer um dos eventos a que se refere o caput somente
poderá ser efetuada com relação à prova do processo seletivo
imediatamente posterior ao evento e após sua homologação,
quando se tratar de concurso público.
§ 2º – Excepcionalmente, na existência de aulas remanescentes,
estando esgotadas as possibilidades de aproveitamento
de todos os classificados no processo de atribuição de classes e
aulas, a aprovação em concurso público ou na Prova de Promoção,
nos termos do caput, poderá ser considerada já no mesmo
ano letivo em que ocorrer, passando o docente a participar
das sessões de atribuição que se realizarem, desde que após a
homologação do concurso público, se for o caso.
Artigo 7º – a Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas
e o Departamento de Recursos Humanos desta Pasta
expedirão normas e orientações complementares ao disposto
nesta resolução.

Artigo 8º – Esta resolução entra em vigor na data de sua
publicação, ficando revogadas as disposições em contrário

About these ads

1.230 Respostas

  1. (Não ficou muito claro se se os pontos decorrentes da apuração da experiência no magistério serão o total de tempo de serviço ou aquele cálculo de 0,004 pontos por dia trabalhado)
    Mais uma semana para ficar na espera!!!!
    Como governo complica!


  2. Pelo que pude entender, a classificação entre as categorias continuará vigorando. Por exemplo, eu com quase 33.000 pontos sendo “L”, por não estar vinculada no dia 1º de junho de 2007 e um outro professor com 10.000 sendo “F”, este passará na minha frente?
    Professor temporário, não existe nenhuma novidade a respeito deste assunto. Muitos professores estão nesta mesma situação, passando por uma humilhação muito grande, devido a essa lei infundada que deixou mais de 22 .000 professores desanimados com tantas injustiças.
    Um abraço grande a todos e muito obrigada por este blog maravilhoso que deixa a todos muito informados.


  3. Por favor,
    gostaria de saber se na minha situação: 39 acertos na prova e 5 anos lecionando no Estado, eu me classifico no primeiro grupo para atribuição?!
    Muito obrigada.


  4. Professor temporario

    Por favor me responda urgente como faço para atingir os 40 pontos se acertei 35 questões na prova do processo seletivo.Sou categoria L com mais de 25 anos de serviço porque não fazem uma lista com a nota da prova mais o temp de serviço?


  5. prof. temporario

    Não entendi bem, será que o prof. (L) que não foi aprovado não vai poder usar os pontos?

    Não diz nada em relação a categoria (L)?


  6. Só espero que os estudantes que foram aprovados não passem na frente dos habilitados reprovados.


  7. Agora ficou definido como será a atribuição,isto é , em duas listas de classificação, uma para aprovados e outra para aqueles que não atingiram a nota mínima . Tenho uma dúvida:
    os professores de português poderão dar aulas de inglês?

    Grata pela atenção .


  8. Não ficou claro,pelo menos pra mim.
    Sou categoria F,tive 33 acertos.
    Vou poder usar,ou não,os 7 pontos(do tempo de casa) que estou precisando para compor essa “prova”?Participarei da lista dos aprovados,ou da lista dos reprovados?


  9. Resposta para Fernanda,
    Sim vc estará na primeira lista de classificação, porque vc é categoria F, pois nessa categoria, acertando 32 estaria aprovada, não é?


  10. Eu acho justo quem não foi aprovado na prova fique para segunda lista, mesmo que já tenha muitos anos lecionando. Professores precisam estudar mais!


  11. Gostei desse blog, não tenta manipular informações. Parabéns!


  12. Jaqueline, pelo que entendi vão passar sim.


  13. Gente, se formos analisar, continua tudo praticamente do mesmo jeito, só que agora tem uma nova lista: a dos professores não aprovados. E foi tudo feito de modo a deixar os professores numa situação dificil, pois no mesmo dia em que essa resolução é publicada, o secretário divulga na imprensa que 40% dos professores foram reprovados e, na falta de outros melhores, eles irão pegar as aulas que sobrarem. Mais uma vez a culpa recai sobre os professores taxados de “incompetentes”.
    Quem não passou escolherá até mesmo depois dos estudantes que passaram, portanto é muito cedo para quem nao atingiu o indice minimo comemorar….Dependendo da região em que a pessoa resida, talvez nem sobre aulas para os não aprovados.


  14. não vai sobrar aulas nem para os aprovados na categoria L tem muitos professores n categoria F .


  15. em 23 janeiro 2010 at 14:10 Luiz Henrique

    E os Professores que atuam em esacolas particulares?Será que são os mesmo que não querem deixar outros entrarem ?


  16. Concordo com você, Denise. Este blog realmente posta todas as informações que lhe chegam, diferentemente do blog da presidenta da APEOESP, por exemplo, onde postei a mesma informação sobre a resolução que está nesta página e a mesma não foi aceita e acho que não será. Por que???? Eu também gostaria muito de saber!!!!!


  17. TODAS AS CATEGORIAS PODEM UTILIZAR O TEMPO DE SERVIÇO PARA SOMAR JUNTO A NOTA DA PROVA?


  18. Prezado Professor Temporário

    Parabéns pelo excelente blog.

    Professores (colegas)

    Tudo que estamos assistindo (lendo), já era esperado. A calsse do magistério está divida no que refere-se a legislação e também divida quando tem de lutar pelos seus direitos, vamos ser realistas estamos todos dividos em categorias (efetivos, estáveis, F,L.etc) quando na verdade somos TODOS profissionais da Educação.

    Só tem uma alternativa, daqui para frente nos unirmos (todos) e prestarmos concurso para rede municipal, uma vez que acredito que daqui uns 5 anos tudo será municipalizado.

    PROFESSORES DE SÃO PAULO UNI-VOS

    Carlos


  19. Prezados colegas educadores !

    Toda a imprensa ( todos os jornais) trouxeram a informação que quase a metade dos professores não passaram na prova para dar aulas. Quem lê essa noticia vai (claro) acreditar que a situação (péssima) da educação e culpa dos professores. No entanto sabemos que não é bem assim. A bibliografia para a prova foi extensa o prazo muito curto e a prova muito dificil.
    Por que os jornais não deram a seguinte manchete – MAIS DA METADE DOS PROFESSORES DE SP PASSARAM NA PROVA PARA DAR AULAS (isso e verdade e poderia muito bem ter sido a manchete) reflitam!!!!!! Quando a imprensa coloca na primeira página (FOLHA, JORNAL DA TARDE, DIÁRIO DE SÃO PAULO, UOL EDUCAÇÃO) manchetes dizendo que quase a metade dos professores não acertaram 50% da prova induz o leitor a acreditar que a situação está ruim por culpa dos professores. Triste, muito triste………..


  20. Muito pior do que enchente – Gilberto Dimenstein

    folha on-line

    Cerca de 40% dos professores temporários da rede pública de São Paulo não passaram no teste de conhecimento. O resultado só não foi pior porque parte da nota é composta por tempo de serviço.
    Mesmo assim –e por falta de alternativa– muitos deles vão dar aulas. Essa notícia é pior (muito pior, diga-se) do que enchente. As enchentes vão e voltam, mas o professor sem capacitação fica, causando danos diários.
    Não poderia deixar de reconhecer que merece apoio a decisão do governo estadual de fazer a prova, enfrentando o corporativismo. Até compreendo o anúncio de que os professores reprovados vão continuar dando aula –é isso ou nada. Melhor isso.
    A prova toca na questão mais grave do país. Não há pais civilizado sem boa educação –e não há boa educação sem bom professor.
    Poucas coisas são mais relevantes do que tentar atrair talentos para dar aula nas escolas públicas, valorizando o papel do professor, com melhores salários e condições de trabalho.
    Se a população visse na péssima qualidade da educação uma enchente diária, causando danos por todos os lados (e, pior, na cabeça das crianças), haveria uma revolta permanente

    OBSERVAÇÃO:

    1 – Ele esqueceu de dizer que a bibliografia saiu no início de Novembro e a prova foi na metade de Dezembro, ou seja o professor tinha que ler 1 livro por dia, você acha que dava tempo?, outra coisa muitos livros não tinha (não tem) nas bibliotecas, será que o professor teria (tem ) dinheiro para compra todos os 40 livros indicados????????? (parte geral e especifica)

    2 – Ele também esqueceu de dizer que a prova foi longa e cansativa e pouco tempo para responder as questões, tinha questão que só a pergunta era uma página.

    3 – Ele também esqueceu de dizer que o Governo não ofereceu quase nada de capacitação.

    Então o resultado só poderia ser esse mesmo………..

    Carlos


  21. Gostaria de saber,fiz 31 pontos na prova,tenho 51,123 pontos,mas passei no concurso de 2003.o que acontece?
    valerá também?


  22. Prezados Professores!

    Diante de tantas humilhações ainda vem o concurso, pois faremos a prova e mesmo assim quem passar terá que fazer outro curso se quiser efetivar se . O que mais vem por aí , será que realmente alguém está lutando por nós, o que temos que provar para sermos reconhecidos, não vejo justiça em nada do que se publicou, a única coisa que vejo é que estamos pagando por quem errou no passado e não foram os professores com certeza. Grata.


  23. Gostaria de tirar uma dúvida… o professor “L” aprovado terá que esperar atribuição de aula para todos os professores “F” aprovados, ainda que sua nota seja superior?


  24. Diante de tantas explicações, acredito eu que acaba confundindo principalmente aqueles que nunca lecionaram. Por exemplo, eu tive 38 acertos na prova e nunca dei aula, mas pretendo lecionar nesse ano. É possível elaborar uma lista classificatórias?
    Obrigada pela atenção!


  25. Por gentileza não compreendi ;quem conseguiu atingir os 40 pontos ou mais não precisará fazer a prova novamente?
    Grata.


  26. Isabela

    Desde que seja da categoria F e seja aprovado na prova, não precisará mais faze-la anualmente.

    Segundo o Art 4 – – o docente admitido nos termos da Lei 500/74 e abrangido pelo disposto no § 2º do artigo 2º da Lei Complementar 1.010, de 1º de junho de 2007, (professor categoria F – comentário do professortemporario) deverá obrigatoriamente efetuar a inscrição e participar da prova de que trata o artigo 2º desta resolução.

    § 1º – a obrigatoriedade anual ficará cessada, em definitivo, quando o docente, a que se refere o caput deste artigo (isto quer dizer que se refere apenas ao que está especificado no artigo, ou seja, apenas a categoria F deixará de ser obrigada a fazer a prova, caso aprovado), for considerado, em determinado ano, aprovado na prova realizada no respectivo campo de atuação ou venha a se encontrar na situação prevista no artigo 6º desta resolução (os da categoria F que obtiverem 50% na prova de promoção tb estarão desobrigados a fazer a prova anual).


  27. em 23 janeiro 2010 at 20:46 professortemporario

    Marilda

    Essa lista que você citou será a classificação prevista para publicação no dia 26/01


  28. em 23 janeiro 2010 at 20:52 professortemporario

    Silvana

    As regras valem para todos. Talvez a única novidade dessa resolução seja a possibilidade de se considerar a nota no concurso público de março como nota para classificação dos temporários. Além disso, fica claro que os que estão reprovados pelo critério antigo estarão em uma lista secundária e só assumirão aulas se esgotadas as possibilidades dos que foram aprovados.

    Assim, a atribuição será feita na seguinte ordem: professores categoria F aprovados, professores L e demais licenciados aprovados, professores reprovados


  29. BOA NOITE PESSOAL!!!!!
    SOU PEB-I CATEGORIA F A 14 ANOS, ACERTEI 25 QESTOES NA PROVA….
    GOSTARIA SABER EM QAL LISTA ESTAREI CLASSIFICADA ?
    E SE ESTA VALENDO , ESTE DOCUMENTO AINDA..

    Portanto, o professor que alcançar ao menos 32 pontos (40% da nota máxima) poderá usar o tempo de serviço para somar à nota da prova e obter os 40 pontos. Para o PEB II, 32 pontos equivalem a 32 questões corretas em uma prova de 80 questões; para o PEB I, 32 pontos representam 24 acertos em uma prova de 60 questões. Reafirmamos que esta conquista é muito importante, pois, além de valorizar o tempo de serviço dos professores, estabelece uma fórmula mais justa de avaliação.
    Ainda segundo a Resolução, em seu artigo 4º, “a classificação dos candidatos (…) será obtida com a soma dos pontos decorrentes da Prova, (…) do tempo de serviço, observado o máximo de 80 (oitenta) pontos e de títulos, com o máximo de 20 (vinte) pontos (…).


  30. em 23 janeiro 2010 at 21:05 professortemporario

    Carlos

    Não se trata de esquecimento. Desde que a lei 1093/07 foi aprovada temos alertado: O governo do Estado, que não admite os erros de sua política educacional usará (e usou) a avaliação dos professores temporários para provar à sociedade que a causa do fracasso da educação em são paulo não é a política educacional e sim a qualidade dos professores. Nesse sentido, da mesma forma que nas propagandas institucionais do ano passado sobre o bônus de 15 mil reais para os professores, a maneira como foi feito o processo de avaliação serve ao objetivo de demonstrar para a população (eleitorado) que o governo está fazendo sua parte.

    Logicamente, isso não justifica a grande taxa de reprovação, mas nessa conta podemos considerar sim que se o objetivo fosse apenas selecionar os professores mais capazes o tempo entre a divulgação dos conteúdos e a realização da prova teria sido maior.


  31. PROFESSOR TEMPORARIO,

    POR FAVOR , VOCÊ PODE CONFIRMA SE O NOSSO COLEGA HUGO ESTÁ CORRETO EM RELAÇÃO A CATEGORIA F UMA VEZ APROVADA NÃO PRECISARA FAZER ANUALMENTE OUTRAS AVALIAÇÕES.

    OBRIGADA.


  32. em 23 janeiro 2010 at 21:10 Marina Ortega

    Fax nº04 – 23/01/2010

    Resolução da S.E. confirma caráter classificatório do provão

    A Diretoria Estadual Colegiada (DEC), reunida no dia 23/01, sábado, analisou a Resolução S.E. 8, de 22/01, que dispõe sobre a classificação de docentes e candidatos a contratação temporária no processo seletivo para atribuição de classes e aulas da rede estadual de ensino – o provão.
    A resolução confirma o caráter classificatório do provão. Trata-se de uma grande conquista dos professores pois, originalmente, o provão eliminaria da atribuição os professores que não atingissem os 32 pontos, mais os pontos relativos ao tempo de serviço para compor a pontuação, afastando da sala de aula os chamados “categoria L” e causando a demissão dos demais.

    Ficam estabelecidos dois blocos para a atribuição, ambos organizados por ordem de “categorias”: primeiro “F”, depois “L” juntamente com os “O”. No primeiro bloco estarão os que atingiram ou superam 32 pontos e, no segundo, os demais. Os integrantes do primeiro bloco escolhem suas aulas e, somente após esgotadas suas possibilidades, passam a escolher os do segundo bloco.
    Professores “categoria F” que não obtiverem aulas, esgotadas todas as possibilidades, ficarão afastados das salas de aula com jornada mínima (10 horas + 2 horas de HTPC), desenvolvendo “atividades de suporte às ações pedagógicas que permeiam as aulas regulares e às aulas dos projetos da Pasta, na forma estabelecida em legislação específica” (que a S.E. ainda não publicou).

    Os professores que não se inscreveram ou não realizaram a prova poderão requerer justificação da ausência junto às Diretorias de Ensino, anexando documentação comprobatória das razões que os levaram a não se inscreverem ou a não fazerem a prova, até o dia 29/01. Orientamos todos os professores a protocolarem seus pedidos, mesmo aqueles que já enviaram seus documentos à APEOESP. Já há compromisso da S.E. de justificar os casos dos professores que não conseguiram chegar aos locais de provas por motivos de força maior (caso da Uninove Vila Maria, na Capital) e professores doentes. A APEOESP vai reivindicar que todas as justificativas sejam aceitas e que, em casos excepcionais, haja prazo para recurso.

    Os professores que justificarem participarão da atribuição no segundo bloco, com tempo de serviço e títulos.

    A resolução afirma que a nota obtida nos próximos concursos públicos, se maior que 50% das questões do concurso, poderá substituir a nota do provão para os professores que não atingiram a pontuação, para efeito das próximas atribuições de aulas. Os professores que atingiram a pontuação ou que obtiverem a nota superior a 50% em concurso público estarão definitivamente dispensados de fazer o provão. Os demais deverão participar do provão, nos próximos anos, até atingirem a pontuação.

    A partir deste momento será definido o calendário aprovado pela diretoria com assembleia no início de março.

    Reunião com o secretário

    Na reunião com o secretário da Educação (terça-feira, 26/01) a APEOESP levará uma série de questões para o aprimoramento da resolução, atendendo aos interesses da categoria.

    Reunião sobre atribuição de aulas

    A Diretoria Estadual Colegiada e o Departamento Jurídico realizarão reunião com as subsedes sobre a atribuição de aulas.

    Participarão, além dos diretores, um representante por subsede.
    A reunião será realizada no dia 30/01, sábado, a partir das 10 horas, na sede central. As subsedes devem informar o nome do professor que participará da reunião até as 14 horas de quinta-feira, 28, pelo e-mail secgeral@apeoesp.org.br .

    Concurso estadual

    A APEOESP já manifestou-se à Secretaria da Educação ser contra o concurso regionalizado. Defende que seja universal, mesmo porque há um grande número de ACTs na rede e muitos que residem na Capital querem mudar-se para o interior, ou vice-versa. A Secretaria já havia se manifestado que o concurso seria de âmbito estadual, mas no Edital de abertura de inscrições, publicada na quinta, 21, não deixou isto claro. Durante a reunião com o secretário da Educação, na terça, 26, a APEOESP voltará a exigir que o concurso do PEB II seja estadual.

    Promoção por mérito

    A APEOESP reafirma sua posição contrária à promoção por mérito.

    É vedado, portanto, às subsedes oferecer cursos preparatórios a esta avaliação, que divide a nossa categoria, prejudica mais de 80% dos professores (que não terão direito a reajuste salarial) e arrebenta a nossa carreira.

    Revista preparatória ao concurso

    A Revista da APEOESP contendo a bibliografia comentada do concurso público de PEB II está em vias de ser impressa.

    As subsedes devem encaminhar ao CEPES, através da Presidência (presiden@apeoesp.org.br), o número de exemplares que deseja receber, para que se possa determinar a tiragem e o custo de cada exemplar.

    A data limite para esta providência é o dia 28/01, quinta-feira.


  33. Ainda terá o guincho de 22 dias letivos para os ingressantes na rede?

    Obrigado


  34. BOA NOITE PESSOAL!!!!!
    SOU PEB-I CATEGORIA F A 14 ANOS, ACERTEI 25 QESTOES NA PROVA….
    GOSTARIA SABER EM QAL LISTA ESTAREI CLASSIFICADA ?
    E SE ESTA VALENDO , ESTE DOCUMENTO AINDA..

    Portanto, o professor que alcançar ao menos 32 pontos (40% da nota máxima) poderá usar o tempo de serviço para somar à nota da prova e obter os 40 pontos. Para o PEB II, 32 pontos equivalem a 32 questões corretas em uma prova de 80 questões; para o PEB I, 32 pontos representam 24 acertos em uma prova de 60 questões. Reafirmamos que esta conquista é muito importante, pois, além de valorizar o tempo de serviço dos professores, estabelece uma fórmula mais justa de avaliação.
    Ainda segundo a Resolução, em seu artigo 4º, “a classificação dos candidatos (…) será obtida com a soma dos pontos decorrentes da Prova, (…) do tempo de serviço, observado o máximo de 80 (oitenta) pontos e de títulos, com o máximo de 20 (vinte) pontos (…).


  35. NA LISTA DE APROVADOS


  36. Boa Noite!!!!!!
    Tenho uma duvida!!!!!!!!
    Acertei 34 questoes, sou categoria F , mas tenho apenas 800 dias trabalhado, no calculo 0,004 , somo 3.2 pontos, com isso passo para 37,2 nao alcançando os 40 PONTOS!!!!
    cOMO VAI FICAR?
    Eles vao considerar 32 pontos ou 40 o minimo!!!
    se nao to fora!!!!


  37. A TODOS

    No edital de convocação para realização da prova do processo seletivo simplifica nos termos do artigo 2º da LC 1093 de 16/7/2009, resolução SE 68 de 1/10/2009 e inciso VI da instrução normativa UCRH 2/2009 de 21/9/2009 e resolução SE 80 de 4/11/2009 DIZ:

    “CONSIDERA APROVADO O CANDIDATO QUE NA PROVA COM 80 QUESTÕES OBTIVER NOTA IGUAL OU SUPERIOR A 40″

    A menos que seja publicado uma retificação, o que está valendo para aprovação é sim 50% da prova como mínimo.


  38. em 24 janeiro 2010 at 02:07 professortemporario

    Lia

    O professor F aprovado no processo seletivo não será obrigado a fazer novamente a prova nos próximos anos, a não ser que queira melhorar sua classificação


  39. em 24 janeiro 2010 at 02:21 professortemporario

    Sérgio

    A resolução SE 91 ainda está valendo. Nela é que existe a referência de se compor os 40 pontos com até 8 pontos de experiência profissional, sendo 0,004 pontos por dia trabalhado


  40. professortemporário

    me faltava esse dado. Obrigado pelo esclarecimento.


  41. Bom dia;
    Quero dizer que este espaço é muito interessante. Grato!


  42. Gostaria de postar uma opinião a respeito da categoria F e L, o nosso “maravilhoso” governo, precisaria rever essa posição pois no meu caso até o início de 2009 eu era considerado F,mas como era estudante (mas já fazem quatro anos que leciono) e precisei trazer meu diploma foi para a categoria L, como meu caso existem muitos outros, isso é uma injustiça não somente comigo,mas com vários outros que por opção ou necessidade precisaram se afastar do Estado nesse tempo, não podendo dar aula e quando voltam são supreendidos com essa categoria L, profesores como menos tempo que nos são beneficiados com a categoria F enquanto outros com 15 ou mais anos perdem essa estabilidade por estarem sem vinculo em 2007.
    Grato pela atenção!!!


  43. em 24 janeiro 2010 at 10:18 vilma silva

    Ao receber o Jornal, O Estado de São Paulo de 23 de Janeiro de 2010, caderno A24 – Educação fiquei indignada com a reportagem sobre a avaliação dos professores, pois o secretário se refere ao OFA, como se ele fosse o verdadeiro culpado pela má qualidade da educação, pelo que entendo de escola ,ela é formada por equipe e não só por OFAS.O senhor secretário diz que os professores que dão aulas na rede não são concursados, tenho certeza que está equivocado, pois muitos passaram e não foram chamados e faço parte destes professores. Fico chocada com isso, porque vejo que muitos efetivos não têm o compromisso com a educação e estão na rede, porque não avaliar estes professores? Façam o levantamento de faltas e analisem se é o OFA que tem número elevado de faltas .Não é uma prova que mostra que você é um bom professor, pois temos muitos exemplos na educação de colegas que lecionam sem competência alguma (efetivos) .Também quero informar que a rede publica não é só o OFA que deve pagar o pato , pois a escola é constituída de efetivos, OFAS ,gestores ,funcionários , alunos etc.Este tipo de reportagem só serve para afastar os pais e retirarem seus filhos da escola pública, porém todos temos a perder e desmoraliza o país.
    Vamos aguardar ,não adianta sofrer antes do tempo pessoal! . Só Deus pode nos asjudar .


  44. PROFESSOR TEMPORARIO OBRIGADA PELO ESCLARECIMENTO SOBRE QUEM OBTEVE 40 PONTOS OU MAIS SE HAVERIA A NECESSIDADE DE FAZER ESTA PROVA NOVAMENTE.
    PARABÉNS PELO SEU SITE.
    GRATA.


  45. Os estudantes, bem como os recém formados, não querem de maneira alguma ”tomar” o emprego de ninguém, só queremos iniciar nossa carreira como docentes e entrar na luta por melhores condições com todos os demais, de maneira respeitosa, afinal, aqueles que nos ensinaram ainda estão na batalha. No ano passado não foi justo o que aconteceu, a prova foi anulada e professores que zeraram a prova puderam tranquilamente continuar lecionando. Por mais que essa prova venha com segundas intenções é preciso repensar no quanto os professores se dedicam aos estudos, perceber até onde vai a comodidade!


  46. Professor Temporário,

    Sou Categoria L, fiz 34 pontos na prova, porém meu tempo de serviço não dá para chegar aos 40 pontos. Portanto estarei na listagem de não aprovados!
    Sou licenciada plena em Física…
    A dúvida é: O estudante de último ano e o tecnólogo aprovado passará na frente do licenciado pleno?!

    Obrigada pela atenção…


  47. Olá,postei uma pergunta e não obtive resposta,por favor me responda:Sou professora categoria F,tenho 51.123 pontos,acertei 31 na prova.Como fica minha situação?Ah,no concurso de 2003,passei ,mas não chegou a chamada ao meu número.E ai?


  48. E a estabilidade dos F (10 aulas), mesmo reprovados, está garantida?


  49. Professor TEmporário,

    Estou participando pela primeira vez, fiz 43 pontos e não tenho nenhum ponto por experiencia e sou Bacharel. Portanto sou categoria F?
    Por favor me esclareça, pois me disseram que eu era O.

    Obrigada pela atenção.


  50. em 24 janeiro 2010 at 13:24 professortemporario

    Regina

    É possível. A resolução SE 08 deixa claro que os reprovados só assumem depois de esgotadas as possibilidades dos aprovados. Nesse sentido é possível interpretar tanto que os não formados que foram aprovados ficarão à frente dos reprovados, quanto que esses não formados podem ser impedidos de lecionar, caso exista professor licenciado disponível.


  51. em 24 janeiro 2010 at 13:27 professortemporario

    Silene

    Com 31 pontos você ficará na lista dos reprovados e só assumirá saldo de aulas depois de esgotadas as possibilidades da lista dos aprovados. Sobre o concurso público de 2003, ele venceu em janeiro de 2008 e sob nenhuma hipótese poderá ser considerado para fins de classificação.


  52. em 24 janeiro 2010 at 13:28 professortemporario

    Tânia

    Leia a caixa preta da educação no estado de são paulo


  53. PROFESSOR TEMOPRARIO0…….

    BOA tarde!!!!!
    SOU PEB-I CATEGORIA F A 14 ANOS, ACERTEI 24 QESTOES NA PROVA….
    GOSTARIA SABER EM QAL LISTA ESTAREI CLASSIFICADA ?


  54. Professor temporário,

    Sou PEB-II categoria F e leciono a 11 anos. Acertei 37 questões na “provinha” e minha dúvida é se valerá a Res. 91 para o meu caso?


  55. em 24 janeiro 2010 at 14:26 FÁTIMA LEME

    Boa Tarde.

    Paulo, é o que aconteceu comigo, em 2007 ,eu estava com 20 anos de sala de aula, não consegui aula,voltei em 2008 na categoria “L”. Este ano completo 23 anos de magistério e continuo na cat. “L”, é revoltante. Em 2009 entrei com uma ação de manutenção de categoria, estou aguardando o julgamento,assim que sair e espero ganhar,entrarei com minha aposentadoria,pois, cansei de sofrer nas mãos desses políticos incompetentes.


  56. em 24 janeiro 2010 at 16:05 Thiago Sgherri

    E aí senhores professores reprovados estão esperando o sindicato fazer milagre. A esperança é sempre a última que morre, e também a útima que pega aula. rrsrsrsrsrs.
    Chega de jeitinho brasileiro…
    Só para lembrar fiz 54 pontos (estudei tá) …


  57. Obrigado pela rsposta.É tudo tão injusto,passei em um repeti neste,o outro caducou e novamente não passamos umas férias sem nos preocupar.
    Repeti neste,embora tenha consciencia de que estudei muito mas,fiquei muito nervosa,e não consegui.Infelizmente tem colegas julgando os demais por uma simples prova,mas Deus é fiel e ele sabe a verdade do coração de cada um de nós.Obrigado por poder fazer parte deste forum e participar.


  58. Comentário infeliz heim meu caro, nem te conheço mas tenho certeza que você não está por dentro do que está acontecendo e além de ter caido de para-quedas na história não tem moral nem pra amarrar os sapatos dos professores que não conseguiram se sair bem nessa pseudo avaliação, o que você sabe da vida infeliz? Tem um monte de chats de derrotados como você que adorariam bater um papinho. Sai da área o falso burguês. Este site foi construído para mentes pensantes não para ruminadores.


  59. resposta ao Thiago S

    Eu passei na prova mas nem por isso me considero melhor do que ninguém.


  60. em 24 janeiro 2010 at 16:26 Fabio Douglas

    Boa tarde, a todos.
    Segundo o edital que saiu logo no início do processo de avaliação, os docentes que não alcançassem 40 pontos na avaliação estariam eliminado do processo de atribuição de aulas, porém com esta nova informação de que o processo passou a ser classificatório, mesmo quem não alcançou os 40 pontos terá chance de pegar aulas. Eu como aluno do 4 semestre de matemática caso alcançasse os 40 pontos (consegui 33, teoricamente eliminado), teria até o dia 22, para apresentar a documentação que comprove que continuo matriculado no curso. Porém a faculdade só poderá me entregar esses documentos no dia 29. Os senhores sabem se haverá prorrogação deste prazo de entrega dos documentos.

    Obs: Fiquei sabendo que a prova seria classificatória somente no dia 21/01.


  61. em 24 janeiro 2010 at 16:28 MARCIA TOZZI

    comecei a lecionar em 1998 e fui até 2006 quando em 2007 por problemas particulares fiquei este aNo de 2007 sem lecionar voltei em 2008 . NÃO ENTENDI PORQUE MINHACATEGORIA FOI MUDADA PARA L SE NESTE SITE DIZ Q L SERIA PARA QUEM EM 2007 IRIA LECIONAR PELA PRIMEIRA VEZ O QUE Ñ É MEU CASO. tENHO DIREITO A RECURSO?????


  62. em 24 janeiro 2010 at 16:41 MARCIA TOZZI

    POIS É THIAGO S SÓ LAMENTO POR VC POIS APRESENTA-SE COMO UMA PESSOA ARROGANTE!!!!
    TENHO CERTEZA QUE MUITOS AMIGOS PROFESSORES TEM ORGULHO DA PROFISSÃO ASSIM COMO EU..
    OLHE PARA SI POIS O QUE VC NOS MOSTROU É LAMENTÁVEL E DEPLORÁVEL ACHO QUE A ÚNICA PESSOA QUE QUER DAR UM JEITINHO BRASILEIRO É VC TENHO DÓ DOS ALUNOS QUE VC MINISTRAR SUAS AULAS…..


  63. Que dia sai o resultado final da provinha?


  64. Thiago vócê realmente é infeliz, comentário mediocre.


  65. em 24 janeiro 2010 at 18:15 Thiago Sgherri

    Para começar e para terminar.

    Desabafei sim. Estudei sim. Fui irônico sim. Mas sou Professor igual à vocês mas a diferença é que fiquei os últimos meses trabalhando e estudando ao mesmo tempo, e vocês… Perdi várias horas em claro estudando e me esforçando para conseguir passar na prova, e vi muitos colegas desdenhando disso, me dizendo que era bobagem e que logo o sindicato iria conseguir cancela-la, assim como foi no ano passado onde gabaritei a prova e no final foi aquela palhaçada .Agora eu quero ver o circo pegar fogo. Falei propositalmente pois sabia que viriam estes tipos de “professores baratos” me criticar. Realmente vocês não me conhecem e não sabem nada nem de mim, nem de nada. Mas saibam uma coisa, eu estou estudando para o concurso durante minhas férias, só faltava reclamarem que será um abuso estudar em tempo de descanso; tenha dó… Vão estudar .


  66. VAMOS LARGAR MÃO DE DEMAGOGIAS ALGUEM CONSEGUIU LER 30 OBRAS EM DOIS MESES, SE ALGUEM CONSEGUI VAMOS ENCAMINHAR PARA O FAUSTÃO NO SIVIRA NOS TRINTA ABRAÇOS


  67. CAROS COLEGAS

    VOCÊS RECLAMAM DEMAIS E, PIOR, COM QUEM NÃO TEM NADA COM ISSO. APRENDAM A DIRIGIR SUAS CRÍTICAS A QUEM DE DIREITO: S.E., APEOESP E POLÍTICOS. NÃO É DIFÍCIL, BASTA O MESMO “ENTUSIASMO”. Vejam o que saiu no Estadão, analisem, discutam com enolvimento e critiquem quem merece. Aproveitem e reclamem com quem se deve:
    Temporário vai visitar residências
    Professores reprovados na prova de seleção da secretaria estadual de SP vão intermediar conflitos

    Fabio Mazzitelli

    Os professores temporários de São Paulo que não passarem na prova de seleção da Secretaria Estadual da Educação serão destacados para trabalhos que incluem a mediação de conflitos internos nas escolas e visitas às casas dos alunos. O programa, em criação pelo governo do Estado, leva o nome provisório de “professor mediador escolar e comunitário” e será instituído a partir do próximo ano letivo para atender a uma demanda que surgirá diante da nova legislação que regula o trabalho temporário dos servidores, aprovada neste ano.

    A maioria dos docentes não concursados está sujeita à seguinte regra: quem for reprovado na avaliação não poderá lecionar em 2010, mas terá a garantia da recém-criada jornada mínima de 12 horas semanais em atividades extraclasse. Cerca de 88 mil temporários podem cair nesse grupo – a rede estadual de educação tem cerca de 230 mil professores entre efetivos e temporários.

    Em princípio, os temporários mal avaliados com garantia de jornada básica fariam somente trabalhos de apoio nas salas de leitura. Mas como são profissionais com experiência letiva de três anos ou mais na rede, a secretaria quer aproveitar a formação pedagógica do grupo nos papéis de mediadores de conflito e professores visitadores, para os quais esses docentes devem ser capacitados.

    Tais funções, segundo a Secretaria Estadual da Educação, pretendem incentivar maior participação das famílias na comunidade escolar e ampliar os círculos de Justiça Restaurativa, processo de reparação de danos e reconstrução da paz pelo diálogo. A Justiça Restaurativa foi implantada de modo experimental em escolas estaduais da zona sul da capital, de Guarulhos e São Caetano do Sul.

    “O projeto existente apontava para a necessidade de ter uma pessoa, ainda que com uma dedicação pequena, que fosse o interlocutor permanente na escola da Justiça Restaurativa”, diz Fernando Padula, chefe de gabinete do secretário estadual da Educação, Paulo Renato Souza. “Esse professor vai orientar os pais sobre o papel da família, com visitas às residências, analisando fatores de vulnerabilidade em que o aluno possa estar exposto”, diz.

    A rede estadual tem cerca de 5,3 mil escolas de ensino fundamental e/ou ensino médio e atende a cerca de 5 milhões de estudantes. A ideia inicial do programa é fixar um professor por colégio ou por turno para mediar conflitos e interagir com as famílias. A secretaria quer definir detalhes do programa até 20 de janeiro.

    Fonte: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20091222/not_imp485657,0.php


  68. ainda haverá o guincho de 200 dias letivos para a renovação dos contratados dos ingressantes da rede?


  69. GOSTARIA DE SABER QUEM FES 32 A 38 PONTOS E VAI COMPLETAR COM O TEMPO D SERVIÇO, PRECISA FASER ESSA PROVA O ANO QUE VEM?


  70. Eu só sei que tudo isso serviu para que os professores tivessem uma certeza: o sindicato não representa mais todos os professores. A categoria está dividida e essa divisão se refletiu também no sindicato.


  71. OI ,THIAGO,TD BEM? ACHO QUE SIM POR QUE VC ESTÁ SE SENTINDO O ULTIMO BISCOITO DO PACOTE, CALMA A APEOESP AINDA VAI TER UMA REUNIÃO COM O SECRETARIO DA EDUCAÇÃO NO DIA 26/01/2010 PARA DEFINIR A RESOLUÇÃO E AQUELES QUE NÃO PASSARAM E SÃO DA CATEGORIA F , ESTÃO SEGUROS POR TER UMA ESTABILIDADE E VC QUE ESTÃO SE SENTINDO NA CATEGORIA L,O…. E VÃO LECIONAR SOMENTE ESTE ANO SE NÃO PASSAR NO CONCURSO.


  72. em 24 janeiro 2010 at 19:04 Luiz Carlos

    Para: Thiago Sgherri

    Consegui acertar 57, tenho 37.125 pontos e nem por isso me coloco no direito de inserir banalidades como voce fez. Certamente você não se encontrava na mesma situação em que muitos colegas enfrentaram no período, ou seja: fechamento de avaliações bimestrais e finais do ano letivo, sem tempo para poder estudar a vasta bibliografia e realizar uma boa prova. Como obtive maior pontuação que você e certamente obtenho experiência que te supera, me vejo no direito de lhe informar que 54 acertos tão somente não te credencia a tratar com pessoas. Ainda tens muito o que aprender, principalmente vencer a arrogância que predomina em você. Que tal tentar outra área? Se já tentou e não conseguiu êxito seja bem vindo, temos grandiosidade no olhar e quem sabe a convivência lhe faça bem.


  73. A PROVA CONTINUOU SENDO ELIMINATORIA NA FORMA COMO SAIU A RESOLUÇÃO, POIS O CERTO TERIA QUE CONTAR OS PONTOS DA PROVA MAIS A SUA PONTUAÇÃO E SAIR UMA LISTA UNICA E NÃO DUAS LISTAS, POIS ISSO PROVA QUE A CLASSE SE DIVIDIU E UNS AGREDINDO O OUTRO, ONDE TODOS SOMOS PROFESSORES, ESTAS DUAS LISTAS VÃO DESCRIMINAR A CATEGORIA .


  74. ESTOU MUITO DECEPCIONADA COM TUDO QUE LI NESTE BLOG, POIS OS PROFESSORES ESTÃO SE DEGLADIANDO E ASSIM OFENDENDO UNS AOS OUTROS, SOU DA CATEGORIA F E JÁ TENHO 16 ANOS QUE ESTOU NA REDE E PASSEI NA PROVA,EU ACHO QUE TODOS OS PROFESSORES TEM UM INICIO DE CARREIRA E ANOS PARA CONSEGUIR UM TEMPO DE SERVIÇO E OS SEUS PONTOS,SE DEDICARAM A VIDA INTEIRA EM SALA DE AULA, TODOS TEM QUE CONSEGUIR ATRAVÉS DE SEU MERITO E EXPERIÊNCIA DE TANTOS ANOS. AGORA UMA PROVA FAZ COM QUE OS PROFESSORES INICIANTES QUE FORAM BEM NA PROVA PASSAREM NA FRENTE DE QUEM ANOS A FIO CONSEGUIRAM SEUS PONTOS?
    EU ESTOU HÁ 16 ANOS E TODOS OS CONCURSOS DO ESTADO EU PASSEI, TANTO QUE TENHO OS PONTOS DE CONCURSOS, SÓ QUE NÃO FUI CHAMADA, POIS MINHA AREA TEM POUCOS CARGOS E SÓ TEM NO ENSINO MEDIO, NÃO FIQUEI ACOMODADA COMO LI NESTE BLOG E SOU EFETIVA NA PREFEITURA.
    AGORA INICIANTES, QUE FORAM BEM NA PROVA, PARABENS MAIS VÃO ADQUIRIR EXPERIENCIA PARA CONSEGUIR SUAS AULAS COMO TODO MUNDO FEZ, NÃO PENSEM QUE É FACIL, POIS TODO MUNDO QUE ESTA ANOS NO ESTADO TEVE SEU COMEÇO.
    FIZ A PROVA DE 2008 E TB PASSEI E ACHEI JUSTO A PROVA SER ANULADA , POIS IRIA PASSAR NA FRENTE DE MUITOS QUE NÃO FORAM BEM ,NÃO SOU EGOISTA A PONTO DE SE ACHAR MELHOR SÓ PQ PASSEI NUMA PROVINHA, ACHO QUE AS COISA NÃO VEM TÃO FACIL, TODOS QUE TEM PONTOS FOI POR MERITOS DE TEMPO ENTÃO PAREM DE BRIGAR E VÃO TER SEUS PONTOS, PARA DEPOIS TEREM O SEU LUGAR GARANTIDO.
    NUMA EMPRESA NÃO IMPORTA SE VC FOI BEM NUMA PROVA O QUE VALE É A SUA EXPERIÊNCIA, SEMPRE TIVE AMIGOS COM POUCO TEMPO E QUE SÃO EVENTUAIS E SEMPRE OS RESPEITEI E OS AJUDEI, ACHO SIM QUE TEM PROFESSORES E PROFESSORES MAIS EU NUNCA VI DENTRO DESSES ANOS QUE ESTOU NO ESTADO ALGUMA COISA MELHORAR. SE TEM PROFESSORES QUE NÃO FAZEM NADA EM SALA DE AULA É O PROPRIO SISTEMA QUE OS DEIXOU ASSIM, PQ NUNCA FIZERAM NADA POR ELES E É ASSIM QUE VCS VÃO SE SENTIR DAQUI ALGUNS ANOS, PORQUE NO INICIO É ASSIM MESMO, E VCS VÃO SE LEMBRAR DESSAS PALAVRAS.
    AGORA NÃO FIQUEM BRIGANDO PORQUE FORAM BEM NA PROVA, TODOS NÓS ESTAMOS NO MESMO BARCO TEMOS É QUE LUTAR PARA ACABAR COM ESSAS CATEGORIAS POR QUE NÃO SOMOS GADOS PARA SEREM MARCADOS E FAZEREM VALER OS NOSSOS PONTOS E A NOTA DA PROVA.

    O MAIS JUSTO É A PROVA SER CLASSIFICATORIA.

    BEIJOS E UM 2010 DE LUTA


  75. MARCIA TOZZI

    Você está equivocada. O correto é considerar que quem pertence à categoria F é aquele professor que tinha vínculo (aulas atribuídas) em junho de 2007. O que se aconselha, no seu caso, é fazer uma solicitação â Diretoria de Ensino a qual você pertença, solicitando uma revisão do seu caso. De posse de uma resposta, se negativa, procurar um advogado para maiores esclarecimentos, ok!


  76. HUGO
    GRATA PELA EXPLICAÇÃO.


  77. Sr. Thiago Sgherri

    Acertar 54 numa prova não quer dizer nada.

    Você pode ser bom para memorizar, gostaria de vê-lo em sala de aula, será que é tão bom assim????

    Pelo jeito que você se refere aos professores que não passaram, percebe-se que falta uma coisa para

    HUMILDADE.


  78. PESSOAL, É POR ISSO QUE A CATEGORIA É DESUNIDA,CADÊ A HUMILDADE?


  79. Olá,
    Eu tenho dois olhares referentes a atual atribuição. O primeiro é que sou nova no Estado com apenas 2 anos, e nunca consegui atribuir aulas pois conforme a regra eu não tinha pontos suficientes. O meu questionamento sendo eu uma professora compromissada que tem investidona vida academica, com especializão e agora mestrado. Descubro que participarei da atribuição do segundo bloco. Na escola onde trabalhei as professoras que lecionam a mesma disciplina que eu não sabem um quinto do que sei e tratam os alunos como caso perdido, será que os que começam agora naun tem muito mais motivação e garra do que a grande maioria cansada e estressada??. E sejamos francos continuam usando uma metodologia que usaram há 15 anos atrás, resultado… fracassooooooo. Porém , ao mesmo tempo é muito triste saber que muitos professores ficariam sem emprego e alguns podem ter ido mal na prova mais no fim são bons professores.
    A pergunta que fica por que os professores temem tanto um processo classificatório, sendo que em qualquer emprego num mundo globalizado em que vivemos hoje se vc não estiver antenado e não se capacitar vc corre o risco d perder o mesmo?? Idade, tempo de serviço, não são validos quando na verdade o que está em foco é qualificação (preparação).


  80. Não temos certeza que as leis serão realmente feitas, não houve e não há lei em momento nenhum só interesses para alguns e economia do governo. O que receberam titulação de categoria L foram e são excluìdos. FORA SERRA!!!!!!!!


  81. Thiago Sgherri,
    Como você acabou de comentar,sei que você estudou e acertou 54 questões, não dúvido disso, mas pra você está se cabando assim no mínimo teria que ter acertado 65 pra mais, pois prova nenhuma mede a capacidade de ninguém,sou professor de Geografia acertei 30 e não me sinto um incapaz!!!!!


  82. ALGO QUE TEMOS QUE REVER QUANDO NÃO COSEGUIMOS CHEGAR NO NOSSO OBJETIVO , EXISTEM ENTRE TANTAS PALAVRAS ALGUMAS QUE TEREMOS QUE ACOSTUMAR COM ELAS COMPETENCIAS , HABILIDADES E A MAIS DESCONHECIDA MERITOCRACIA PENSEMMNNN


  83. em 24 janeiro 2010 at 21:25 Valeria Martins

    A todos que estão criticando o Prof Thiago,acho uma insastifaçao imbutida,pois a prova era dividida em 20 perguntas gerais e 60 especifica,sendo assim quem estava lecionando durante o ano nao poderia achar o fim do mundo as questões,a parte dos autores tbem nao era tao absurda ,vcs podem achar o tempo curto.
    Agora quem estudou os resumos que estavam disponiveis na internet pode pelo menos ter uma noçao.
    Mais do que o prof. thiago esta comemorando,e vc encontrar professores que nao fizeram nada e tirar um sarro da cara de quem estudou ,como eu que fiz tbem 54 pontos dizendo perca de tempo essa prova sera anulada como antes vc vai ver.

    TEMOS SIM QUE SER AVALIADOS POIS O MUNDO GIRA E NOS PROFESSORES ESTAMOS PARADO NO TEMPO,QUERENDO ENSINAR COMO ERA NA EPOCA DOS DINOSSAURO. SOU MAE E PROFESSORA E ESTOU COM A PROPOSTA!!!!!!!!!!


  84. Da série “Corporativismo: O Que Vale é a Experiência”

    Estados Unidos: General Motors – Corporativista – Falida

    Japão: Potência Industrial – Corporativista – Em recessão há 4 anos e economicamente instável há 10 anos.

    Brasil: Educação – Corporativismo, “Pedagogia do Amor”, “Progressão Continuada (aka Compulsória)” – Falida

    Só brincando, galera. o/

    É claro que os acontecimentos supracitados envolvem bem mais do que o amado/odiado Corporativismo. Mas fatos são fatos, se ele está acabando (ou se acabando) em todos os outros setores, é inocência achar que isso não vai atingir a Educação também.


  85. Thiago Sgherri,
    Desculpe, mas concordo com o Paulo quando diz que para vc se gabar deveria ter acertado 65 pontos ou mais, pois eu não estudei e também acertei 54 questões e como cobrança minha, achei que essa pontuação não era tão boa assim!!!!!!!!!


  86. em 24 janeiro 2010 at 22:05 SERGIO RIBEIRO DOS SANTOS

    CAROS COLEGAS

    LECIONO A 16 ANOS, E JÁ PASSEI POR TODO TIPO DE EXPERIENCIA COM ESTE GOVERNO DO PSDB E POSSO GARANTIR QUE TODA MUDANÇA TEM UM FUNDO DE VERDADE, QUE É MOSTRAR PARA A SOCIEDADE QUE A NOSSA CLASSE É FORMADA DE PESSOAS EGOISTAS E INDIVIDUALISTAS E INFELISMENTE A MAIORIA AINDA NÃO SE DEU CONTA, E ENQUANTO O PROFESSOR PENSAR SOMENTE EM SI E NO SEU MOMENTO, OS GOVERNOS: ATUAL E POSTERIORES, CONTINUARÃO AGINDO ASSIM, SEM RESPEITO E TESTANDO FORMULAS MILAGROSAS E APONTANDO CULPADOS: NÓS.

    “DEUS NÃO ESCOLHE OS CAPACITADOS, MAS, CAPACITA OS ESCOLHIDOS”.

    FELIZ 2010 – NA MEDIDA DO POSSÍVEL.


  87. Que HUMILHAÇÃO……BLOCO DOS APROVADOS E BLOCO DOS REPROVADOS……Só joga mais ainda a categoria pro esgoto….


  88. Boa noite;
    Tenho acompanhado as discussões nesse blog, que inclusive acho muito interessante e de muita utilidade para todos nós, acrescentado muita informação e esclarecimentos, e que me foi muito importante na prova dos OFAS, pois estudei os resumos da parte pedagógica, o que me propiciou acertar todas as questões dessa parte, que somadas à parte de aplicação de conteúdo programático em sala de aula somaram-se 51 pontos.

    Sou professor também em uma universidade, além de estar na rede estadual, que me ajuda a ter uma visão um pouco mais ampla sobre toda essa discussão sobre capacitação, quantidade de pontos, qualidade de ensino, tempo de casa, etc., que faz com que muitos professores se “alfinetem” constantemente.

    Depois de muito ler os depoimentos dos colegas, gostaria de deixar aqui a minha contribuição, no sentido de encontrar um ponto de consenso entre as opiniões.

    Respeitando as dificuldades e possibilidades de cada um, acho que todos nós deveríamos fazer um exame de consciência, para saber até que ponto estamos nos esforçando para melhorar o quadro educacional no Brasil, se estamos estudando, nos atualizando, entregando realmente um ensino de qualidade para nossos alunos, pois é desse modo que penso e procuro agir, seja na Universidade ou em uma sala superlotada de uma escola estadual na periferia da cidade de São Paulo.

    Dessa forma eu acredito não em lamentações e justificativas, mas em trabalho, acredito em respeito aos alunos e a nós mesmos, e que a única forma de nos tornarmos competitivos e nos capacitarmos é estudar e estudar. Acredito que enquanto não tivermos a consciência da importância da nossa profissão vai ser muito difícil prosseguir.

    Abs!


  89. sou professora PEB II categoria F tenho 23.000 de tempo de serviço e nao atingi o 32 pontos gostaria de saber em que lugar fico na atribuição.
    fico antes ou depois da categoria L e O
    grata cristina


  90. para Marcia você estará na promeira lista dos aprovados; boa sorte


  91. Apaguem os emails


  92. em 24 janeiro 2010 at 22:38 Maria de Lourdes

    TODAS ESSAS CIRCUNSTÂNCIAS EM RELAÇÃO AOS PROFESSORES OFAS SÓ VEM TORNAR EVIDENTE O QUANTO SOMOS DISCRIMINADOS POR ESSE GOVERNO, DESDE A COMPRA DOS NOOT BOOKS COM FINANCIAMENTO PELA NCNB QUE FORAM OFERECIDOS AOS EFETIVOS, ATÉ AS DUAS LISTAS QUE IRÁ SAIR PARA ATRIBUIÇÃO DE AULAS.


  93. Parabéns!!! Para o Thiago.
    Espero que você seja tão dedicado na educação,precisamos de professores assim, que tiram notas altas nas avaliações, mas lembre-se colega que antes de sermos professores ( as) somos pais e mães e temos outras obrigações familiares e com a sociedade, com nossa saúde e de nossos familiares. Eu também como você passei nessa medíocre provinha mas não estou tão feliz de ver muitos colegas super-competentes em salas de aulas e demais atividades na vida sendo reprovados porque não aprenderam dar aulas segundo alguns autores que estão distantes da nossa realidade. Eu como professor ajudo minha esposa nos afazeres de casa, levo meu filho à escola e trago de volta e ainda vou a academia 3 a 4 vezes por semana e a vou em algumas corridas de 15 kms por aí nos finais de semana e sobra um pouco tempo para ler algum livro.Concluído. Se pontos, efetivação fosse tão excelente, a educação do Estado de S P não estaria essa merda!


  94. Caro Thiago Sgherri

    Se os professores precisam estudar? Isso é inerente a carreira.
    Mas, tripudiar os que não passaram é uma conduta lamentável.
    O que poderiamos fazer é criticar, pricipalmente de forma construtiva, pq é o direito de expressão. Porém, palavras com cunho pejorativo não são de bom tom.


  95. em 25 janeiro 2010 at 01:26 Sílvia Regina

    Acabei de ler que a Apeoesp quer que o concurso público PEB II seja ESTADUAL. Acho um absurdo, tem que ser REGIONAL.


  96. PROFESSOR TEMPORARIO, ME TIRA UMA DUVIDO APROVA A
    NO SABADO LI NO JORNAL ” DIARIO DE SAO PAULO”
    QUE O GOVERNO DE SAO PAULO APROVA 93.804 PROFESSORES TEMPORARIOS, QUE ESTES PROFESSORES TERIAM QUE TER TIRADO NOTAS ACIMA DE 5 PONTO, NESTA PROVA QUE ESTAMOS CITANDO. NAO ENTENDI. MUITO OBRIGADO


  97. CORRIGINDO O CONTEUDO, DE MEU COMENTARIO ACIMA,

    LI NO JORNAL DE SABADO DIA 23 DE JANEIRO, NO JORNAL DIARIO DE SAO PAULO, QUE O GOVERNO DE SAO PAULO, APROVA 93.804 PROFESSORES TEMPORARIOS, QUE ESTES PROFESSORES TERIAM TIRADO NOTA ACIMA DE 5 PONTOS. NAO ENTEDI, ONDE FICA OS 40% OU 50% QUE ESTA GERANDO TOTAL DUVIDAS, OCORRENTES???
    MUITO OBRIGADO


  98. Sílvia Regina

    Li essa idéia de tornar a prova Estadual. Não ia entrar nesse mérito pq não creio nessa hipótese, pois o edital foi publicado (não significa que é impossível ser mudado) .

    E tenho a mesma opinião. Acho um absurdo pq são muitas vagas e a probabilidade de ter que mudar de cidade será muito grande caso siga as regras de outros concursos (nomeado em cidade x tem que tomar posse na cidade x).

    Faço um esforço para entender qual a lógica de algumas idéias brilhantes, mas as vezes não consigo visualizar esse brilho.


  99. Olá!

    Professor temporário, li vários comentários…mas em nenhum tinha a resposta para a minha dúvida…

    eu leciono desde de 2006, tenho 973 dias trabalhados e um total de pontos de 7,139….sou da categoria L e fiz na prova 38 pontos…

    será q eu vou estar na lista dos aprovados???????? Ou seja vou poder somar os meus pontos?????????

    aguardo resposta!!!
    desde já muito obrigada!!!


  100. em 25 janeiro 2010 at 09:37 Maria de Lourdes

    Hugo,
    Concordo com você, quantas “idéias brilhantes” são conjecturadas e propagadas por “alguns” funcionários em seus escritórios, salas, congresso, Assembléias Legislativas e em Brasilia só pensando “como” fazer para prejudicar e tornar mais difícil a vida dos professores.
    Para eles tudo é fácil, pois são “intocáveis”. Gostaria muito que o processo seletivo dos professores temporários de São Paulo fosse aplicado aos políticos e seus assessores. Aliás, acho que deveríamos exigir isso!!! Já pensou quantos não seriam aprovados?


  101. Porque duas listas dos aprovados? é justo? SE TODOS FORAM FAZER A MESMA PROVA NOS MESMOS LUGARES,COM AS MESMAS EXIGÊNCIAS, COMO PODE HAVER ESSA SEPARAÇÃO? SE ELES QUISESSEM FAZER UMA PROVA SÓ PARA OS OFA F ELES TERIAM FEITO EM DOIS MOMENTOS, NÃO JUNTOS COM TODOS, AGORA NA HORA DE CLASSIFICAR SEPARAR. ISSO SIM É DISCRIMINAÇÃO.


  102. QUEM PASSOU DEVE ESTAR NA MESMA LISTA DOS CLASSIFICADOS. INDEPENDENTE DE CATEGORIA. NÃO SEPARARAM NA PROVA AGORA SEPARAR NA CLASSIFICAÇÃO? QUE HORROR!


  103. De Fatima

    para Thiago.
    Não poderia jamais deixar de parabenizá-lo.Voce só esqueceu de mencionar a sua área,porque dependendo de qual for ,você precisará ralar muito,pois sabemos de algumas disciplinas que já estão saturadas,e não é com 54 acertos que você vai se garantir.

    Não precisa me agradecer BONZÃO???????????????????????


  104. Juliana
    É lamentável, mas, vc teria que ser categoria F, para que pudessem somar seus pontos. Vc vai entrar na lista do L e O. E só assim somarão seus pontos. Abraços Boa Sorte!!!


  105. Para THIAGO

    Meu amigo, só uma pequena informação à vc. Estude mesmo, e passe no concurso. Uma pessoa igual à vc merece ser tratado “mediocremente” pelos alunos. Aluno não suporta professor arrogante. Tenho experiência de magistério à 15 anos e eles me adoram. Leciono muito bem. Sou capacitada para a função. Assim como meus colegas de tempo de serviço. Não largamos nossos alunos para ficar estudando para uma “prova”. Nos preocupamos à cada dia com aquele que iria entrar em uma Universidade, em uma Empresa, ensinamos normas de conduta, ensinamos como se apresentar em uma empresa, e aprendemos muito com eles tbm…. Agora te faço uma pergunta. Enquanto vc estudava, pensou no seu aluno? Pois tínhamos que nos dedicarmos aos cadernos dos alunos, Saresp, Prova Brasil, Enem etc.. E vc o que vc fez pelos seus alunos? Qual foi o momento que vc pensou nele? Pelo que pude observar vc só pensa em vc. Será que vc merece estar entre nosso grupo? Pense! os Professores são unidos. Vc não tem condições nenhuma de estar conosco. Abraços e Sorte.


  106. Simone
    Professores são unidos? Tem certeza?

    Thiago
    Mais um que perde a razão gratuitamente. Na essência concordo contigo, mas você se expressou de forma infeliz.

    Mas até que enfim o “jeitinho brasileiro” dá sinal de “ir-se-indo”…

    Aos “professores unidos e descompromissados com os valores materiais”
    Ao acaso os senhores não deveriam ter escolhido outra carreira… como monges beneditinos, por exemplo?


  107. Simone e Juliana

    Como vc tem 973 dias trabalhados (que equivalem a 3,892 pontos) e sua nota na prova é de 38 pontos então a sua nota final será de aproximadamente 42 pontos. Portanto estará na lista dos aprovados.

    Mas, para ter certeza, espere até amanhã (dia 26) quando sairá o resultado.


  108. francisco

    Gostei o seu comentário em “Sobre o processo seletivo para professor temporário em São Paulo”. Tenho quase a mesma opinião e só não coloquei o link para cá, pq se vc não o fez, quem sou eu para faze-lo.


  109. de A -Z o funcionalismo publico está indo pro brejo


  110. Olá Pessoal

    Penso que se fosse em outras profissoes onde o salário ultrapassa 5 mi, talvez o concurso em nivel estadual fosse o mais justo. Mas no caso dos professores creio que deva ser regionalizado sim.


  111. Olá boa tarde! Queridos colegas de profissão! Por gentileza, esclareçam-me a diferença do concurso público ser REGIONAL e ESTADUAL? Quais são as vantagens e desvantagens? No edital está como Regional?

    Muito obrigado desde já,

    Atenciosamente,
    Rodrigo


  112. Rodrigo

    A diferença é que no ESTADUAL vc concorre nas vagas de todo o estado, ou seja, se passar em 10000 vc será chamado. Porém, seu local de trabalho pode variar ir leste a oeste do estado paulista.

    No REGIONAL vc prestará para as vagas da DE e somente para essas. Dessa forma, o seu local de efetivação se restringirá ao local o qual optou. Com isso as vagas serão apenas aquelas que estarão disponíveis no local, que será bem menor que o total do edital. Reveja no link http://professortemporario.wordpress.com/2010/01/23/urgente-novas-regras-para-atribuicao-e-classificacao-de-professores-temporarios/#comment-8230

    Quanto ao que está no edital, entre no site da Fundação Carlos Chagas (FCC) – http://www.concursosfcc.com.br – e leia o edital.


  113. Hugo
    Nem me lembrava do post no meu blog. Para quem se interessar, o link é http://stoa.usp.br/francisco/weblog/69722.html

    Mas estou aguardando a publicação da lista para escrever um novo atualizado. Estou ansioso por finalmente ter a oportunidade de dar aulas na escola pública!


  114. Hugo muito obrigado


  115. Oi sou professora, não estou reclamando da categoria, pelo contrário, somos professores e temos que nos unir pela melhoria da educação, mas não concordo com os comentário apresentados sobre esta prova, ela é válida sim, pois temos que entender como funciona a legislação que nos compete a maneira de ensinar em sala de aula, vi comentários sobre a quantidade de livros, realmente é muita coisa em pouco tempo, mas compete ao professor estar inteirado da metodoligia de ensino e vendo a prova era sobre isto que ela tratava, a prova nada mais era do que raciocínio lógico, voce ler o que pedia e através do conhecimento da metodologia que é aplicada no estado responder as questões, só nisso já dá pra acertar mais da metade da prova, acho que temos que nos unir pra diminuir a quantidade de alunos em sala de aula, acesso a profissionais que realmente entendam de educação e metodologias, punição aos alunos principalmente aos pais irresponsáveis que não estão nem aí com seus filhos que acham que é obrigação do professor em educar o seu filho, respeito, pois muitos dizem que já que não conseguiu fazer nada virou professor, que é moleza trabalhar só algumas horas e ganhar bem, como se professor não fosse um cansaço físico e mental, temos que brigar por isto e não porque foi dada uma prova pra testar nossos conhecimentos que somos obrigados a conhecer. E quando acontecer algo com um professor em sala como ser agredido verbal, oral ou mesmo fisicamente por qualquer pessoa fazer greve, ou seja lá o que for pra sermos ouvidos neste sentido, nos últimos anos ao meu ver o professor só tem brigado por interesse pessoal o que é totalmente aceito e temos esquecido de brigar pela melhoria total no ensino, afinal é por isto que viramos professor para educar e não brigar porque tivemos que fazer uma prova, porque infelizmente alguns professores só assumem uma aula/classe pra tirar licença depois, que infelizmente quem está dando aula conhece bem esta realidade.


  116. Acho um “barato” ver tantos colegas reclamando uns dos outros, da vida, do Estado.
    O estado é uma porcaria mesmo, sempre foi e pelo jeito sempre será.
    Os mais novos têm raiva dos mais velhos, pois eles muitas vezes conseguem aula e os novos não. Estes últimos, muitas vezes, são sim maltratados pelos mais velhos na framigerada SALA DOS PROFESSORES… Já vi muitas vezes colegas velhos zoando novos, dizendo eles só sabem fazer X em concurso, que não sabem nada… Mas isso não dá direito aos novatos de xingar ninguém.
    Os mais velhos, agora, sofrem por não terem procurado saber mais das matérias de concurso. Sim, isto é verdade. Quando eles estavam no bem bom, nem se preocupavam com nada. Agora, vendo seu emprego ir pro brejo, vêm com esse papo de união de categoria, de respeito…
    Por que não foram assim o tempo inteiro?
    Quantas vezes vi colegas que hoje falam em melhoria da educação xingar alunos, diretor, outro colega…
    Se prova avalia ou não alguém, isto não vou discutir, cada um tem sua opinião, mas que tem gente sofrendo por merecimento, isto tem.
    Pena que no meio deles, tem (uns poucos) professores que não mereciam isto…

    Ah, Jorge: Hipocrisia, não: já li a maior parte dos livros do concurso, isto em uns 3 meses e meio. Dá sim, é só se esforçar. Talvez não se consiga tudo, mas se for a maior parte, já dá para passar bem no concurso…


  117. Pelo que entendi todas as categorias (F, L, X, Y rs) escolherão antes das categorias que não atingiram os 32 pontos?

    Ou essa regra será apenas para categoria F?

    Alguém pode me explicar?


  118. pelo amor de Deus, me respondam apenas umas simples pergunta

    alguem sabe se ainda havera o guincho de 200 dias letivos?

    Por Favor respondam!!!

    MUITO OBRIGADO


  119. em 25 janeiro 2010 at 17:38 marcia tozzi

    LUCIVELO

    OBRIGADA PELA RESPOSTA BJS
    VC SABE DIZER SE ALGUMA QUESTÃO DA PROVA DE PEB 1 FOI ANULADA GRATA


  120. em 25 janeiro 2010 at 17:49 AMANDA CRISTINA

    SOU PEB 1 E FIZ 23 PONTOS NA PROVA TENHO 1500 DIAS TRABALHADOS COMO FAZER AS CONTAS PRA SABER SE PASSEI OU Ñ ESTOU DESESPERADA!!!! ESCLAREÇAM -ME POR FAVOR


  121. em 25 janeiro 2010 at 18:12 MARCIA TOZZI

    DECONSIDEREM POR FAVOR O ANTERIOR POIS SEM QUERER SELECIONEI ERRADO PERDAO O Q SEGUE ABAIXO É O CORRETO GRATA.
    De: APEOESP-SUBSEDE DE SÃO CAETANO
    Assunto: FAX URGENTE Nº 05 DE 2010
    Para: “-SUB. SAO CAETANO DO SUL”
    Data: Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2010, 9:29

    Fax nº05 – 23/01/2010

    Resolução da S.E. confirma caráter classificatório do provão

    A Diretoria Estadual Colegiada (DEC), reunida no dia 23/01, sábado, analisou a Resolução S.E. 8, de 22/01, que dispõe sobre a classificação de docentes e candidatos a contratação temporária no processo seletivo para atribuição de classes e aulas da rede estadual de ensino – o provão.
    A resolução confirma o caráter classificatório do provão. Trata-se de uma grande conquista dos professores pois, originalmente, o provão eliminaria da atribuição os professores que não atingissem os 32 pontos, mais os pontos relativos ao tempo de serviço para compor a pontuação, afastando da sala de aula os chamados “categoria L” e causando a demissão dos demais.

    Ficam estabelecidos dois blocos para a atribuição, ambos organizados por ordem de “categorias”: primeiro “F”, depois “L” juntamente com os “O”. No primeiro bloco estarão os que atingiram ou superam 32 pontos e, no segundo, os demais. Os integrantes do primeiro bloco escolhem suas aulas e, somente após esgotadas suas possibilidades, passam a escolher os do segundo bloco.
    Professores “categoria F” que não obtiverem aulas, esgotadas todas as possibilidades, ficarão afastados das salas de aula com jornada mínima (10 horas + 2 horas de HTPC), desenvolvendo “atividades de suporte às ações pedagógicas que permeiam as aulas regulares e às aulas dos projetos da Pasta, na forma estabelecida em legislação específica” (que a S.E. ainda não publicou).

    Os professores que não se inscreveram ou não realizaram a prova poderão requerer justificação da ausência junto às Diretorias de Ensino, anexando documentação comprobatória das razões que os levaram a não se inscreverem ou a não fazerem a prova, até o dia 29/01. Orientamos todos os professores a protocolarem seus pedidos, mesmo aqueles que já enviaram seus documentos à APEOESP. Já há compromisso da S.E. de justificar os casos dos professores que não conseguiram chegar aos locais de provas por motivos de força maior (caso da Uninove Vila Maria, na Capital) e professores doentes. A APEOESP vai reivindicar que todas as justificativas sejam aceitas e que, em casos excepcionais, haja prazo para recurso.

    Os professores que justificarem participarão da atribuição no segundo bloco, com tempo de serviço e títulos.

    A resolução afirma que a nota obtida nos próximos concursos públicos, se maior que 50% das questões do concurso, poderá substituir a nota do provão para os professores que não atingiram a pontuação, para efeito das próximas atribuições de aulas. Os professores que atingiram a pontuação ou que obtiverem a nota superior a 50% em concurso público estarão definitivamente dispensados de fazer o provão. Os demais deverão participar do provão, nos próximos anos, até atingirem a pontuação.

    A partir deste momento será definido o calendário aprovado pela diretoria com assembleia no início de março.

    Reunião com o secretário

    Na reunião com o secretário da Educação (terça-feira, 26/01) a APEOESP levará uma série de questões para o aprimoramento da resolução, atendendo aos interesses da categoria.

    Reunião sobre atribuição de aulas

    A Diretoria Estadual Colegiada e o Departamento Jurídico realizarão reunião com as subsedes sobre a atribuição de aulas.

    Participarão, além dos diretores, um representante por subsede.
    A reunião será realizada no dia 30/01, sábado, a partir das 10 horas, na sede central. As subsedes devem informar o nome do professor que participará da reunião até as 14 horas de quinta-feira, 28, pelo e-mail secgeral@apeoesp.org.br .

    Concurso estadual

    A APEOESP já manifestou-se à Secretaria da Educação ser contra o concurso regionalizado. Defende que seja universal, mesmo porque há um grande número de ACTs na rede e muitos que residem na Capital querem mudar-se para o interior, ou vice-versa. A Secretaria já havia se manifestado que o concurso seria de âmbito estadual, mas no Edital de abertura de inscrições, publicada na quinta, 21, não deixou isto claro. Durante a reunião com o secretário da Educação, na terça, 26, a APEOESP voltará a exigir que o concurso do PEB II seja estadual.

    Promoção por mérito

    A APEOESP reafirma sua posição contrária à promoção por mérito.

    É vedado, portanto, às subsedes oferecer cursos preparatórios a esta avaliação, que divide a nossa categoria, prejudica mais de 80% dos professores (que não terão direito a reajuste salarial) e arrebenta a nossa carreira.

    Revista preparatória ao concurso

    A Revista da APEOESP contendo a bibliografia comentada do concurso público de PEB II está em vias de ser impressa.

    As subsedes devem encaminhar ao CEPES, através da Presidência (presiden@apeoesp.org.br), o número de exemplares que deseja receber, para que se possa determinar a tiragem e o custo de cada exemplar.

    A data limite para esta providência é o dia 28/01


  122. Será que tantas mudanças irá melhorar a qualidade do ensino publico????


  123. em 25 janeiro 2010 at 19:02 Sílvia Regina

    Hugo, pelo que entendi do Edital, o concurso será regional mas não da forma que vc está entendendo. Talvez eu tbém esteja errada, mas o que eu entendi é que haverá a 1ª região São Paulo [capital] e a 2ª regiao interior [CEI]. Ou seja, teremos q optar por uma dessas duas regiões. Em relação as diretorias de ensino, qdo vc optar por uma será apenas para fazer a prova e levar os documentos e títulos, entende? Vc não vai concorrer as vagas por diretoria de ensino. Se vc optar pelo interior, vc vai concorrer as vagas nas cidades do interior de SP. Bom, eu interpretei assim. Leia novamente se tiver um tempinho e me dê a sua opinião.


  124. Vou ler novamente com mais atençao.


  125. Silvia Regina

    Li atententamente aos detalhes e, dessa vez, interpretei como vc.
    Eles dividiram em 2 regiões (capital e interior) e as listas dos aprovados serão referentes a apenas essas regiões.
    Copiei os pontos importantes do edital e das INSTRUÇÕES ESPECIAIS SE 1, DE 24 / 12 /2009.
    Apesar de ser regionalizado, há possibilidade de pleitear vagas em outra região, caso não haja classificados interessados.

    Dessa forma, esse concurso será muito muito concorrido para poder optar pela DE desejada. Caso contrário, só restarão os lugares onde ninguém, por livre vontade, escolherá.

    Edital:

    4. Ao se inscrever, o candidato deverá indicar no Formulário de Inscrição o Código da Opção
    da Diretoria de Ensino (Anexo II das Instruções Especiais SE 1, de 24/12/2009), à qual ficará
    vinculado para as fases do Concurso
    , tais como realização das provas, entrega dos títulos e
    dos recursos, e o Código do Campo de Atuação/Disciplina (Título C deste Edital) e da barra
    de opções do Formulário de Inscrição.

    Instrucoes_Especiais__DOE_25_12_09

    IX– DA CLASSIFICAÇÃO
    1. O Departamento de Recursos Humanos fará publicar no Diário
    Oficial do Estado, por região, considerando-se a 1ª região – Coordenadoria de
    Ensino / Região Metropolitana da Grande São Paulo (COGSP) e a 2ª região –
    Coordenadoria de Ensino do Interior (CEI) – Anexo II
    :
    1.1 a relação dos candidatos aprovados por ordem decrescente da
    nota final obtida, em duas listas, sendo uma Geral (todos os candidatos
    aprovados) e uma Especial (candidatos com deficiência);

    Nesse item ele só faz menção a classificação na região.


    XI – DO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA

    3. Os candidatos aprovados e classificados nas etapas anteriores serão
    convocados por meio de publicação no Diário Oficial do Estado, de acordo com
    o número de vagas existentes em cada disciplina, por região, para participarem
    do Curso Específico de Formação.

    XIII – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
    17. A critério da Administração, restando vagas, respeitando-se o prazo
    de validade do concurso e, após a manifestação quanto à escolha de vagas por
    parte de todos os candidatos classificados por região – COGSP / CEI, poderá:

    17.1 ocorrer o aproveitamento de candidatos classificados em região
    diversa das vagas existentes, para procederem à escolha de vagas;
    17.1.1 tratando-se de convocação para escolha de vagas em outra
    região, o candidato que não comparecer não terá os seus direitos exauridos,
    permanecendo na lista de classificação final da região de opção;


  126. em 25 janeiro 2010 at 20:08 Sílvia Regina

    É… então é isso mesmo… obrigada!!


  127. em 25 janeiro 2010 at 20:19 professortemporario

    Sílvia Regina

    Uma das razões para o caos reinante na educação no Estado de São Paulo, que possui quase a matade do seu quadro de professores formado por temporários, é o fato de que com os concursos centralizados ocorria muitas vezes a situação de um professor que reside em Piracicaba ser chamado para assumir aulas em Campinas, enquanto que na vez do professor que reside na região de Campinas poderia haver uma vaga para Piracicaba. Conclusão: Muitos dos temporários até passaram nos concursos do Estado, mas ao serem chamados ficaram diante a escolha de continuarem como OFA onde sempre viveram ou assumir uma vaga de efetivo mudando toda sua vida e estrutura familiar.

    Aparentemente, a contrariedade do sindicato é mais uma força do hábito…


  128. em 25 janeiro 2010 at 20:23 professortemporario

    Gilvan

    A sociedade e maioria dos professores, quando se vê na condição de entender um processo de avaliação, costuma pensar o resultado em termos numéricos, de zero a dez. Assim a nota cinco da notícia se refere aos 40 pontos exigidos no processo seletivo


  129. em 25 janeiro 2010 at 20:26 professortemporario

    Juliana

    Pela resolução SE 91, você poderia compor sua nota com o tempo de experiência, dentro do limite de 8 pontos para 2000 dias trabalhados


  130. em 25 janeiro 2010 at 20:46 professortemporario

    Di

    Não respondemos esse pergunta porque ela é óbvia demais. O gancho de 200 dias está descrito no texto da lei 1093/09 (o fato da prova ser classificatória ou eliminatória, para a mesma lei dependeria de regulamentação posterior). Assim, como as únicas coisas que podem suspender os efeitos de uma lei são ou a aprovação de uma outra lei pela Assembleia Legislativa do Estado revogando a primeira, ou a Justiça decretar que a lei é Inconstitucional…

    Como nenhuma das duas coisas aconteceram, o intervalo de 200 dias entre o fim de um contrato temporário e o início de outro pela lei 1093 continua valendo. Isso não tem nada haver com a aprovação em concurso público para professor efetivo, pois nesse caso a o aprovado não assumiria um contrato pela lei 1093.


  131. Professor temporário.
    Acertei uma boa parte da prova e mesmo assim vou ter que ficar esses duzentos dias de “gancho”? Sou categoria L……………


  132. Oi pessoal!

    Fica aqui meu desabafo,sou professora desde 96 sou categoria F.Que estranho,DIZER categoria F já nesta epoca havia uma descriminação por sermos evental, as pessoas faziam um pre julgamento da pessoa principalmente quando voce é nova.Voce vai conquistando seu espaço mostrando seu trabalho se aperfeiçoando enfim uma luta a cada dia.Hoje estamos nesta situação de provas e mais provas. O que mais precisamos para provar que existe sim professores capacitados.Eu nunca vi seja qual for o concurso que voce faz que vc passa mas não é efetivado como é o caso do estado.Eu não entendo por que não efetiva as pessoas que já fizeram 3 provas com essa de 2009 e não é aceito como professor efetivo.Gostaria muito de ouvir dizer que professores que prestaram todas essas provas se tornariam efetivos realmente enlouqueci mas seria um presente merecedor para esses professores que se preocupam com a sua formação.Deste modo os professores ficariam mais tranquilos, menos doentes por que trabalhar na educação no estado é complicado o teste psicologico que passamos todo ano principalmente com essas mudanças e nada concreto
    O que nós precisamos é estabilizar ficar em uma mesma escola.O governo não tem noção o que é todo ano vc estar em uma escola, em outro ano em outra enfim, vc tem que se adaptar com sistema que cada escola obtem.Eu fico triste em passar por varias escolas por que vc acaba sem saber se seu trabalho desenvolvido teve frutos perante os alunos se eles leveram o conhecimento adiante, se é preciso melhorar em algum aspecto.
    Os professores precisam de respeito perante toda essa situação sou a favor de professores bem formados, capacitados e preocupados com o futuro dessas crianças, mas precisamos estar focado neste proposito e não sermos cobaia seja de quem for que administre a educação.
    um abraço a todos


  133. em 25 janeiro 2010 at 21:10 Antonio Alencar Cordeiro

    Tenho 33 anos Trabalhados não passei nesta avalição dos temporários deu aula até no inferno para adqurir os pontos que tenho. Pergunto enfio o meu tempo de serviço e a pontuação aquerida no cúuuuuuuuuuu?


  134. Bom, com todo o respeito, não acho q esteja errado o governo com essa prova. Creio que eles estão tentando ajudar a melhorar o ensino do Estado tentando fazer com que os professores através da obrigação de prestarem essa prova venham a se atualizar naquilo que ensinam. Nunca dei aula, não sou formada em biologia, mas tenho o tanto de horas necessárias para poder lecionar na mesma. Prestei a prova e achei a mesma fácil com perguntas do cotidiano que deveriam ser do entendimento de qualquer um, algumas questões possuiam até caráter escolar. Acho que o governo só está errado em desclassificar aqueles que não acertaram os 50% da prova, deveriam ser somado os pontos acertados independente dos 50% de acerto, para que assim professores com anos de magistério não sejam retirados do processo. Mas considerar somente a pontuação de horas/aulas é sim errado, pois pessoas que acabam de ser formar não conseguem concorrer e muitas vezes não conseguem aulas por conta disso.


  135. Aonde posso achar a classificação?


  136. Oi colegas….alguém poderia me informar sobre o material para o concurso sobre Artes?
    Desde já agradeço a atenção

    miriarte@ig.com.br


  137. em 25 janeiro 2010 at 22:24 Amorosa_profa

    Caros colegas professores

    Li alguns comentários e percebi muitos erros ortográficos , concordância , coerência e coesão.
    Caros colegas devemos nos policiar mais pois somos detentores do conhecimento e concordo muito com estas mudanças que estão levando todos nós a repensar na nossa prática e conscientizarmas que nunca devemos parar de estudar. Parabenizo estas novas mudanças .

    Amorosa_profa


  138. Quando sairá a lista de classidficados? Será mesmo dia 26/01)


  139. Por favor alguém poderia observar e me informar por que na folha de pagamento no campo cargo, onde sempre (pelo menos no minha folha) estava escrito 6409-prof. educação basica II – e agora aparece escrito ” cargo não cadastrado”???
    No aguardo, agradeço.


  140. Cristina olhei a minha folha agora e também esta escrito cargo não cadastrado?Aguardo noticias também.


  141. em 25 janeiro 2010 at 23:27 ROGÉRIO F MOURA

    EU COMO CATEGORIA “L”,MESMO SUPERANDO A NOTA DOS 32 PONTOS,VOU PARTICIPAR DA PRIMEIRA LISTA?


  142. PROFESSOR TEMPORARIO

    NAO VOU COMENTAR SUA RESPOSTA, QUE VEIO NUM TOM IRONICO AO MESMO TEMPO GROSSEIRO, SE POR ALGUM MOTIVO VENHO NUM MEIO DE COMUNICAÇÃO PARA SANAR DUVIDAS QUE TEMOS AOS MONTES, DEVEMOS AO MENOS TER BOM SENSO, NAO SER IRONICO E GROSSEIRO COMO O PROFESSOR TEMPORARIO EM QUESTAO FOI, SEMPRE É BOM QUE A PESSOA SE PREPARE PARA PRESTAR CERTOS SERVIÇOS.


  143. Na minha folha de pagamento também veio escrito isto, porque será , hein???


  144. Preciso do material específico de História, alguem que tenha poderia fazer o favor de me enviar!

    fabiola.badessa@bol.com.br


  145. Alguem saberia me dizer se o pagamento de fevereiro ja esta disponível na internet!


  146. NA MINHA OPINIÃO,O SINDICATO ERROU AO DEIXAR OS PROFESSORES FAZER ESSA PROVA,TALVEZ UMA PALAVRA DO SINDICATO ANTES DA REALIZAÇÃO DA PROVA,ORIENTANDO OS PROFESSORES A NÃO FAZER,A HISTÓRIA SERIA OUTRA.
    A CATEGORIA É MUITO DESUNIDA,POR ISSO PASSA POR TUDO ISSO,EM CONTRA PARTIDA ,O GOVERNADOR DE SÃO PAULO,SÓ GANHA FORÇA NA DISPUTA ELEITORALE,VAI USAR COMO ARGUMENTO EM SUA CAMPANHA FALANDO DA CAPACITAÇÃO DOS PROFESSORES DE SÃO PAULO,ONDE AJUDOU A AFUNDAR DURANTE TRES DÉCADA DE PODER DO PSDB,ONDE ,NA VERDADE O QUE ACONTECEU FOI O ABANDONO DA EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO.
    QUERI MUITO ACREDITAR EM SINDICATO,MAS QUE PERCEBO,É UMA NEGOCIAÇÃO ANTES DE QUALQUER MANIFESTAÇÃO.É O MESMO QUE ACONTECE NO PARTIDO QUE SOU FILIADO,ONDE MUITOS SE VESTE DE VERMELHO,MAS PICA COMO UM TUCANO.A NEGOCIAÇÃO TEM QUE SER COM O POVO PRIMEIRO,DEPOIS COM OS COLARINHOS BRANCOS.PODER PARA MAIORIA E,NÓS SOMOS A MAIORIA,NÃO PODEMOS SER USADOS COMO PANQUE ELEITORAL DE GOVERNO NEOLIBERAL.


  147. FABÍOLA

    A FOLHA DE PAGAMENTO COSTUMA ESTAR DISPONÍVEL SEMPRE NO ÚLTIMO DIA DO MÊS, OK!


  148. Sílvia Regina

    Sou eu quem devo agradecer a sua interpretação, sem ela a minha idéia continuaria errada. Obrigado.


  149. em 26 janeiro 2010 at 00:41 Maria de Lourdes

    Na minha folha também está escrito “cargo não cadastratado”. Qual será nossa nova nomenclatura de cargo??? Alguém sabe??? No meu vinha 6409 F – PEBII – Ocupante de função Atividade. E agora?


  150. em 26 janeiro 2010 at 00:46 Carlos Eduardo

    Carlos Eduardo
    Sou temporário é muito triste ver toda esta divisão.
    Se alguem algum dia me merguntar qual a minha profissão
    terei que responder: prof. F 1ª lista lei 500/74. Muito Triste
    pessoas que trabalharam anos, perderam sua saúde, sua
    juventude e agora com mais de 30 ou 40 anos velhas para
    o mercado de trabalho. Não poderam mais honrar seus
    compromissos, trazer comida para seus filhos. Que país
    é esse que trata seus professores assim. Mudar a regra
    do jogo no meio do jogo é no mínimo deselegante, pra não
    dizer injusto e incabível.
    Os novatos estão felizes, mas haverá um dia que o
    processo de avaliação, que já tem esse nome coringa,
    contratará por entrvista com o diretor, que não contratará
    professores mais velhos e estressados e sim recem
    formados. E estes que agora são novos serão velhos e
    estarão onde nós que já passamos dos trinta estaremos
    agora. Mas será tarde pois o processo já terá sido aceito.
    Estou na 1ª lista e sou F, em anos anteriores era 89 ou
    90 agora subirei bastante, ano passado com a provinha
    fui pra 64, e mesmo assim torci para a anulação da
    provinha. Pois eu sei que seria um precedente perigoso
    para minha profissão. Neste ano, estarei a disposição
    para toda mobilização e greves contra este governo.


  151. em 26 janeiro 2010 at 00:54 claudia marcia

    Sempre que preciso de informações busco este site. Ele é muito bom e nos informa em todos os aspectos. Gostaria qu em nossa classe existissem outros professores com o nível de articulação e competência como a do
    professor que criou este canal.
    Parabéns…….


  152. Ao responsável do site “Professor temporario”:
    (vcs estão de parabéns pelo trabalho e apoio que dispensam aos professores, apesar de muitos não reconhecerem a importância deste trabalho e escreverem tantas sandices…)

    Fico aliviada em saber que não foi só a minha folha de pagamento que está “cargo não cadastrado”… porém estou assustada, será que o Governo está criando uma nova função para nossa categoria???
    Mais alguém observou na folha de pagto esta mudança?
    No aguardo, agradeço informações.


  153. em 26 janeiro 2010 at 01:09 Leandro Pereira

    Pessoal, acredito que o governo está preparando mais uma novidade em relação ao item “função” descrevendo como “cargo não cadastrado”, e se observarem, todas as folhas de pagamento estão modificadas de todos os anos!!!!


  154. profª Fátima.

    Caro colega Thiago, desculpe-me mas voce foi longe demais com suas afirmações sem refletir, voce passou com 54 pontos mas isso não fará de voce um bom professor, o que realmente nos professores reclamamos é sim a quetão do tempo que estamos no magistério, porque eu não sei se voce sabe, o que faz realmente um professor é a sua experiência ou seja sua prática.
    Portanto, para de falar besteira, pois voce é um novato e não sabe nada ainda do que é lecionar, te garanto se te jogarem numa sala de aula agora não tem a menor noção do que irá fazer, então, isso , é falta de prática pois as situações em sala de aula depende muito mais da habilidade do professor do que acertar 54 perguntas de ordem teórica. Fica de boquinha fechada pra não sair falando besteiras, por favor, ouvir isso de professor não dá, acho mesmo que magistério não o seu dom porque professor de verdade não tem esse seu perfil.


  155. Cristina, eu também observei esta mudança na minha folha.
    Vamos aguardar.


  156. Leandro Pereira

    Não gastem neurônios e tempo com especulações, a não ser que queiram.
    Caso haja uma mudança ela só será verdadeira quando acontecer.

    Como disse a Clelia: aguardem, é o exercício da paciência.


  157. Por favor alguém poderia observar e me informar por que na folha de pagamento no campo cargo, onde sempre (pelo menos no minha folha) estava escrito 6409-prof. educação basica II – e agora aparece escrito ” cargo não cadastrado”???
    No aguardo, agradeço.


  158. bom dia a todos ….

    gostaria de saber o conteudo para o concurso na área de química…
    renataungarette@hotmail.com
    agradeço desde já …


  159. Por favor,
    podem me informar se hoje sai a lista de classificação dos ofas?
    Obrigada.


  160. Antonio Alencar Cordeiro
    Sim.

    Gilvan
    O serviço prestado pelo blog é voluntário, por professores como você. O mínimo que se espera é que ao acessar essa página a pessoa primeiro leia os posts e comentários antes de fazer uma perguta que já foi feita 21354687654.56 vezes…


  161. Não devemos nos desesperar… a lista irá sair… sei que a ansiedade é muita, já que mexe com o nosso ganha pão, mas devemos controlar ou se não a lista ficará bem curta…rsss….


  162. Dizem que a lista não vai sair hoje.Vou ficar louca!


  163. Aliás, a essa hora já não deveria ter saído???


  164. Olha o povo por aí está postando este link:
    http://atribuicaoaula.edunet.sp.gov.br/2010/menu.asp

    Porém, ainda está na classificação dos titulares de cargo. A lista aumentou desde que vi na última hora, sinal que que dai hoje.


  165. Olha, informação da SEE. tel: 3218-2000. É para ficar tentando o dia inteiro que a lista sai. O problema é que os “técnicos do banco de dados” ( no estado deve ser ainda no método da fumaça) estão colocando também as informações sobre a promoção de mérito.
    É para tentar o dia inteiro. Aja paciência, hein!!!!


  166. A lista está demorando para sair porque somos ACTs.


  167. GENTE…. NO LINK QUE POSTEI ACIMA JÁ APARECE NÃO TITULARES DE CARGO.
    Por banca e por DE.

    VAMOS TENTAR!!!!!


  168. em 26 janeiro 2010 at 10:11 Bruno de Jacarei

    São Paulo admite ter de usar professor reprovado em exame
    Terça-feira, 26 de janeiro de 2010 – folha on line

    A Secretaria da Educação de SP anunciou que poderá atribuir aulas a professores reprovados em seu processo de seleção para docentes temporários para a educação básica.
    Paulo Renato afirmou que o corpo docente deste ano está melhor. A explicação do secretário é que foi “uma inovação” classificar docentes com base em seus conhecimentos.
    Disse ainda que, ao contratar os reprovados, serão selecionados os de melhor desempenho. Além disso, a pasta irá criar cursos a distância para capacitação específica em física e matemática.
    Um atenuante para o desempenho dos docentes, afirma Paulo Renato, foi a dificuldade das provas, consideradas por ele como “complexas e longas”.


  169. Olá Luciana! Obrigada por passar o link, mas aqui ainda não vi nada… vamos aguardar e boa sorte a todos!


  170. OLÁ PESSOAL OBSERVEM NO SITE DA FOLHA DE PAGAMENTO E VEJAM SE DE VCS TBM ESTA ECRITO ” CARGO NAO CADASTRADO ” O QUE SERÁ ISSO ???


  171. Eu gostaria de saber porque a VUNESP não difulga a nota isso é um absurdo vai sair a classificação sem ante vermos a nota .Só acontece isso porque somos ACTs?


  172. Espero que aumente o prazo para recuso.


  173. Calma!!! está superlotado!! Agora vc não consegue nem colocar o RG, alguns minutos atrás já dava.

    Quanto a contratar professores… logo ele Paulo Renato irá dar aula se manter desta forma.

    Bem que o Serra ficaria feliz em voltar a sala de aula???rsss.
    Boa sorte!


  174. em 26 janeiro 2010 at 10:19 Denise Perella

    è verdade Clayton ,todas os demonstrativos estão cargo não cadastrado o que será isso hein ????


  175. em 26 janeiro 2010 at 10:19 Fernando Sabino

    Concordo com vc Marilda, pois independente da classificação o resultado deveria ter saído. Tem caroço nesse angu……


  176. Tratam o professor como se estivessem nos fazendo um favor, nos dando trabalho por caridade…. Não basta tudo o que a categoria já passou nesses últimos meses, ainda precisam nos testar mais. Essa bendita lista já deveria estar disponível e nós não deveríamos estar arrancando os cabelos (que a essa altura já são bem poucos).
    Pessoal, qualquer informação, vamos disponibilizar nesse espaço.
    Abraços e coragem a todos!!


  177. Pessoal, alguém poderia esclarecer uma dúvida minha? Comecei a dar aulas em outubro/2009, daí fui pegando licenças… normalmente, quando vou receber? Fevereiro?
    Obrigada!


  178. Pessoal, acessei o e-folha e constatei o mesmo que as colegas.
    Informação: F//6407-Cargo não cadastrado

    Não saiu ainda o demonstrativo do pagamento de fevereiro não é?

    Xiiiiiiii! tem muito caroço nesse angu.


  179. Parabéns pelo site.
    Ótimo trabalho de vocês, muito obrigada.


  180. Olá professora luciana ou bem publica no PCI ou aki no blog, uahuahauha brincadeira!!!


  181. Espero que aumente o prazo para recurso.


  182. Olá queridos e agoniados colegas…..
    Alguém pode me esclarecer uma questão??
    O professor categoria “F” não aprovados irão escolher antes ou depois dos professores categoria”L” aprovados?
    Boa sorte a todos!!!


  183. Gostaria de saber quando sai a classificação final para o processo seletivo 2010 de sp.
    Eu fiz 27 acertos e sou professora eventual, vou consequir pegar aulas???


  184. em 26 janeiro 2010 at 10:44 Denise Perella

    Cris os ofas “F” escolheram antes dos “L” nas duas situações na lista dos aprovados e dos reprovados.


  185. Pessoal eu sei que todos nós estamos ansiosos,mas acontece que a lista de classificação só deva sair aproximadamente no site umas 17:00hr em diante,com os efetivos foi assim porque com nós seria diferente?


  186. correção :Espero que aumente o prazo para recurso.


  187. Eu estou deacordo com esta prova, vejo muitos reclamarem dela, mas me DESCULPE que tem vários anos de Magistério deveria ter estudado mais e passado em um concurso pra se efetivar há muito tempo, então agora não adianta reclamar desta prova, devia é ter estudado e se EFETIVADO há muito TEMPO, até vi professor aí escrevendo palavrão, então pra esse PARABÉNS, é por causa de exemplos como este que a educação nos últimos anos ganhou esta “fama” de imcompentência, temos que estudar sim, e tudo que for feito pra tirar da sala de aula profissionais imcapacitados tem que ser feito, pois se trabalhassemos em uma empresa privada tem alguns, alguns não todos como em toda profissão que está ensinando que não serveria nem pra servir café, já dei aula em salas de aula em que professor teve que ser mandado embora, pois não dava aula só ficava sentado na cadeira enquanto os alunos se “matavam” de tanto brincar ou mesmo brigar, ou mesmo um outro professor que deu nota nas provas de acordo com a cara da criança, se ela pedisse pra aumentar a nota e fizesse cara de dó o professor deixava a criança com nota aprovada , isto porque a criança nem bem conseguia escrever seu próprio nome, e muitas outras histórias de profissionais desqualificados, como também há exemplos de profissionais que dedicaram sua vida ao magistério, como dar aula na zona rural morando na cidade, e pra que as crianças não ficassem aula na época de cheia levar roupa em saco plástico atravessar o rio nadando e trocar de roupa na escola, fora a competência e excelência que tinha pra dar aula, mas não é porque se é novo e passou é melhor que aquele que está dando aula há muito tempo, então temos que refletir se o conteúdo é o cotidiano em sala de aula e metodologias aplicadas se este profissional não consegui acertar nem 50% da prova, ME PERGUNTO O QUE ELE ESTÁ FAZENDO EM SALA DE AULA QUE NEM SABE O QUE ESTÁ SENDO APLICADO?


  188. Desculpe por alguns erros ortográficos


  189. em 26 janeiro 2010 at 10:59 patricia santos

    ja saiu?


  190. SOU CATEGORIA F , não atingir os 32 pontos tenho 6 anos no magistério, como fica a minha situação para atribuição.Me responda urgente por favor..obrigada


  191. QUANDO VAI SAIR AS LISTAS DE CLASSIFICAÇÃO


  192. Maria, fique tranqüila referente aos seus erros ortográficos, mas o que é mais preocupante -que me perdoem os demais- é a sua ignorância referente ao assunto ao qual você quis opinar;

    1° Você faz referências, que ao MEU ver fez parte delas, “…já dei aula em salas de aula em que professor teve que ser mandado embora, pois não dava aula só ficava sentado na cadeira…” foi você o professor em questão??pois é o que parece;

    2° Você considera inferior os profissionais que trabalham servindo café? “…alguns não todos como em toda profissão que está ensinando que não serveria nem pra servir café…”;

    3° Você pode comprovar que uma “prova”, pode realmente ATESTAR a competência de algum profissional??Se puder por favor compartilhe conosco!!!;

    4° Conhece os motivos pelos quais BONS PROFISSIONAIS tendo anos de magistério, não se efetivaram até o presente momento??;

    Porque essa preocupação aparente, em questionar os professores temporários, sobre não terem se efetivado ainda, se o nosso Exmo. Sr. Governador do Estado de São Paulo, Sr.José Serra, QUE TAMBÉM NÃO É EFETIVO!!!!!

    att. Professor Roberto.


  193. em 26 janeiro 2010 at 11:41 Denise Perella

    Cade a classificação alguém tem noticias
    estou a ponto de ter um infarto o vida complicada
    !!!!!!!!!!!!!


  194. Bom dia!
    Também estou muito ansiosa , onde está a classificação?


  195. em 26 janeiro 2010 at 11:50 patricia santos

    Cade a bendita classificação , não aguento mais esperar,
    porem o mais complicado não é aguardadr a cada segundo pela tal , e sim conseguir compreender como ainda não saiu na vunesp o resultado …….


  196. Meu Deus gente cadê essa classificação?


  197. em 26 janeiro 2010 at 11:56 FÁTIMA LEME

    Clayton você tem razão.
    Na minha folha de pagamento também está assim, desde de 2000… e bolinhas, mudou todas as folhas, só que de manhã eu olhei, estava normal, foi de umas hora para cá que isto aconteceu, eu acho que vem bomba por aí, só faltar ele cortar o nosso bônus, só isso que está faltando para completar.


  198. É muito estranho a VUNESP não divulgar o resultado. Isso só acontece com professor mesmo. Ninguém respeita.


  199. Por favor me respondam que código é esse CIE que vai pedir para vermos a classificação?


  200. em 26 janeiro 2010 at 12:01 patricia santos

    Estou com uma duvida qual a diferença da categorio “v” e a ”o ”


  201. em 26 janeiro 2010 at 12:04 patricia santos

    Agora o Bendito do Site da Educação esta bloqueado ,só o que faltava …..para nos deixar mais anciosos


  202. em 26 janeiro 2010 at 12:13 Denise Perella

    Marilda esse código pede para o professor efetivo pois eles tem um escola sede.
    A classificação nossa é diferente a que está disponivél
    no site é somente dos efetivos.


  203. PARA O THIGO S.
    LARGA DE SER ARROGANTE MEU CARO ESTUDANTE. A VIDA DÁ VOLTAS E A SUA SERÁ ENORME RSRSRSRS ATÉ O PRÓXIMO CONCURSO MUITA COISA PODE ACONTECER….NÃO DESDENHE O TEMPO, ESSE É PODEROSO DEMAIS PARA EFETUAR MUDANÇAS BRUSCAS. SÓ P/ VC SABER……PASSEI NA PROVA E NEM POR ISSO ME ACHO NO DIREITO DE CRITICAR MEUS COLEGAS. OK ?


  204. Cadê a classificação?


  205. Oi sou professora, fiz esta prova também, mas não sei se alguém pode me ajudar, dou aula também de eventual na rede municipal da minha cidade, aqui vai ser feita esta prova no di 31/01/20010, sendo que as inscrições só começaram a ser feita no dia 21/01/2010, alguém sabe se isto pode ser feito, com tão pouco tempo, e também alguém pode me ajudar se está correto esta informação, disseram aqui que para professor eventual só irá valer esta prova que será classificatória, aqui teve concurso pra professor qua ainda está valendo e eles disseram que ela não irá valer para escolha de professor eventual só esta prova, enfim espero que tenham me entendido.


  206. As informações contidas no blog foram todas claras, sem manipulações ou análises tendenciosas. Parabéns! No que toca a questão da classificação, acho justa. Tentei por dois anos, ingressar como professora via atribuição de aulas. Não obtive sucesso, pois há sempre aqueles que “pegam” todas as aulas disponíveis, preenchem sua carga e logo mais, pedem suas licenças… Isso é uma barbaridade! Fizemos um juramento ao obter o título de licenciado, não é?
    Sobre a relação dos livros, creio que são a base daqueles que já lecionam diariamente e parte curricular, não deveriam ser cavalos de batalha ou justificativa para não atingir a pontuação mínima, com a desculpa de não ter tempo para leitura.
    No dia em que prestei a prova, uma das professoras dizia que ‘não queria estudar mais’, ora, o que faz esta pessoa como professor? Ao acaso, a pesquisa não está entre uma das atividades do docente?
    Fico indignada com as mesmas perguntas que constam no comentário. Isso reflete a falta de entendimento da leitura por parte de alguns e até mesmo a má vontade.
    Outro ponto importante de toda a contenda é a questão da manipulação com o “jeitinho brasileiro” para dar conta das mazelas, individuais e coletivas referentes a formação do professor. Não dá mais para suportar a inépcia, a insolência e a falta de respeito. Educação é responsabilidade.
    Antes de pensar em pontuação, tempo de serviço, F, L ou O, cabe a nós fazer um exame de consciência, perguntar internamente, se “somos” realmente professores, se “queremos” assumir esta responsabilidade e se “temos” a humildade e capacidade de aceitar o fracasso como um meio para o crescimento intelectual.


  207. vivian, de que cidade você é ???


  208. AMIGOS PROFESSORES QUE ESTEJAM INTERESSADOS EM CURSAR PEDAGOGIA / LETRAS em 1 ANO
    Faculdade Facep de Ibitinga

    * Curso reconhecido pelo mec
    * chancelado pela ufscar
    * Aulas Semi presenciais
    * 12 x de 280,00 ou 15 x de 250,00

    * Trasnporte que sai da sua cidade já está incluido no preço da mensalidade!

    outras informações: recasanova@ig.com.br

    ABRAÇOS


  209. em 26 janeiro 2010 at 12:28 patricia santos

    A minha opinião é bem mediavel quanto as ultimas postagens ,acho que não devemos ,enquanto Professores perdemos nosso tempo com baixarias ,discursões sem sentido ,o nosso colega Thiago ,se gaba por ter Tirado 54 pontos ,eu tirei 57 pontos e não acredito que eu seja melhor do que ninguem ,e tambem rebatendo a critica de alguns colegas a prova não estava tão absurda assim ,ou tão dificil ,ela estava plenamente de acordo com a nova Politica Educacional do Estado….
    Não tive Tempo para ler todas as Bibliografias supracitadas , mais consigo compreender esta nova politica
    pois esta dentro da minha Pratica Diaria ……


  210. Olha só eu também prestei no estado, e no meu município (e passei), e vou poder lecionar normalmente, tanto estado quanto município viu!!!!


  211. em 26 janeiro 2010 at 12:31 cintiamatukaj

    Oi Luciana busquei algumas informações e o que obti foi que este não cadastrado é um erro no sistema da secretaria da fazenda que será corrigido em breve.


  212. em 26 janeiro 2010 at 12:34 cintiamatukaj

    oi denise pelo que pude apurar foi um erro no sistema da secretaria mas sera corrigido em breve.


  213. Olá cintia!!!quero aproveitar pra agradecer os mateirias que me enviou!!!!muito obrigado!!!


  214. Cintia,você é uma pessoa especial e muito inteligente!
    Precisamos de professoes como você, amiga, atenciosa.


  215. Cintia, quando sairá a classificação?


  216. Roberto a minha dúvida é se eles podem aplicar uma prova com conteúdo de concurso, só com dez dias de diferença e se no caso de professor eventual o concurso não conta, exemplo no estado a ordem para atribuição de aula é 1º professor efetivo, 2º professores que passarm em concurso quando este estiver valendo 3º professores classificados nesta prova.


  217. em 26 janeiro 2010 at 12:41 cintiamatukaj

    Reunião com o secretário

    Na reunião com o secretário da Educação (terça-feira, 26/01) a APEOESP levará uma série de questões para o aprimoramento da resolução, atendendo aos interesses da categoria.

    bom pela resolução sairia hoje mas vamos aguardar até o fim do dia


  218. Paula.

    Eu nunca soube que existe faculdade em apenas um ano.E´uma vergonha colocar esse anuncio,deve ser um curso feito para analfabetos.Uma boa formaçao pedagogica necessita de 3 anos,incluindo as aulas de estagio que sao imprtantes para pratica de professor.Logo ,logo o Instituto Universal Brasileiro vai começar a formar professores por correspondencia.Sai fora dessa colega.


  219. Eu acredito que sim!!!pois a prova que fiz do meu município, estava bem difícil!!!!Era uma prova considerada relativamente fácil, mas foi bem extensa e difícil!!!


  220. Gostaria de fazer um comentário sobre esta prova, primeiro tinha muitos professores que fizeram esta prova com pouco caso, pois na minha sala tinha professores dizendo que a apeoesp iria dar um jeito e de 34 incritos só 14 foram fazer a prova, as vezes pode ser por isto que teve esse grande número de notas baixas ou não compareceram ou não deram valor a prova, mas acho que antes de querer aplicar provas para os professores, deveriam em 1º lugar melhorar o salário dos professores, respeitar os profissionais da educação, ter qualificação profissional, através de cursos, palestras, etc, mas com profissionais capacitados, não com profissionais que te pedem pra elaborar atividades levam as melhores idéias e não acrescemtam nada, com já vi acontecer, espero que eu tenha explicado bem esta parte, uma vez vi uma reportagem se não me engano acho que era sobre a educação na Inglaterra, em que eles diziam que foi tentado de tudo pra melhorar a educação no país e nada dava resultado, à partir do momento que eles começaram a investir nos profssores com melhorias de salário, cursos, etc a educação melhorou em anos o que em décadas eles não conseguiram, será que não é este o caminho?
    Antes um professor conseguia ter uma vida digna com o salário que recebia, e o respeito que se tinha perante a sociedade sendo um professor, hoje em dia se te perguntam sua profissão e você responde professor então te perguntam e você não faz mais nada, como se ser professor não fosse nada com certeza há péssimos profissionais que trabalham em sala de aula, como também há péssimos profissionais qm qualquer área, mas jamais podemos nos esquecer que existem professores excelentes que se dedicam ao máximo por cada aluno.


  221. em 26 janeiro 2010 at 13:01 cintiamatukaj

    Contratação de Docentes categorias “O” e “V”
    By Silvio S R Pedroso
    Orientações da EAT II/ DRHU-SP (texto derivado)
    CONTRATAÇÃO DE TEMPORÁRIOS
    Article rating:
    0 Ratings
    Contents

    * Fundamento Legal
    * Quem Contratar
    * Condições para ser contratado
    * Contrato de Trabalho por Tempo Determinado
    * Modelos
    * CTD – Cargo Correspondente
    * CTD – Docente
    * Data de exercício
    * Publicação no DOE
    * CTD – Docente Eventual
    * Quantidade de vias
    * Contratante
    * Publicação
    * Benefícios Previdenciários
    * Auxílio Doença e Licença por Acidente de Trabalho
    * Licença Maternidade
    * Licença Maternidade por adoção
    * Acumulação
    * Poderá haver acumulação:
    * Extinção do Contrato antes do termino da vigência
    * Modelos
    * Retorno do Contratado
    * Direitos do Contratado
    * São consideradas de Efetivo Exercício
    * Faltas
    * Processo Seletivo 2010 – Docentes
    * Deverão participar
    * Inscrição de Docentes
    * Qualificação – PAEF
    * Prova do Processo Seletivo
    * Inscrição
    * Previsão da realização da Prova
    * Legislação
    * Lei Complementar 1093 de 16.7.2009
    * Lei Complementar 1094 de 16.7.2009
    * Decreto 54556 de 16.7.2009
    * Decreto 54682 de 13.8.2009
    * Instrução Conjunta CEI Cenp Cogsp DRHU, de 18 9 2009
    * Instrução Normativa UCRH 2, de 21-9-2009
    * Despacho do Secretário, de 23 9 2009
    * Resolução SE – 67, de 1-10-2009
    * Resolução SE – 68, de 1-10-2009
    * Resolução SE 69 de 1 10 2009
    * Resolução SE – 79, de 3-11-2009
    * Resolução SE – 80, de 3-11-2009

    lessmore
    Fundamento Legal
    Lei Complementar 1.093[1] de 16, publ. no DOE de 17/07/2009.
    Decreto nº 54.682[2] de 13, publ. no DOE de 14/08/2009.
    Instrução Normativa UCRH 2[3] de 21, publ. no DOE de 22/09/2009 e republicada em 23/09/2009.
    Resolução SE nº 68 de 01, publ.no DOE de 02/10/2009, regulamenta a contratação de docentes.
    Resolução SE nº 67 de 01, publ. no DOE de 02/10/2009, delega competência para contratação ao Dirigente Regional de Ensino

    Quem Contratar
    Agentes de Serviços Escolares
    Docentes: Campo de Atuação: Classe
    Campo de Atuação: Aulas
    Campo de Atuação: Educação Especial
    Docente Eventual

    Condições para ser contratado
    Ter habilitação/qualificação prevista para a atividade que vai exercer
    Ter boa conduta
    Não acumular cargo ou função exceto nas condições previstas nas Constituições Federal e Estadual
    Estar em gozo de boa saúde física e mental
    Não ser portador de deficiência incompatível com o exercício da atividade a desempenhar
    Ter participado e sido aprovado em processo seletivo
    Obs.1 – Processo Seletivo
    Para o exercício de 2009, a DT do Decreto nº 54682, de 13/08/2009, amparou a contratação de Agentes de Serviços Escolares e de Docentes, considerando os processos seletivos já realizados.
    Para o exercício de 2010, os docentes temporários deverão participar do Processo Seletivo Simplificado.
    Obs.2 – Condições de Saúde e de não ser portador de deficiência incompatível
    Deverão ser comprovadas mediante atestados expedidos por órgãos ou entidades integrantes do SUS no Estado de São Paulo.

    Contrato de Trabalho por Tempo Determinado
    Modelos

    CTD – Cargo Correspondente
    Esse modelo deverá ser utilizado para Agentes de Serviços Escolares.
    A contratação de Agentes será celebrada por 12 meses.
    - No campo “período contratual” deverá ser registrada a data início e data fim do contrato.
    EXEMPLO: de 20/09/2009 a 19/09/2010
    - No campo “data de exercício”, deverá ser registrado o 1º dia em que o servidor iniciou o exercício de suas atividades na escola, que deverá corresponder a data informada como início do período contratual.
    - No PAEF, será digitada apenas a data de início de exercício.
    - O pagamento será efetuado através de cadastramento automático, sendo que a PRODESP, informará no arquivo, o período “ de” e “até”.
    A publicação será efetuada pelo DRHU periodicamente. Aguardar informações detalhadas a respeito.

    CTD – Docente
    Deverá ser utilizado para docentes contratados por período superior a 15 dias.
    O modelo será único para todas as situações que serão diferenciadas no campo qualificação, devendo ser observadas as disposições da Legislação pertinente, inclusive dos Artigos 28, 29 e 30 da L.C. 836/97.
    Para preenchimento do campo “QUALIFICAÇÃO”, Observar o campo de atuação em que o docente irá atuar, bem como, sua habilitação/qualificação.
    Nos campos correspondentes a VIGÊNCIA”, informar período contratual:
    “De” – o 1º dia de exercício do docente
    “Até” – o último dia letivo previsto no calendário escolar da escola em que irá atuar.

    Data de exercício
    Informar o 1º dia de exercício do docente, que deverá ser o mesmo do campo “de” registrado no campo “período contratual”.

    Publicação no DOE
    Preencher com a data gerada pelo PAEF, que constará no evento correspondente ao contrato, após a digitação.
    - A publicação será efetuada pelo DRHU, através de laudas diárias conforme rotina.
    Observação: No modelo CTD- Docente, não há mais informação da quantidade e ensino em que as aulas foram atribuídas.

    Todas as ocorrências como: 1ª atribuição, redução ou aumento de carga horária, alteração de sede de controle de freqüência, períodos de interrupção de exercício, deverão ser registradas em formulário específico, cujo modelo será encaminhado pelo DRHU.

    CTD – Docente Eventual
    Para contratos por período de até 15 dias.
    Observação: O Docente Eventual terá o contrato cadastrado no GDAE.

    Quantidade de vias
    Sugestão: 05 vias
    1 via deverá ser entregue ao contratado
    Todas as vias deverão ser preenchidas e impressas em frente e verso , assinadas pelo contratado e pelo contratante, sendo que no verso, assinam também duas testemunhas.

    Contratante
    Dirigente Regional de Ensino

    Publicação
    O contrato deverá ser publicado em D.O.E., no prazo de até 30 dias a contar da anuência do candidato aos termos do contrato.
    Obs.: A publicação será efetuada através de lauda automática.
    Será incluída consistência no PAEF, para não permitir inclusão de contrato, em data que venha a gerar publicação posterior aos 30 dias previstos, portanto, não poderá haver mais atrasos na entrega da documentação:
    - pelo candidato à unidade escolar
    - pela unidade escolar à Diretoria de Ensino e no caso da Diretoria de Ensino, não poderá haver atraso para a inclusão no PAEF.

    Benefícios Previdenciários
    REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

    Auxílio Doença e Licença por Acidente de Trabalho
    Até 15 dias – responsabilidade do pagamento é da Secretaria da Educação.
    A partir do 16º dia, com prejuízo de vencimentos. O pagamento compete a Previdência Social.
    Enviar CAF à Secretaria da Fazenda para desconto do pagamento, se for período pequeno, ou para bloqueio se for período longo.

    Licença Maternidade
    A servidora fará jus apenas aos 120 dias.
    O pagamento da Licença Maternidade é efetuado pelo Governo do Estado e ressarcido na forma de compensação, por ocasião do recolhimento que a Secretaria da Educação processa junto a Previdência Social. Para que essa compensação aconteça, encaminhar CAF à DSD informando o período de 120 dias da Licença Maternidade. Não fará jus à prorrogação.

    Licença Maternidade por adoção
    A servidora fará jus, conforme a idade da criança a:
    120 dias:
    60 dias:
    30 dias:
    O pagamento do período compete a Previdência Social.
    Enviar CAF à Secretaria da Fazenda para desconto ou bloqueio de pagamento. Não fará jus à prorrogação.

    Acumulação
    Vedada a acumulação de 02 contratos, inclusive no caso de docente eventual ou campos de atuação diversos.

    Poderá haver acumulação:
    Suporte Pedagógico + Docente = Todas as categorias
    Docente Titular de Cargo + Docente Titular de Cargo
    Docentes Temporários – Poderão acumular em campos de atuação diversos, mas nunca com 2 vínculos de contrato.
    Exemplo: Docente campo de atuação classe, Categoria P, N, F ou L, poderá acumular com docente contratado em campo de atuação diverso. No caso: aulas ou educação especial

    Extinção do Contrato antes do termino da vigência
    Dar-se-á, conforme dispõe o Artigo 8º da LC.1093/2009
    Para Agentes de Serviços Escolares:
    Incisos I, II, IV, V, VII – alíneas “a” , “b” e ”c” e VIII
    Para Docentes:
    Incisos I, IV, VII – alíneas “a”, “b” e “c” e VIII

    Observação: Se ocorrer situação prevista nos incisos II, V, VI, o docente permanecerá em interrupção de exercício durante o período em que não tiver classe ou aulas atribuídas.
    Em substituição a situação de interrupção de exercício, o docente poderá requerer a extinção antecipada do contrato, nos termos do Inciso I.

    Modelos
    Esses modelos serão apenas usados para extinção contratual antecipada
    Extinção Contratual – modelo Agente de Serviços Escolares
    Extinção Contratual – modelo Docentes – Categoria “O”
    Observação: Para o Docente Eventual o contrato e extinção contratual serão cadastrados no GDAE.

    Retorno do Contratado
    Agente de Serviços Escolares: será contratado uma única vez, por até 12 meses
    Docente – poderá ser contratado novamente após 200 dias contados da data da extinção do contrato anterior.

    Direitos do Contratado
    - 13º Salário, proporcional aos meses trabalhados ou fração do mês superior a 15 (quinze) dias
    - Férias – decorridos 12 meses de efetivo exercício da função, fará jus ao pagamento de férias.

    São consideradas de Efetivo Exercício
    As ausências do contratado em virtude de:
    - Casamento, até 02 (dois) dias consecutivos
    - Falecimento de pais, irmãos, cônjuge, companheiro ou filhos, até 2 (dois) dias consecutivos (aguardar códigos que serão criados pela Secretaria da Fazenda)
    - Serviços Obrigatórios por lei – utilizar o código 039

    Faltas
    O contratado poderá requerer no 1º dia útil subseqüente a ocorrência, abono ou justificação de faltas no período de vigência do contrato:

    - Abonadas até 02 – não excedendo a uma por mês. Sem desconto na remuneração.
    - Justificadas até 03 não excedendo a uma por mês. Implicarão na perda da remuneração do dia.
    - Caso o contratado não apresente o requerimento de acordo com o disposto no § 1º do Artigo 18 do Decreto 54682/2009, a falta será considerada Injustificada que não poderá exceder a 01 no período contratual.
    Ultrapassado o limite, as faltas injustificadas cometidas pelo contratado, serão consideradas descumprimento de obrigação contratual, sendo aplicável a extinção contratual nos termos do Artigo 8º da L.C. 1093/2009.
    - Os dias intercalados em que não haja expediente, entre faltas sucessivas justificadas ou injustificadas, acarretará na perda dos dias das faltas e dos intercalados.
    - O Agente de Serviços Escolares contratado, poderá até 3 vezes por mês, sem desconto da remuneração, entrar com atraso de até quinze minutos desde que compense o atraso no mesmo dia (aguardar criação de códigos pela Secretaria da Fazenda).
    - Aos docentes, aplicar-se-ão as disposições do Decreto nº 39931/95.
    - Falta Médica
    Docentes e Agentes de Serviços Escolares, farão jus à falta médica, de acordo com o disposto na L.C. 1041/2008.

    Processo Seletivo 2010 – Docentes
    Deverão participar
    - Docentes admitidos nos termos da Lei 500/74 – Categorias: P, N, R, F e L , os Eventuais Categoria “S” e “I”
    - Candidatos à contratação

    Inscrição de Docentes
    a) Haverá inscrição para a prova, no sitio da Empresa que será contratada.
    Haverá inscrição no JATI, para apurar a pontuação de tempo de serviço e títulos.
    A nota da prova será atualizada no JATI e somada à pontuação obtida por tempo de serviço e títulos.
    Obs1.: Não havendo inscrição no JATI, o docente ou candidato não será classificado.
    Obs2.: Não havendo nota da prova, o docente ou candidato não será classificado.
    Docente ou candidato não classificado não concorrerá à atribuição de classe ou aulas.

    Qualificação – PAEF
    Deverá ser atualizada, principalmente no caso de alunos, para constar o semestre que está cursando ou a conclusão do curso.

    Prova do Processo Seletivo
    Inscrição
    Para a prova, o docente candidato, poderá se inscrever para:
    - campo de atuação: classe e/ou,
    - campo de atuação: educação especial e/ou,
    = campo de atuação: aula
    Neste caso poderá escolher até duas áreas e uma disciplina por área.
    A nota obtida na disciplina escolhida será expandida para as demais disciplinas da área.

    Previsão da realização da Prova
    1º dia – 29/11/2009
    2º dia – 06/12/2009
    As datas previstas estão sujeitas a alteração.

    Legislação

    Lei Complementar 1093 de 16.7.2009
    Dispõe sobre a contratação por tempo determinado de que trata o inciso X do artigo 115 daConstituição Estadual e dá outras providências correlatas.

    Lei Complementar 1094 de 16.7.2009
    Institui a Jornada Integral de Trabalho Docente e a Jornada Reduzida de Trabalho Docente para os integrantes do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação, cria cargos de docente que especifica e dá outras providências correlatas.

    Decreto 54556 de 16.7.2009
    Estabelece periodicidade para a realização de concursos públicos de provas e títulos para provimento do cargo de Professor Educação Básica II na rede estadual de ensino.

    Decreto 54682 de 13.8.2009
    Regulamenta a Lei Complementar nº 1.093, de 16 de julho de 2009, que dispõe sobre a contratação por tempo determinado de que trata o inciso X do artigo 115 da Constituição Estadual, e dá providências correlatas.

    Instrução Conjunta CEI Cenp Cogsp DRHU, de 18 9 2009
    Dispõe sobre a atribuição de aulas na rede estadual de ensino e sobre a admissão de docentes por prazo certo e determinado

    Instrução Normativa UCRH 2, de 21-9-2009
    (Republicada em 23 9 2009 por ter saído com incorreções)
    Orientação aos órgãos setoriais e subsetoriais do Sistema de Administração de Pessoal da Administração Direta e das Autarquias, quanto ao processo seletivo simplificado de candidatos visando à contratação por tempo determinado, de que trata a Lei Complementar nº 1.093, de 16 de julho de 2009.

    Despacho do Secretário, de 23 9 2009
    Ratificando, no Processo: DRHU nº 353/0100/2009 (Volumes I e II) – Interessado: Centro de Seleção e Movimentação Pessoal

    Resolução SE – 67, de 1-10-2009
    Delega competência para celebração de contratações por tempo determinado, de que trata a Lei Complementar nº 1.093, de 16 de julho de 2009.

    Resolução SE – 68, de 1-10-2009
    Dispõe sobre a contratação de docentes por tempo determinado, de que trata a Lei Complementar nº 1.093, de 16 de julho de 2009, e dá providências correlatas.

    Resolução SE 69 de 1 10 2009
    Dispõe sobre constituição de Comitê Gestor para elaboração de provas.

    Resolução SE – 79, de 3-11-2009
    Dispõe sobre a constituição de Comissão de Supervisão e Acompanhamento das Áreas Temáticas previstas na elaboração de provas de concursos e processos seletivos de profissionais da educação da rede estadual de ensino.

    Resolução SE – 80, de 3-11-2009
    Dispõe sobre a definição de perfis de competências e habilidades requeridos para professores da rede pública estadual e bibliografia para exames e concursos, e dá providências correlatas.
    References

    1. LC 1093 de 16 7 2009
    2. Decreto 54682 de 13 8 2009
    3. Instrucao normativa UCRH 2 de 21 9 2009
    4. Decreto 54556 de 16 7 2009
    5. LC 1094 de 16 7 2009
    6. Instrucao conjunta CEI CENP COGSP DRHU de 18 9 2009


  222. Olá queridos colegas, estou muito aflita com o que nós professores estamos passando.Não fui tão bem no processo seletivo e estou na categoria L tenho medo de ficar sem aula.Alguem pode me dar uma explicação como será a classificação;tem chance de ser anulada essa prova?


  223. cade a classificação…?????????????


  224. Caros colegas faço parte da turma da V.Maria q. não conseguiu chegar a tempo para a “prova”, (já entrei com recurso), entrei no Estado em Set/08 como eventual, sou estudante do 3º ano em Filosofia, e até então faço parte da categoria L, lendo diversas notícias me enquadrei agora como I e só posso ser Eventual até 2011… Agora acho que não estou entendendo mais nada, para que servia uma prova para quem se enquadra no meu perfil se estamos condenados a passar por mais um ano em uma situação tão chata como a de ser Eventual, pois é desrespeitada por todos: alunos, professor concursados, F, L…..,
    Li diversas mensagens é no geral o que percebo é que o Governo ganhou muito com tudo isso, “tem prova, cancela prova, classifica prova”, divide a cada dia uma classe que me parece não tem identidade, uma classe que gostaria de fazer parte, estou estudando para ter uma vida melhor, não é isso que teria que trazer a educação, o aprimoramento, é claro que sei que estou construindo o meu conhecimento, mas me deparei com uma falta total de coragem de querer passar por isso,pois, apesar do meu curto tempo de sala de aula, já vi e passei por situações que me deixam com “MEDO” de ser professora Eventual, aquela que entra calada e sai chateada.
    É preciso saber aonde o governo quer chegar, exigir esclarecimentos e então pedir melhores condições de trabalho, e salários também, como é que um profissional pode continuar motivado se ele todos mês sabe que sua realidade é sempre a mesma, o ser humano precisa de segurança para desenvolver bem qualquer atividade profissional, e segurança é o que eu não consigo ver como professora no Estado de São Paulo, e essa segurança a qual eu me refiro não é somente a integridade física, mas emocional e psíquica.
    Sorte a todos.


  225. Para quando esta prevista a divulgacao oficial dos classificados em D.O?
    Essa noticia me deixou um poucoi mais aliviada…Me formei no final de 2009 e ainda ñ atuo na area! Fiz 37 pontos na prova e fiquei muito brava por isso, pois como ainda ñ dou aula ñ tenho nenhuma pontuacao, e com esse resultado me deixaria fora da atribuicao p/ 2010 mas agora com essas novas regras ainda tenho uma chance de lecionar ainda este ano…vamos ver ne!? tomara…ainda tem o novo concurso tbm ne!? rs


  226. Me corrijam se eu estiver errada, só poderá participar da 1ª lista aqueles que tiveram no mínimo 50% de acertos, então PEB II, no mínimo 40 acertos e somados mais o tempo de magistério certo?
    E referente a PEB I lá fala que tem que ter acertado no mínimo 40, ou 30 , pois se é 50% .
    Qual é a nota mínima que tem que ter acertado para PEB I para entrar na 1ª lista, eu não consegui achar nada falando desses 32 PEB II e 24 PEB I, o que eu achei é que no mínimo 50% mais o tempo …
    Me ajudem.
    Obs. E essa lista que não sai logo.


  227. Acabei de rececer uma noticia da minha tia Virginia ,de sua colega que a prova foi anulada segundo alguns professores do curso preparatorio para o concurso da sme ,
    Espero que não seja verdade ,pois me esforçei muito para alcalçar os pontos que alcancei …..
    Se alguem tiver alguma noticia post po favor pois estou aflita


  228. em 26 janeiro 2010 at 14:17 Denise Perella

    Vivan vc está correta só poderá participar da 1ª lista os que obtiveram 50% entre nota de prova e tempo de magistério havia sido publicada em resolução que poderia ser complementada a nota dos que acertassem 40% da prova ou seja PEB I 24 questões e PEB II 32 questões o
    seus dias trabalhados deveriam ser multiplicados por 0,004
    e somado ao minimo de questões acima mencionados teria que somar um total de 40 pontos.
    Quem não atingisse a nota minima independente da quantidade de dias trabalhados e pontuação estariam fora da classificação.
    Depois da resolução do dia 23/01 isso naum ficou claro,então devemos esperar a classificação.


  229. patricia não brinca!!!!!!!!


  230. Não achei nada dizendo que a prova foi anulada, nem no site da apeoesp tem alguma.


  231. Denise, mas qual é o mínimo que se tem que acertar para esta na 1ª lista de classificados para PEB I, independente do tempo de serviço, agora eu não me lembro com certeza, mas acho que acertei 34 na prova de PEB I.


  232. Me desculpe perguntar novamente,mas no site da educação diz Para participar da classificação para atribuição de classe ou aulas, o candidato deve obter um mínimo de 40 pontos na prova. Alcançando esse índice mínimo, o docente será classificado com base nos pontos obtidos na prova (até 80), tempo de serviço (até 80) e títulos (até 20).
    Então só se fizer o mínimo de 40 para PEB II que será somado a pontuação para a 1ª lista, e como saiu a resolução SE 8, de 22/01/2010 os que fizerem menos de 40 pontos irão para uma segunda lista e depois será somado o seu ponto, é isto?


  233. Oi! Alguém poderia me dizer se os projetos de pasta vão para atribuiçao normal ou serão por perfil?


  234. Isso aqui tá parecendo o circo do terror, ou uma nova versão de Jogos mortais on line. Cara depois de tudo vem essa colega dizendo que a prova foi anulada, como diz o Galvão: “aguenta coração”, tão pensando que eu sou jovem, tenho 45, num dá mais pra ficar lendo essas coisas, pensem bem antes de postar as coisas.


  235. A LISTA TALVEZ SAÍRA NO FINAL DO DIA DE HOJE OU AMANHÃ, PRIMEIRO A LISTA DOS APROVADOS, DEPOIS DOS NÃO APROVADOS, SERÁ (29/01) EM DIANTE SEM DATA DEFINIDA, ESSA FOI A INFORMAÇÃO QUE OBTIVE NA MINHA D.
    O PROBLEMA É QUE TEM DIRETORIA DIGITANDO OS DOCENTES REPROVADOS E RECOLHENDO DCS.
    COM A MUDANÇA NA CLASSIFICAÇÃO ESTÃO TENDO QUE MUDAR TODO O SISTEMA POIS OS DOCENTES REPROVADOS JA HAVIAM SIDO EXCLUIDOS DO PROCESSO SELETIVO.

    SE VERDADE OU NÃO SÓ VAMOS SABER NO FINAL DO DIA OU AMANHÃ.

    AF!!!!!


  236. Professores Queridos!!!!
    MUITA CALMA NESTA HORA!!!!!!!!
    Ainda não tem nada oficial em lugar nenhum, vamos ter que esperar a reunião que está acontecendo, entre a APESOSP e a SEE, que ainda não terminou.. só depois será publicada alguma informação verdadeira, que nos acalmará…..
    força, e paciência, meus colegas!!!!


  237. Maria

    Com todo respeito, o modo como vc diz por que não estudamos para nos efetivarmos, vc sabe quanto tempo o estado não abre concurso para efetivar?Comecei em 96 vou fazer 14 anos nesta profissão e somente 1 concurso foi realizado e por fim não chamaram a todos que passaram.Por isso o grande numero de ofas temporarios, essa prova mesmo é colocado como concurso mas não é para efetivo exercicio.
    É POR ESSES E OUTROS MOTIVOS QUE OS PROFESSORES FICAM DESANIMADOS, POIS REFERENTE A ESSA ULTIMA PROVA MUITOS PROFESSOR DEIXARAM SUAS FAMILIAS EM SEGUNDO PLANO PARA SE PREPARAR MELHOR PARA PROVA E CORREMOS O RISCO DE TERMOS NOTICIAS NÃO AGRADAVEIS.UM abraço assim como vc e outros colegas desejo boa sorte que todos tenham sua classe ou aula atribuida com fé em DEUS.


  238. em 26 janeiro 2010 at 14:54 Adriana Toledo

    Não entendi muito bem a respeito da contratação no estado. Eu sou eventual, passei na prova, no meu caso posso assinar esse contrato com a escola ?

    E teria que ser feita uma prova para essa contratação?

    Aguardo um retorno.


  239. em 26 janeiro 2010 at 15:00 Carla Brahim

    Acho um absurdo isso….todos os professores estão ansiosíssimos para ver essa tal lista e para conseguir nortear sua vida profissional daqui pra frente e a SEE os desrespeita dessa forma…não cumprindo datas, deixando tudo pra última hora….isso é o ÓO, viu?!?
    Ainda por cima, a APEOESP vem com essas medidas tardias, que beneficia parte dos professores e nos bota aflitos também!!!!
    Puxa vida….será que vale a pena????


  240. em 26 janeiro 2010 at 15:02 Adriana Toledo

    pra você Thiago Sgherri

    O topo da inteligência é a HUMILDADE

    reflita !!!


  241. em 26 janeiro 2010 at 15:03 Denise Perella

    Vivian para vc esta na primeira lista precisa ter no minimo 30 pontos ,se vc acertou 34 independente do seu tempo de magisterio vc está classificada na primeira lista.


  242. em 26 janeiro 2010 at 15:12 Adriana Toledo

    Não entendi muito bem a respeito da contratação no estado. Eu sou eventual, passei na prova, no meu caso posso assinar esse contrato com a escola ?

    E teria que ser feita uma prova para essa contratação?

    Aguardo um retorno.


  243. Desculpem, mas não estou entendo mais nada… Onde está a lista de classificação? No site da secretaria só aparece a lista de titulares de classe…


  244. Professores!!
    Por favor, alguém pode me dizer se estudante (bacharelado) último ano e aprovado nessa prova tem chance de atribuir aulas esse ano?? obs: nunca lecionei..
    Grata!!


  245. Cadê essa merda de classificação?


  246. O CARGO DE EVENTUAL ACABOU, PELO MENOS É ISSO QUE SEI.
    OS PROFESSORES QUE SE AFASTAREM POR ATÉ 15 DIAS VAI SER SUBSTITUIDO, PARA ISSO VAI SER FEITO UM CONTRATO APENAS PARA O DETERMINADO PROFESSOR E A ATRIBUIÇÃO VAI SER FEITA NA DIRETORIA DE ENSINO DA CIDADE NÃO MAIS NAS ESCOLAS E QUANTO AS FALTAS DIÁRIAS AS ESCOLAS VAI TRABALHAR EM CIMA DE PROJETOS FORA DA SALA DE AULA COM PROFESSORES COM CARGA DE 12 HORAS E COM OS AGENTES ESCOLARES.

    RESUMINDO NÃO VAI TER MAIS AULAS PARA OS EVENTUAIS, CASO NÃO CONSIGA ATRIBUIR AULA, JÁ ERA, O GOVERNO VAI OBRIGAR OS PREOFESSORES COM CARGA DE 12 HORAS A PEGAR ESSAS FALTAS.

    UM OUTRO DETALHE, NÃO HOUVE NENHUMA MUDANÇA DE FORMA QUE O SINDICATO DIVULGUE QUE FOI UMA GRANDE VITÓRIA A ÚNICA COISA QUE ACONTECEU É QUE AGORA TEM UMA NOVA LISTA RESERVA E QUE JÁ ERA PREVISTO POIS NÃO TERIA PROFESSOR SUFICIENTE PARA SUPRIR A DEMANDA DE ALUNOS.
    NA HORA DA ATRIBUIÇÃO FALTOU PROFESSOR, PEGA NA LISTA RESERVA.
    E ISSO SÓ DA FORÇA PARA O GOVERNO, POIS ELE TERIA QUE REVER MESMO SEM O SINDICATO, AGORA VAI DIZER QUE O SINDICATO QUE FEZ BARULHO.

    POSSO ESTAR MUITO ENGANADA MAS É ISSO QUE ENTENDO DE TODA ESSA CONFUSÃO


  247. Gostaria de saber quem poderá eventuar, já que o professor eventual não é uma categoria específica e sabemos que os efetivos afastarão durante o ano letivo (licenças-prêmio, faltas médicas, abonadas, etc)?


  248. ESTOU COM MEDO DESSE SINDICADO POIS SÓ TEM ATRAPALHADO, SE QUISESSE NOS AJUDAR LUTARIA POR UMA CLASSIFICAÇÃO UNICA POR TEMPO DE SERVIÇO E NOTA DA PROVA .


  249. Pessoal não acredito que essa prova será anulada, mas tb não entendo o pq da demora dessa classificação….Deste jeito ninguém aproveita o tempo nem para estudar…rsrs
    Um abraço a tds nós aflitos


  250. em 26 janeiro 2010 at 16:03 Alessandra Pires Campos de Barros

    Estou preocupada, sou da categoria F, passei na prova dos professores temporários e acumulo cargo na Prefeitura de Tatui, como Diretora. No período noturno leciono no Estado, então somente dou aula a noite,pois durante o dia eu trabalho na Prefeitura. O que estou sabendo é que na hora da atribuição eu tenho que pegar 20 aulas e não 10, que é o que eu quero, e também irão ignorar o meu acúmulo, pois não vão considerar que trabalho na Prefeitura, e também é verdade que onde tiver,chegando minha vez de escolher tenho que pegar onde tiver? mesmo em outro município?
    por favor me ajudem, para que na hora da escolha eu saiba me defender.
    Obrigada
    Alessandra


  251. Pessoal,
    Acabei de receber a notícia dos colegas da APEOESP que estavam em reunião e confirmaram que a prova será anulada.
    Conseguiram uma liminar para não sair a classificação, por isso a demora, pois não será válido as notas da prova, devido as irregularidades no processo.
    Nossas preces foram ouvidas, enfim conseguiremos trabalhar normalmente.
    Abraços.


  252. em 26 janeiro 2010 at 16:35 Adriana Toledo

    Não entendi muito bem a respeito da contratação no estado. Eu sou eventual, passei na prova, no meu caso posso assinar esse contrato com a escola ?

    E teria que ser feita uma prova para essa contratação?

    Aguardo um retorno


  253. Olá meus amados companheiros de luta?

    Onde eles divulgaram a classificação de pontos por acertos
    professor temporário, estou ficando aflita sem nenhuma informação!!!!

    Como eles fazem o que querem dos professores brasileiros não é mesmo???

    Será que um dia isso vai mudar????


  254. MARA

    Atuo como professora no estado de São Paulo desde 1993 e já partcipei de vários concursos desde então. O governo promoveu um em 1998 (VUNESP), para várias disciplinas, lembra-se? Depois, outro em 2003 (CESGRANRIO). Em 2005, apenas para PEBI, Ed. Física e Filosofia; e em 2007 (Ed. Art., Física, Filosofia, Matemática e Geografia). Então, o problema não é tanto a falta de concurso, mas o desrespeito a quem passa, já que muitos não foram convocados para escolha de aulas. Tenho 5 colegas nesta situação. Por que as entidades não “forçaram” o governo a “aproveitar” estes professores que passaram? Ou ainda, por que não os incluíram na lei 1010/2007, estabilizando-os? Como se vê, não há o menor respeito a quem passa em concursos, nem por parte das entidades nem por parte do governo.


  255. Deveria ter prova para cada cargo político.
    Governador, Secretários, presidente., qual é o perfil estabelecido para esses cargos???

    Poderiamos exigir também , que tal??? rrsrsrrs


  256. CADE A CLASSIFICAÇAO ????


  257. em 26 janeiro 2010 at 16:45 Carla Brahim

    AHHHH…..Não me diga que anularam de novo…..não creio….se foi terá sido a maior palhaçada do século!!!
    Espero que seja só boato pq mtas pessoas ficarão tão “fulas” da vida” como eu!!!!!


  258. Como assim foi anulada?????????????
    Sinceramente não sei se dar para confiar, pois muita coisa que a apeoesp escreveu não correspondeu muito com a verdade.
    Sinceramente, espero que não tenha sido anulado esta prova.


  259. em 26 janeiro 2010 at 16:54 Carla Brahim

    Vivian,
    Também espero que seja apenas boato pq eu não me sentia muito bem no dia da prova e msm assim eu fui…me sentiria uma palhaça se isso acontecesse realmente…repetir a do ano passado…já virou novela…e uma péssima ainda por cima!!!!


  260. Vivia, voce tem razão. Até agora o que a Apeoesp divulgou, só menos da metade correspondia à verdade…..Só acredito com uma divulgação oficial!


  261. Ás vezes tenho a impressão que o sindicato quer mais é aumentar a confusão ao invés de resolver as coisas…


  262. Eu vi um fax da apeoesp, em que diz que eles protocolaram um pedido para que a prova fosse anulada, ou no mínimo que tivesse caráter classificatório, como saiu uma resolução dizendo que quem não conseguiu acertar pelo menos 50% irá para uma outra lista, então acho que esta prova não será anulada, bom temos que aguardar pra ver o que acontece.


  263. em 26 janeiro 2010 at 16:59 Carla Brahim

    Idem Tathiana!!!


  264. Carla concordo com você se for anulada, também me sentiria uma palhaça, pois fui de manhã fazer a prova de PEB I, depois à tarde fui fazer prova de PEB II, com milhões de probçemas a serem resolvidos naquele horário, como deixar minha tia doente sozinha, que teve uma crise à tarde, enfim todos temos problemas, uns mais sérios outros menos, espero que tenha valido à pena, como disse temos que esperar.


  265. Carla Brahim

    Nesse momento são só boatos!!! E, mesmo que seja anulada, haverá a necessidade de realizar outra prova para contratação de professores temporários, pq isso está previsto em lei. Por isso, se anularem a prova, só agravaria o problema pq estenderia ainda mais o início das contratações.


  266. em 26 janeiro 2010 at 17:04 CÍNTIA MATUKAJ

    OI Paty vc sabe que esta questão de estudar para o concurso está sendo um grandr problema para mim, acho que de tanto estudar para o processo seletivo e não cair praticamente nada do que estudei acabou me bloqueando e não consigo começar a estudar para o concurso, toda vez que tento fico angustiada e não consigo ler nada já tentei varias vezes e nada, se alguém tiver alguma dica para me dar serei grata. BLOQUEEIIIIIIIIIIIII… srsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr


  267. em 26 janeiro 2010 at 17:05 Carla Brahim

    Pessoal, muitos professores que frequentam outro blog (pci concursos), postaram que ao entrar em contato com a SEE obtiveram a informação de que toda essa demora se deve ao problema de âmbito técnico e que até às 23h59 (rsrsrsrssrs) a classificação sai!!!!
    Será???????
    Vamos pagar pra ver…rsrsrsrsrssrs!!!!!!


  268. também gostaria de saber quando e como faço para ver a minha classificação na lista de PEB I e quando será a atribuição


  269. em 26 janeiro 2010 at 17:07 CÍNTIA MATUKAJ

    recadinho para quem não fez a prova…

    Os professores que não se inscreveram ou não realizaram a prova poderão

    requerer justificação da ausência junto às Diretorias de Ensino, anexando

    documentação comprobatória das razões que os levaram a não se inscreverem ou a não fazerem a prova, até o dia 29/01.

    Orientamos todos os professores a protocolarem seus pedidos, mesmo aqueles que já enviaram seus documentos à APEOESP.

    Mari Oliveira
    email: mariprof@terra.com.br
    msn: mariproff@hotmail.com
    cel: (15) 9789-5407
    Salto de Pirapora – SP


  270. Acabei de ligar para o jurídico da APEOESP, não existe nada de cancelamento…a prova continua sendo classificatória.
    Por favor, verifiquem sua informações antes de postá-la.


  271. em 26 janeiro 2010 at 17:09 CÍNTIA MATUKAJ

    CARLA ACREDITO QUE ATÉ O FINAL DO DIA SAI ALGUMA COISA, A DOS EFETIVOS TAMBÉM DEMOROU, VAMOS VER…


  272. Professor, Aguiar

    Por favor, diz que sua informação de anulação da prova não é verdade!! Por Deus, perdi dias e noites estudando e rezando…
    Não pode ser que todos que se esforçaram tanto para essa prova teram essa triste noticia…
    Como podem fazer isso, e minhas colegas que não passarm e que passaram um final de ano horrivel por causa da prova…
    e nos que esperamos…
    Por favor, se tiverem informações veridicas, nos informem, mas se não, PAREM!!! por que desse jeito vamos ter uma super lotação de professores nos hospitais….
    Professores, pensem antes de escrever, porque todos nós estamos acompanhando!! Com o coração nas mãos…

    Abraço


  273. em 26 janeiro 2010 at 17:12 CÍNTIA MATUKAJ

    A prova é Lei e uma Lei não se cancela assim tão fácil, o que podem é modificá-la em virtude de alguma nescessidade, mas cancelar acho difícil, eles não cometeriam o mesmo erro duas vezes… será??


  274. Cíntia

    Não seria melhor omitir o telefone e deixar apenas o e-mail?


  275. em 26 janeiro 2010 at 17:13 Carla Brahim

    Também estou no aguardo, Cíntia!!!
    Boa sorte à todos e pacieeeeeeeeeeeeeeeência!!!!


  276. em 26 janeiro 2010 at 17:14 CÍNTIA MATUKAJ

    ACALMEM-SE, ACALMEM-SE JÁ ESTOU BLOQUADA…RSRRSRSRSRSRSRSRSRXVFGDJGBUFNGK…


  277. em 26 janeiro 2010 at 17:15 FÁTIMA LEME

    Fátima, concordo com você, está certíssima.

    Gente a folha de pagamento voltou normal, acho que era só uma brincadeira.


  278. em 26 janeiro 2010 at 17:16 CÍNTIA MATUKAJ

    O FONE É PARA SE ALGUÉM QUISER CONFIRMAR FOI QUE ME PEDIRAM NO EMAIL…


  279. ops…corrigindo: …suas informações antes de postá-las.


  280. Cintia também não estou conseguindo estudar para o concurso….Fico agoniada!!!!!!!
    E agora com esta demora para o reultado….
    Aff….
    Para nós profissionais da educação o dia de hoje esta sendo um terror!


  281. Cíntia

    Ok. Como vc é responsável ao fazer os comentários é que perguntei antes de fazer algo sem sua permissão.


  282. em 26 janeiro 2010 at 17:18 CINTIA LACERDA

    Caros Professores,

    como conter a ansiedade, cadê a lista?

    Na DE que estou inscrita informaram-me que a lista ainda não foi digitada e que não tem data prevista para a publicação.


  283. Acreditei ser interessante postar:

    PRESIDENTA. TUDO BEM? ESPERO QUE SIM!

    GOSTARIA DE SABER SE NA REUNIÃO DE HOJE FICOU CONFIRMADA AS DUAS LISTAS?

    DESDE JÁ AGRADEÇO O ESFORÇO DO SINDICATO!
    Responder

    *

    114. apeoesp | 26/01/2010 at 19:12

    Prezado professor,
    Tudo bem. Desejo tudo de bom para você também.
    Mais tarde, no site da APEOESP, sairá publicado boletim completo sobre a reunião, com os diversos pontos tratados.
    Ficaram, sim, confirmadas as duas listas.
    Reproduzirei as informações completas no blog, dentro de algum tempo.
    Bebel


  284. em 26 janeiro 2010 at 17:21 CÍNTIA MATUKAJ

    Para Fátima Leme…

    UFAAAAAAAAAAAA!!!!!!!


  285. COMUNICADO:
    TODOS PODERÃO PARTICIPAR DA PROVA DE PROMOÇÃO, ENTRAR NO SITE DA CESGRANRIO E CONSULTAR O LOCAL DA PROVA.
    FONTE: D.E.SUL3


  286. em 26 janeiro 2010 at 17:24 CÍNTIA MATUKAJ

    Para Hugo…

    Não esquenta…


  287. Anuladaaaaaaaaaaaa de noooovooo nãaaaaaaaaaaaaaaaaaaoooooooo.


  288. em 26 janeiro 2010 at 17:27 CÍNTIA MATUKAJ

    Alguém tem conteúdo de história beeeeeeemmmmm resumido??? não consigo estudar mesmo….rsrsrsrsrsrsrrs


  289. em 26 janeiro 2010 at 17:30 CÍNTIA MATUKAJ

    Acho que estou precisando reencarnar o JEAN PIAGET… kkkkkkkkk


  290. Achei a prova do estado coerente, cobrou-se o minimo de um profissional de educação, da parte especifica, foram questões de pré vestibular, concordo com a indignação dos professores com relação ao descaso que é dado ao professor, não apenas pelo governo, mas por toda, ou grande parte de nossa sociedade, no entanto, isso não tem relação com o saber do proprio. Com a prova, os bons professores mostrarão que existe sim, profissionais qualificados, e muito bem qualificados trabalhando por um salario totalmente inquerente ao seu saber, uma vez que prova não foi tão simples.


  291. PESSOAL CALMA A LISTA ´SÓ SAI A PARTIR DA 18:00 HORAS BOA SORTE A TODOS……


  292. Queridos companheiros,

    Se a bibliografia fosse divulgada com antecedência, todos (inclusive os estudantes) teriam mais tempo de preparação para otimizar o desempenho na prova. Por isso, esta não é uma justificativa válida para acertos inferiores a 50.

    Mesmo assim, a justificativa mais absurda diz respeito a professores que lecionam há anos e abdicam o tempo de estarem com a família para se preparar para provas.

    Este tipo de comentário demonstra falta de comprometimento com a carreira de professor. Se seus alunos devem se empenhar em sua educação, dê o exemplo! Se você não gosta de estudar, pare de perder tempo culpando provas pelo seu fracasso e mude de profissão!

    “O mestre por excelência toma a sério somente o que se relaciona com os seus discípulos, incluindo a si mesmo.” (Nietzsche)

    Desejo uma boa sorte à todos que tiveram capacidade de desempenho superior a 50 acertos!!!


  293. em 26 janeiro 2010 at 17:35 CÍNTIA MATUKAJ

    O meu cognitivo travou… kkkkkkk socorro Piaget… srsrsrsr


  294. PESSOAL BOA TARDE, ACABEI DE FALAR COM A PRESIDENTA DA APEOESP ATRAVÉS DE SEU BLOG, E ELA DISSE QUE NA REUNIÃO DE HOJE A TARDE FOI CONFIRMADO QUE HAVERÁ DUAS LISTAS. ENTÃO POR FAVOR, NÃO COLOQUEM QUE A PROVA SERÁA ANULADA, POIS ESTE SITE É UM ÓTIMO PRESTADOR DE SERVIÇO E, E TODOS NÓS QUE ESTAMOS ANCIOSOS NÃO PRECISAMOS DE MAIS INFORMAÇÕES INFUNDADAS COMO ESSAS.


  295. em 26 janeiro 2010 at 17:41 Professor Marcelo

    Cintia,

    Tanbém sou de história, estou lendo os livros e ao observar a prova do processo seletivo “simplificado” pude notar que as respostas estão realmente nas entrelinhas, em exemplos dados no livros etc… Já pensou em um curso preparatório?


  296. em 26 janeiro 2010 at 17:42 Professor Marcelo

    ERRATA:

    *também


  297. Caro Danilo,

    Muito obrigada!!!
    pelas ultimas informações!!!!!
    Boa sorte a todos!!!


  298. Nós professores não devemos nos esquecer que a escola foi feita para os alunos e não para os professores, e se deixar os que pontuaram menos da metade no final da lista for a unica tentativa de uma melhora na educação (para os aluno) então concordo sim com essa prova, e aqueles que se sentiram ofendidos por essa prova, estudem mais se preparem melhor para que ano que vem possam sentir orgulho de seus resultados.


  299. Se a experiência dos professores aumentassem sua capacitação de lecionar ao longo dos anos, cursinhos pré-vestibular, colégios particulares e faculdades com ensino medíocre não seriam negócios cada vez mais rentáveis. Porque alunos do ensino público devem preparar-se por conta própria para conseguir a educação que os professores da rede púbica não são capazes de fornecer.


  300. É VERDADE FOI ANULADA MESMO!!!! SEGUNDO A APEOESP.
    FIQUEI SABENDO PELO PROF. QUE É ADVOGADO DA APEOESP.


  301. em 26 janeiro 2010 at 18:03 Vania Parreira Tosi

    Estou ansiosa pra ver a lista de classificação, alguém sabe quando vai sair? Por favorr???????????? Acertei 39 questões na prova de Peb I e 39 na de PebII, mas sou categoria F pebI e L peb II, como fica minha situação?????


  302. em 26 janeiro 2010 at 18:06 Carlos Eduardo

    A secretária da Educação com estas listas é uma piada
    parecem os trapalhões. Uma lista para eles já era
    difícil imagine três. Eles devem estar doidinhos, até
    dezembro sai tudo direitinho. Acalmem-se prof.(s)


  303. Caros colegas, sinto o quanto estamos todos ansiosos esperando a classificação, sugiro que todos devemos nos ausentar por pelo menos 01 hora da net, quem sabe o grande número de acesso está dificultando a lista? o q vcs acham?

    sorte p/todos!!!


  304. Denovo, com essa história de anulação teve um que acabou de dizer que falou com a presidenta através do blog e ela disse que não foi anulada. se decidam quem tem razão a presidenta ou sei lá quem, se não tem nada por escrito, me desculpe se serei um pouco “ignorante” agora, melhor nem comentar.
    Já basta a aflição dos professores esperando pelo resultado, confirmam que não será anulada, daí aparece dizendo outro que recebeu sinal de fumaça e dizia que iria anular.
    Desculpe se ofendi alguém.


  305. * presidenta é a da apeoesp,rs,só, pra constar. rsrsrs


  306. olá amigos, tenho uma notícia de última hora.

    Liguei na secretaria de educação e eles me confirmaram que a prova foi anulada, e por isso está demorando para sair a lista, pois a mesma estava pronta e agora estão quatro técnicos de plantão para atualizar a lista até o fim da noite.


  307. Nossa não acredito! Virou uma palhaçada, larguei meu filhoa de apenas cinco meses para realizar a prova, tentei estudar,pois, o conteúdo era extenso, mas graças a Deus atingi a pontuação necessária, sei que a provaestava difícil e complexa, mas a todo momento eles, mudam de decisão.E o professor fica nessa angústia, quantos passaram o Natal e ano novo chateados com as notícias postadas, deveria ter comprometimento e coerência com nós professores, que dedicamos praticamente nossa vida para formar cidadãos críticos, e me vejo “estatíca” com tanta confusão.
    Por favor, tenham mais atitude, a toda hora é uma novidade !


  308. Soraya, acho que essas notícias que estão saindo não sei da onde, não esquenta a cabeça, enquanto não sair mais nada falando da prova, se foi anulada ou não, não esquenta a cabeça,OK?


  309. Sair publicado, no diário oficial, ou mesmo no site da educação.


  310. em 26 janeiro 2010 at 18:18 Michele Carvalho

    Para Cintia Matukaj

    Olá professora. Acho que esses dois últimos meses foram bem estressantes, talvez por isso vc está com dificuldades para se concentrar. Procure descansar, tire uns poucos dias para esfriar a cabeça e começar novamente.
    Boa sorte a você a todos que estão na luta…..


  311. Liguei para o DRHU, eles disseram que, também pelo horário, hoje não deve sair nada. Também falaram que não há nada oficial, nem a anulação e nem o carater classificatório da prova. A prova terá caráter classificatório somente depois de publicado no diário oficial.
    abraços a todos.


  312. Liguei também para a secretaria da educação e me falaram que não foi anulada.
    Vamos ser São Tomé e esperar, não nos resta mais nada.
    abraços


  313. Mario
    Cuidado com as informações que posta!!!!
    Pessoal, quando postar alguma informação como a do Sr. Mario, indique a fonte da SEE ou Apeoesp como nome e telefone do contato, assim todos poderão checar a veracidade!!!!!!!


  314. em 26 janeiro 2010 at 18:40 Gustavo Oliveira Silva

    Acredito que é importante ter uma prova para selecionar professores,neste caso esta prova não está sendo justa com os professores de categoria L e demais categorias. Se acertarem todas questoes e alguem da categoria F acertar o minimo já passa na frente.Isto não é justo,pois não estão avaliando os professores por mérito e isso é excluir professores.
    Esta avaliação tem que ser justa ,ai sim ela se torna necessária.Por isso ela deve ser cancelada mesmo, até que resolvam fazer um concurso para PBl de quatro em quatro anos.


  315. De Márcia
    Para Cíntia Matukaj
    Obrigada pelo material de estudos. Por acaso você tem os conteúdos de: Português e Inglês?
    Quanto ao bloqueio, você não é a única, mas tenhamos fé.
    Abraço
    Márcia


  316. retirei este trecho do site da DE sul 3 a quem interessar:

    Candidatos a Promoção – ATENÇÃO !!!

    Conforme comunicado repassado a esta Diretoria pelo DRHU, RETIFICAMOS a informação e esclarecemos que os requisitos serão reavaliados de acordo com a legislação e independentemente da situação, TODOS FORAM ALOCADOS E PODERÃO REALIZAR A PROVA.
    Após revisão, caso seja constatado que o candidato não preenche os requisitos necessários, a prova não será considerada.

    Para saber o local da prova consultar o site:
    http://www.cesgranrio.org.br

    fonte: http://desul3.edunet.sp.gov.br/


  317. A prova não pode ser anulada, tem que se valorizar o bom professor, ou pelo menos o que tem o minimo de condições de entrar em uma sala de aula. A APEOESP, com todo respeito a entidade, parece estar na contra mão da boa educação, desvalorizando os professores que foram bem na prova.


  318. em 26 janeiro 2010 at 18:50 Márcia Grião

    Sou estudante do último ano de Letras, acertei 70 questões na prova, comecei a trabalhar como eventual em maio do ano passado. Tenho chance de atribuir aulas? Caso haja essa possibilidade, entrarei na “lei dos 200 dias”?


  319. em 26 janeiro 2010 at 18:52 maria aparecida

    SOL pelo amor de Deus…….muda de profissao “FES E FASER É FOGO…KKKKK

    DA UMA OLHADINHA NA COLOCAÇÃO DO “S” e “Z”

    beijosss


  320. Olá , gostaria que alguém me passasse o tel, da secretaria da educação .Grata até o momento


  321. A propria Apeoesp, aparentemente não tem condições ou profissionais nas areas especificas para oferecer uma revisão da materia aos professores que tem uma longa carga horaria ou trabalham em varias escolas, uma vez que se analizarmos, das 80 questões, 60 foram especificas.


  322. Lucivelo,

    CONCORDO PLENAMENTE , AGORA OBSERVE O QUE ESTÃO DIZENDO SOBRE A PROVA. REALMENTE É UMA FALTA DE RESPEITO TOTAL CASO SEJA ANULADA A PROVA.
    AGORA EU PENSO SE REALMENTE FOR ANULADA A PROVA, VOU ME SENTIR ENGANADA E PALHAÇA.PORQUE O SINDICADO OFERECE UM CURSO PREPARATORIO PARA DEPOIS SER CANCELADA?ASSIM COMO EU OUTROS PAGARAM 75REAIS, DINHEIRO PARA NOSSO ORÇAMENTO FAZ FALTA.

    ABRAÇO


  323. em 26 janeiro 2010 at 18:57 maria aparecida

    para Thiago Sgherri

    Parabens professor, com seu texto conseguiu chamar a atenção de toda a classe, mostra que realmente é um “excelente professor”……abraços , continue defendendo a verdade.


  324. Mychelle, não entendi sua colocação de negocios rentaveis com ensino de qualidade e experiência profissional.


  325. Lili, no site da secretaria tem, bem no finzinho da página, o telefone da central de atendimento.


  326. Calma pessoal, esperamos até agora portanto aguardar mais um pouquinho não vamos morrer. Mas quase. rsrsrsr


  327. Olha só, eu acho que a APEOESP deveria ter em cada subsede, um grupo de professores de cada area para analisar as provas, principalmente especificas, dando o parecer da entidade, como fazem os cusinhos preparatorios nas analises dos vestibulares, a partir disso criar bibliotecas, aulas de reforço( caso nescessario) para profesores, enfim, mecanismos para que possamos de fato mostrar que realmente ganhamos muito pouco pelo que sabemos. Não acredito que a entidade não tenha dinheiro para isso, uma vez que a mensalidade, convenhamos não é pouco, principalmente pelo que ganhamos, isso é porque dizem que estar do nosso lado.


  328. em 26 janeiro 2010 at 19:07 cintiamatukaj

    Obrigada pela dica…


  329. O pior é que de qualquer maneira (se a prova for anulada ou não ) sempre terão aqueles que sairão prejudicados.
    Isso é desanimador. E depois quando termina essa luta, temos outra a travar nas salas de aula.


  330. Professores

    Ingressei no Estado de São paulo tem pouco tempo. Fiquei o ano passado como eventual e conseguir substituir uma licença saúde.
    Achei impressionante os ataques de professores contra professores realizados aqui neste site.
    Professore prestem atenção:

    TEMOS QUE ANALISAR QUE EXISTEM PROFESSORES QUE PRECISAM DO EMPREGO PARA ALIMENTAR SEUS FAMILIARES !!!! SABEMOS QUE UMA AVALIAÇÃO NÃO DEMONSTRA A CAPACITADE DE ALGUEM TENDO EM VISTA QUE INÚMEROS FATORES CONTRIBUEM PARA ERROS NO MOMENTO DAS RESOLUÇÕES!!!
    ACERTEI 43 QUESTÕES, NÃO SEI SE ESTAREI EM UMA BOA CLASSIFICAÇÃO POIS SOU ALUNO DE ULTIMO ANO, MAS CONSEGUI A “APROVAÇÃO”.

    NÃO ATAQUEM UNS AOS OUTROS. A UNIÃO FAZ A FORÇA!!!! NÓS SOMOS PROFISSIONAIS E AMAMOS O QUE FAZEMOS.

    NÃO DEIXE QUE O SABOR DA PRATICA DOCENTE VIRE UM DESABOR POR RAZÕES TÃO PEQUENAS E INUTEIS!!!!

    ACORDEM!!!!! JA SOMOS PROFESSORES!!!! JA SE TEM DIPLOMAS!!!! A PROVA DEVE SER PRAZEROSA, AVALIATIVA, MAS NÃO EXCLUDENTE!!!!

    OS ALUNOS SÃO AVALIADOS MAS NÃO SÃO EXCLUIDOS DE SEREM ALUNOS……

    OS PROFESSORES NÃO PODEM ACEITAR ESSE TIPO DE HUMILHAÇÃO…. TEMOS QUE NOS UNIR….

    O ESTADO DE SÃO PAULO DIZ: ” UMA ESCOLA QUE TAMBÉM APRENDE”: ALUNOS E PROFESSORE, DIRETORES E SUPERVISORES ENFIM CONTRARIAM SUAS PROPRIAS PROPOSTAS!!!!

    ABRAÇOS


  331. TENHO ALGUM MATERIAL DE CIÊNCIAS E GOSTARIA DE TROCAR COM OUTROS PROFESSORES.quem sabe assim não precisamos comprar tantos livros.QUEM TIVER INTEREESSE NESSA TROCA MEU E-MAIL É nadirsantos.indaia@yahoo.com.br.
    Poderíamos combinar de cada um comprar um livro depois a gente troca.Será que funciona?É que está difícil encontrar material da parte específica.
    Alguém sabe quando vai ser o dia da prova do concurso?


  332. Estou a beira de um ataque de nervos………cade a classificação………….é uma falta de humanidade…..competencia……..boa vontade…..


  333. Palhaçada!! Se essa prova for anulada.
    Novamente ficarei como eventual ate setembro novamente.
    Ano passado fui bem na prova e a mesma foi anulada. Esse ano novamente isso. Não é justo! Acertei 47 questões e teria chance de pegar aulas na 1ª atribuição.


  334. Vamos ligar para Apeoesp,para definerem realmente qual a data certa da classificação?


  335. Pessoal,

    Boa noite!!!!!!

    Vejo que estão todos aflitos a espera do resultado da prova do OFA.
    Acredito que só amanhã, pois hojes a Secretaria de Educação teve uma reunião com a APEOESP, e provavelmente ficou acertado alguma coisa que só amanhã eles publicarão.
    Eu entrei no site da Vubesp e no campo resultaqdo não tem nada ainda, tenha mais uma pouco de paciência amnhã tudo se resolvera. Alias a atribuição ainda está muito longe.

    Confiram o site

    http://www.vunesp.com.br/

    Concursos em andamentos, clique no número 6

    Abraços a todos


  336. Pessoal!
    Já está disponível para consultaa classificação!

    Boa Sorte!!!


  337. SAIU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


  338. a data ja mudou sai hj


  339. gente alguem me passa o link por favor????


  340. Tenho duvidas em relação a categoria, espero que tenha algum professor que possa me esclarecer.

    Gostaria de saber qual a minha categoria, pois tenho hollerit que marca Lei 500/74 – SUBS DOC EVE e tenho holliret Lei 500/74 – FCAO NAT – PERM.
    Fiz a prova e acertei 26 questões, não sei em que lista vou está.


  341. vai travar o site todo mundo vai ver junto

    o que é DI


  342. em 26 janeiro 2010 at 20:05 maria luiza

    Atenção:A classificação saiu agora no site da secretaria junto com os titulares de cargo.
    Boa sorte a todos.


  343. GENTE SE VIRAM A CLASSIFICAÇAO NAO ESTA POR BANCA TA TUDO JUNTO


  344. gente, alguém me passe o link pleaaaaaaase????


  345. pessoal se acalmen que eles estao atualizando o site ainda
    as informações podem não estar totalmente correta ainda


  346. em 26 janeiro 2010 at 20:09 professortemporario

    Respondendo a todos

    A ansiedade é péssima conselheira. Ocorre que no ano passado, também no mês da janeiro, houve uma concessão de medida cautelar em caráter liminar por uma juíza. No entanto para o atual processo não encontramos nenhuma referência desse tipo.

    Aparentemente, devido à ansiedade decorrente da obscuridade desse processo, algumas pessoas encontraram a notícia do ano passado e entenderam como atual. A partir disso, espalhou-se o boato de que o processo seletivo para professores temporários havia sido suspenso ou cancelado (como foi em 2009). Mas, conforme já dissemos, diferentemente do ano passado, desta vez o processo está fundamentado em lei complementar e por essa razão só poderia ser cancelado se a lei fosse considerada inconstitucional pela Justiça, ou se fosse aprovada outra lei pela Assembleia Legislativa suspendendo a lei 1093/09

    Em uma pesquisa no site do sindicato não encontramos referência a essa liminar para 2010 e pesquisando na rede encontramos diversas notícias sobre essa liminar, mas referentes ao mês de janeiro de 2009.

    Assim, solicitamos aos professores que tenham muito cuidado ao divulgar esse tipo de informação, pois isso interfere diretamente sobre as expectativas de muitos.


  347. em 26 janeiro 2010 at 20:09 embuscadoconhecimento

    Boa tarde a todos!

    Galera da matemática, eu acabei de postar mais uma solução parcial da prova de temporário.

    OBS: do número 50 ao 59.

    Não deixem de responder a enquete!

    Abraços


  348. acalmem***


  349. Alguém consegui ver a classificação?


  350. Por enquanto só categoria L e a F sairam !
    Qndo sairá a classificação geral (final) ?
    Abraços, parabéns pelo blog e obrigada!


  351. PORQUE A CLASSIFICAÇAO NAO SAIU POR BANCA DE CADA DISCIPLINA E SIM POR AREA ? SAIU TURO JUNTO MISTURADO


  352. em 26 janeiro 2010 at 20:16 cintiamatukaj

    a classificação ja esta disponivel no site da educacao.


  353. acabou de ser publicada a classificação


  354. em 26 janeiro 2010 at 20:19 Denise Perella

    Nossa o site está lentoooooo
    todo mundooooo conectado
    kkkkkkkkk


  355. Alguém poderia me dizer o que é DI?
    Muito obrigada.


  356. olá DI = código da diretoria de ensino

    escreva o nome da escola e aparecera o DI.


  357. Olá companheiros aflitos como eu…

    Alguém poderia me informar em que site sairá nossa classificação?


  358. NOSSA GALERA ESSA CLASSIFICAÇAO SAIU POR AREA E NAO POR BANCA ..SAIU TODOS PROF DE PORTUGUES , INGLES ,EDUCAÇAO FISICA E ARTES TODOS JUNTOS


  359. em 26 janeiro 2010 at 20:27 Denise Perella

    Será que essa classificação é de quem passou na prova ???


  360. Denise Perella

    Não me parece isso pq os valores das notas estão com números decimais.


  361. em 26 janeiro 2010 at 20:34 Denise Perella

    Ah sim então não seriam duas listas ???
    Vc consegui ver sua classificação ???


  362. em 26 janeiro 2010 at 20:41 Carla Brahim

    Denise, acabei de entrar para consultar para uma amiga que não tinha passado na prova e ela é cat. F, mas nada consta na classificação dela, então eu acredito ser só a classificação de quem atingiu a média estipulada pelo governo por enquanto!!!!


  363. Denise Perella

    Vi a lista dos tecnologos e bachareis, pedi para ciencias da natureza e depois matematica. Saiu uma listagem com 22 aprovados com notas inteiras (devem ser os que não tem tempo de serviço) e notas com decimais. Nessa lista estava o meu nome.

    Não havia uma segunda lista, ao menos para mim não apareceu.


  364. Eu não consegui até agora ver nenhuma. rs


  365. em 26 janeiro 2010 at 20:49 Denise Perella

    Eu tb acredito nisso eu acertei 32 questões porém meu tempo de serviço não dava 40 pontos.
    Consultei meu nome e não encontrei


  366. em 26 janeiro 2010 at 20:51 Luiz Henrique

    Como faço para ver se estou na lista ou não?Sou estudante com mais de 50% e fiz 30 acertos?
    obrigados a todos !


  367. Olá a todos.

    Gostaria de declarar minha revolta com esse processo. Acertei mais de 87% da prova, mas por ser estudante do 1. ano, fico abaixo de várias pessoas que tem a nota menor. Esse tipo de atitude só demonstra a mediocridade dos professores do estado de SP. E faz com que estudantes de centros de excelência como a USP, aonde estudo desistam de participar de processos “nebulosos” como esse.

    Grato.


  368. Eu não tô conseguindo entrar eu fiz para classe e português, tô ficando maluca já rsrsrsrsrs


  369. Olá Fatima…
    Vi que vc disse que DI é o código da diretoria de ensino…
    Minha Diretoria é a de Santos, código 76…
    Porém só entra 1 digito…


  370. Vinicius
    Não fique bravo, pois como você disse está no 1º ano, mostra que está no caminho certo pela quantidade de acertos que você teve, mas sinceramente voce demonstrou ter conteúdo, mas voce já se acha capacitado pra estar em sala de aula com tão pouco tempo de estudo, não desmerecendo voce, jamais.
    Espero que não desista por isto, espero um pouco mais, pelo tempo que voce está estudando, já começou a fazer estágio?
    Será que não é por isto que sua classificação fica abaixo dos demais?
    Sei lá, cada um sabe do que é capaz.


  371. em 26 janeiro 2010 at 20:59 Denise Perella

    Marjorie o DI é 1 ou 2,tente com um deles
    vc deverá colocar o numero do seu RG sem
    o digito e depois tente 1 ou 2


  372. Gente, uma pessoa que deu aula, por exemplo em 2008… e depois nunca mais deu aula… pertence à categoria F???


  373. Concordo que não esteja totalmente preparado. Mas será que o professor que não acertou nem 50% da prova, está preparado?

    Sinceramente acho q não.


  374. em 26 janeiro 2010 at 21:04 Denise Perella

    Querido Vinicius de dou um conselho,já que vc estuda na USP querido faço mestrado lá e vá atrás de oportunidades
    melhores o estado naum faz nada pelo Professor.


  375. Não fui aprovada mas não saiu a 2ª lista e agora?
    Silene


  376. Vinícius ,concordo totalmente com você, mas como eu ainda não consegui ver a lista, voce ficou depois daqueles que não conseguiram acertar nem 50%?
    Repito não fique bravo por isto, paciência.OK?


  377. vinicius

    Fala sério, quando você estiver com o seu diploma em mãos, faça estágio, depois entra numa sala de fundamental, médio, eja e ai venha conversar conosco!!!!!!
    sem humildade!!!!!


  378. Não sei a DI de Diadema, alguém sabe onde consulto?


  379. Olá, estou tentando ver a classificação, porém só há campo para os estáveis, celetistas, F e L…
    Alguém saberia dizer onde se encontra a lista dos O, S??


  380. Agora referente a ter que fazer mestrado, concordo, quanto mais qualificação melhor, mas acho que o estado é uma excelente base pra quem quer dar aula do que se tem que fazer ou melhor não fazer em sala de aulak, dependendo do lugar que voce trabalhar.


  381. Antonio

    Coloque a opção L.


  382. Alguém pode me ajudar?

    Como faço para saber o DI da desul2?


  383. Leandro,

    Quando me inscrevi no processo havia uma regra. Apenas quem acertasse mais de 50% da prova estaria concorrendo no processo. Infelizmente devido ao baixo desempenho dos professores mudaram a regra. Acredito que o conteúdo seja importante também ao professor.
    Eu mesmo que fui aluno do estado tive péssimos professores. Que não tinha nem didática, nem conteúdo.

    Lilian,

    Nao tenho certeza se ficarei abaixo de quem acertou menos de 50%. Mas pelo visto ninguém da área de Linguagens e Códigos tirou nota abaixo de 40. Achei isso bem estranho.

    Grato.


  384. Olá pessoal!
    Sou professor de matemática, verifiquei minha classificação e ela está agrupada com as demais da Ciências da Natureza.
    É possivel estar verificando a classificação por disciplina?


  385. ATENÇÃO: DI é o cód da Diretoria, só pode ser 1 ou 2 e não esqueçam de colocar o RG sem o último dígito ok?


  386. Oi se alguém puder esclarecer minha dúvida ficarei agradecida, quando e aonde irá sair o numeros de nossos acertos nesse processo seletivo, na vunesp não saiu nada ainda, será que vai sair alguma coisa?
    Obrigada


  387. Gente como vocês estão fazendo pra ver?
    Acertei 40 em português e 34 em PEBI, mas não consigo ver nehum.


  388. Gente, pára com isso, é tudo muito revoltante, a situação em que os professores mais experientes estão é humilhante, a dos professores recém formados ou ainda não formados é desanimadora e sabemos que um dia chegaremos onde vcs estão, pensem bem, se fosse vocês: acertar qse 90% de uma prova e não ser valorizado por isso. E imaginem dedicar sua vida inteira (dedicar, combinado?) ao magistério e ser tratado como nada.
    Eu comecei a lecionar em 2009, peguei EJA, peguei fundamental, peguei ensino médio e me saí bem, e sabem pq? Pq além de muito estudo e atualizações constantes, alguns professores (alguns viu) mais experientes me deram todo o apoio, me ajudaram e trocamos muitas experiências. Resultado? Eu fui classificada e estes q me ajudaram tbm… os q me olharam de cara feia e alguns dos mais novos que se achavam não foram classificados.
    Gente, é claro que no final todos vão pegar aulas, isso é puro terrorismo, vamos ter paciência e procurar pensar juntos! Essas coisas são plantadas justamente para mostrar ao povo o quanto os professores são briguentos e desunidos… até meus alunos falavam isso (parece até teoria da conspiração né)… mas tenho ctza, todos vão dar aula gente… não tem professor suficiente.. oq eles vão fazer????? Somos indispensáveis, não adianta.


  389. Pessoal para mim aparece: “docente não encontrado.”

    Alguem conseguiu ver a classificação???

    Eu não consegui e fui aprovado no processo.

    Abraços


  390. Não consigo entrar cai toda hora


  391. ESSA CLASSIFICAÇAO NAO VAI SAIR POR DISCIPLINA ASSIM NAO DA !!!!!


  392. Ana queria concordar com voce, sobre todos pegar aula.
    Já fui muitas vezes em atribuições de aula e jamais chegou a minha vez, pois toda atribuição voltava aquela lista desde o número 1 e a minha vez nunca chegou, quanto à parte de tirar uma boa nota e não ser valorizado por isto, concordo, mas fazer o que?


  393. Paula.

    A classificaçao de todos os professores ja se encontra no site da secretaria da educaçao.Basta clicar e colocar RG,CATEGORIA e finalmente a sua Secretaria.Acabei de ver a minnha classificaçao,tenham paciencia,pois demora para abrir.Beijos e boa sorte para todos .


  394. Paula por favor, aonde aparece a opção para colocar a Categoria???

    Obrigado


  395. Colegas ja consegui ver minha classificação e não coloquei nem o DI e nem o RG. Só escolhi a DE e a banca. Quem não conseguiu ver ainda tente assim. Abraços.


  396. NAO VAI SAIR POR DISCIPLINA NAO !!


  397. Vivian, eu ponho a cabeça no travesseiro à noite pra dormir e fico me perguntando: o que poderíamos fazer pra dar uma reviravolta nessa coisa toda… um dia isso tem q acabar.
    Eu considero essa profissão a mais importante, todos os profissionais passam pela escola, médicos, advogados, (tá, o presidente fugiu da escola)… mas é a realidade como vc disse, estamos errados em ficar brigando entre nós… eu sei q ”todos estão certos”… mas isso não resolve… muito pelo contrário!
    Adoro esse blog!


  398. em 26 janeiro 2010 at 21:31 Denise Perella

    Clayton

    A atribuição é feita por banca ,certo na hora da atribuição eles seguem a classificação por banca.


  399. Sera que alguem poderia me ajudar?
    Não consegui entender direito, eu me escrevi em Itapevi
    porque la se pode dar aula de eventual estando no 2º semestre, eu faço licenciatura e baicharelado, mas na D.E
    colocarão so licenciatura e agora não sei como procurar.
    Alguem saberia me dizer aonde procurar? Entrei no site mas fiquei perdida.
    Agradeço a quem puder me ajudar.


  400. Michel.

    Coloque o RG,CAMPO DE ATUAÇAO e sua Diretoria.


  401. Pessoal apesar de ter feito duas outras perguntas e não obter uma resposta vou a fazer a terceira, quem sabe alguem me responde:

    Não encontrei o setor de matemática, qual a opção a fazer?

    Grato


  402. Obrigado Paula…

    Abraços.


  403. ISSO AQUI TA PARECENDO MAIS O TITANIC O NAVIO TÁ AFUNDANDO E TODO MUNDO QUERENDO ENTRAR NOS BOTES SALVA VIDAS!!!


  404. em 26 janeiro 2010 at 21:39 Denise Perella

    Michel

    Escolha Ciências da Natureza para ver a classificação


  405. Boa noite!

    Gostaria de saber se a classificação vai ser por área do conhecimento ou disciplina? Pelo que parece vai ser por área do conhecimento, oque não é nada justo pois quem prestou a prova para ciência será classificado com a mesma nota nas outras disciplinas correlatas (matematica, física, etc..), visto que a prova de ciências foi considerada por muitos mais simples que as outas. Se possivel caro professor temporario gostaria que exclarecesse esse assunto, a lei complementar 1093 diz alguma algo a esse respeito?

    Agradeço desde já!


  406. LEgal!!!! Agora só resta saber ao certo a data da atribuição de aulas, alguem sabe?


  407. Colegas.

    infelizmente quando nao aparecer o nome do candidato,e´porque ele nao foi aprovado e devera´esperar a outra lista que breve saira.Sorte para todos.


  408. em 26 janeiro 2010 at 21:43 Denise Perella

    Francisco no blog da Presidente da APEOESP está falando que a atribuição será até dia 12/02 para os aprovados,e do dia 12 até 17/02 para o pessoal da segunda lista.


  409. Oi gente, o que eu não sei e em qual lista colocar rg etc…
    Sera que alguem pode me ajudar.
    Obrigada.


  410. Denise Perella

    Mas não foi ainda definida uma data exata?


  411. em 26 janeiro 2010 at 21:49 Denise Perella

    Então essas datas foram segundo a reunião de hj,acredito que serão divulgadas oficialmente após a classificação.
    Vamos aguardar e ficar antenados.


  412. Oi,
    Pode acontecer da lista de classificação estar invertida menos pontos na frente de quem tem mais pontos???
    qual o criterio de classificação mesmo???
    pessoal preciso de ajuda!!!!
    por favor!!!!!!
    tem algo errado…


  413. Denise Perella…

    A classificação foi para os aprovados???

    Obrigado


  414. em 26 janeiro 2010 at 21:54 Denise Perella

    Sim Michell
    Por enquanto só saiu os aprovados ,eu estava preocupada mas na minha DE poucos passaram não chegou a 200 o número total de aprovados,na banca de ciências da natureza.


  415. Por favor alguém pode me ajudar?

    Eu ainda sou estudante e não sei naquela relação aonde devo clicar.

    obrigada!


  416. em 26 janeiro 2010 at 21:56 Denise Perella

    Helena vc deverá clicar na opção estudante ,tem 2 opções
    estudantes de ultimo ano e 50%,vc deverá ver em qual opção se encaixa.
    Outro detalhe é sua categoria F ou L,certo e sua disciplina
    as disciplinas estão agrupadas por àrea de conhecimento.


  417. Boa noite Elaine, coloque no seu campo de atuação,ok?


  418. no blog da presidenta (apeoesp) está o resumo da reunião de hoje.
    para quem interessar!!!!claro


  419. Obrigado Denise!

    Vou verificar o que aconteceu….
    Não achei meu nome….

    Abraços


  420. Vinicius
    eu tambem sou da Universidade de são paulo e acho que vocÊ esta se equivocando em alguns aspectos:
    Você não deve ter enfrentado ainda uma sala de aula da da escola do estado, talvez não saiba o stresse natural que o professor sofre com determinadas situações, talvez você possa ter até um bom conhecimento, como eu acredito que tenha, assim como eu tenho, estou no quarto semestre do meu curso na usp, porem isso não garante que você saiba lhe dar com certas situções em sala de aula, ser professor não é apenas ter conhecimento e ficar passando isso na cara dos outros, concordo com você que temos que ser aproveitados por meritos, mas quantos como voce e eu estiveram a oportunidade de estudar para entrar na usp, acho que você deve ser muito inexperiente para falar assim com esses seus argumentos, e saiba de uma coisa, conheço muitos caras da usp,que por arrogancia estão desempregados, eu acho que voce deveria com todo respeito ser mais humilde, pois esta falando com um aluno usp tambem.


  421. em 26 janeiro 2010 at 21:57 Denise Perella

    Michel se não encontrar colega,espere a segunda lista.
    Essa lista é somente para os aprovados


  422. RESUMO DA REUNIÃO APEOESP

    Resumo da reunião com o secretário da Educação
    26/01/2010
    informações completas serão disponibilizadas no site da APEOESP (www.apeoesp.org.br)
    Na reunião que mantivemos hoje, 26/01, com o secretário da Educação, a S.E. manteve a classificação para a atribuição de aulas em duas listas: a dos professores que obtiveram a pontuação exigida no provão (nota da prova mais tempo de serviço) e outra, dos demais. Todos participam da atribuição de aulas. Fica confirmado que o provão não é eliminatório, isto é, todos podem participar da atribuição.

    Justificativas
    O secretário atendeu nossa solicitação e estender até 1 de fevereiro o prazo para que os professores que não se inscreveram ou não fizeram a prova protocolem nas diretorias de ensino a justificativa, acompanhada de documentos comprobatórios do motivo alegado e reafirmou que considera justificada a ausência dos professores que não conseguiram realizar a prova na Uninove da Vila Maria (capital).

    A APEOESP também solicitou que possa haver recurso quando o professor que justificou a sua ausência na Diretoria de Ensino, não concordar com o indeferimento. Ficou definido que poderá ser feito recurso ao DRHU.

    Lotes de aulas na atribuição
    A S.E. reafirmou que todas as aulas irão para o processo regular de atribuição de aulas, ficando pendentes as do CEL, Escola da Família, Fundação Casa e Sala de Leitura, que seguem como projetos da Pasta.

    O calendário da atribuição será o seguinte:
    Efetivos – início dia 03 de fevereiro;
    ACTs – até dia 11 de fevereiro participam os professores da primeira lista de classificação; de 12 até 17 de fevereiro participam os professores da segunda lista de classificação.

    HTPCs
    A Secretaria confirmou que não é obrigatória a atribuição de qualquer carga horária a título de HTPC aos professores aos professores principalmente ao PEB I , exceto as que compõem a jornada regular do professor, aos PEB I, com isso, resolve-se o problema do acúmulo de cargos desses profissionais.

    Educação Física e Educação Artística no 1º ano do Ensino Fundamental
    Haverá, para essa série, aulas regulares de Educação Física e Educação Artística, ministradas por professores habilitados.

    Artigo 22
    A APEOESP cobrou da Secretaria que revogue as restrições ao uso do artigo 22, que são ilegais, como também é ilegal a atribuição compulsória de aulas na escola de origem para os que forem designados pelo artigo 22 para aulas de outras escolas. O secretário disse que iria repensar o assunto, mas reafirmou seu ponto de vista. A APEOESP continuará com a tramitação de ação judicial para assegurar os direitos dos professores.

    Sobre o Concurso público, reafirmamos nossa discordância a regionalização, principalmente com a existência de muitos milhares de professores temporários, que terão a chance de se efetivar. O secretário comprometeu-se a estudar o assunto para eventual mudança na decisão. A APEOESP poderá ajuizar ação para que o concurso seja de âmbito estadual.

    O secretário finalmente reconheceu que há livros esgotados na bibliografia e disse que irá revê-la para o concurso de demais avaliações. Lembramos que já o havíamos alertado para isto, mas ele disse que os livros foram esgotados por causa da realização do provão.Evidentemente, não aceitamos esta explicação, mas o fato é que bibliografia será revista.

    DMPE
    Solicitamos ao secretário que interceda junto à Secretaria de Gestão Pública para que haja a regionalização das perícias médicas, sobretudo quando milhares de aprovados no concurso tiverem que submeter-se a perícia médica antes de assumir seus cargos. Não pode haver a exigência de que todos venham ao DPME, na capital, como hoje ocorre.

    Salários
    Cobramos do secretário reajuste imediato e incorporação das gratificações GAM e GG, extensivos aos aposentados. Dissemos a ele que os professores estão prontos a realizar um grande movimento no início do ano letivo, inclusive com a possibilidade de greve, tendo em vista a corrosão do poder de compra dos nossos salários.

    CER

    A Diretoria da APEOESP decidiu convocar o CER para se reunir no dia 20/02 a fim de deliberar sobre os próximos passos da campanha salarial.


  423. O que quere dizer “celetista?” Alguém saberia informar?


  424. Olá, pelo meu gabarito sei que fiz 61 questões em Português, nunca lecionei , porém não encontro meu nome na classificação..
    Coloquei a opção da classificação dos L, como sugeriu o colega.
    Alguém mais se encontra nesta situação??
    A outra opção de classificação individual consta como docente não encontrado..

    Obrigado


  425. Obrigada Antonia, mas eu não sei onde clicar para aparecer
    campo de atuação, porque não estou no ultimo ano e nem estou com 50% do curso feito.
    Se vc puder me ajudar agradeço.

    Alguem ja sabe qdo ira sair a 2º lista?


  426. ELIANE VC CLICA EM ALUNOS /BACHAREL QUALQUER SEMESTRE


  427. OPS! DESCULPA É ELAINE


  428. em 26 janeiro 2010 at 22:27 mariaaparecida

    Em primeiro lugar uqero pedir desculpas aos meus e minhas colegas, que com todo respeito procuram dar o melhor de si para nossos (as) alunos (as)

    Mas para esse Vinícius, quero dar uma resposta a altura
    Vou te tratar como UMA PESSOA de 5ª categoria, o mais ordinário dos alunos. P
    Pois além de ser graduada, tenho especialização pela UNIFESP e tb tenho titulo de mestre.

    Ô bonitinho, se enxerga, vai estudar seu calouro, voce nem teria que estar pensando em estagiar pois para mim, um individuo só deveria estagiar depois de pelo menos 50% do curso. Se eu tivesse uma escola vc não estagiaria lá sabe pq? Pq qdo desenvolvi meu projeto de mestrado as alunas de enfermagem, biologia, medicina, etc mesmo do quinto ano não atendiam um paciente sozinha, mas acompanhado por um profissional habilitado.

    Ainda bem que vc não é da minha área Ed fisica, quero ver vc dar uma de sabichão. So entra em sala sozinho quem ralou 3 ou 4 anos na universidade.

    Vc só acertou 87%?, conheço gente que as cegas acerta 100% na loteria bonitinho….
    Admitir que um aluno de 1º semestre, calourão, deve ir para sala de aula matar aos poucos nossas crianças É UM CRIME CONTRA A HUMANIDADE.
    Vai ler Piaget, pra vc entender quanto é sério uma criança brincar, quanto mais estudar.
    “Esse tipo de atitude só demonstra a mediocridade dos professores do estado de SP”.
    Digo do sitema de ensino, de calourão como vc.

    O meu filho estudou na escola pública, trabalha no maior banco da américa latina e no processo seletivo foi aprovsado em primeiro lugar deixando para atrás gente que estudava na USP< Mackenzie PUC, e olha que não era gente esnobe do seu tipo.
    Centro de excelência, está no esforço, na fé em deus, no respeito as pessoas que vc demontra não ter,.

    Coitadinho e foi participar desse "processo nebulosos” .

    OLha eu não vou mais te reponder pois não vou perder o meu precioso tempo com gente como vc.

    Ai gente perdi a classe DESCULPA MEUS QUERIDOS E QUERIDAS COLEGAS, AMO TODOS E TODAS VCS. AMO MINISTRAR AULA.

    CALMA…. DEUS É EXTREMAMENTE MARAVILHOSO.
    MAS QUE EU ESTOU IRRITADA COM O PAPO DESSE CARA AH EU TÔ.


  429. Quando então sairá a nova lista


  430. Gostaria de uma informação.
    Ciências da Natureza engloba quais disciplinas além de Ciências, Biologia, Química e Física?


  431. em 26 janeiro 2010 at 22:38 mariaaparecida

    olÁ Cristina

    “celetista?” aPRENDI NO MEU CURSO DE DIREITO QUE ÉSSA DENOMINAÇAÕ É PARA PESSOAS CONTRATADAS PELA CLT.

    CONSOLIDAÇAÕ DAS LEIS TRABALHISTAS.

    MAIORES INFORMAÇÕES POR GENTILEZA PESQUISE NO GOOGLE POIS TO SUPER OCUPADA BJUS.


  432. Pessoal, consegui ver minha classificação, porém apenas por área.
    Boa sorte a todos!


  433. em 26 janeiro 2010 at 22:44 mariaaparecida

    ATENÇÃO , DEVAGARINHO ESTAMOS CHEGANDO NA EXCELENCIA, BREVE SERÃO AS OUTRAS DISCIPLINAS

    A Secretaria confirmou (…..) Educação Física e Educação Artística no 1º ano do Ensino Fundamental
    Haverá, para essa série, aulas regulares de Educação Física e Educação Artística, MINISTRADAS POR PROFESSORES HABILITADOS.

    BJUS, DESCULPEM QUERIDOS EQUERIDAS COLEGAS, MAS A VERDADE TEM QUE SER DITA.

    QUEM QUISER FALAR ALGUMAS VERDADES PARA MIM ACEITO DE CORAÇAÕ POIS É UMA BELA OPORTUNIDADE PARA EU REFLETIR. QUEM ME CONHECE SABE QUE ESRTOU PROCURANDO FALAR A MAIS PURA VERDADE. BJUS


  434. Boa noite, Cristina, CELETISTA,é o funcionário que se encontra trabalhando no REgime de C.L.T. Consolidação das Leis do Trabalho,ok?Não é ESTATUTÁRIO,como o funcionario que é EFETIVO,porque passou em concurso público,ok?


  435. Como faço para ver a classificaçao, pois estou tentando ha mais de uma hora e so aparece pagina em branco!


  436. Olá..desculpe mais uma vez, mas se alguem puder ajudar..
    É que não encontro meu nome, nem o da minha namorada, não sei se estou procurando direito..

    Nunca lecionamos, já somos formados e fizemos 69 e 61 pontos, portanto teria que aparecer na classificação (mesmo que hipoteticamente um dos dois tenha passado o gabarito errado e zerado acontecer com os dois seria coincidência demias..)
    Fizemos a inscrição na Diretoria por procuração em Campinas, e a prova em Assis. Como na hora da incrição da Vunesp tinha a opção em fazer a prova em outro lugar de nossa Diretoria não achamos que tivesse problema.
    Na classificação individual, ao digitar o RG ambos constam como docente não encontrado.
    Na classificação da categoria L de nossa área não aparece o nosso nome..

    Não estamos entendendo, não deveria aparecer pelo menos na classificação indiviual para todos pelo menos??
    Nos ajudem por favor…..
    Dá para entrar com recurso?


  437. Tks Antonia!!
    Isabel, entre no site http://www.educacao.sp.gov.br role abaixo à direita, visualize o ícone DRHU e clique nele, depois é só seguir os passos conforme sua categoria.


  438. Pessoal para mim aparece:

    Alguem conseguiu ver a classificação???

    Eu não consegui e fui aprovado no processo.

    Abraços


  439. Olá Antonio, meu nome está na lista mas não consegui conferir minha classificação individual…
    Seus nomes deveriam aparecer com ctza, pq eu tbm não tenho tempo de serviço e o meu apareceu.


  440. Acredito que discutir aqui não é correto, pois o objetivo do blog não é esse, pelo contrário, acredito que o objetivo do blog é informar, esclarecer e unir os professores temporários. Acredito também que não importa ser ou não aluno da USP, da PUC, da Metodista, da FSA ou seja lá qual universidade for, o que importa é que devemos nos respeitar e nos unir e não vir aqui para tumultuar.
    E não esqueçam, não é o título ou a instituição de ensino do seu diploma que importa, o que de fato importa é ser educado com todos e não se achar menos ou mais que os outros.
    Abraços
    HCA e até…


  441. Antonio, vc olhou a lista Classificação OFAS – Categoria “L” / Candidatos ???


  442. Oi Ana, obrigado!
    Sim, olhamos em Licenciatura Plena, cadidatos Ofa, L, campo aula (eu sou de português, minha namorada de sociologia.)
    Será que é porque fizemos prova em outro lugar da Diretoria que fizemos inscrição?
    Pois encontramos na lista de classificação de Assis, onde fizemos a prova, colegas que prestaram com a gente…
    Será que alguém mais se encontra nesta situação?


  443. Consegui consultar, pra mim estão valendo os pontos da prova. Foi muito bom.
    Agora é esperar pra ver se não levo uma rasteira como no ano passado.
    Eu ainda só acredito quando chegar o dia da atribuição e realmente estiver lá minha classificação bonitinha.

    Eu sei que tem bastante gente injustiçada, magoada, revoltada, etc. Mas olhem, esse foi um fato anunciado depois do que aconteceu no ano passado.
    Então o governo contratou a Vunesp, que não perde recursos e nem perde provas de candidatos.

    Achei interessante a bibliografia para o concurso ser revisada, mas algumas coisas não vão mudar.
    Geralmente a banca de avaliação coloca livros de universidades para cobrar questões mais complexas específicas, ai eles eliminarão uma boa parte dos candidatos, os que não conhecem conteúdo específico.
    Também não existe uma regra que diz que todos os livros sugeridos devem estar disponíveis. Quem define o conteúdo dos livros é o empregador que contrata os serviços, quem se inscreve num concurso aceita os termos do edital de inscrição e concorda com a bibliografia. Agora, se o Governo do Estado colocar livros que estão disponíveis será uma gentileza em um sentido, todos encontrarão os livros com facilidade, porém facilitará o estudo dos mais novos e, talvez, dificultará dos mais antigos de profissão. Muitos colegas já leram os livros qu constam do edital, inclusive eu (rssss, mas pra mim tudo bem, eu leio muito mesmo, rss).

    Eu espero que, conforme o merecimento de cada um, com o estudo de cada um, muitos passem no concurso. Já escrevi em outros tópicos que, quem estiver interessado em montar um grupo de estudo de Química pode me escrever.

    Espero também que aquele colega que não tenha ido bem na prova por algum motivo que não cabea mim julgar, mas que é competente, pegue aulas.

    abraços


  444. Esqueci de deixar o e-mail:
    radioescotista@gmail.com


  445. Antonio, se no dia da prova os nomes de vcs estavam na lista não teria motivos para isso ter acontecido… mas fique tranquilo vcs vão conseguir resolver isso, foram muito bem! Parabéns!


  446. será que essa classificaçao nao vai sair por banca nao ? eu so de artes mas me encontro com professores de portugues , ed fisica e ingles …saiu por area ..afe …!!!!


  447. Maria Aparecida.

    Vc parece ser mto mal educada. O kra não desrespeitou ninguém. Não sou graduada pela USP, mas há um processo sério para ser aprovado lá. Coisa que não acontece no estado.O engraçado é ver vc dizendo q ama educar…

    Sinceramente comportamentos como esse só prejudicam a imagem do professor.

    Q vergonha!


  448. Olá a todos!!!
    Por gentileza, necessito da ajuda de alguem q ja tenha feito a consulta: fiz 44 pontos na prova, terminei o curso de letras em 2009, portanto nao dei aula ainda, gostaria de saber em qual opcao tenho q entrar para tentar ver se me classifiquei, pois é td mt complicado, mt dividido, nao estou entendendo nada. Ja entrei na opcao resumo de classificacao e saiu candidato nao cadastrado. Me deem uma forcinha por favor, grata……!!!


  449. Alguem sabe qdo vai sair a 2º lista?
    Obrigada a todos que fizeram deste blog a nossa unica
    chance de saber alguma coisa.
    Valeu gente.


  450. Obs.: Nao estou conseguindo entrar na opçao: licenciatura plena – classif. Ofas – cat. ‘L’ – candidatos….. Seria nessa opçao??? brigadao!!!


  451. Eu dei uma olhada geral nas lista, nome por nome, para ver as pessoas que eu conhecia.
    Sou da diretoria de Diadema, fiquei chocada quando vi que não tinha 100 pessoas na lista de ciências exatas e da natureza. Para quem está preocupado, se continuar por aí, vai sobrar muita aula para a segunda lista. A demanda por professores é muito grande, principalmente na área de exatas.


  452. Se alguem tiver material de historia, e puder me enviar
    agradeço de coração, comecei estudar muito tarde
    agora tenho que correr atras do prejuizo.
    Meu imail é fonteselaine@yahoo.com.br


  453. Estou tentando entrar no site da S.E. mas não consigo!

    Vocês sabem se tem outro site ou um outro meio?

    Grata………..

    Ansiosa.


  454. em 26 janeiro 2010 at 23:56 maria aparecida

    quem nao ta na lista, ja sai pulando carnaval ??
    to preocupada


  455. boa noite,

    fiz 34 pontos e tenho 2200 dias trabalhados , o que da 8 pontos de tempo de serviço. ; somando 42 pontos.
    Acontece que nao encontro minha classificacao, sou categoria F. o que devo fazer…
    Obrigada, URGENTE!!!


  456. Pessoal fiquem atentos pois o prazo para recurso, conforme o cronograma, é apenas dias 27 e 28 de janeiro!


  457. Pessoal quando sai a lista dos reprovados, alguem sabe?


  458. Para consultar o cronograma dos resultados da classificação acessem:

    http://diarioeducacaosp.blogspot.com/2010/01/portaria-estabelece-prazos-para.html


  459. em 27 janeiro 2010 at 00:04 maria aparecida

    o site ta muito carregado agora…demora mais aparece a lista…paciencia caros colegas


  460. Stefania
    Acho que tem que entrar com recurso. Dá uma olhada bem rigorosa pra ver se sua categoria ou diretoria de ensino não está trocada e vai lá na DE logo amanhã cedo.
    Boa sorte


  461. sera q vai ser esta lista mesmo ?


  462. Pessoal……eles somaram a nota da prova com a pontuação, no meu caso acertei 56 na prova e tinha 17,267 pontos e minha classificação final foi 73,267.


  463. em 27 janeiro 2010 at 00:14 Denise Perella

    Então naum teve a questão do 0,004 por dia trabalhado Gisele ???
    Será que eles consideraram só quem acertou 40 questões ??


  464. Nossa!!! Fabiola, lista dos reprovados. Isso náo existe. Se vc [e categoria F vc ja tem estabilidade. Agora se vc näo atingiu os 32 pontos. Näo que dizer Reprovada. Vc estara classificada na II lista. E pelo que pude ver provavelmente, assim que sair a publicacäo no diario Oficial. Fique tranquila. Aula tem para todos. Bjs E Boa Sorte!!!!!!!!!


  465. em 27 janeiro 2010 at 00:23 Denise Perella

    Cansei vou dormir estou caindo de sono,desde cedo nessa agonia.
    Está lançada a sorte seja o que Deus quiser.
    Boa Noite a todos amanhã tem mais.


  466. em 27 janeiro 2010 at 00:26 Denise Perella

    Tabata querida
    Vc naum deve ter acompanhado os noticiarios foi assim que o Secretario da Educação se referiu aos professores que naum atigiram a nota minima.
    Os professores Reprovados poderam dar aula,uma vez que os alunos naum podem ficar sem professor.
    E a quantidade de Reprovados foram muitos.


  467. Olá, como comentei aí em cima, apesar de ter acertado 61 questões meu nome não consta em nenhuma lista.
    Não sei se pode ser por ter feito a inscrição em uma Diretoria por procuração e a prova em outra cidade…
    Alguém sabe onde está escrito como se entra com os recursos? Pois não me encontro em São Paulo e sei que o prazo é até dia 28..
    Será que tenho que ir pessoalmente até a Diretoria?
    Estou começando a ficar preocupado…


  468. Boa noite!!

    mariaaparecida

    Fico feliz em perceber e ver que não sou a única, que fico triste com algumas falas, “estupidas”, mas não se esqueça que essas pessoas vão sentir na vida de professor, o quanto e dificil, que não e nada facil!!! e o quanto realmente temos que ser corajosos e amar de verdade essa profissão.
    Um beijo em seu coração
    E a todos força e guardem suas energias para lutarem pelo que acreditam…
    estou com vcs!!!!


  469. Denise Perella

    Eles consideraram a prova e os pontos que usávamos antes, não teve aquele 0,004 por dia que seriam no máximo 8 pontos.


  470. antônio, eu fiz a inscrição em uma diretoria, e fiz a prova em outra. Este não é o motivo do seu nome não estar aparecendo.


  471. Boa noite,

    Ana sabe me informar se pode ocorrer erros na classifição???
    a lista pode estar invertida???
    fico aguardando um contato seu…
    abraço


  472. Boa noite,

    Ana,
    Sabe me informar se pode ocorrer erros na classifição???
    a lista pode estar invertida???
    fico aguardando um contato seu…
    abraço


  473. em 27 janeiro 2010 at 00:38 Carla Brahim

    Acredito que a 2° lista saíra no dia 28 ou 29, visto que eles terão que aguardar as justificativas dos professores que não fizeram a prova, e a data limite é dia 28/01!!!


  474. Olá! penso que nós categoria L fomos enganados mais uma vez, são duas listas e aqueles professores reprovados estão na frente dos professores que passaram na prova, pq são da categoria F, então nós os idiotas mais uma vez fizemos prova sem valor, poderiamos entrar na justiça fazer valer a prova, mas quém irá fazer uma manifestação, chamar a tv e falar toda essa palhaçada.


  475. Gente, quando saira a lista dos professores F que não atingiram os 32 pontos?


  476. A lista do Campo de Educação Especial está em ordem invertida, basta verificar a pontução que está em ordem crescente e, não em ordem decrescente como deveria ser


  477. Boa Noite Denise, acompanho sim. E acho que cada professor que se sente capacitado, náo tem que dar bola para governo. Afinal a Máe do Sr, Governador era Professora e contratada, porem ele tem que pensar bem antes de falar da nossa categoria. Olha eu passei com 39 pontos, e estou muito chateada com isso tudo, pois esta num pé de competicáo. Isso náo pode acontecer. O Sr. Serra esta conseguindo o que ele quer. Porque ele náo vem avaliar o Professor em sala de aula. Vamos nos unir. Afinal o salário sera igual a todos desde quem passou até quem náo passou. Abracos!!


  478. sandra
    não esquenta não, vc está equivocada, os professores cat F que obtiveram menos de 32 pontos (no meu caso) estarão sim atras dos cat L que passaram na prova!!!
    onde vc obteve esta informação??


  479. Sandra vc esta enganada, os categoria F reprovados irão escolher depois da categoria L. Escolher o que, nao sobrara nada mesmo!! rsrs


  480. Sandra acho que vc está enganada, os F reprovados, estarão após os L aprovados.


  481. Fabiola, presta atenção no que vc diz, que falta de respeito professora temporária de SP!!!!


  482. Para LP , EU QUIZ DIZER QUE NÃO IRA SOBRAR NADA PARA MIM!


  483. Meu nome não saiu, o negócio é tentar dormir agora isso sim!!!!!!!!!!!


  484. Alguem poderia me ajudar?? Não sei qual categoria me encontro!!! Dei aula de reforço de verão e fui eventual ( até 2002 e não dei mais aula no estado) Qual categoria me encontro???


  485. Bom dia a todos, alguém por gentileza, sabe me informar como faço para entrar com recurso??Obrigado!

    att. Professor Roberto.


  486. Eu dei aulas no estado até abril de 2007. Mas as aulas eram em substituição e a professora as solicitou novamente. Se eu tivesse ficado mais três meses seria encaixado na lei que criou a categoria F?


  487. PESSOAL A DEMANDA DE AULAS É MUITO GRANDE VAI TER AULAS PARA TODAS AS LISTAS E VAI SOBRARRRRRR MUITA CALMA DEUS NÃO DESANPARA TEUS FILHOS BOA SORTE


  488. julia
    boa noite,

    fiz 34 pontos e tenho 1750 dias trabalhados , o que da 6 pontos de tempo de serviço. ; somando 40 pontos.
    Acontece que nao encontro minha classificacao, sou categoria F. o que devo fazer…
    Obrigada, URGENTE!!!


  489. FIZ 38 PTS E TENHO O TEMPO DE SERVIÇO NECESSÁRIO, PORÉM MEU NOME NÃO APARECE.

    PQ A VUNESP NÃO DIVULGA O RESULTADO?


  490. Professor Temporário,

    Não sei se estou repetindo alguma pergunta mas procurei essa informação e não achei.Se for possível,responda.
    Sou da categoria L e estou tentando entender:
    Na minha DE a útima pessoa classificada da categoria F tem cerca de 40 pontos.Ela pode escolher aulas antes da primeira da categoria L que tem cerca de 100 pontos?
    Obrigada por tudo.


  491. Damaris

    Essa pessoa categoria F classificada (na primeira lista) com 40 pontos tem prioridade na escolha do que a pessoa na categoria L (na primeira lista) com 100 pontos.


  492. Danilo
    Eles nao consideraram o tempo de serviço!


  493. Danilo
    Aconteceu o mesmo comigo.


  494. em 27 janeiro 2010 at 01:56 professortemporario

    Respondendo a todos

    Para o cálculo da pontuação final devemos considerar duas situações distintas:
    1) Os aprovados com nota igual ou superior a 40 pontos, pelas regras divulgadas, terão sua pontuação final como o resultado da soma de nota, tempo de serviço e titulação, sendo que para tempo de serviço considera-se de zero a 80 pontos e para titulação, até 20 pontos;
    2) O cálculo de 0,004 por dia trabalhado é referente a pontuação de experiência docente, que é usada para se completar a nota de quem conseguiu menos que 40 pontos, dentro de um limite de até 8 pontos a serem somados.


  495. em 27 janeiro 2010 at 02:03 professortemporario

    Damaris

    Os professores da categoria F aprovados no processo seletivo são considerados estáveis e são obrigados a escolher qualquer saldo de aulas existente, numa atribuição que ocorre antes da atribuição dos demais professores. Por exemplo: Se um professor F estiver diante de um saldo de 12 aulas em uma escola que se localize a 100Km de sua residência ele não tem a opção de não aceitar. Ou aceita, ou será dispensado da condição de estável e perderá todos os direitos trabalhistas.


  496. olá…
    agora foi possível visualizar a classificação…
    já no site da Vunesp nada consta, como anteriormente…

    http://atribuicaoaula.edunet.sp.gov.br/2010/ofa/menuOFAS.asp

    parabéns novamente ao site professortemporario


  497. Alguem me tira uma duvida! Pq eu to sem classificação nenhuma com tudo zerado sendo q corrigi meu gabarito e acertei 46 kestoes? Sou bacharel e nunca dei aula


  498. Alguem me esclarece uma dúvida?

    Eu sou aluno e estou no 2. ano. Fui aprovado.

    Nesse caso eu serei chamado para atribuição antes dos professores reprovados?


  499. desculpem… escrevi como se estivesse no msn, vim tentar corrigir mas nao deu tempo! antes que alguém aqui pense que nao sei escrever, estou escrevendo a pergunta de forma mais adequada:

    Alguém me tire uma dúvida! Pq eu estou sem classificação alguma, com tudo zerado sendo qu corrigi meu gabarito e acertei 46 questões? Sou bacharel e nunca dei aula na rede estadual.


  500. professortemporario

    boa noite,

    fiz 34 pontos e tenho 1750 dias trabalhados , o que da 6 pontos de tempo de serviço. ; somando 40 pontos.
    Acontece que nao encontro minha classificacao, sou categoria F. o que devo fazer…


  501. Hugo obrigada! Mas eu não consto na lista!
    O mais estranho é que na opão da banca só aparece a opção ciências da natureza, sendo que quando fui me inscrever pra prova tinha essa opçao e tinha só biologia, que foi o que escolhi.
    O mais estranho é que quando coloco na opçao para ver meu desempenho individualmente, aparece meu nome, no entanto nas classificações consta tudo zero, como se eu tivesse zerado a prova. Amanhã irei até a Delegacia de Ensino ver isso, pq de acordo com o gabarito acertei 56 questões, o que me classifica na prova.


  502. em 27 janeiro 2010 at 02:49 professortemporario

    Professores

    Considerando os diversos comentários sobre pessoas que anotaram pontuações no gabarito e não encontram sua classificação, lembramos que o fato de se anotar corretamente o gabarito não significa que as questões preenchidas sejam lidas corretamente. Como se trata de um sistema de leitura ótica, caso exista rasura ou mesmo o professor tenha pintado os quadradinhos de maneira superficial e pouco cuidadosa, é possível que uma questão marcada certa não tenha sido lida pelo sistema eletrônico.


  503. Ah mas não é possível! Pintei com todo o cuidado! sem rasuras e corretamente!


  504. Pessoal, sou Peb I, fiz 37 pontos pela Diretoria de Ensino de Itapeva, não acho minha classificação,tenho 1.360 pontos pelo estado que lista fui parar???


  505. Gostaria de saber porque fui enquadrado na lei 1010 de 2007? eu fiquei sem aulas por um bom tempo, mas comecei como bacharel em 2006 e trabalhei substituindo uma licença saúde no começo de 2007 e logo em seguida um reforço. Eu pensava ser bacharel estável. passei na prova e sou 1010. Está correto?


  506. Galera! Bom dia. Poderiam me esclarecer uma dúvida? Na classificacao geral meu nome consta na categoria Lmas na individual quando aparece classificacões estou como categoria F lei 1010/2007. Aconteceu com alguém a mesma coisa? O que faço? Obrigada a todos


  507. Bom dia
    Gostaria de saber como entrar com recurso.
    Obrigado


  508. PROFEESOR TEMPORÁRIO.

    PROFESSOR TEMPORÁRIO LI EM OUTRO BLOG QUE SÓ OS PROFESSORES CATEGORIA F PODERIAM SOMAR PONTOS PARA COMPLETAR OS 40. ISSO PROCEDE?


  509. Olá Professor temporário,
    Tenho dúvidas sobre como será feita a atribuição neste ano, sou categoria “F” e já tenho minha classificação da DE.
    A questão é, vou participar da atribuição geral na DE, ou a prioridade será a minha escola sede?
    Muito grata,
    Kátia Cruz


  510. em 27 janeiro 2010 at 08:17 Cristina Isabel

    Conforme artigo 5º que dispõe que não fizeram a prova e a justificativa, compareci na Secretaria de Educação e a funcinária me informou que eu teria que ter a inscrição efetuada juntamente com o atestado médico. Isso procede uma vez que a clausula só informa que temos 5 dias para comparecer e justificar a ausência.


  511. O que acham da apeoesp ser contra o concurso regionalizado?


  512. em 27 janeiro 2010 at 09:08 silvana jac.

    Pessoal o meu nome aparece na classificação individual mas com 0000.

    O que é isso?

    onde esta (matemática)

    se alguém puder me responder eu agradeço!


  513. Gostaria de saber se já saiu a lista dos não aprovados, pois não consegui encontrar meu nome


  514. Por favor, pessoal gostaria de saber o que acham da apeoesp ser contra o concurso regionalizado?


  515. em 27 janeiro 2010 at 09:23 silvana jac.

    Pessoal !!!! liguei agora na diretoria de ensino de jacareí e a supervisora Ana Lucia me enformou que quando aparece 0000 é que não atingiu a nota com a pontuação. perguntei a ela sobre uma outra lista de não aprovados éla me disse que não está sabendo de nada a respeito ,nem mesmo recebeu nenhum pedido ( comunicação)para fazer uma segunda lista.

    Alguém sabe se realmente a segunda lista vai sair mesmo?


  516. fatima

    Pelo que pude entender,nessa primeira classificação só saiu o nome dos que forão muito bem na prova(que não é meu caso)mas tenho colegas que conseguiram atingir os 40 acertos e seus nomes tambem não consta na lista.

    Alguem poderia me informar se houve a reunião da apeoesp com o secretário ?

    Porque a apeoesp não se pronunciou ainda?


  517. P/ Silvana

    Com certeza sai uma 2 chamada,pois a quantidade de professores aprovados é muito pouco,não dará para suprir a demanda.

    Não esqueça que foi publicado na Folha de São Paulo,no sabado dia 23 quando o secretário fez questão de humilhar a todos dizendo que teria que contratar professores que forão mau na prova.


  518. Olá, alguém poderia me dizer se o recurso tem que ser feito pessoalmente ??
    Não me encontro em São Paulo, liguei na DRHU (disseram que não sabem informar nada, que não possuem dados)
    e na minha Diretoria estão em reunião e também não sabem informar..
    Precisaria saber se tenho que viajar ou não..
    Não encontro nehuma cláusula que dispoõe sobre o recurso ter que ser pessoalmente..
    Eu e minha namorada simplesmente não aparecemos na classificação.
    Se alguém souber informar agradeço


  519. Só para acrescentar, no DRHU me disseram que independente da nota, teria que aparecer a nota individual (é o que me disseram) para todos.
    No nosso caso, pelo gabarito acertamos mais de 60 pontos, seria muita coincidência eu e minha namorada, os dois terem errado ou passado o gabarito de forma incorreta..


  520. Bom dia a todos

    Alguém conseguiu se inscrever para o concurso publico?
    São 10:15 e eu estou tentando mas não consegui…

    Até mais.


  521. Onde peço informações sobre os critérios para classificação de categorias(F,L,O,S…), sou nova na rede e estou na categoria L. Obrigada a quem possa me ajudar.


  522. GALERA ALGUEM SABE DIZER QUANSO IRA SAIR A LISTA POR DISCIPLINA , POIS SAIU POR AREA APENAS


  523. Pessoal…
    Não se esqueçam que algumas questões da prova foram modificadas devido recursos.
    Aconteceu comigo, inicialmente acertei 44, como uma das questões mudou… no meu gabarito ela passou a ser errada, portanto 43 questões corretas…
    Quem acertou 40 “na mosca”, verifique as alterações….


  524. A LISTA QUE SAIU É DOS QUE ATINGIRAM 50% DE ACERTOS, SOMADOS OS PONTOS DO TEMPO DE SERVIÇO.
    A PRÓXIMA LISTA SERÁ PARA OS “REPROVADOS”, NOTA DA PROVA SOMADOS OS PONTOS DO TEMPO DE SERVIÇO.
    IMPORTANTE: A CLASSIFICAÇÃO É POR ÁREA DE ATUAÇÃO E NÃO POR DICIPLINA.EX:HISTÓRIA, GEOGRAFIA, FILOSOFIA= CIÊNCIAS HUMANAS.
    PRIMEIRA LISTA CATEGORIA F, AQUELES QUE TINHAM AULAS ATRIBUIDAS ANTES DE JUNHO DE 2007.
    PRIMEIRA LISTA CATEGORIA L, AOS QUE ESTÃO NA REDE APÓS JUNHO DE 2007 OU SÃO CANDIDATOS PARA ESSE ANO. (AQUI NA “L” EXISTE UMA SUBDVISÃO, PORÉM NÃO É RELEVANTE NESTE MOMENTO).
    A LISTA DOS “REPROVADOS”SAÍRA NA MESMA ORDEM, UMA PARA OS “F” E OUTRA PARA OS “L”.

    ALÉM DA DISCRIMINAÇÃO ” PROFESSOR EVENTUAL” E ” PROFESSOR OFA”, AGORA HAVERÁ O “PROFESSOR REPROVADO”.


  525. Bom dia a todos

    Alguém conseguiu se inscrever para o concurso publico?
    São 10:15 e eu estou tentando mas não consegui…

    Até mais.


  526. marina,
    aconteceu comigo tambem.sou L e na individual saiu na F.Acredito que tenha sido erro da SE!!!!!!


  527. Bom dia a todos

    Alguém conseguiu se inscrever para o concurso publico?
    São 10:30 e eu estou tentando mas não consegui…

    Até mais.


  528. Quanta confusão!!!! Não entendo como não consigo achar meu nome!!!! Parece q nada é facil para os professores!!!!!!!


  529. ola, Lilian

    vc pode informar aonde vc viu as questões que foram anuladas.


  530. Elaine

    Esta certissima!!! Nunca presenciei tanta confusão para trabalhar…

    Detalhe: trabalhar por amor ao que faz!!! Porque se não for porisso seria por que então?

    O complicado de tudo isso é que não podemos fazer nada se não haver união entre as “divisões” da classe.

    Abraços


  531. Por favor pessoal….alguém pode me passar o tel da secretaria da educação… Nossa meu nome não consta e estou muito preocupada. Grata ate o momento


  532. SIM DINÁ SAIU POR AREA MAS VC CONCORDA QUE TEM QUE SAIR POR DISCIPLINA VEJA SO EU SOU DE ARTES E SAI JUNTO COM LETRAS , EDUCAÇAO FISICA E INGLES , MAS SOU HABILITADO APENAS PARA ARTES NAO POSSO LECIONAR LETRAS POR EXEMPLO ENTAO DEVE SAIR POR DISCIPLINA TBM QUANDO EU NAO SEI NE


  533. lili
    seu nome não saiu porque provavelmente vc não atingiu os 40 pontos.
    estará na segunda lista!!!!!!


  534. em 27 janeiro 2010 at 10:53 Denise Perella

    Clayton nunca saiu lista por área ,todos são chamados na sequência quando vc chegar na banca,eles olham sua habilitação e te oferecem aulas da sua disciplina,vc já particupou de atribuições anteriores ?????
    Sempre foi assim chama-se por classificação todos os professores da mesma banca independente da disciplina que o mesmo leciona e somente quando chega na sala
    onde está a banca que se faz a separação por disicplina.


  535. em 27 janeiro 2010 at 10:56 Denise Perella

    * por disciplina


  536. POIS É NUNCA SAIU MESMO POR AREA MAS ESSE ANO SAIU RS ..VEJA LA BANCA LINGUAGENS E CODIGOS .. ONDE ESTA APENAS A BANCA DE EDUCAÇAO ARTISTICA?


  537. Gente o que digita no DI para ver a classificação individual?


  538. clayton
    vc ainda não entendeu nada né?Tá perdido???
    A Banca estará dividida somente no DIA DA ATRIBUIÇÃO!!!Vc nunca participou de uma atribuição?deveria saber já!!!!!


  539. Pelo que eu percebi pela pontuação, o cálculo foi o seguinte

    acertos da prova + pontos do Anexo I + dias x 0,004 (até 8 pontos)

    Exemplo:

    65 acertos
    3 pontos anexo I
    500 dias x 0,004 = 2

    Total da classificação: 70 pontos

    Pelo menos foi esse cálculo que bateu com vários amigos meus.

    E isso está de acordo com a resolução 91/2009. Veja

    Artigo 3º – o processo de avaliação anual de docentes e de candidatos à docência de que trata o artigo anterior é composto de critérios previamente divulgados pela Secretaria da Educação, que levam em conta o conhecimento do perfil de competências e habilidades, da bibliografia para exames e concursos e a experiência do candidato no respectivo campo de atuação.

    § 1º – o processo de avaliação anual totalizará os índices obtidos pelo candidato na seguinte conformidade:

    Nota de Prova do processo seletivo, contendo questões com valores iguais e que totalizam 80 (oitenta) pontos, e

    Pontos decorrentes da experiência na função docente no respectivo campo de atuação, comprovada na inscrição no processo específico de atribuição de aulas, computados à razão de 4 (quatro) milésimos por dia (0,004), observado o máximo de 8 (oito) pontos.

    Depois somados os pontos da prova mais os dias x 0,004 soma-se o tempo de serviço do anexo I

    Artigo 4º – a classificação dos candidatos a que se refere o artigo 2º desta resolução será obtida com a soma dos pontos decorrentes da Prova, a que se refere o inciso I do § 1º do artigo anterior, dos pontos decorrentes do tempo de serviço, observado o máximo de 80 (oitenta) pontos e de títulos, com o máximo de 20 (vinte) pontos, na conformidade com a resolução que dispõe sobre a matéria.

    Pelo menos eu entendi assim.


  540. Oláaaaaaaaaaa preciso de ajuda…..


  541. Tbm to na duvida Débora, alguém poderia responder gente? DI???


  542. debora,
    nao precisa digitar nada!!!!


  543. A inscrição para o concurso será a partir das 14:00 horas, esta no site da fundação este aviso.


  544. em 27 janeiro 2010 at 11:11 silvana jac.

    Para saber se seu nome consta ou não.
    vai em classificação individual se aparecer 0000, não esta na classificação desta 1ª lista por algum motivo, falta de doc, gabarito mal assinalado, alternativa que teve mudança(correção), ou a contagem de pontos errada, ou mesmo não atingiu a pontuação nota+pontos=40 ou até mesmo um erro interno entre as informações fornecidas pela vunesp a diretoria.
    Tenho alguns colegas que teve 60 pontos e não aparece nem 0000 esta como docente não encontrado, eles vão até a diretoria.


  545. Débora, o meu deu docente não encontrado e o seu?
    Obs: não coloquei nada em DI.


  546. Bom dia!
    Alguem sabe qdo vai sair a 2º lista?
    Obrigada.
    Se alguem tiver material de historia, e puder me enviar
    agradeço de coração, comecei estudar muito tarde
    agora tenho que correr atras do prejuizo.
    Meu imail é fonteselaine@yahoo.com.br


  547. Ana o meu também..


  548. Eu ainda sou estudante de Letras, fiz a prova acertei 40 e apareceu na lista, vi gente dizendo que não apareceu acabei de ver o meu nome lá. OK?


  549. Oi Debora e Ana.
    O meu tambem deu docente não encontrado, sera porque?
    Teria que sair nem que fosse 000 não é ?


  550. Ana e Debora
    Tente colocar 4 numeros zeros antes do RG 0000n° rg, no meu constava da mesma forma que vces , lembro que ano passado informaram que tinha q ser assim e deu certo.


  551. eu não coloquei o digito do rg daí o sistema completou com os zeros


  552. Para achar o nome de vocês coloquem o RG sem o dígito.


  553. Agora deu certo, coloquei 0000 antes do rg e apareceu tudinho, muito obrigada Viviane! =)


  554. Tambem coloquei os 0000 e consegui ver que não consegui
    agora e esperar a 2° lista, alguem ja sabe qdo vai sair?
    Obrigada a todos.


  555. Por favor, me informe qual categoria ira escolher primeiro, como vai funcionar a segunda lista dos F. Grata


  556. em 27 janeiro 2010 at 12:28 Denise Perella

    Clayton as disciplinas foram agrupadas, certo Códigos e Linguagens competem as disciplinas de inglês,português,arte,ed fisica e linguas estrangeiras.


  557. Alguem sabe me informar se os categoria L aprovado escolhem aulas primeiro do que os F reprovado.

    Obrigada


  558. Me responda por favor como vai funcionar a atribuição dos classificados da segunda lista da categoria F? Grata me ajudem


  559. rose,
    leia todos os posts acima e saberá!!!!


  560. Rose
    os professores categoria L aprovados escolhem primeiro que os professsores F reprovados. Primeiro todos aprovados, e depois todos reprovados.


  561. em 27 janeiro 2010 at 12:36 Denise Perella

    Lili seguira a classificação nota da prova+tempo de serviço,e os professores da segunda lista participaram em atribuição depois de todos os aprovados inclusive alunos,bacharéis e tecnologos.


  562. PESSOAL,
    Antes de fazer perguntasque ja foram feitas trocentas vezes, LEIAM TODOS OS POSTS ACIMA que terá respostas !!!!!!


  563. em 27 janeiro 2010 at 12:38 cintiamatukaj

    Rose serão duas listas primeiro escolhem todos que foram aprovados depois que se esgotarem todos os aprovados começa a segunda lista.


  564. em 27 janeiro 2010 at 12:38 Luiz Henrique

    E quando aparece ,docente não encontrado?


  565. Olá Luiz Henrique, tente colocar quatro zeros antes do RG, aqui deu certo.


  566. em 27 janeiro 2010 at 12:59 Luiz Henrique

    Obrigado Ana!!


  567. Obrigada Denise… mas me explica por favor, a minha mãe deve estar na segunda lista, ela é da categoria F, quem vai escolher primeiro ? Grata que Deus lhe abençoe a cada dia


  568. em 27 janeiro 2010 at 13:04 Carlos Roberto Corrêa

    Como professor da rede pública há 20 anos, sei muito bem que as coisas vão mal. No entanto, há que se comentar que grande parte da imprensa destaca o lado negativo da atuação dos professores(despreparo, incompetência, maus resultados em exames de avaliação, etc.) de forma implacável.
    Ocorre que tudo isso é resultado de uma série de fatores negativos no campo da educação, principalmente no estado de São Paulo, que já vem de muitos anos. Portanto, não acho justo atribuir a essa catástrofe somente a atuação dos docentes.
    Outras categorias profissionais, pelo que ficamos sabendo pela imprensa, também mostram resultados insatisfatórios para uma grande parcela dos candidatos(por exemplo, o exame da OAB), mas parece que pegaram os professores da rede pública mesmo “pra Cristo”!
    É necessário que sejam observados e analisados todos os fatores que contribuem para esses maus resultados, antes da divulgação na imprensa.


  569. em 27 janeiro 2010 at 13:04 prof mestre

    Alguém sabe se na classificação já constam pontos referentes a mestrado, doutorado ou isso ainda irá ser computado? Obrigada e parabéns a todos que participam!


  570. em 27 janeiro 2010 at 13:18 patricia santos

    Estou muito Feliz deu tudo certo ,Tenho a agradecer somente a Deus


  571. em 27 janeiro 2010 at 13:23 patricia santos

    o resultado da classificação = prova+titulos+tempo


  572. em 27 janeiro 2010 at 13:26 cintiamatukaj

    sim com certeza no ato da inscrição para atribuição já são computados todos os dados


  573. em 27 janeiro 2010 at 13:28 cintiamatukaj

    parabéns patricia!! boa sorte este ano…


  574. Por favor me tirem uma dúvida, os professores L e demais licenciados aprovados serão classificados e convocados numa mesma lista, porque na classificação estão juntas na mesma lista, somente a categoria F tem uma lista única.
    Então como fica a atribuíção: Primeiro os F, depois os L e demais licenciados aprovados juntos. É isso mesmo?
    Me classifiquei em 66 Peb I, e 28 Peb II. Será que tenho chances, depois que os F pegarem suas aulas?
    Obrigada.


  575. Os profs aprovados da categoria L deverão fazer a provinha nos próximos anos ou não?


  576. Boa tarde a todos,
    Alguem poderia me tirar uma dúvida: consegui ver minha classificação na categoria ‘L’-candidatos; mas nao consigo ver no resumo da classificação individual, nem colocando os 0000 antes do rg. Alguem pode me esclarecer? Agradeço desde já!!


  577. em 27 janeiro 2010 at 13:45 Cristina Isabel

    Pessoal, alguém sabe me dá informação é pq hoje é o ultima dia. mens. 27/01/10 8:17hs
    Help!!!!


  578. Claudia, tentou colocar sem o dígito?


  579. Pessoal, as inscrições para o concurso estão abertas, no site da Fundação Carlos Chagas.


  580. Pessoal, cheguei agora da D.E e fui classificada como L, passei na prova e tenho mais de 14 mil pontos.

    Eles alegaram que não sou F porque não tinha aula atribuída o ano passado. A última vez que dei aula foi em 2000, portanto, antes de 2007 como me parece preve a lei.
    Se dei aula antes de 2007 então sou F ?

    Alguém sabe essa informação porque não senti muita firmesa na D. E, e o prazo pra recurso termina amanhã.

    Obrigada


  581. ola Ana,
    entao, nao coloquei o digito nao e tem a resposta de docente nao encontrado. pq sera q não sai no resumo da classificacao, sendo q saiu na ‘lic.plen>cat.’l’>candid.??


  582. Olá!
    Sou da categoria F , mas quando entrei para ver minha classificação estou na L, sou professora desde 1999 até 2003. por que estou na L e não na F tenho em meu hollerith ADM. LEI 500/74-FCAO. NAT.PERM.
    Por favor me ajudem o que posso fazer!


  583. Ih Claudia, agora não sei, o meu tbm tava assim , meu nome estava na lista e eu não conseguia consultar o individual, daí a Viviane me deu a dica de colocar os 4 zeros antes do rg e deu certo! Mas de qualquer maneira, se seu nome está na lista parabéns!!! (por enquanto, pq to com receio do que ainda pode acontecer!)


  584. Pessoal que vai prestar o concurso a apeoesp não quer que o concurso seja regional.
    Quantos professores já tiveram que exonerar o cargo por não poder ir dar aulas muito longe.
    Principalmente mulheres casadas e com filhos pequenos.
    EU SOU A FAVOR DO CONCURSO REGIONALIZADO.


  585. Gente, desculpem minha ignorância, mas pq a apeoesp não quer q o concurso seja regional?


  586. Luciane
    Estou com você, tomara que saia concurso para PEBI!!!


  587. Alguém tire uma duvida minha POR FAVOR.Na classificação candidatos ofas meu nome aparece na categoria L,mas na classificação INDIVIDUAL aparece categoria “F” lei 1010/2007 alguém sabe me explicar o porque?


  588. Na classificação individual como correlatas tb aparece categoria F lei 1010/2007


  589. Concurso estadual
    A APEOESP já manifestou-se à Secretaria da Educação ser contra o concurso regionalizado. Defende que seja universal, mesmo porque há um grande número de ACTs na rede e muitos que residem na Capital querem mudar-se para o interior, ou vice-versa. A Secretaria já havia se manifestado que o concurso seria de âmbito estadual, mas no Edital de abertura de inscrições, publicada na quinta, 21, não deixou isto claro. Durante a reunião com o secretário da Educação, na terça, 26, a APEOESP voltará a exigir que o concurso do PEB II seja estadual.

    QUANTO TEMPO DEMOEROU PRA TER UM CONCURSO REGIONALIZADO.
    SE TEM PROFESSOR DA CAPITAL QUE QUER VIR PARA O INTERIOR, OU VICE VERSA, ELES PODEM ESCOLHER ISSO NA HORA DA INSCRIÇÃO.
    E OS PROFESSORES QUE ACUMULAM CARGO
    E OS PROFESSORES QUE SÃO CASADOS E TEM FILHOS,
    VÃO TER QUE CONTINUAR EXONERANDO, POR NÃO TER CONDIÇÕES DE IR PRA LONGE.
    A APEOESP TA LUTANDO POR QUEM AFINAL?


  590. CAMILA

    Leve seu último hollerith (de preferência do mês de janeiro), em que conste a informação que você pertence à categoria F, até a Diretoria de Ensino a qual você esteja vinculada e solicite esclarecimentos. Está tudo muito novo e confuso ainda, mas você não pode pagar pelo erro dos outros, então, insista e boa sorte!


  591. em 27 janeiro 2010 at 15:22 cintiamatukaj

    para que os professores aprovados tenham mais opções de escolha.


  592. em 27 janeiro 2010 at 15:25 cintiamatukaj

    comcordo com vc luciane, a já tive várias colegas nesta cituação de residirem aqui em sorocaba e ter que ir para são paulo ou outro lugar mais longe com marido e filhos. achei bacana o concurso regionalizado.


  593. LUCIANE E ANA

    Concordo que a APEOESP não tem representado adequadamente a categoria, principalmente quando o assunto é a DIVISÃO DESSAS CATEGORIAS. Mas estou inclinada a concordar com a entidade quanto a não regionalização do concurso. Isto porque em várias regiões há muito mais candidatos que vagas. Pensando nisso, se o concurso ocorrer regionalmente, muitos professores com pontuação excelente poderiam ficar sem oportunidade de se efetivar, não acham? Pensem em quantas vagas existem na capital e na grande São Paulo e digam se vocês não se sentiriam injustiçadas se houvesse candidatos com muito menos pontos que vocês no concurso e devidamente efetivados… É claro que muitos ficam em situação muito difícil quando precisam se deslocar de seu local de origem, deixando a família e tudo mais, mas, pelo menos, estão empregados. Depois, é possível pedir remoção anualmente. O mais importante é garantir o salário e o emprego, não concordam? É preciso pensar no todo, professoras, e o todo não pode admitir parcialidades, infelizmente.


  594. Muito obrigada pela explicaçao, faço das suas palavras as minhas Luciane, afinal, nunca vi um sindicato tão amigo do governo.


  595. Pessoal, sou PEBI, fiz 37 pontos na prova, mas não encontro meu nome em lista nenhuma, o q faço?


  596. em 27 janeiro 2010 at 15:47 thiago batista costa

    boa tarde.
    gostaria de saber como é feita a media da nota da classificaçao, pois nunca dei aula no estado mas fiz 62 pontos na prova e mesmo assim nao apareço na lista de aprovados.
    se alguem puder me responder agradeço.
    valeu


  597. Se o concurso não for regionalizado, muitos professores também serão prejudicados, tenho vários colegas que tiveram que abrir mão do concurso.
    E vários professores saem licenças, até conseguir remoçaõ para perto de onde moram. Isso prejudica os alunos.
    Acho que se não tem professor protestando contra o concruso regionalizado, a Apeosp não deveria mexer nisso.
    E afinal de contas como eles sabem o que nós queremos.
    Talvez se fosse feito uma pesquisa a maioria quisesse mesmo o concurso regionalizado.
    Pelo menos os professores que eu conheço querem.


  598. Olá a todos.

    Realmente estou adorando ver os professores se preocupando com isso. Apoio a atitude da secretaria da educação, não atingiu a nota vai para o fim da lista. Ficando atrás até mesmo dos estudantes.

    Quem sabe alguns professores não aprendem a lição e até mesmo mudem de profissão?

    Chega de pilantras!!!
    Esse ano pilantras no fim da lista. No próximo nem isso !!!!


  599. Olá Thiago,,tb pelo meu gabarito fiz 69 questões e não estou na lista como tb a classificação individual aparece tudo zerado.
    Meu namorado não constava na lista quando vimos até hoje de manhã, mas agora o nome dele apareceu na lista.
    Na diretoria me disseram que eles vão atualizando a classificação, mas de qualquer maneira meu nome ainda não aparece.
    Não sei se a informação de atualização procede, pois cada lugar que ligo (DRHU, Diretoria) é um sacrifício para conseguir falar, um transfere para o outro e cada um diz uma coisa.
    De qualquer jeito vou entrar com recurso e também esperar se a lista se atualiza mesmo..
    Vamos aguaradar!


  600. Professor temporário ou Lucivelo…

    Sei que há muita água por correr, e que as resoluções são dinâmicas, mudam a todo momento…

    Porém quanto aos alunos do último ano que passaram na prova, que é o meu caso…

    Existe chance de atribuição de aulas antes dos professores da 2º lista? Pelo artigo 5 da SE 08 , sim, porém pela LDB…
    Essas resoluções, leis , pareceres, alteram ou acrescentam a LDB? A regra que diz que em primeira lista todos os classificados e esgotando essa lista, atribui-se aula para a 2º lista, é possível?

    Estou com medo….apreensiva…

    Existe forum afirmando que os professores da 2º lista , estarão no dia da atribuição para impedir isso…

    Achei justo a prova, porém seriam capazes de violência…não duvido porque foi lamentável o que vi na Uninove da Vl Maria quando os portões se fecharam…

    Onde isso tudo vai parar?


  601. em 27 janeiro 2010 at 16:40 David Pereira de Andrade

    Olá a todos.

    Gostaria de saber se o professor categoria f que acertou mais de 40 questões terá que fazer a prova do processo seletivo todos os anos.


  602. em 27 janeiro 2010 at 16:43 cintiamatukaj

    não. todos que conseguiram a nota mínima ou seja 40 pontos estarão dispensados da obrigatoriedade, mas poderá fazer a prova se desejar aumentar a pontuação, se a pontuação obtida na segunda prova for menor que a primeira fica valendo a nota maior. agora se passar no concurso aí sim estará “livre para sempre”…


  603. em 27 janeiro 2010 at 16:46 cintiamatukaj

    lilian a lei é clara primeiro os que passaram depois os que não passaram. na verdade a lei para temporario nao aceita os reprovados apenas em último caso… como o número de aprovados, pode ser menor que a oferta, foi aberto aos que não conseguiram apos esgotados todas as possibilidades.


  604. Mas a LDB se eu não me engano, deixa a critério do estado e munícipios complementarem a legislação respeitando as leis federais, criarem novas regras/leis de acordo com a necessidade.
    Sinceramente essa coisa de lei é muito complicada, pois sempre existe uma lei que diz uma coisa, mas cria- se brechas através de outra lei que diz uma outra coisa e assim por diante.


  605. em 27 janeiro 2010 at 16:51 cintiamatukaj

    isto mesmo vivian, por conta desta brechas que o povo sofre…


  606. Exatamente, sendo professora eventual aqui na minha cidade, tenho trabalhado mais na rede municipal, andou acontecendo uma coisas com a gente, como nos fazer trabalhar durante o recesso escola só por sermos celetista, que andei pesquisando que fui ver na verdade como essa coisa de lei é complicada.
    Mas essa prova é prevista, pois lá diz através de provas ou provas e títulos…
    Uma coisa assim rs
    Fazer o que né?


  607. em 27 janeiro 2010 at 16:58 cintiamatukaj

    o que acho muito estranho é que não foram divulgadas as nossas notas na prova…???????


  608. Cintia e Vivian…

    Obrigada, assim da pra sossegar um pouco…rsrsr

    Valeu!


  609. Boa tarde!

    Sou de Jundiaí, aluno do último ano em Biologia e fiz 50 pontos, já entreguei os documentos atualizados e estou conferindo tudo no site e até agora não encontrei em campo algum meu nome, praticamente em todos os campos correspondentes a DE daqui dizem não ter docentes cadastrados, o que terei de fazer? na própria direitoria eles disseram que tem que acompanhar tudo e somente pelo site.

    obrigado.


  610. Boa tarde!
    Calma, pelo que eu sei, mesmo os reprovados conseguiram aulas,pois, o número de aprovados é insuficiente.Agora só resta saber a data da atribuição?


  611. em 27 janeiro 2010 at 17:22 cintiamatukaj

    já tentou ligar na SEE??


  612. Lilian

    Os fatos estão tomando um rumo ainda imprevisto, aliás, como tudo que envolve a Secretaria da Educação. Já reparou como eles não conseguem esclarecer nada com objetividade? Pois é, o melhor a fazer é ficar atenta a tudo o que acontece e aguardar. Muitos resultados acabam supreendendo positivamente, não é?


  613. Daniel

    Se você teve essa pontuação e não encontra seu nome, entre com recurso e não desista até conseguir seu objetivo. Não deposiite numa S.E. desestruturada a confiança que deve ter em si mesmo. Boa sorte!


  614. Ok obrigado pelo esclarecimento. Eu estava achando que a própria DE foi responsável por algo… mas vou ver direito!


  615. Lucivelo…
    Obrigada pela resposta, estou mesmo a espera de um resultado positivo..rsrsrs

    Bom… é aguardar… mais uma vez obrigada pela dedicação!


  616. Aproveitando a oportunidade, sei que não é legal este tipo de comentário aqui, mas fica como desabafo de alguém que ainda nem começou a trajetória que muitos de vocês começaram a anos atrás e estão passando por isso.

    Desde que comecei a faculdade, durante o estágio e até a pouco tempo atrás, após me decepcionar com outras áreas de trabalho (indústria, comércio e correios), defini como projeto de vida ser professor e não só fazer número mas sim acrescentar algo as crianças, que precisam muito de nossa atenção, pois serão os homens e mulhres que irão manter nosso país caminhando futuramente, mas hoje vejo que o pouco caso com a educação e toda essa bagunça me faz repensar sobre meu futuro, não sou mais menino e preciso tomar as ações certas, estudei mais de 20 anos em escola pública, passei em vários vestibulares (5 técnicos e 1 faculdade) e hoje sou bolsista do proUni, devo muito aos meus professores de hoje e do passado, mas a profissão hoje em dia (pensando no lado pessoal e todo o retorno que ele dá) não compensa! Eu desanimei… infelizmente e este é o processo seletivo mais mal organizado que já participei e por fim, achei que um professor concursado tinha estabilidade, não quero passar pelo sofrimento que vocês, com anos se dedicando a escola, estão passando!

    Desejo que isso termine bem, abraço a todos!


  617. OI PESSOAL,

    QUEM FOR ENTRAR COM RECURSO NÃO PERCA TEMPO, SOMENTE DOIS DIAS PARA RECURSO.EU MESMA ENTREI COM RECURSO.É SÓ IR NA SUA DIRETORIA DE ENSINO E PREENCHER UM REQUERIMENTO ALEGANDO O MOTIVO PELO QUAL DESEJA A VERIFICAÇÃO.
    BOA SORTE A TODOS


  618. em 27 janeiro 2010 at 18:37 Marcia Tozzi

    oi pessoal por favor me esclareçam:
    quando digito meu RG meu nome sai na listagem geral da diretoria de ensino ????rsrsrsr Passei ou não nesta provinha kkkkkk ñ sei d mais nada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    me ajudem vou ficar louca???!!!!!!!!@@@@@@@@ aguardo resposta


  619. em 27 janeiro 2010 at 18:39 cintiamatukaj

    marcia se o seu nome saiu na listagem acredito que tenha passado pois a segunda lista poderá sair somente na proxima semana.


  620. boa noite a todos, acabei de ligar na Fundação Vunesp e me passaram a informação que eles não estão com o resultado do processo seletivo, pois o mesmo foi passado para a secretaria da educação.Então eu liguei na secretaria da educação e a atendente me disse que o site da secretaria estava sendo atualizado pois receberam informações de vária pessoas que passaram na prova e nome não constavam na lista, resumindo, ela afirmou que amanhã saíra uma nova lista de classificação com os dados atualizados.

    Qualquer dúvida ligar na SEE.

    Um abraço a todos!


  621. Aos meus futuros amigos professores,

    Estou entrando na rede este ano e estou feliz com a possibilidade de trabalhar e chateada ao mesmo tempo com a situação de professores que não conseguiram atingir a média solicitada. Mas mais chateada fico com as atitudes de alguns ingressantes que estão tripudiando em cima de colegas que não passaram na prova. Geralmente este tipo de atitude parte de pessoas frustradas e muito feias, por dentro e na alma. Pessoas que geralmente não são felizes (e dar para imaginar os motivos) e gostam de se vangloriar em cima da derrota dos outros por causa de suas pequenas vitórias.
    A todos esses que tripudiam em cima dos outros, saibam que quando começarem as aulas, serão a estes professores que não passaram na prova que vocês irão recorrer para solicitar ajuda. Então tomem cuidado, pois o futuro a Deus pertence, hoje é vcs dando risadas, amanhã quem sabe…


  622. Pretendo ver minha classificação, pois não encontro nenhuma informação.
    abraço


  623. em 27 janeiro 2010 at 19:22 Marcia Tozzi

    oi Cintia Matukaj o meu saiu na listagem geral da diretoria de ensino. Esta saindo tudo misturado e não por area de conhecimento??????Quem ñ passou o nome ñ sai em listagem nenhuma????
    desde já agradeço por sua colaboração bjs pra vc


  624. em 27 janeiro 2010 at 19:27 Marcia Tozzi

    este video vai para Cinthia matukaj e para todos meus amigos professores que tanto sofrem a cada governo este video é um alento para nós um mestre que lutou mas venceu na prova da vida bjs para todos


  625. em 27 janeiro 2010 at 19:29 Marcia Tozzi

    A todos os professores não vamos desistir!!!!!
    vamos sim continuar nossa luta!!!!!!
    Bjs no coração de todos


  626. em 27 janeiro 2010 at 19:39 Marcia Tozzi

    Chris vejo que vc não entende nada sobre o Magistério mas lembro que se não fossem esses professores (pilantras)penso que vc ñ teria chegado ao nivel superior né sabichão?????
    Não esqueça vc foi formado por um professor então respeite a classe dos professores????com este pensamento pequeno que vc tem lamento por vc e seus futuros alunos….Pense antes de falar.


  627. gosdo de ser professor de historia


  628. Pessoal, como tudo nessa SE é confuso, hoje soube de mais uma: o secretario de minha escola ligou dizendo que receberam um comunicado da SE convocando TODOS os professores que se inscreveram para a realização da prova, independentemente desses professores atenderem ou não aos pré-requisitos. Esse mesmo comunicado não explicou o porquê da mudança mas o pessoal da DE daqui acredita os professores poderão, com essa prova, obter pontos para o concurso de ingresso ou para a evolução por títulos. Eu acredito que seja uma medida para evitar boicotes à prova, mas agora resta a pergunta: fazer ou não fazer a prova?


  629. Para Marcia Tozzi,

    Olá amiga.

    Tive ótimos professores sim. Inclusive pude verificar que eles todos tiveram uma ótima classificação.
    Tenho vários amigos professores, em várias faixas etárias. Todos tiveram uma ótima classificação. éria
    Só acho bom os professores que não dominam o conteúdo básico da matéria a ser ensinada, que fiquem por último mesmo. Quem sabe eles aprendem que não basta fazer uma faculdade na esquina, mas que tem que estudar, tem que trabalhar.

    Por isso reafirmo:

    Fora pilantras!!!!!!


  630. em 27 janeiro 2010 at 20:24 CÍNTIA MATUKAJ

    Oi Marcia Tozzi sinto-me honrada e muito emocionada com sua homenagem, agradeço a vc e a todos que de certa forma tem lutado para que um dia possamos ter dias melhores. Muito obrigada mesmo vou guardar vc dentro do meu coração num lugar bem especial. abraços a todos.


  631. Chris,

    Apesar de discordar do tom meio agressivo de suas mensagens, concordo com vc. Profissionais desinteressados não são coisa rara em nosso meio. Essa prova sóserviu para mostrar a verdade.
    Torço que com essa classificação possamos atrair profissionais mais qualificados para a sala de aula. Acho que nós que tivemos notas altas, deveriamos nos unir.


  632. em 27 janeiro 2010 at 20:31 CÍNTIA MATUKAJ

    Boa noite a todos

    Gostaria de pedir encarecidamente aos participantes deste site para se prenderem apenas em trocas de informações e experiências, acho que será mais lucrativo para todos. este site não é vizitado apenas por educadores mas por outras partes da comunidade.
    Quem foi ou deixou de ser aprovado agora é passado, vamos nos concentrar no concurso que vem por aí e trocar informações que todos possam ser beneficiados.
    AGRADEÇO DESDE JÁ PELO CARINHO E QUEM PRECISAR DE ALGO SE EU PUDER AJUDAR VCS JÁ CONHECEM MEU EMAIL…

    Marcia a classificação está por area de conhecimento não por matéria, existem dois dias para os recursos a lista oficial esta com data para o dia 01/02/2010, mas se o seu nome ja esta na classificação da DE vc pode sim ter sido aprovada. a lista dois saira nos proximos dias… esperamos… até…


  633. OIES CINTIA SE PODE ME DIZER QUANDO A CLASSIFOCAÇAO VAI SAIR POR MATERIA ????


  634. em 27 janeiro 2010 at 20:51 cintiamatukaj

    clayton infelizmente ainda nao obtive esta informação mas se já saiu por area de conhecimento nao acredito que farao outra por materia, vamos aguardar qualquer informação a este respeito aviso ou quem conseguir primeiro nos avise por favor.


  635. Nunca uma classe de trabalhadores teve como instrumento de luta, um veículo versátil e poderoso como este site. É preciso sim dizer o que se pensa, pois uma multidão que acena com a cabeça em um imenso auditório é só uma Multidão Burra. Precisamos continuar a debater, trocar idéias, informações. Agora é hora de nos unirmos, de buscarmos unidade na discussão sadia. Estão nos observando, e sabem que a população também. Convide seu vizinho que não é professor pra conhecer o governo como ele realmente é. Temos poder a medida que temos informação. Somos educadores, e podemos ter milhares de sites que eduquem o povo e os ensine a votar e a cobrar de seus governantes a verdadeira cidadania. O maior medo do governo neste momento é a de que a gente se una, fortemente, com um só discurso, uma só voz. Não vamos nos contentar com resultados mesquinhos em uma provinha politiqueira, somos a nação que educa a nação do maior estado educacional do país. Companheiros, vamos lutar.


  636. denise e outros PARE de olhar p o UMBICO o MUNDo é muito maior q a SUA Classificação…


  637. em 27 janeiro 2010 at 21:00 Denise Perella

    Olá
    Acabei de ler em outro site informações de que dia 28 sairá uma nova lista .


  638. em 27 janeiro 2010 at 21:00 professortemporario

    Respondendo a todos

    Da mesma maneira que nos anos anteriores, o sistema de informática utilizado pela SEE apresenta falhas, especialmente quando congestionado. Especificamente no campo de digitação do RG, o DI é um problema. Alguns acreditam que esse item seja o dígito de identificação, que fica depois do traço nos RGs de São Paulo. Outros, acreditam que seja uma referência a Coordenadoria de Ensino, sendo 1 para Capital e região metropolitana e 2 para o interior.

    De qualquer forma o método mais confiável de verificação é abrir a classificação geral, por banca e por diretoria de ensino e após percorrer as páginas da lista que serão abertas.


  639. Antonio to na mesma situação q vc!!!!


  640. Marina
    Aconteceu com a minha mãe, na classificação individual ela está como categoria F, mas na geral ela está como categoria L.


  641. Bom…
    Hoje não tinha entrado no blog até agora, passei o dia todo correndo;. Mas entrar aqui está virando um BOM hábito e li todos.

    Primeiro, não vamos prestar atenção às mensagens ofensivas, cada um sabe bem o que lhe cabe. Uma coisa que eu gosto muito de ler em adesivos e placas de caminhão é “Deus deu a vida pra cada um cuidar da sua”.

    Sobre recursos… Independente de saber se deve ou não entrar com recurso, ENTRE COM RECURSO, se esse for seu caso. Depois de esgotado o prazo tudo fica mais difícil. E, também, entre o nada e o não a situação é a mesma.

    Sobre a postagem que cita a OAB…
    Eu também acho que algumas pessoas foram injustiçadas, mas o candidato que não passa na prova da OAB não pode advogar. Aqui, o professor que não acertou 50% da prova poderá lecionar.
    Uma leitura que eu faço sobre isso é que tem muitos cursos formando mal por ai… O que fazer? Vamos instituir uma avaliação nacional de proficiência para cursos de licenciatura? O formando Licenciado só poderá lecionar depois que passar na prova… É uma idéia…

    Eu também estou chateada com a situação de muita gente… Mas em outras temporadas não tinha ninguém chateado com a minha situação.
    O Sindicato bem podia solicitar que fosse aplicada mais de uma prova por ano. Será que alguém pensou nisso?


  642. Boa noite !!! por Favor me ajude…Eu fiz a prova para artes!!Tive 39 acertos!!
    Como eu sou marinheira de primeira viagem não estou sabendo em que classificação eu fiquei se é F ou L.
    Muito obrigada agradeço a colaboração…


  643. OIE ALGUEM SABE INFORMAR SE IRA SAIR A CLASSIFICAÇÃO POR MATERIA ? POIS DO JEITO QUE SAIU TA TUDO MISTURADO PROFESSOR DE PORTUGUES JUNTO COM ARTES , JUNTO COM ED.FISICA ..ALGUEM SABE DIZER QUANDO SAIRA POR MATERIA ?


  644. em 27 janeiro 2010 at 21:37 Carlos Eduardo

    Pessoal o D.I. é o dependente do imposto de renda que
    tambem aparece na lista de classificação.
    OK? é só informar quantos filhos vc tem no imposto de
    rena. Abraços


  645. Para, Marcia Tozzi:

    Este video com o qual você nos presenteia,é um
    refrijério,para nossas almas! Gracias, Marcia.


  646. em 27 janeiro 2010 at 21:44 Carla Brahim

    Olá, Cíntia!!!!
    Então vc é daqui da “terrinha” (Sorocaba)???
    Bom saber…por isso é que você é tão solidária, isso é típico de quem mora aqui….rsrsrsrsrssrs!!!!
    Sou de Port/ Ing, e vc???


  647. olá, pelo visto estou na mesma situação de alguns aqui, fiz 66 pontos na prova, mas meu nome não consta na lista de aprovados…tudo bem aguardar até amanhã a nova classificação, mas é uma falta de respeito com os candidatos, visto que desde ontem tentava acessar a lista de aprovados, sem sucesso…e hoje, as 17:00, quando finalmente consegui acessá-la, vi que meu nome não estava lá, mas os de vários conhecidos estavam…um concurso como esse deveria ser encarado com uma maior seriedade, e não com o descaso (atraso na publicação da lista e informações desconexas por parte da secretaria de educação e diretoria de ensino) e irresponsabilidade (como é possível os dados serem publicados de forma ininterrupta????) deveria haver uma maior organização da elaboração da lista para que todos os candidatos aprovados constasse na mesma assim que fosse publicada, e não adicionando nomes posteriormente “à medida que as reclamações foram surgindo”…e o mais irônico é que são só 2 dias para entrar com recurso, mas nesses 2 dias a lista não foi publicada de forma correta!!! então temos que esperar até amanhã, rezar para que o nome “apareça”, e esperar até o último minuto para entrar com o recurso..grande descaso de um órgão que, sendo responsável pela educação, deveria ser o primeiro a zelar pela organização e coerência das informações..grande descaso!


  648. em 27 janeiro 2010 at 22:43 professortemporario

    Carlos Roberto Corrêa

    O problema é que a maior parte da imprensa já percebeu que o professor não é bem visto pela sociedade. para qualquer cidadão mediano o professor é aquele ser arrogante e petulante que aponta as deficiências na educação familiar e ainda tem a coragem de orientar os pais sobre como educar seus filhos. Por causa disso, até por uma questão cultural, nossa sociedade não tem nenhuma simpatia pelos professores e qualquer notícia que os coloque em evidência negativa será muito bem vista por essa população.

    Estamos sozinho e no momento não adianta esperar que a sociedade perceba o valor de nossa profissão ou reconheça que nessa categoria existe sim uma maioria que faz de tudo para a educação melhorar. É preciso estar preparado e atualizado para enfrentar esse desafio de fazer uma educação melhor para sociedade, apesar dela.


  649. e a lista ???


  650. BOA NOITE, ALGUEM SAB M DIZER SE ALGUMA QUESTÃO DE MATEMATICA FOI CANCELADA?


  651. Um absurdo! independente da classificação as notas ja deveriam ter sido soltas pela VUNESP, assim não teria esse rebuliço pra ver se fomos classificados ou não. Agora ficamos aqui, sem saber da nossa nota, não sabemos se aquele monte de 0 é erro do sistema ou se não fomos classificados mesmjura?
    num fike o, o que estou achando estranho pq conferi o gabarito e também tem várias pessoas com a mesma reclamaçao que eu, que dizem ter acertado mais de 50% e na calssificação tá tudo zerado!


  652. em 27 janeiro 2010 at 23:53 mariza garça- sp

    Boa noite,
    Gostaria de saber como foi feito o cálculo da pontuação para a classificação de ofas, estou confusa não consigo chegar ao total que está em minha classificação.
    obrigada


  653. em 27 janeiro 2010 at 23:55 mariza garça- sp

    acertei 29, sou PEBI


  654. jaqueline

    estou na mesma situação


  655. Pessoal , sou de Santo André e vou para a segunda lista dos reprovados, alguem saberia me dizer qual a diretoria que costuma sobrar mais aulas, estou desesperada, me ajudem por favor!


  656. Fabíola

    Se vc for da disciplina de matemática ou de física, garanto que sobrarão vagas. Na minha região (interior) não houveram aprovados suficientes para essas duas. E creio que seja assim em todo o estado. Caso pertença a outra disciplina, pergunte especificamente. Acho que tem pessoas dispostas a responde-la.


  657. Os zeros que aparecem não são notas e sim números que expressão a classificação que professor ficou dentro de cada categoria, por exemplo; 00002 significa que vc ficou em segundo lugar na sua diretoria dentro da sua categoria. assim, você será chamado depois que esgotarem-se todas as possibilidades de atribuição nas categorias acima de você. E estará em segundo lugar na sua categoria.


  658. Não consegui os acertos necessarios então estou na segunda lista.Apesar de ter sido reprovada vou poder pegar aulas?Sou categoria F.Sinceramente não considero que provas atestem competencia,pois passei nas ultimas da pref.(sou titular) e na da Est.(não chegou no meu n°).Parabéns aos colegas que passaram e os que não conseguiram, como eu,não desistam pois somos capazes SIMMMMM.bjs


  659. É claro que ainda há a separação por disciplinas, de repente você está em 00208 no geral dentro da banca linguagens e códigos, na sua área vc pode estar em 00098 por exemplo. Agora se vc conseguiu abrir o resultado pelo individual, vc tá na lista, procura direito.


  660. em 28 janeiro 2010 at 02:08 Bruno de Jacarei

    De interesse a todos. Informação da Apeoesp

    O calendário da atribuição será o seguinte:
    Efetivos – início dia 03 de fevereiro;

    -ACTs – até dia 11 de fevereiro participam os professores da primeira lista de classificação;
    -de 12 até 17 de fevereiro participam os professores da segunda lista de classificação.


  661. Olá! Gostaria de algumas informações pq a apeoesp da minha cidade é meio nula e a de então… passa pra um, pra outro e nada! Qdo fiz a minha inscrição na vunesp alguma coisa aconteceu e por algum motivo não finalizou, mas não percebi de imediato e quando percebi era meio tarde… Não consegui provar que eu tinha feito a inscrição no site, pois não tenho protocolo e meu nome não constava na lista, assim como meu nome não constava na lista de inscritos na DE e não inscritos no site (meio bagunçado), enfim, não fiz a prova! Irei na DE tentar recurso, não posso ficar sem trabalhar por divergências de informações, mas como faço para protocolar meu recurso? E mais uma coisa, na classificação que saiu dia 26 meu nome aparece na lista individual, mas em todas as categorias está 00000… o que será que isso significa? Ah, na DE minha inscrição está normal…

    Agradeço muito se alguém puder me ajudar, pq não encontrando pessoas com boa vontade e eu mesmo assim sigo a filosofia ” vc gasta o mesmo tempo dizendo “sim” e “não”, então pq não dizer SIM e ajudar alguém?”


  662. Cynthia

    Responderei o que estiver ao meu alcance.

    Quanto a classificação do dia 26 onde consta seu nome na lista individual resumida e como está tudo com zeros, significa que vc não obteve classificação em nenhuma das categorias. Ex.: Na minha consta a classificação em bacharel e tecnologo 00xx e no restante está tudo com 0000.

    Vc terá que se mexer rapidamente para justificar sua ausencia na prova. Se vc tiver qualquer indício de que acessou o site da vunesp para efetuar a inscrição, imprima-o e va juntando os fatos para compor sua tese de que foi por problemas no site da vunesp que vc não conseguiu realizar sua inscrição e consequentemente a prova. Outro argumento que a ajudará um pouco é o fato de ter ido na DE apresentar os documentos necessários (vc fez pq queria concorrer a vaga de professor) isso é um indício de que vc fez quase todos os procedimentos para realizar a prova.
    O mais importante é vc lembrar de fatos que possam corroborar com sua tese e assim, o responsável por deferir seu recurso, talvez possa deferí-lo.

    Corra logo com o recurso, tem prazo e é bem curto.

    Mas, lembre-se, mesmo que consiga o deferimento do recurso, vc ficará na segunda lista.


  663. Cynthia

    Esqueci de mencionar para vc escrever toda a sua história do pq de ter perdido a prova. Faça algo convincente, bem argumentado e não fique enrolando no texto. Anexe tudo que tiver em mãos fazendo referencia no seu recurso. Acho que é na própria diretoria de ensino (essa parte do protoco está descrito em algum lugar do edital), infelizmente, nesse momento eu não me lembro o passo a passo de onde deve ir e para quem deve interpor o recurso.


  664. Hugo,

    Muito obrigada por responder… ainda mais nesse horário, rsrsrsrs

    Olha, a única prova que acessei o site da vunesp é o meu histório do navegador… lá consta todas as vezes que acessei e as páginas da vunesp, inclusive da inscrição, mas não aparece a minha… aparece a página atualiza, como aparece se vc abrir agora… vou imprimir isso e levar… o protocolo de inscrição não tenho, pois na hora da inscrição não saiu! Revirei meu computador pra ver se eu salvei alguma coisa e não achei nada… Mesmo que eu fique na segunda chamada, não importa, pois pelo menos estarei tentando! Na semana passada fui impedida de fazer a inscrição na Fundação CASA por causa dessa prova… Isso não é justo… Todas as pessoas que eu falei foram banais, não está acontecendo com elas, então não importa!

    Vou tentar preparar um documento com todos os fatos e “provas”, mas não sei bem o que fazer… Desde o início eu disse: “É difícil alegar alguma coisa com eles, é minha palavra contra a deles e o maior problema é que eu sou uma formiguinha e eles são gigantes….”

    De qq forma… MUITO OBRIGADA!!!


  665. Cynthia

    Se não tiver, utilize o modelo contido no blog: http://www.professordouglas.com/2007/09/modelo-de-recurso.html
    Claro, faça as devidas mudanças para adapta-lo ao diretor ou responsável pelo acolhimento do recurso.


  666. Hugo,

    Mais uma vez obrigada!!!! Vai ajudar muito sim pq nunca fiz um recurso… Digitei no word, mas vou adaptar neste que vc postou.


  667. Quero agradecer aos responsáveis pelo funcinamento desse BLOG e a todos os participantes que tem ajudado a esclacer dúvidas, seja com suas perguntas ou com respostas.
    Eu estou no ultimo ano de História, nunca dei aulas e estou aprendendeno muito com vocês.

    OBRIGADA!


  668. BOM DIA?
    GOSTARIA DE SABER QUE DIA SAI A SEGUNDA LISTA?
    POIS LIGUEI NA APEOESP E NINGUEM SABE NADA.
    TENHO OUTRA DUVIDA,SOU CATEGORIA F(FIZ 30 PONTOS),E GOSTARIA DE FICAR SOMENTE COM 12 AULAS NA ESCOLA ONDE TENHO SEDE,PARA PODER ESTUDAR PRO CONCURSO.CASO CHEGUE EM MINHA FEZ NA ATRIBUIÇÃO TEREI QUE PEGAR AULA ,OU TENHO A OPÇÃO DE FICAR SOMENTE COM 12(QUE ERA A ANTIGA LEGISLAÇAO :APOIO PEDAGOGICO).
    OUTRA COISA SOU CONTRA ESSA *CONQUISTA *DA APEOESP ,TEMOS QUE SER REALISTA DE ACEITAR :NÃO CONSEGUI .O JEITO E ESTUDAR E MELHOR JA QUE O GOVERNO ACHA QUE PROVA SELECIONA !!!.AGORA ESSA TAL CONQUISTA FICOU HORRIVEL E MAIS HUMILHANTE PARA NOSSA CATEGORIA.
    ESPERO UMA RESPOSTA.


  669. OBRIGADA A ESTE SITE….POIS E GRATUITO E BEM ESTRUTURADO .


  670. em 28 janeiro 2010 at 09:22 silvana jac

    Hugo
    poderia me responder se souber, no meu caso eu sei que não passei na prova, mas meu nome consta na classificação individual 0000, acho que não deveria aparecer nesta lista,somente na segunda lista que ainda não saiu, ninguem na minha diretoria sabe me informar, o que devo fazer tenho medo de não entrar na segunda, pois meus colegas que também não teve nota não consta nesta lista.


  671. Fá!
    Referente à Matemática foi anulada a questão nº 10. A questão nº 43 deixou de ser a alternatva C (do gabarito) e passou a ser a alternativa B.
    Um abraço


  672. Bom dia ! será que a lista sai hj ?


  673. silvana jac

    Seu caso é o mesmo da Cynthia.
    Quanto a classificação do dia 26, onde consta seu nome na lista individual resumida e como está tudo com zeros, significa que vc não obteve classificação em nenhuma das categorias. Ex.: Na minha consta a classificação em bacharel e tecnologo 00xx (fui classificado nesse grupo em xx) e no restante está tudo com 0000.

    Como vc não foi classificada, só lhe resta ter paciência e esperar a segunda lista. Só não entra na segunda lista se vc não fez a prova.


  674. Bom dia
    Alguem sabe quando vai sair a lista dos reprovados


  675. Alguem ja sabe a data da segunda lista?
    Muito Obrigada.


  676. Silene
    Alguém pode me ajudar? Não sai na lista geral , mas sai na individual com 0000000,o que fazer? Sou categoria F,não passei na prova.


  677. em 28 janeiro 2010 at 11:03 cintiamatukaj

    carla brahim bom dia sou de historia e estamos na luta, mais um dia…


  678. Professor Temporário, me auxilie, por favor…
    Tenho magistério e Direito, fiz inscrição para Peb I, e Filosofia. Fiz as duas provas, pela DE de Itapeva. Tenho as duas folhas de respostas com dois numeros de inscrição.
    Na avaliação de Peb I, acertei 37 questões, por isso deveria estar constando meu nome na lista, mas não consta. Na de Filosofia, acertei apenas 26, por isso tbem não estou na lista. Falei com o supervisor de Ensino de Itapeva, Marcio, e ele disse q não há Peb I classificados na região de Itapeva, pois não há classes disponiveis. Mas se aceitaram a inscrição eu não deveria ao menos aparecer na lista? Ele me disse que não tem recurso para isso, pois recurso para inscrição ja acabou o prazo, mas eu PRESTEI AS DUAS PROVAS, tenho os dois gabaritos, meu nome estavam nas listas da escola e na carteira, e agora não tenho nota, pq não estava inscrita? As pessoas q conheço que prestaram na minha classe não passaram, pois isso não estão preocupadas…
    Tenho tentado ligar na SEE, mas só dá ocupado o telefone.
    Por favor me auxilie.
    Obrigada.


  679. em 28 janeiro 2010 at 11:10 silvana jac

    liguei na apeoesp de São José dos Campos, esta acontecendo com varias pessoas é isso mesmo que o Hugo disse, quem esta com 0000 ou aparece (docente não encontrado), vai entrar na segunda lista, se fez a prova.

    A segunda lista vai sair hoje até o final da tarde
    Agora só resta aguardar!!!!

    Obrigada Hugo por responder


  680. em 28 janeiro 2010 at 11:11 Débora natal

    Fax nº06 – 27/01/2010

    S.E. MANTÉM CARÁTER CLASSIFICATÓRIO DO PROVÃO

    Secretário concorda em estudar a revisão de alguns pontos da resolução 8 e outras questões levadas pela Diretoria da APEOESP

    Em reunião realizada nesta segunda-feira, 26, com a Diretoria da APEOESP, o secretário da Educação manteve a classificação dos docentes e candidatos ao trabalho temporário na Rede Estadual de Ensino organizada em duas listas: a primeira, dos professores que obtiveram a pontuação exigida no provão, considerando a nota da prova mais tempo de serviço; e a segunda, dos demais. Todos, portanto, participam da atribuição de aulas. O provão, assim, deixou de ter caráter eliminatório como era previsto originalmente pelo governo.

    Foram apresentadas pela APEOESP uma série de questões pontuais de redação da resolução 8, as quais a Secretaria comprometeu-se a estudar para eventual republicação da resolução.

    Justificativas (provão)

    Por solicitação da APEOESP, o secretário concordou em estender até o dia 1º de fevereiro o prazo para que os professores que não se inscreveram ou não fizeram a prova protocolem nas Diretorias de Ensino a justificativa, acompanhada de documentos comprobatórios do motivo alegado.

    A APEOESP alerta que serão justificados não apenas os casos de doença, mas qualquer motivo relevante para tanto, como, por exemplo, casos de professores que tiveram falecimento em família no dia da prova, e casos dos professores com deficiência visual, que alertaram sobre essa deficiência no momento correto, mas que não receberam provas especialmente elaboradas para eles. A Secretaria reafirmou que considera justificada a ausência dos professores alocados para a realização da prova na Uninove da Vila Maria nos dias 13 e 20 de dezembro.

    Também por iniciativa da APEOESP ficou acertado que cabe recurso ao DRHU quando o professor que justificou a sua ausência na Diretoria de Ensino não concordar com o indeferimento, até porque ficou encaminhado que o DRHU remeterá orientações que deverão ser seguidas pelos dirigentes.

    Atribuição de aulas

    Conforme já acertado anteriormente entre a APEOESP e a Secretaria, todas as aulas irão para o processo regular de atribuição de aulas, ficando pendentes as do CEL, Escola da Família, Fundação Casa e Sala de Leitura, que seguem como projetos da Pasta.

    Calendário

    A Secretaria informou na reunião que o calendário de atribuição de aulas será o seguinte:
    Efetivos – início dia 3 de fevereiro;

    ACTs – até dia 11 de fevereiro participam os professores da primeira lista de classificação; de 12 até 17 de fevereiro participam os professores da segunda lista de classificação.

    HTPC

    A Secretaria confirmou que não é obrigatória a atribuição de qualquer carga horária a título de HTPC aos professores aos professores principalmente ao PEB I , exceto as que compõem a jornada regular do professor, aos PEB I, com isso, resolve-se o problema do acúmulo de cargos desses profissionais.

    1º ano do Ensino Fundamental

    Haverá, para essa série, aulas regulares de Educação Física e Educação Artística, ministradas por professores habilitados.

    Artigo 22

    Mais uma vez a APEOESP reafirmou que as disposições relacionadas com o artigo 22 que constam da resolução de atribuição de aulas para esse ano são ilegais, especialmente aquelas que vedam a participação de professores no estágio probatório, que tenham tido 12 faltas no ano anterior ou que tenham desistido da designação em 2009 no processo. Além disso, afirmou que é ilegal a atribuição compulsória de aulas na escola de origem para os que forem designados pelo artigo 22 para aulas de outras escolas.

    O secretário reafirmou seu ponto de vista sobre o assunto, porém, comprometeu-se a repensá-lo. A APEOESP continuará com a discussão que tem no Judiciário sobre o assunto, e ajuizará Mandado de Segurança Coletivo para que os filiados não se prejudiquem.

    Concurso público

    A Secretaria publicou o edital do concurso para o provimento de pouco mais de 10.083 cargos de PEB II. O prazo para a inscrição é das 10 horas do dia 27 de janeiro às 14 horas do dia 11 de fevereiro, exclusivamente pela internet (www.concursosfcc.com.br). As datas da prova ainda não está definida, mas deve ocorrer em março.

    A APEOESP reafirmou ao secretário da Educação que não concorda com a regionalização do concurso, como está previsto no edital. Para nós, sobretudo neste momento em que há na rede milhares de professores ACTs, não se justificam concursos regionalizados. O secretário comprometeu-se a estudar o assunto para eventual revisão desta decisão. Caso isto não ocorra, a APEOESP poderá ajuizar ação para que o concurso seja de âmbito estadual.

    Na reunião, o secretário anunciou que determinou a revisão da bibliografia a ser exigida no concurso e próximas avaliações, pois há títulos esgotados. A APEOESP lembrou ao secretário que havia alertado várias vezes para este problema, mas a bibliografia foi mantida para o provão, dificultando o aproveitamento dos professores. Além disto, foi solicitado ao secretário que, nesta revisão da bibliografia, seja levada em consideração a acessibilidade das obras, tendo em vista que, no provão, foram exigidas títulos de alto custo.

    DMPE

    A APEOESP solicitou ao secretário que interceda junto à Secretaria de Gestão Pública para que haja a regionalização das perícias médicas, tendo em vista que os professores são obrigados a deslocar-se de todas as regiões do estado para a capital. Isto terá grande impacto, sobretudo quando milhares de aprovados no concurso tiverem que submeter-se a perícia médica antes de assumir seus cargos.

    Ensino Médio e Fundação Paula Souza

    O Sindicato voltou a informar ao secretário da Educação sobre a transferência de alunos do ensino médio regular para as ETEs, vinculadas à Fundação Paula Souza, em cursos profissionalizantes. Consideramos este fato grave, sobretudo após a aprovação pelo Congresso Nacional da obrigatoriedade da universalização do ensino médio, dos 4 aos 17 anos.

    O secretário contestou nossa informação, alegando que os cursos das ETEs são apenas complementares, mas disse que iria analisar o assunto. A APEOESP poderá recorrer à via judicial para assegurar os direitos dos alunos, e professores, do ensino médio.

    Campanha Salarial

    A APEOESP cobrou do secretário reajuste imediato para a categoria e a incorporação das gratificações GAM e GG, com a extensivos aos aposentados, reafirmando que a categoria está pronta a realizar um grande movimento no início do ano letivo, inclusive com a possibilidade de greve, tendo em vista a corrosão do poder de compra dos nossos salários.

    CER dia 20 de fevereiro

    A Diretoria da APEOESP decidiu convocar o CER para se reunir no dia 20 de fevereiro a fim de deliberar sobre os próximos passos da campanha salarial.

    Box:
    Reunião sobre atribuição de aulas

    A Diretoria Estadual Colegiada e o Departamento Jurídico realizarão reunião com as subsedes sobre a atribuição de aulas.

    Participarão, além dos diretores, um representante por subsede. A reunião será realizada no próximo sábado, 30 de janeiro, a partir das 10 horas, na sede central. As subsedes devem informar o nome do professor que participará da reunião até as 14 horas de quinta-feira, 28, pelo e-mail edna.secg@apeoesp.org.br .


  681. Porque a APEOESP sempre se refere ao “processo seletivo” como provinha ou provão? Eu não entendo.

    Será que é isso que fez com que a maioria dos reprovados não desse tanta importância ao processo seletivo?


  682. Acho que a APEOESP esta na contra mão da educação de qualidade.


  683. Com relação as obras, em uma prova que em certos casos pode ter um acerto de até 32 questões e que são 60 questões da area, não precisaria ler tantos livros era só saber um pouco do que se ensina.


  684. Alguém sabe me informar quantos profºs foram classificados na disciplina de geografia?


  685. em 28 janeiro 2010 at 11:48 Luiz Henrique

    E isso ai,Ana concordo com vc !


  686. Olá pessoal!
    Alguém teria resumos, resenhas sobre as bibliografias exigidas neste concurso, para professor de MATEMÁTICA?
    Caso tenham, favor me passar. Ficarei eternamente agradecido.
    e-mail:zaiasbispo@hotmail.com


  687. em 28 janeiro 2010 at 12:15 mariaaparecida

    M. Antonio

    OLha, eu como qqer ser humano, tenho meus momento de indignação, por isso de vez em quando troco farpas até com pessoas que nem conheço, mas o que me alivia é que outros lerão e poderá servir de exemplo, assim como leio um monte de coisa na net e nesse blog e vou aprendendo, pois somo todos “eternos aprendizes”.

    Eu também nunca gostei desse termo da APEOSESP, mas conversando com uma colega, ela me mostrou a entrevista que a secretária de educaçaõ Profºª Maria Helena disse, mais ou menos assim, “É só uma provinha” aí pegou, então eu nunca falo provinha e conheço alguns e algumas colegas que não se referem a uma prova de avaliação de provinha.

    Talvez pq em 2008 a prova tinha 25 questões ela disse isso, mas tb tem o outro lado se é provinha podemos entender como uma prova que têm questões simples ou sei lá. Será que expliquei direitinho?? BJUS


  688. OI Zaias… andei pesquisando achei algumas coisas , te mandei por email o que tenho aqui , espero que te ajude ok ….


  689. em 28 janeiro 2010 at 12:26 mariaaparecida

    M antonio continuando

    qto a denominação “PROVÃO” ENTENDEMOS QUE É PQ NESTE ANO 2010 A PROVA TÊM 80 QUESTÕES, E ACHO Q TB AS QUESTÕES FORAM ENORME S ACHO QUE É ISSO.

    VALEU APEOESP, COM PROVINHA OU COM PROVÃO A PROVA EXISTIU E EXISTE. GRAÇAS A DEUS QUE O GOVERNO FOI FLEXIVEL E RECUOU, DEMONSTRANDO A HUMILDADE, BEM COMO REVELOU FALTA DE PLANEJAMENTO DO GOVERNO E ENSINANDO P/ O NOSSO GOVERNADOR QUE ELE COMBATEU O FUMO( tABACO) QUE MATA AS PESSOAS DESCRADAMENTE. é UM VENENO.

    MAS PROFESSORES E PROFESSORA NÃO. SÃO AS MARAVILHAS P AS MENTES HUMANAS.DE ALGUMA FORMA CONTRIBUI PARA ENSINAR VÁrias coisas COMPLEXAS, INCLUSIVES simples e que são relevantes p/ o dia a dia inclusive que faz mal FUMAR.

    ATÉ NO CURRICULO OCULTO AGENTE ENSINA , BJUS


  690. em 28 janeiro 2010 at 12:27 mariaaparecida

    NÃO É AGENTE É A GENTE ENSINA, NÓS ENSIONAMOS. FUI


  691. Te, ficarei eternamente agradecido!
    Um forte abraço


  692. Olá professores!
    Até ontem meu nome não constava na lista mesmo tendo passado na prova, hoje já apareço tanto na classificação como consta na parte individual..
    Quem passou e não estava verifique de novo, pois houveram muitos erros da prodesp mesmo!

    Na minha Diretoria aparece até um comunicado assim:

    DEVIDO ÀS FALHAS EXISTENTES NO PROGRAMA da PRODESP, REFERENTE À CLASSIFICAÇÃO PUBLICADA NO SITE DA EDUCAÇÃO EM 26/01/2010, COMUNICAMOS QUE HAVERÁ A PUBLICAÇÃO DE UMA NOVA CLASSIFICAÇÃO NO SITE DA EDUCAÇÃO EM 28/01/2010.

    Abraços!


  693. Atenção
    Senhores Professores e Candidatos à Admissão
    . 1) – A VUNESP foi autorizada a divulgar o resultado da prova no site http://www.vunesp.com.br, caso o interessado não concorde com o resultado o recurso deverá ser impetrado na própria VUNESP e não na Diretoria de Ensino.

    2) – Aguardar a publicação de uma nova lista de classificação a ser divulgada pelo DRHU, pois a listagem publicada em 26/01/2010 foi constatado alguns equívocos que estão sendo regularizados e serão disponibilizados no site da Secretaria da Educação atualizando as informações.

    3) – Após a disponibilização da nova classificação os recursos impetrados serão analisados somente nos casos de: ERRO NO TEMPO DE SERVIÇO (CONTAGEM DE TEMPO-CTA) e TÍTULOS.


  694. em 28 janeiro 2010 at 13:01 Denise Perella

    Olá pessoal houve mudanças na bibliografia do concurso saiu hoje no diario oficial,vale a pena conferir tiveram autores que permaneceram e outros mudaram na parte geral e ainda acrescentou-se algumas Leis e Parecer.
    Pesquisem no diario oficial para irem estudando o conteúdo correto


  695. Entrei no site da VUNESP e não há nada divulgado, o mesmo ocorre no site do DRHU.


  696. em 28 janeiro 2010 at 13:04 Denise Perella

    O mais interessante é que havia sido publicado em DO que a bibliografia seria a mesma para a prova de seleção,de promoção por merito e concurso para efetivação.
    Para as duas primeira situações o conteúdo foi o mesmo,agora em ultimo momento aonde a maior parte já estudou os autores eles mudam isso é muita palhaçada mesmo aonde está a publicação de nada vale ?????


  697. Esse governo ta de brincadeira com a nossa classe hem…


  698. em 28 janeiro 2010 at 13:21 silvana jac

    Também entrei no site da VUNESP e não há nada divulgado, nem mesmo site do DRHU.


  699. Oi Pessoal,

    Será que alguém tem material de estudo para as disciplinas de Inglês e Educação Física?

    Se alguém quiser tenho material da parte geral que posso mandar por email.

    Meu email é lorenza.agostini@gmail.com


  700. Pessoal…
    Já consegui ver meu resultado da prova no site da vunesp…..


  701. Pessoal,
    Já está disponível no site da VUNESP o resultado das provas, ou seja, o número de acertos de cada um na prova.
    É só acessar o site e o link para resultados está habilitado. Precisa do número do CPF.
    Se alguém da DE São Bernardo da banca de Ciências da Natureza tiver interesse, tenho a relação com a matéria específica de cada um dos classificados como categoria F.
    Abraços.
    Até mais.


  702. Max…
    Como voce conseguir a relação por área?
    Sou de geografia , estava , com muito sacríficio, rsrsr consultando pelo local da prova da vunesp, mas com a liberação dos resultados eles tiraram o link….


  703. olha la… acertei 47!! Falei q eu tinha passado e na D.E. fizeram maior pouco caso de mim falando que nao havia a possibilidade de eu ter acertado já que minha classificação estava zerada!!!!
    e agora? saira mesmo a outra lista atualizadA?


  704. http://www.vunesp.com.br
    concurso em andamento….
    pagina 6


  705. U.
    Até o final do dia sairá outra lista………


  706. em 28 janeiro 2010 at 13:54 silvana jac

    consegui saber minha nota, não concordo consta 2 pontos a menos houve correção no gabarito mas não bate com essa correção. e agora?


  707. Lilian,
    Consegui pela VUNESP mesmo, só que antes de tirarem o acesso.
    Concordo que o sacrífio foi grande, mas foi uma boa distração para a insônia da madrugada. rs
    Talvez seja útil para os amigos.


  708. JA ESTA DISPONIVEL NA VUNESP…..ACERTEI 31 QUESTOES….concurso em andamento….
    pagina 6.VALEU ….


  709. pessoal a vunesp não está considerando a questão anulada de matematica, como podemos recorrer


  710. em 28 janeiro 2010 at 13:58 silvana jac

    Danilo meu caso é o mesmo ( matemática)não sei o fazer.


  711. Olá pessoal, gostaria de saber as novas bibliografias do concurso,e se alguém possui os conteudos especificos de ciências, desde já obrigada.


  712. Peesoal da p entrar com recurso pelo resultado que a fundação vunesp forneceu?

    alguém sabe como?

    masi alguém acha que eles não estão considerando os gabaritos corrigidos??

    aguardo respostas!


  713. Danilo,
    No próprio site da VUNESP, no mesmo local onde tem o resultado, tem um link para recurso, é lá que deve ser contestado o resultado da prova. Na DE devem ser feitos os recursos contestando classificação.
    Também fiz prova de matemática, mas na minha pontuação pela conferência do gabarito já está considerando a questão anulada e a alterada.
    Abraço.


  714. Alguém tem o material de artes para o concurso de Março? To por fora, por favor me ajudem.


  715. Acabei de ligar para DE de Sumaré e tirei minha dúvida, é o seguinte, na classificação geral aparece primeiro os estáveis depois celetistas depois res 1010 e etc…Bom estes estáveis são de uma outra resolução que nem tem a ver com esse processo todo, os estáveis do momento são os da res 1010/2007.Bom é isso aí boa sorte a todos.


  716. Aiaiaiaiia!!! Esse processo já está pior do q novela mexicana!!!
    Bom gente, acabei de chegar da D.E. daqui de São José dos Campos, fui até la para entrar com recurso uma vez que atingi a nota mas na minha classificação está tudo zerado. Não posso ser desclassificada por falta de documentos, pois no dia da inscrição entreguei tudo e como não sou concluinte de curso e nem estou com o mesmo em andamento, não deveria entregar mais nada na D.E. (sou bacharel formada desde junho de 2009).
    Prosseguindo, não me deixaram entrar com o recurso, pois dizem que realmente sairá outra listagem!
    Espero que saia mesmo, se não perdi a data para recurso!!


  717. Alguem ja descobriu que horas saira a 2º lista?


  718. Olá alguem sabe o que mudou na bibliografia ? Será que mudou mesmo? ABS


  719. Danilo
    consegui saber minha nota, não concordo consta 2 pontos a menos houve correção no gabarito mas não bate com essa correção.


  720. Julia

    não podemos ser prejudicados, estou tentando entrar com recurso, mas o formulário não está disponível.
    Qualquer informação me avisa!


  721. Pessoal olhem o DO de hoje, teve alguma alteração na bibliografia do concurso.
    Motivo: a apeoesp na última reunião com o secretario pediro para que a bibliografia fosse revista, pois muitas delas já haviam sido esgotadas .
    Vale a pena conferir….


  722. Essa bagunça deveria aparecer nos jornais da mesma forma que foi feitO com os professores,depois o governo quer falar em habilidade e competência.

    QUEM TEM TETO DE VIDRO NÃO JOGA PEDRA NO VIZINHO É MAIS OU MENOS ISSO!!!!!RSSSSS


  723. em 28 janeiro 2010 at 16:50 cintiamatukaj

    oi claudinha a bibliografia do concurso é a mesma do processo seletivo procura algum conteudo no site educadoresem luta la vc acha alguma coisa.


  724. em 28 janeiro 2010 at 17:06 cintiamatukaj

    pessoal me desculpe pelo engano houveram duas alterações na bibliografia geral e algumas outras quem quiser esta no DO a partir da pag. 20. era só oq faltava… rsrsrsrs


  725. Aiiiiii, socorro!!!!!!

    Fui hj na DE protocolar meu requerimento justificando minha ausência e tal… Aí, cheguei e entrei aqui pra ver novidades e li que no site da VUNESP constava o resultado… Enfim, eu não fiz a prova pq meu nome não constava em lugar nenhum, muiiiiito enrolado e não adiantava nada brigar (era minha palavra contra a deles), então, por curiosidade entrei na VUNESP e lancei meus dados… RESULTADO: Ausente!!! Pois é!!! Eu tinha inscrição feita, mas preciso saber se é possível que a UE onde é minha sede pode ter feito minha inscrição, pois meu nome constava errado, da mesma forma que digitaram na escola… Enfim, agora tenho numero de inscrição, será que entro com outro recurso alegando que fizeram minha inscrição com meu nome digitado errado, mas mesmo número de doc, talvez por isso tenha dado tantas divergências nas informações e eu acabei sendo prejudicada? ME AJUDEM!!!!


  726. Caros colegas, fiquei indgnada em saber que a classificação foi
    a nível de categorias,pois sou professora desde 1993 e por
    motivos particulares não dei aulas no primeiro semestre de 2007 voltando a trabalhar em agosto em diante e por isso
    não estava com vínculo em julho de2007 e de repente me
    veio uma informação “bombástica” de que minha categoria
    teria passado para L. Mesmo passando na prova ,fiquei muito triste quando vejo a classificação da categoria F e muitos daqueles obtiveram notas bem mais baixas que a minha, terão direitos de escolher salas na minha frente, pensei que iriam classificar por notas (que seria o mais justo)e não por categorias. Não sei de que maneira acham que estão aperfeiçoando professores,pelo contrário,estão nos desmotivando cada vez mais.Mas Deus é justo e estará olhando por nós. APEOESP podia estar lutando por nós que
    estão no mesmo caso que o meu.O que deveria fazer neste caso?Alguém poderia me auxiliar?
    Obrigada amigos por ter que me ouvir,isso foi apenas um desabafo.Deus abençoe a todos.


  727. em 28 janeiro 2010 at 17:42 cintiamatukaj

    RESUMO DE UM DOS NOVOS LIVROS DA BIBLIOGRAFIA GERAL. COPIEM E COLEM. ESTOU TENTANDO ACHAR AS OUTRAS QUEM CONSEGUIR PODE MANDAR…

    MARZANO, Robert J.; PICKERING, Debra J.; POLLOCK, Jane E. Ensino que funciona: estratégias baseadas em evidências para melhorar o desempenho dos aluno
    12. MARZANO, Robert J.; PICKERING, Debra J.; POLLOCK, Jane E. Ensino que funciona: estratégias baseadas em evidências para melhorar o desempenho dos alunos. Porto Alegre: Artmed, 2008.

    APLICANDO A PESQUISA AO ENSINO:
    É HORA DE UTILIZAR ESSA IDÉIA
    Nós, educadores, encontramo-nos em um ponto especial no tempo. Não porque começaram uma nova década, um novo século ou um novo milênio, mas porque a arte do ensino está rapidamente se tornando a “ciência” do ensino, fenômeno relativamente novo. Até cerca de 30 anos atrás, o ensino não era estudado de uma maneira científica. Isso não quer dizer que não havia estratégias de ensino eficientes. A partir do início da década de 1970, surgiram pesquisas visando o ensino na aprendizagem do aluno. A década anterior foi marcada pela crença de que a escola faz pouca diferença no desempenho dos alunos. Esta afirmação foi fruto de uma pesquisa denominada Relatório Coleman, publicado em 1966, em que se concluiu que a qualidade do ensino que um aluno recebe é responsável por apenas 10% na variação do desempenho dele. O Relatório aponta que ir para uma escola melhor, em oposição a uma pior vai alterar apenas em 10% para melhor no desempenho do aluno. Essa pesquisa foi corroborada pelo pesquisador de Harvard, Christopher Jencks (1972), destacando que a escola faz pouca diferença. Diz o pesquisador: “A maior parte das diferenças… nas notas dos testes deve-se a fatores que estão fora da alçada das escolas”. Coleman e Jencks apontavam dados sombrios sobre os educadores e a educação. Porém, vendo os dados anos depois de seus apontamentos, chega-se a dois dados otimistas. Primeiro, porque os dados concentravam-se nas porcentagens das diferenças. Segundo, porque os dados mostraram que o professor individualmente pode ter um efeito poderoso em seus alunos, mesmo que a escola não o tenha. Em uma mesma escola, há muita variação na qualidade do ensino de um professor para outro.
    A primeira vez em que se chegou a essa conclusão foi na década de 1970, quando os pesquisadores Jere Brophy e Thomas Good (1986) comentaram: “Foi contestado o mito de que os professores não fazem diferença na aprendizagem do aluno”. Mais recentemente, William Sanders e seus colaboradores (1994) declararam que o professor tem efeito maior do que anteriormente se pensava no desempenho do aluno. O estudo concluiu:
    1 .o fator mais importante que afeta a aprendizagem do aluno é o professor;
    2. uma ampla variação na eficácia dos professores;
    3. mais coisas podem ser feitas para modificar a educação, melhorando a eficácia dos professores do que qualquer outra coisa.
    4. Professores eficazes parecem ser eficazes com alunos de todos os níveis de desempenho.
    Para preparar este livro, foram analisados estudos de pesquisa selecionados sobre estratégias de ensino, que poderiam ser usadas por professores, em sala de aula, da educação infantil ao ensino médio.
    Nesta obra serão apresentadas as nove categorias de estratégias de ensino, objeto desse livro.
    ESTRATÉGIAS BASEADAS NA PESQUISA
    1. Identificar semelhanças e diferenças
    Esta categoria é considerada o centro da aprendizagem e pode ser destacada em quatro generalizações:
    I – Apresentar aos alunos uma orientação explícita, para a identificação das semelhanças e diferenças, melhora o seu entendimento e sua habilidade para usar o conhecimento;
    II – Pedir aos alunos para identificarem, de forma independente, as semelhanças e diferenças melhora sua compreensão sobre estas e sua habilidade para usar o conhecimento;
    III – Representar as semelhanças e diferenças, de forma gráfica ou simbólica, melhora o entendimento dos alunos e sua capacidade para usar o conhecimento;
    IV – A identificação das semelhanças e diferenças pode ser realizada de várias maneiras. A identificação de semelhanças e diferenças é uma atividade extremamente vigorosa. Quatro diferentes “formas” dessa atividade são extremamente eficazes:
    a. Comparação
    Definição: identificação de semelhanças e diferenças entre coisas e idéias.
    Essa atividade pode ser dirigida pelo professor, pela qual ele estabelece aos alunos o que e como deve ser feito, com base em parâmetros previamente definidos.
    Também pode ser dirigida pelos próprios alunos, que estabelecem as regras de como e o que vai ser comparado. Para ilustrar essas atividades se faz o uso de dois gráficos de fácil visualização:

    O Diagrama de Venn
    A Matriz de Comparação
    b. Classificação
    Definição: agrupamento de coisas que são semelhantes tendo como base suas características.
    Organizadores gráficos para classificação
    Categorias
    A Criação de metáforas
    Definição: identificação de um padrão geral ou básico de um tema específico e, em seguida, de descoberta de um outro tópico que parece ser bastante diferente daquele, mas que tem o mesmo padrão geral.
    O fundamental para construir metáforas é entender que os dois itens da metáfora estão conectados por um relacionamento abstrato ou não-literal. Exemplo: “o amor é uma rosa” é uma metáfora. Aparentemente o amor e uma rosa não têm um relacionamento óbvio. Em um nível abstrato, no entanto, eles têm. É apenas no nível abstrato que amor e rosa parecem relacionados. As estratégias de ensino que envolvem metáforas devem sempre lidar com o relacionamento abstrato entre os elementos.
    Metáforas dirigidas pelo professor são aquelas em que o professor proporciona o primeiro elemento da metáfora e do relacionamento abstrato. Exemplo: em ciências, a extinção do pássaro Dodô.
    II. Algo que vive em um ambiente específico.
    II. Essa coisa mudou com o tempo devido a mudanças no seu ambiente que o limitou de alguma maneira.
    III. Outra influência surgiu e pôs fim ao que ele precisava para sobreviver e destruiu o local onde ele costumava viver. Devido às suas limitações, não conseguiu mudar para outro lugar.
    IV. A coisa não existe mais.

    Os desenhos abaixo são de artista desconhecido, ambos mostram o dodô, cujo nome científico é Raphus cucullatus [Linnaeus, 1758].

    Esse pássaro simpático e gorducho desapareceu no século 17 com a chegada dos colonizadores ao seu hábitat, a ilha Maurício, a 1 900 quilômetros da costa africana, no oceano Índico. Pouco maior que um peru e pesando cerca de 23 quilos, o dodô era um pombo gigante da família Raphidae. Como tinha asas curtas e frágeis, não conseguia voar. Nem precisava. “A ave era muito mansa e inofensiva, porque a ilha não tinha nenhum mamífero predador”, afirma o biólogo Manuel Martins, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A vida boa do bicho durou só até os europeus aportarem em Maurício. Primeiro foram os portugueses, em 1507. Mas a ação mais cruel foi a dos holandeses, que colonizaram o lugar a partir de 1598. Com a pouca alimentação nos navios, os marinheiros desembarcavam famintos e logo elegeram o dócil – e saboroso – dodô como seu prato preferido. “As aves foram mortas aos milhares, até mesmo a pauladas”, diz Manuel.
    Para piorar, animais como cães, gatos e ratos trazidos pelas caravelas atacavam os ovos nos ninhos, escondidos nos recantos do lugar. Com toda a matança, a espécie foi sumindo aos poucos. Em 1681, menos de 100 anos depois da chegada dos holandeses à ilha, o dodô foi declarado oficialmente extinto. Hoje, tudo o que resta do animal são esqueletos em museus na Europa, nos Estados Unidos e também em Maurício.
    http://mundoestranho.abril.com.br/ambiente/pergunta_286436.shtml

    Metáforas dirigidas pelos próprios alunos são aquelas pelas quais lhes é apresentado um elemento de uma metáfora e eles são solicitados a identificar o segundo elemento e descrever o relacionamento abstrato. O exemplo foi relacionar uma célula à nave Enterprise (de Jornada nas Estrelas)

    d. Criação de analogias
    Definição: identificação de relacionamento entre pares de conceitos, ou seja, identificar relações entre os relacionamentos.
    As analogias nos ajudam a ver como as coisas aparentemente diferentes são semelhantes. Tipicamente as analogias assumem a forma A:B::C:D. Por exemplo: quente:frio::noite;dia – “quente está para frio assim como noite está para dia”.

    Organizador gráfico para analogias em uso
    Outro exemplo

    está para

    Medidas de alteração incremental em algo
    Relacionamento

    assim como está para

    2. Resumir e fazer anotações

    Para resumir, efetivamente, os alunos precisam eliminar algumas informações, substituir algumas e manter outras. Em síntese: 1) eliminar coisas; 2) substituir coisas e 3) manter coisas.
    Para isso, os alunos precisam analisar as informações profundamente, e estar conscientes de que a estrutura explícita da informação ajuda no resumo da informação.
    Exercício de resumo:
    A
    O processo fotográfico
    A palavra fotografia vem da palavra grega que significa “desenhar com luz”… A luz é o ingrediente mais essencial na fotografia. Quase todas as formas de fotografia são baseadas no fato de que alguns produtos químicos são fotossensíveis – ou seja, eles mudam de alguma maneira quando expostos à luz. Os materiais fotossensíveis são abundantes na natureza; as plantas que fecham suas flores à noite são exemplos. Os filmes usados na fotografia dependem de um número limitado de compostos químicos que escurecem quando expostos à luz. Os compostos mais usados hoje em dia são a prata e substâncias químicas chamadas halógenos (em geral bromo, cloro ou iodo)

    B
    Macro estrutura do processo fotográfico
    A palavra fotografia vem da palavra grega que significa “desenhar com luz”… A luz é o ingrediente mais essencial na fotografia. Quase todas as formas de fotografia são baseadas no fato de que alguns produtos químicos são fotossensíveis – ou seja, eles mudam de alguma maneira quando expostos à luz. Os materiais fotossensíveis são abundantes na natureza; as plantas que fecham suas flores à noite são um exemplo. A fotografia depende de cristais químicos que Os filmes usados na fotografia dependem de um número limitado de compostos químicos que escurecem quando expostos à luz. Os compostos mais usados hoje em dia são a prata e substâncias químicas chamadas halógenos (em geral bromo, cloro ou iodo)

    A luz é o ingrediente mais essencial na fotografia. A fotografia depende de cristais químicos que escurecem quando expostos à luz.

    A estratégia do resumo deve seguir algumas regras:
    - eliminar o material trivial desnecessário ao entendimento.
    - eliminar material redundante.
    - substituir termos mais abrangentes para termos mais definidos. Ex. “flores” por rosas ou tulipas.
    - selecionar uma sentença principal, ou inventar uma, caso não exista no texto.
    O professor deve mostrar como se faz um resumo para que seus alunos vejam como é feito. Pode-se trabalhar dentro de qualquer área.

    O resumo apresenta estruturas que são aplicações diretas da generalização. Há seis tipos de estruturas de resumo:
    I. A estrutura narrativa é encontrada na ficção e contém os seguintes elementos: personagens, ambiente, evento inicial, resposta interna, objetivo, conseqüência e resolução.
    II. A estrutura tema-restrição-ilustração: encontrado em material expositivo e contém os seguintes elementos: Tema (T), Restrição (R) e Ilustração (I). O padrão T-R-I pode ter várias restrições e ilustrações adicionais.
    III. A estrutura da definição: o propósito é descrever um conceito particular e identificar conceitos subordinados. Contém os seguintes elementos: Termo – o tema a ser definido, Conjunto – a categoria a qual o termo pertence, características gerais e diferenças minúsculas – que estão imediatamente abaixo do termo.
    IV. A estrutura da argumentação: contém informações destinadas a apoiar uma declaração. Elas contêm a evidência – informação que conduz a uma declaração; a declaração – a afirmação de que algo é verdade; apoio – exemplos e explicações e qualificador – uma restrição à declaração ou à evidência para a declaração;
    V. A estrutura do problema e da solução: introduzem um problema e depois identificam uma ou mais soluções. Contém o problema – declaração que algo aconteceu; solução – uma solução possível; outra solução possível, uma terceira solução possível e a solução com maior chance de sucesso.
    VI. A estrutura da conversa: intercâmbio verbal entre duas ou mais pessoas. Elementos: Saudação – encontro após algum tempo; inquirição – pergunta sobre um tema geral ou específico e discussão – análise do tema.

    O ensino recíproco também é uma estratégia interessante e disponível para os professores. Envolve quatro componentes:
    a- Resumo: após leitura silenciosa, pedir para um aluno resumir o que foi lido e os demais podem fazer adições ao resumo e o professor pode indicar sugestões que ajudem na construção de bons resumos.
    b- Questionamento: perguntas são feitas pelos alunos para identificar informações importantes no texto.
    c- Esclarecimento: dos pontos confusos do texto.
    d- Previsão: sobre o que vai acontecer durante a leitura do texto.

    Fazer anotações está intimamente relacionado a resumir.
    Generalizações que podem ser usadas para orientar sobre fazer anotações.
    - Anotar palavra por palavra é a maneira menos eficiente de fazer anotações;
    - As anotações devem ser consideradas trabalho em andamento;
    - As anotações devem ser usadas como guia de estudo para testes;
    - Quanto mais anotações são feitas, melhor é o desempenho do aluno.
    A prática de fazer anotações em sala de aula pelo professor dá aos alunos uma clara noção do que o professor considera importante e proporciona aos alunos um modelo de como fazer anotações.
    Não há uma forma definida de fazer anotações. A mais comum é o esboço informal que é anotado nas margens do papel onde está o texto. A estratégia do entrelaçamento consiste em fazer anotações em círculos de diferentes tamanhos para indicar a importância das idéias e das linhas para indicar relacionamentos. As idéias mais importantes estão nos círculos maiores e assim por diante do maior para o menor.
    Anotações do aluno: entrelaçamento

    3. Reforçar o esforço e proporcionar reconhecimento

    Esse conjunto de estratégias trata das atitudes e das crenças dos alunos.
    Está subdividida em duas partes: reforçar o esforço e proporcionar reconhecimento.

    Reforçar o esforço.
    A maioria das pessoas atribui alguns fenômenos ao sucesso: 1) capacidade; 2) esforço; 3) outras pessoas e 4) sorte.
    Pesquisa sobre esse tema concluiu:
    - Nem todos os alunos entendem a importância de acreditar no esforço. Daí a necessidade de exemplificar a crença no esforço;
    - Os alunos podem aprender a mudar suas crenças para uma ênfase no esforço, partindo do princípio de que o esforço vai melhorar seu desempenho. Há uma relação importante entre esforço e desempenho, e que isso pode ser medido por meio de uma tabela criada a partir dos dias da semana em que o aluno realizou, ou deixou de realizar, atividades, atribuindo ao esforço e ao desempenho um valor que pode variar de 0 a 100. Os testes realizados utilizando essa estratégia motivaram os alunos.

    Proporcionar reconhecimento
    Com uma das categorias pode ser a mais mal compreendida de todas. Pode ser chamada de “elogio” ou “recompensa”. Pesquisa realizada concluiu:
    I – As recompensas não têm necessariamente um efeito negativo sobre a motivação intrínseca, depende das circunstâncias e da forma como se conduz a motivação.
    II – A recompensa é mais eficaz quando depende de se atingir algum padrão de desempenho. Premiar um aluno pelo simples fato de ter feito uma atividade não melhora sua motivação intrínseca.
    III. O reconhecimento simbólico abstrato é mais eficaz do que recompensas tangíveis. Quanto mais abstratas e simbólicas forem as recompensas, maior será sua eficácia.
    O reconhecimento deve ser personalizado, abstrato e concreto, dependendo da circunstância e da ocasião em que o trabalho está sendo ou foi realizado com sucesso.

    4. Lição de casa e prática

    Prática bastante comum e de largo conhecimento dos professores e que proporciona oportunidade de aprofundar seu entendimento e as habilidades relativas ao conteúdo apresentado. Quatro generalizações podem guiar os professores no uso da lição de casa:
    I. A quantidade de lição de casa designada aos alunos, dos diferentes níveis do ensino fundamental e do ensino médio, deve ser diferente. Nas séries iniciais, o desempenho dos alunos é menor em relação aos alunos de ensino médio.
    II. O envolvimento dos pais na lição de casa deve ser mantido no mínimo possível. Os pais não devem “facilitar” a lição de casa.
    III. O propósito da lição de casa deve ser identificado e articulado. Dois propósitos são comuns:
    - prática: quando tem por finalidade treinar uma atividade com a qual o aluno já tenha familiaridade;
    - preparação ou elaboração: preparar o aluno para um novo conteúdo que será oportunamente apresentado e trabalhado.
    IV. Se a lição de casa foi designada, ela deve ser comentada; deve ser medida em conceitos e anotada pelo professor. O grau de desempenho dos alunos aumenta nesta proporção. É baixa quando não comentada, alta quando lhe é dada uma nota, e é muito alta quando é comentada por escrito pelo professor.
    O professor deve estabelecer uma política de comunicação de lição de casa para evitar tensão entre pais, alunos e professores. Deve também planejar lições de casa que articulem claramente o propósito e o resultado. Deve também variar as abordagens para proporcionar feedback.
    Da pesquisa e teoria relacionadas à prática foram extraídas duas generalizações:
    I – Dominar uma habilidade requer uma boa quantidade de prática específica.
    O gráfico abaixo mostra esta tendência

    Linha de aprendizagem

    5. Representações não-linguísticas
    Quanto mais usamos os dois sistemas de representação, mais somos capazes de pensar sobre e lembrar o conhecimento.
    Duas generalizações ajudam o professor na sala de aula:
    - Várias atividades produzem representações não-linguísticas: criar representações gráficas, fazer modelos físicos, gerar imagens mentais, fazer desenhos e pictografias e envolver-se em atividade sinestésica.
    - As representações não-linguísticas devem elaborar sobre o conhecimento.
    Criação de organizadores gráficos nos ajudam a compreender melhor esta estratégia de ensino.
    Padrão descritivo
    Padrões de seqüência de tempo
    Padrões de processo/causa-efeito
    Padrões de episódio

    6. Aprendizagem cooperativa
    Cinco elementos definem a aprendizagem cooperativa:
    - Interdependência positiva, a sensação de trabalho coletivo;
    - Interação estimuladora face a face, quando ajuda e aplaude o sucesso;
    - Responsabilidade individual e de grupo, a contribuição individual no sentido de melhorar o grupo.
    - habilidades interpessoais e de pequeno grupo, comunicação, confiança, liderança, tomada de decisão e resolução de conflitos;
    - Processamento em grupo, refletir sobre a competência e a possibilidade de melhorar;
    Três generalizações para guiar o uso da aprendizagem cooperativa:
    I- O organização de grupos com base nos níveis de competência deve ser feita com moderação por conta da homogeneidade ou da heterogeneidade que se reflete no desempenho individual e no do grupo;
    II-Os grupos cooperativos devem ser mantidos em grupos pequenos, pois se revelaram mais eficazes.
    III-Aprendizagem cooperativa deve ser aplicada consistente e sistematicamente, porém sem excesso.
    Os grupos para aprendizagem cooperativa podem ser organizados por vários critérios: idade, habilidade, interesse, cores das roupas etc.
    Os grupos podem ser informais, quando a formação dele é por pouco tempo; formal, quando são formados para durar mais tempo (uma semana, um mês etc.), e os grupos de base, quando são formados para um tempo bem maior (um semestre, um ano, a duração do curso etc.).
    Os grupos podem ser manejados de acordo com a necessidade do trabalho a ser realizado a critério do professor. Pode também ser combinado com outras estratégias de ensino para evitar o excesso.
    7. Estabelecer objetivos e fornecer feedback
    O estabelecimento de objetivos é o processo de apontar uma direção para a aprendizagem a curto, médio e longo prazo. Os objetivos apresentam três generalizações importantes:
    I- Os objetivos do ensino estreitam o foco dos alunos, pois induzem-no a focar no objetivo e deixar informações relacionadas de fora do processo;
    II- Os objetivos do ensino não devem ser demasiadamente específicos, uma vez que seu formato não ajuda na condução das atividades relacionadas de uma atividade. Os objetivos devem ser elaborados num formato mais geral.
    III- Os alunos devem ser encorajados a personalizar os objetivos do professor, dando um caráter pessoal a ele. Estudos têm demonstrado resultados positivos no desempenho dos alunos quando eles personalizam seus objetivos.
    É importante estabelecer objetivos para os alunos, porém estes devem ser gerais o suficiente para proporcionar flexibilidade.

    Quanto ao feedback, é o melhor meio de perceber o desempenho dos alunos e pesquisas apontam algumas generalizações para guiar seu uso:
    I- O feedback de ser “corretivo” em sua natureza, isto é, deve proporcionar ao aluno uma explicação do que se está fazendo é correto ou não é correto;
    II- O feedback deve ser oportuno, ou seja, o momento do feedback é fundamental para sua eficácia. O feedback, dado logo após uma atividade, é mais eficaz no desempenho do aluno do que dado após um tempo maior;
    III- O feedback deve ser específico a um critério, isto é, deve ser referenciado pelo critério, com um nível específico de habilidade ou de conhecimento;
    IV- Os alunos podem proporcionar, efetivamente, parte do seu próprio feedback monitorando seu próprio desempenho pelo acompanhamento enquanto ocorre a aprendizagem.
    O feedback pode ser realizado através de roteiros genéricos que proporcionam formas de se prover uma resposta para determinada habilidade ou conhecimento.

    8. Gerar e testar hipóteses
    Por definição, o processo de gerar e testar hipóteses envolve a aplicação de conhecimento. É algo que fazemos muito naturalmente em muitas situações. Duas generalizações podem ajudar a guiar o uso da geração e o teste de hipóteses em sala de aula:
    I- A geração e o teste de hipóteses podem ser abordados de uma maneira mais indutiva ou dedutiva. O pensamento dedutivo é o processo de uso de uma regra geral para fazer uma previsão sobre uma ação ou evento futuro. Já o pensamento indutivo é o processo de extrair novas conclusões baseadas em informações que conhecemos ou que nos são apresentadas. Pesquisas indicam o pensamento dedutivo como de maior uso.
    II- Os professores devem pedir aos alunos para explicar claramente suas hipóteses e conclusões. Pesquisas indicam que pedir aos alunos que explicitem seus pensamentos, de preferência em relatórios escritos, ajuda na compreensão do que estão fazendo ou pensando.
    Os processos de gerar e testar hipóteses podem ser usados em todas as disciplinas. As seis tarefas a seguir empregam a testagem de hipóteses:
    I- Análise de sistemas (econômico, de transportes etc.):
    Estrutura para análise:
    1) O propósito do sistema;
    2) Descrever como as partes afetam uma a outra;
    3) Identificar uma parte do sistema, descrever uma mudança nessa parte e formular hipótese do que aconteceria como resultado dessa mudança.
    4) Quando possível, testar sua hipótese.
    II- Resolução de problemas:
    Por definição, problemas envolvem obstáculos e restrições.
    Estrutura para análise:
    1) Identificar o objetivo que está se tentando atingir;
    2) Descrever as barreiras ou restrições que estão impedindo de atingir seu objetivo;
    3) Identificar diferentes soluções para superar as barreiras ou restrições e formular a hipótese de qual solução tem maior probabilidade de funcionar;
    4) Experimentar uma solução – real ou através de uma simulação;
    5) Explicar se sua hipótese estava correta ou testar outra hipótese usando uma solução diferente.
    III- Investigação histórica:
    Construção de eventos plausíveis para eventos do passado.
    Estrutura para análise:
    1) Descrever claramente o evento histórico a ser examinado;
    2) Identificar o que é conhecido ou acordado a respeito e o que não é conhecido ou não há desacordo;
    3) Apresentar um critério hipotético;
    4) Buscar e analisar evidências para determinar se seu cenário hipotético é plausível.
    IV- Invenção:
    Geralmente para essa modalidade se exigem muitas testagens de hipóteses.
    Estrutura:
    1) Descrever uma situação ou necessidade que se quer satisfazer;
    2) Identificar padrões específicos para a invenção que melhorem a situação ou satisfaçam a necessidade;
    3) Pensar em uma série de idéias e formular hipóteses sobre a probabilidade de que elas funcionem;
    4) Quando sua hipótese sugerir que uma idéia específica pode funcionar, crie a invenção;
    5) Desenvolver sua invenção até o ponto de poder testar sua hipótese;
    5) Reveja sua invenção até que ela atinja os padrões que você estabeleceu.
    V- Investigação experimental:
    Pode ser usada em todas as disciplinas.
    Estratégia geral:
    1) Observar algo de seu interesse e descrever o que observa;
    2) Aplicar teorias e regras para explicar o que você observou;
    3) Gerar uma hipótese para prever o que aconteceria se você aplicasse as teorias ou regras ao que você observou ou a uma situação relacionada com o que você observou;
    4) Determine um experimento ou se envolva numa atividade para testar sua hipótese;
    5) Explicar os resultados da sua experiência ou atividade. Decidir se sua hipótese estava correta e se você precisa conduzir experiências ou atividades adicionais ou se precisa gerar e testar uma hipótese alternativa.
    VI- Tomada de decisão:
    Ajuda na seleção do que tem de mais ou de menos de algo ou qual é o melhor ou pior exemplo de alguma coisa. Requer reflexão e uso de conhecimentos relacionados ao assunto exposto.
    Estrutura:
    1) Descrever a decisão e as alternativas que está considerando;
    2) Identificar os critérios e a importância deles através de uma escala de valores (de 1 a 4; de 10 a 100 etc.).
    3) Avaliar cada alternativa para indicar a satisfação de cada uma delas;
    4) Para cada alternativa atribuir uma pontuação;
    5) Determinar a alternativa de pontuação mais elevada;
    6. Determinar se é necessário mudar as pontuações, acrescentar ou tirar algum critério.
    Certifique-se de que seus alunos podem explicar suas hipóteses e suas conclusões. Para isso o professor pode ajudar em vários aspectos:
    - gabaritos para relato de trabalho;
    - escrever inícios de frases, especialmente para os alunos menores;
    - pedir registro de áudio ou vídeo em que explicam suas hipóteses e conclusões;
    - desenvolver roteiros para que saibam os critérios pelos quais serão avaliados;
    - proporcionar eventos para que os pais e a comunidade peçam aos alunos para que expliquem seu pensamento.
    9. Pistas, perguntas e organizadores avançados
    As pistas e perguntas são maneiras de um professor ajudar os alunos a usar o que já sabem sobre um tema. As pistas envolvem “dicas” sobre o que os alunos estão prestes a experimentar. As perguntas desempenham mais ou menos a mesma função. Dar pistas e questionar está no centro do trabalho em sala de aula. Quatro generalizações ajudam o professor no uso de pistas e perguntas:
    1) As pistas e perguntas devem se concentrar no que é importante, em oposição ao que é incomum. O que mais interessa são as perguntas fundamentais para o entendimento de determinado tema;
    2) Perguntas de “nível superior” produzem uma aprendizagem mais profunda do que perguntas de “nível inferior”.
    3) “Esperar” um pouco antes de aceitar as respostas dos alunos tem o efeito de aumentar a profundidade de suas respostas. O “tempo de espera” é fundamental para uma boa aprendizagem, pois permite maior interação entre os alunos e mais elocução na sua exposição.
    4) As perguntas são instrumentos de aprendizagem eficientes quando formuladas antes de uma experiência de aprendizagem, pois ajudam na estrutura mental com que os alunos processam a experiência da aprendizagem.
    As pistas são maneiras diretas de ativar o conhecimento prévio. São denominadas pistas explícitas porque vão direto ao tema que está sendo ou foi tratado.
    As perguntas, por sua vez, são:
    - as que suscitam inferências, isto é aquelas que irão ajudar no sentido de “completar” as informações que estão faltando (coisas, pessoas, eventos, condições de vida e outras formas);
    - perguntas analíticas, requerem análise e crítica das informações que lhe são apresentadas.
    Para isso, convém ter uma lista de habilidades analíticas que são:
    I- Analisando erros – identificar e articular erros na lógica das informações;
    II- Construindo apoio – construir um sistema de apoio ou prova para uma afirmação;
    III- Analisando perspectivas – identificar e articular perspectivas pessoais sobre as questões
    Outra forma de ajudar os alunos a usar seu conhecimento prévio para aprender novas informações são os organizadores avançados que são, por definição, materiais introdutórios, adequadamente relevantes, apresentados antes da aprendizagem, destinados a suprir uma lacuna entre o que o aprendiz já sabe e o que ele precisa saber antes de aprender com sucesso.
    As generalizações que se aplicam em pistas e perguntas, também se aplicam nos organizadores avançados. Assim temos:
    1) As pistas e perguntas devem se concentrar no que é importante, em oposição ao que é incomum. O que mais interessa são as perguntas fundamentais para o entendimento de determinado tema;
    2) Perguntas de “nível superior” produzem uma aprendizagem mais profunda do que perguntas de “nível inferior”.
    3) Os organizadores avançados são mais úteis com informação que não está bem organizada;
    4) Diferentes tipos de organizadores avançados produzem resultados distintos.
    Há quatro tipos gerais de organizadores avançados:
    - Organizadores avançados expositivos, são aqueles que simplesmente descrevem o novo conteúdo ao qual os alunos serão expostos.
    - Organizadores avançados narrativos, são aqueles que apresentam informações aos alunos na forma de histórias;
    - Skimming como uma forma de organizador avançado
    Skimming
    “Skim” em inglês é deslizar à superfície, desnatar (daí skimmed milk = leite desnatado), passar os olhos por. A técnica de “skimming” nos leva a ler um texto superficialmente. Utilizar esta técnica significa que precisamos ler cada sentença, mas sim passarmos os olhos por sobre o texto, lendo algumas frases aqui e ali, procurando reconhecer certas palavras e expressões que sirvam como ‘dicas’ na obtenção de informações sobre o texto. Às vezes não é necessário ler o texto em detalhes.
    Fonte: http://www.inglescurso.net.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1058&Itemid=148
    - Organizadores avançados gráficos. Representação não-linguística também utilizada como organizadores avançados
    Organizador gráfico: aula de francês


  728. em 28 janeiro 2010 at 17:49 cintiamatukaj

    OUTRO RESUMO

    SISTEMAS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO E DE INFORMAÇÕES EDUCACIONAIS

    MARIA HELENA GUIMARÃES DE CASTRO
    Professora do Departamento de Ciência Política da Unicamp e Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

    ________________________________________
    Resumo: A estruturação de Sistemas Nacionais de Avaliação e de Informação cumpre papel estratégico no processo de implementação de reformas educacionais, em especial, em países cujos sistemas de ensino caracterizam-se pela extrema descentralização político-institucional e heterogeneidade regional, como o caso do Brasil. Estes sistemas apresentam-se como ferramenta básica para o planejamento, monitoramento e acompanhamento das políticas públicas, subsidiando a tomada de decisões.
    Palavras-chave: informação e educação; ensino no Brasil; projeto educacional.
    ________________________________________

    A implementação de reformas educacionais em um país federativo, cujos sistemas de ensino caracterizam-se por extrema descentralização político-institucional como o Brasil, requer necessariamente a implantação de mecanismos de monitoramento e acompanhamento das ações e políticas em curso por diferentes razões.
    Em primeiro lugar, estes instrumentos de gestão permitem observar como as reformas estão avançando e, mais importante, quais os acertos e correções em curso exigidos para sua real efetividade. Além disso, eles contribuem para assegurar a transparência das informações, cumprindo assim dois requisitos básicos da democracia: a ampla disseminação dos resultados obtidos nos levantamentos e avaliações realizados; e a permanente prestação de contas à sociedade. Por fim, e não menos importante, os sistemas de avaliação e informação educacional cumprem um papel estratégico para o planejamento e desenho prospectivo de cenários, auxiliando enormemente a formulação de novas políticas e programas que possam responder às tendências de mudanças observadas. Para cumprir estes múltiplos objetivos, os sistemas informacionais precisam estar assentados em bases de dados atualizadas e fidedignas, em instrumentos confiáveis de coleta, em metodologias uniformes e cientificamente embasadas, em mecanismos ágeis e concisos de divulgação.
    Este artigo discute os avanços e limites dos sistemas de avaliação e informação educacional, implantados a partir de 1995, sob a coordenação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Embora recente, estes sistemas já contam hoje com razoável grau de organização e sofisticação, tanto por sua abrangência como por sua diversificação. Para tanto, descrevem-se a estrutura dos sistemas e seus principais componentes  os censos escolares e as avaliações nacionais: o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb), o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Exame Nacional de Cursos (ENC), mais conhecido como “Provão”. Por fim, tendo em vista a importância da disseminação das informações, são apresentadas as bases complementares da informação, organizadas pelo Centro de Informações e Biblioteca em Educação (Cibec).
    A utilização dos indicadores e informações resultantes dos censos educacionais e das avaliações realizadas pelo Inep tem possibilitado a identificação de prioridades, além de fornecer parâmetros mais precisos para a formulação e o monitoramento das políticas.
    O desenvolvimento de um eficiente sistema nacional de informações educacionais tem orientado a atuação do governo federal no que se refere à sua função supletiva, voltada para a superação das desigualdades regionais. Com os instrumentos criados, o MEC pode estruturar programas destinados, especificamente, a suprir deficiências do sistema.
    Observadas em conjunto, as informações disponíveis permitem traçar um quadro abrangente da situação educacional do país e fornecer subsídios indispensáveis para o aprofundamento de análises e pesquisas críticas que possam enriquecer o debate sobre os rumos da educação brasileira.

    SISTEMA DE INFORMAÇÕES EDUCACIONAIS
    A produção de dados e informações estatístico-educacionais de forma ágil e fidedigna, que retrate a realidade do setor educacional, é o instrumento básico de avaliação, planejamento e auxílio ao processo decisório para o estabelecimento de políticas de melhoria da educação brasileira. É por meio dos censos educacionais que se busca garantir a utilização da informação estatística neste processo, gerando os indicadores necessários ao acompanhamento do setor educacional.
    Os levantamentos abrangem todos os níveis e modalidades de ensino, subdividindo-se em três pesquisas distintas representadas pelo Censo Escolar, Censo do Ensino Superior e Levantamento sobre o Financiamento e Gasto da Educação, além dos censos especiais, realizados de forma não periódica, abrangendo temáticas específicas, como o caso do Censo do Professor.
    Censo Escolar
    O Censo Escolar, de âmbito nacional, realiza o levantamento de informações estatístico-educacionais relativas à Educação Básica, em seus diferentes níveis (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio) e modalidades (ensino regular, educação especial e educação de jovens e adultos).
    O levantamento é feito junto a todos os estabelecimentos de ensino, das redes pública e particular, através do preenchimento de questionário padronizado. Por intermédio do Censo Escolar, o Inep atualiza anualmente o Cadastro Nacional de Escolas e as informações referentes à matrícula, ao movimento e ao rendimento dos alunos, incluindo dados sobre sexo, turnos, turmas, séries e períodos, condições físicas dos prédios escolares e equipamentos existentes, além de informações sobre o pessoal técnico e administrativo e pessoal docente, por nível de atuação e grau de formação.
    Este levantamento abrange um universo de cerca de 52 milhões de alunos e 266 mil escolas públicas e privadas, distribuídas em mais de 5.500 municípios. A coleta dos dados e o processamento das informações são operacionalizados pelas Secretarias Estaduais de Educação, sob a coordenação-geral da Diretoria de Informações e Estatísticas Educacionais (Seec), do Inep.
    O Censo Escolar gera, assim, um conjunto de informações indispensáveis para a formulação, implementação e monitoramento das políticas educacionais e avaliação do desempenho dos sistemas de ensino.
    Como toda pesquisa preocupada com a fidedignidade e validade dos seus resultados e dada a necessidade de cumprir os prazos legais, o Censo Escolar apresenta uma complexa sistemática de operacionalização, cuja viabilidade só é possível pela parceria estabelecida entre o Inep e as Secretarias de Educação dos 26 estados e do Distrito Federal, além da cooperação da comunidade escolar, responsável pelo preenchimento do questionário.
    Entre as atividades permanentes realizadas para a execução do levantamento anual, merecem registro o acompanhamento das alterações do sistema educacional e a identificação de demandas das Secretarias de Educação das unidades da Federação, que podem gerar necessidade de incorporação de variáveis ou a supressão de quesitos no formulário do Censo Escolar.
    O acompanhamento das alterações do sistema educacional tem sido objeto de grande preocupação, dado que a nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de 20 de dezembro de 1996, além de conferir maior autonomia aos sistemas de ensino, sobretudo no que se refere à forma de organização da educação básica, incentivou ainda práticas inovadoras que valorizam e favorecem o processo de aprendizagem, como a progressão continuada e parcial, os conceitos de classificação e reclassificação de alunos, a possibilidade de aceleração de aprendizagem, entre outros. Os reflexos deste novo dispositivo legal apresentam-se nas reformulações dos sistemas de ensino de estados e municípios que, a partir de 1997, promoveram alterações na oferta de ensino dos diferentes níveis e modalidades e na organização de suas redes.
    O processo de implantação de novas propostas de organização da educação básica mostra-se, no entanto, muito variado, exigindo assim um acompanhamento que permita verificar o impacto destas alterações e a necessidade de mudanças nos instrumentos de coleta utilizados pelo Censo Escolar. Da mesma forma, torna-se fundamental a realização de estudos que permitam um melhor detalhamento sobre as configurações adotadas em cada sistema de ensino, tanto para a melhoria da qualidade da informação a ser recebida quanto para maior aderência às necessidades dos implementadores de políticas educacionais.
    Por outro lado, a redefinição do papel e da forma de atuação do MEC enfatizou a necessidade de fortalecer a área de produção e disseminação de estatísticas e informações educacionais na estrutura do ministério que se encontrava desprestigiada. Este objetivo inicia-se, em 1995, com a criação da Secretaria de Desenvolvimento, Inovação e Avaliação Educacional (Sediae) e se concretiza com a reestruturação do Inep que, em 1997, transformou-se em autarquia federal, constituindo-se em centro especializado em avaliação e informação educacional.
    O recente grau de eficiência e credibilidade alcançado pelo Inep na organização das informações e estatísticas educacionais tem propiciado ampla utilização deste tipo de ferramenta aos formuladores e executores de políticas educacionais. De fato, os programas e projetos executados por intermédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento do Ensino (FNDE) apóiam-se nos diagnósticos decorrentes dos levantamentos estatísticos da educação básica e superior. Esta forte conexão entre o sistema de informações e a gestão de políticas é mais perceptível nos programas que envolvem transferências intergovernamentais de recursos.
    O exemplo mais notório é o Fundo de Manutenção e de Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), que movimentou, no exercício de 1999, cerca de R$ 14,2 bilhões, dos quais R$ 675 milhões referentes à complementação da União. Conforme disposto pela legislação instituidora deste fundo, a distribuição dos recursos, no âmbito de cada unidade da Federação, é feita com base na proporção do número de alunos matriculados anualmente nas escolas cadastradas das respectivas redes de ensino, considerando-se para este fim os dados oficiais apurados pelo Censo Escolar.
    Este mesmo critério de transparência foi adotado pelo MEC como princípio orientador dos principais programas de apoio ao desenvolvimento do ensino fundamental  Merenda Escolar, Livro Didático e Dinheiro Direto na Escola. No seu conjunto, os programas e ações desenvolvidos pelo FNDE envolveram, em 1999, recursos da ordem de R$ 3,5 bilhões. Pode-se concluir, portanto, que as informações sobre a matrícula na educação básica produzidas pelo Censo Escolar tiveram repercussão imediata e direta sobre a distribuição de cerca de R$ 17,7 bilhões, no último exercício.
    Censo do Ensino Superior
    O Censo do Ensino Superior promove o levantamento de dados e informações estatístico-educacionais junto às instituições de ensino superior  universidades, centros universitários, faculdades integradas e estabelecimentos isolados. A coleta abrange cerca de 1.100 instituições, 2.700.000 alunos, 7.200 cursos e 827 mantenedoras.
    O levantamento é realizado diretamente pelo Inep, sendo que os dados apurados referem-se a número de matrículas e de concluintes, inscrições nos vestibulares, ingresso por curso e área de conhecimento, dados sobre os professores  por titulação e regime de trabalho e sobre os funcionários técnico-administrativos, entre outros. Anualmente, com os resultados do Censo, é publicada a Sinopse Estatística do Ensino Superior  Graduação. O instrumento de coleta do Censo 2000 passou por uma redefinição, adequando-se ao novo conceito de educação superior estabelecido pela LDB. O questionário foi ampliado, passando a abranger não só a graduação, mas também a pós-graduação. Todas as informações coletadas estarão vinculadas ao Sistema Integrado de Informações da Educação Superior (SIEd-Sup), subsistema atualmente em desenvolvimento e que será abordado no próximo item.
    O Cadastro Nacional das Instituições de Ensino Superior é atualizado com informações do Censo do Ensino Superior, do Diário Oficial da União, do Conselho Nacional de Educação e Conselhos Estaduais de Educação.
    Censos Especiais
    Com o objetivo de aprimorar as informações disponíveis sobre as diferentes modalidades de ensino e preencher as lacunas existentes, o Inep realiza levantamentos especiais, sempre em parceria com as instituições públicas e organizações não-governamentais diretamente envolvidas com as políticas públicas das respectivas áreas.
    Em 1997, o Inep realizou o primeiro Censo do Professor, em âmbito nacional, com um retorno expressivo, alcançando mais de 90% dos professores das redes pública e particular de ensino básico.
    Uma das razões pelas quais o MEC demandou a realização desse levantamento foi a necessidade de dispor de dados sobre o salário dos professores  relacionado com o nível de escolarização e com o tempo de exercício do magistério  para orientar a implantação do Fundef.
    O Censo do Professor revelou um quadro de profundas desigualdades regionais em relação tanto à qualificação quanto aos níveis de remuneração dos professores, confirmando a necessidade de políticas que promovam melhor distribuição dos recursos e que garantam maior eqüidade na oferta do ensino público, objetivos que vêm sendo atendidos pelo Fundef. Além disso, a divulgação dos resultados permite à sociedade se informar sobre a real situação do magistério e participar da busca de alternativas para promover sua valorização.
    Em 1999, foram realizados três censos especiais: o Censo da Educação Profissional; o Censo da Educação Escolar Indígena; e o Censo da Educação Especial. Os resultados destas pesquisas, com divulgação prevista para este ano, deverão proporcionar um quadro de referência mais preciso sobre a cobertura alcançada e as modalidades de atendimento oferecidas, bem como sobre o conjunto de instituições que atuam nestes segmentos, fornecendo, assim, subsídios para a revisão e o aperfeiçoamento das políticas de expansão da oferta e melhoria do atendimento. A realização destes levantamentos especiais, aos quais será acrescido, neste ano, o Censo da Educação Infantil, permitirá incorporar ao sistema de informações educacionais novas variáveis, completando o mapa da educação brasileira.
    Levantamentos sobre Financiamento e Gasto da Educação
    O levantamento de dados relativos aos recursos disponíveis e aplicados na educação abrange as três esferas de governo e envolve o exame e o acompanhamento dos orçamentos federal, estaduais e municipais, além dos repasses intergovernamentais e dos gastos efetivamente realizados. Trata-se de uma importante tarefa, que envolve, no entanto, grandes dificuldades operacionais.
    De fato, a inexistência de um sistema adequado de execução orçamentária e de consolidação das contas da administração pública, principalmente no nível municipal, que permita a identificação dos programas de trabalho e do elemento da despesa efetivamente realizada, bem como a origem do seu recurso, apresentou-se como a principal dificuldade para a realização dos levantamentos. Nesse sentido, o Inep deu especial atenção para o aprimoramento da metodologia de apuração e de estimação das informações, em conjunto com o Ipea, o IBGE e a Unicamp. Como resultado, já se conseguiu produzir dados sobre gasto público para os exercícios de 1994, 1995, 1996 e 1997.

    SISTEMA INTEGRADO DE INFORMAÇÕES SOBRE O ENSINO SUPERIOR
    O Sistema Integrado de Informações da Educação Superior (SIEd-Sup), em fase de implantação, foi concebido para atender aos seguintes objetivos: criar uma base única de dados e indicadores da educação superior; eliminar sobreposição de competências e simplificar o processo de coleta de informações junto às instituições de ensino superior; garantir maior transparência e facilitar o acesso da sociedade às informações sobre o perfil e o desempenho das instituições; subsidiar os processos de autorização e reconhecimento de cursos e de credenciamento e recredenciamento das instituições; manter banco de dados atualizado e gerar informações que devem ser apresentadas anualmente pelas instituições por meio do Censo do Ensino Superior e Catálogo de Cursos.
    Este novo sistema será coordenado pelo Inep e interligado em rede com a Secretaria de Ensino Superior (SESu), a Capes, o CNPq, o Conselho Nacional de Educação (CNE) e os Conselhos Estaduais de Educação, podendo no futuro ampliar a sua rede de parceiros, incorporando outros produtores de informações e avaliações de interesse.
    Ao Inep cabe a execução da coleta e manutenção de informações e tanto a SESu quanto o CNE e as instituições de ensino superior participarão da definição do que deve ser coletado e divulgado, das políticas de acesso aos dados e de disseminação de informações.

    AVALIAÇÕES EDUCACIONAIS
    No campo das avaliações educacionais, podem ser destacados três grandes projetos: o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb); o Exame Nacional de Cursos (ENC), mais conhecido como “Provão”; e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Por meio destes instrumentos, o MEC assume a responsabilidade atribuída pela LDB de “assegurar processo nacional de avaliação do rendimento escolar no ensino fundamental, médio e superior, em colaboração com os sistemas de ensino, objetivando a definição de prioridades e a melhoria da qualidade do ensino” e de “assegurar processo nacional de avaliação das instituições de educação superior, com a cooperação dos sistemas que tiverem responsabilidade sobre este nível de ensino”•.
    Exame Nacional do Ensino Médio
    O Enem, iniciativa mais recente entre os três projetos nacionais de avaliação, procura aferir o desenvolvimento das competências e habilidades que se espera que o aluno apresente ao final da escolaridade básica. Oferece assim uma avaliação do desempenho individual, fornecendo parâmetros para o prosseguimento dos estudos ou para ingresso no mercado de trabalho.
    Por isso, é um exame voluntário e seu público-alvo são os concluintes e egressos do ensino médio. A concepção do Enem está baseada nas orientações para a educação básica estabelecidas pela LDB e, sobretudo, nas novas diretrizes curriculares e nos parâmetros curriculares nacionais do ensino médio. Portanto, é um instrumento balizador e indutor da reforma deste nível de ensino que vem sendo implantada no país.
    Em 1999, participaram do Enem mais de 315 mil alunos, representando cerca de 20% do total de concluintes do ensino médio, o que significa um crescimento extraordinário em relação ao primeiro exame, realizado em 1998, que contou com pouco mais de 115 mil participantes. Este aumento significativo está relacionado, sem dúvida, com a utilização dos resultados do exame por instituições de ensino superior, como critério complementar ou substitutivo aos seus processos seletivos. Atualmente 101 universidades brasileiras aceitam o Enem como um dos critérios de acesso ao ensino superior.
    Exame Nacional de Cursos
    Implantado em 1996, o Provão já avaliou 2.151 cursos em 13 áreas de graduação1 e tem estimulado um debate intenso sobre as deficiências do ensino superior no país, levando as instituições a investirem na qualificação do corpo docente e na melhoria das instalações físicas, buscando elevar o padrão de qualidade dos cursos oferecidos. Este exame é obrigatório, por lei, para todos os estudantes que estão concluindo os cursos de graduação avaliados a cada ano. Em 1999, foi estabelecida uma vinculação mais efetiva entre o sistema de avaliação do ensino superior, do qual o “Provão” se constitui um importante instrumento, e os processos de renovação do reconhecimento dos cursos e de recredenciamento das instituições.
    A partir da Portaria Ministerial no 755, de 11 de maio de 1999, 101 cursos das áreas de Administração, Direito e Engenharia Civil que obtiveram conceitos baixos no Provão e na Avaliação das Condições de Oferta de Cursos de Graduação, conduzidas pela SESu, foram submetidos ao longo de 1999 a nova visita das Comissões de Especialistas da SESu e, a partir de suas recomendações, o MEC encaminhou ao CNE pareceres sugerindo renovação do reconhecimento ou estabelecimento de prazo para o atendimento das exigências mínimas, sob pena de fechamento.
    Como contraface da decisão administrativa de submeter ao processo de renovação o reconhecimento dos cursos com baixo desempenho, o MEC abriu caminho para a renovação automática do reconhecimento dos cursos bem conceituados em três avaliações consecutivas. Caminha-se, assim, para a substituição de controles processuais e burocráticos por avaliações externas sistemáticas.
    Quanto à divulgação dos resultados, além da classificação de acordo com uma escala com cinco faixas de conceito (A, B, C, D e E), a partir de 1999, cada curso passou a receber a distribuição percentual das médias de seus alunos por faixa de desempenho. O novo formato revela não apenas a evolução da média padronizada de cada curso, como vinha sendo feito, mas também o percentual dessa evolução em comparação com o desempenho obtido no exame imediatamente anterior. Outra mudança refere-se à substituição dos conceitos pertinentes à titulação acadêmica e à jornada de trabalho do corpo docente, por uma apresentação da distribuição percentual por categoria, em relação ao número total de professores do curso.
    Diante de sua principal finalidade  produzir referências objetivas para incentivar e orientar as instituições a corrigirem suas deficiências e a investirem na melhoria do ensino , o MEC realizou seminários nacionais com coordenadores de curso para discutir o impacto das avaliações sobre os cursos de graduação. Promovidos em parceria com conselhos de classe, organizações profissionais, associações nacionais de ensino e representações das instituições de ensino superior, os seminários geraram consensos como o fato de os resultados do Provão serem um instrumento importante para estimular e orientar a melhoria do ensino de graduação, principalmente no que diz respeito à atualização do currículo, reestruturação do projeto pedagógico dos cursos, prática docente e condições de oferta e de trabalho. O exame também está provocando alterações nas formas de avaliação curricular do desempenho dos alunos, com enfoque voltado para as habilidades e competências adquiridas ao longo da trajetória acadêmica.

    SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
    Iniciado em 1990, o Saeb foi estruturado no sentido de produzir informações sobre o desempenho da educação básica em todo o país, abrangendo as diferentes realidades dos sistemas estaduais e municipais de ensino. Entre os principais objetivos do Saeb, podem ser destacados:
    - monitorar a qualidade, a eqüidade e a efetividade do sistema de educação básica;
    - oferecer às administrações públicas de educação informações técnicas e gerenciais que lhes permitam formular e avaliar programas de melhoria da qualidade de ensino;
    - proporcionar aos agentes educacionais e à sociedade uma visão clara e concreta dos resultados dos processos de ensino e das condições em que são desenvolvidos e obtidos.
    A cada dois anos, são levantados dados que, além de verificar o desempenho dos alunos, mediante aplicação de testes de rendimento, investigam fatores socioeconômicos e contextuais que interferem na aprendizagem. Estes fatores aparecem agrupados em quatro áreas de observação: escola, gestão escolar, professor e aluno.
    Sua aplicação é feita em uma amostra nacional de alunos representativa do país e de cada uma das 27 unidades da Federação.2 No primeiro ciclo do Saeb, em 1990, aderiram 23 estados. Somente a partir de 1995, tornou-se de fato um sistema nacional, passando a abranger os ensinos fundamental e médio, com a adesão de todos os estados e todas as redes de ensino  estaduais, municipais e particulares. A participação continua sendo voluntária, o que revela que os dirigentes dos sistemas de ensino reconheceram a importância desta ferramenta para monitorar as políticas educacionais.
    O Saeb procura aferir a proficiência do aluno, entendida como um conjunto de competências e habilidades evidenciadas pelo rendimento apresentado nas disciplinas avaliadas,3 abrangendo as três séries tradicionalmente associadas ao final de cada ciclo de escolaridade: a 4ª e 8ª séries do ensino fundamental e a 3ª série do ensino médio. Também são aplicados questionários em uma amostra de professores e diretores, obedecendo ao mesmo critério estatístico que assegura a representatividade das redes de ensino de todos os estados e do Distrito Federal.
    Para a avaliação dos alunos, utiliza-se uma grande quantidade de questões  cerca de 150 por série e disciplina , o que lhe confere maior validade curricular, pois contempla uma amplitude maior de conteúdos e habilidades, abrangendo grande parte daquilo que é proposto nos currículos estaduais.
    Desde a sua criação, as características gerais do Saeb, em termos tanto de objetivos quanto de estrutura e concepção, mantiveram-se constantes. No entanto, a partir de 1995, foram implementadas importantes mudanças metodológicas, sobretudo com o objetivo de estabelecer escalas de proficiência por disciplina, englobando as três séries avaliadas, o que permite ordenar o desempenho dos alunos em um continuum. Isso é possibilitado pela aplicação de itens comuns entre as séries e a transformação das escalas de cada disciplina para a obtenção de uma escala comum.
    O desempenho dos alunos, em cada uma das disciplinas avaliadas, é apresentado em uma escala de proficiência, que pode variar de 0 a 500 pontos. Cada disciplina tem uma escala específica, não sendo comparáveis as escalas de diferentes disciplinas. A média de proficiência obtida pelos alunos de cada uma das três séries avaliadas indica, portanto, o lugar que ocupam na escala de cada disciplina. A descrição dos níveis de proficiência nas escalas demonstra o que os alunos efetivamente sabem e foram capazes de fazer, isto é, o conhecimento, o nível de desenvolvimento cognitivo e as habilidades instrumentais adquiridas, na sua passagem pela escola. As escalas de proficiência mostram, portanto, uma síntese do desempenho dos alunos e, ao serem apresentadas em uma escala única, torna-se possível comparar o desempenho dos alunos, tanto entre os diversos anos de levantamento quanto entre as séries avaliadas.
    Nesse sentido, pode-se comparar o que os parâmetros e os currículos oficiais propõem e aquilo que está sendo efetivamente desenvolvido em sala de aula. Ou seja, o Saeb releva a distância entre o currículo proposto e o currículo ensinado.
    Os resultados do Saeb constituem assim um precioso subsídio para orientar a implementação dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) do Ensino Fundamental e da reforma curricular do Ensino Médio, pois permitem identificar as principais deficiências na aprendizagem dos alunos.
    Uma das distorções que as novas diretrizes curriculares pretendem eliminar é precisamente o caráter enciclopédico dos currículos, que tem afetado negativamente a aprendizagem dos alunos. As reformas desencadeadas pelo MEC, consoantes com a nova LDB, induzem mudanças nos currículos propostos, de modo a reduzir a ênfase em conteúdos desnecessários para a formação geral na educação básica e incentivar uma abordagem pedagógica mais voltada para a solução de problemas e para o desenvolvimento das competências e habilidades gerais.
    Os resultados do Saeb permitem ainda identificar as áreas e conteúdos nos quais os alunos apresentam maiores deficiências de aprendizagem, orientando programas de capacitação em serviço e formação continuada de professores. A utilização do Saeb como subsídio para planejar programas de capacitação docente vem sendo feita desde 1995. Por isso, tem sido fundamental a permanente articulação entre o Inep e as equipes estaduais do Saeb, permitindo aos dirigentes das redes públicas desenvolver um trabalho de formação continuada dos professores, com base nos resultados da avaliação da aprendizagem verificados em cada unidade da Federação.

    A DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÕES EDUCACIONAIS
    Com a finalidade de tornar as informações produzidas acessíveis aos usuários, constituídos pelos diferentes atores da área educacional e pelos segmentos sociais interessados na questão, o Centro de Informações e Biblioteca em Educação (Cibec) passou por uma completa reestruturação, transformando-se em núcleo difusor de informações educacionais, com ênfase na avaliação e estatísticas produzidas pelo próprio Inep e em informações gerais processadas por instituições nacionais e internacionais. O sistema de informações do Cibec permite a disseminação virtual e local e apresenta os produtos descritos a seguir.
    Perfil Municipal da Educação Básica (PMBE)
    O PMBE é um aplicativo que disponibiliza informações sobre a situação socioeconômica e educacional brasileira. Desenvolvido em parceria com a Fundação Seade, reúne, em um único programa, dados educacionais produzidos pelo Inep e dados estatísticos de diversas fontes oficiais, como o Ministério da Fazenda, a Fundação IBGE, a Fundação Seade, as Secretarias Estaduais da Fazenda e os Tribunais de Contas dos Estados.
    O sistema dispõe de 252 variáveis sobre os 5.507 municípios instalados até 1996, dez regiões metropolitanas, os 26 estados e o Distrito Federal, as cinco grandes regiões e o Território Nacional.
    Programa de Legislação Educacional Integrada (ProLEI)
    O ProLEI é um aplicativo que reúne toda a legislação federal, indexando leis, medidas provisórias, decretos, portarias, resoluções, pareceres e instruções normativas, na área de políticas educacionais, publicadas a partir de 1996, após a aprovação da LDB. A legislação anterior à LDB também poderá, eventualmente, ser encontrada, desde que esteja relacionada com as normas em vigor.
    O ProLei permite uma pesquisa fácil e rápida usando a Internet. Desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM/RS), o ProLEI tem como principal característica a possibilidade de relacionar ou correlacionar duas ou mais normas, através de links, identificando a ligação entre as mesmas.
    O Cibec conta ainda com outros produtos como a Biblioteca Virtual da Educação (BVE), que é um catálogo com links para mais de 1.600 sites educacionais brasileiros e estrangeiros selecionados na Internet, sobretudo os que se referem à avaliação e estatísticas educacionais; a Bibliografia Brasileira de Educação (BBE), que reúne artigos, estudos, ensaios e livros nos diferentes temas educacionais, permitindo a realização de pesquisas por assunto, autor, título e ano; e o Thesaurus Brasileiro de Educação  Brased, que é uma ferramenta de linguagem documental, que utiliza vocabulário controlado e funciona como mecanismo de localização de documentos e indexação, podendo se constituir como ferramenta ideal para a organização de bibliotecas.

    COMENTÁRIOS FINAIS
    Esta descrição sumária dos principais projetos desenvolvidos pelo Inep permite concluir que, na década de 90, o Brasil realizou notáveis progressos na área de avaliação e produção de informação educacional. Como resultado desses esforços, promovidos com maior intensidade nos últimos cinco anos, o país conta hoje com um sistema moderno e eficiente de indicadores que possibilita monitorar as políticas e diagnosticar com acuidade as deficiências do ensino. O impacto das avaliações nacionais e levantamentos periódicos realizados pelo Inep provocou mudanças que se refletem hoje na nova agenda do debate educacional. A divulgação das informações contribui para qualificar a demanda, desencadeando uma dinâmica de transformação na qual a sociedade torna-se o agente principal.


  729. Melhores professores na rede

    28/01/2010

    O NOVO processo de seleção de professores temporários, cujo resultado foi divulgado na semana passada, foi bem-sucedido: asseguramos que, em 2010, o quadro docente da rede estadual de ensino será, no agregado, mais preparado do que o de 2009.

    Até o ano passado, quem desejava ser professor temporário no Estado, após concluir seu curso de graduação, se inscrevia em uma das diretorias regionais de ensino e passava a integrar a lista de espera por vagas nas escolas da região. Os critérios para sua convocação eram baseados apenas no tempo de serviço e na titulação. O candidato não tinha de prestar nenhuma prova de conhecimento dos conteúdos e práticas didáticas.

    A partir deste ano, mudamos o método e introduzimos essa prova, de forma que os educadores com melhor desempenho na avaliação passaram a ter prioridade nas aulas que são atribuídas aos temporários.

    Assim, pela primeira vez na história de São Paulo e do Brasil, atuarão nas escolas públicas estaduais professores temporários que fizeram prova de avaliação, e a lista de classificação para a escolha das aulas disponíveis levará em conta, obrigatoriamente, o resultado obtido na prova.

    Nos anos recentes, cerca de 80 mil professores temporários atuaram na rede estadual. No exame recém-realizado, foram aprovados (nota igual ou superior a cinco) cerca de 94 mil candidatos, número que deveria garantir, com folga, o preenchimento completo das vagas de temporários. Mas, como a atribuição de aulas para os temporários se faz por disciplina e em cada diretoria regional de ensino, é possível haver desajustes em algumas disciplinas em algumas regiões do Estado. Nesse caso, esgotada a lista dos aprovados, serão chamados os professores que, mesmo não tendo chegado à nota mínima de cinco, obtiveram as melhores pontuações, segundo a ordem de classificação dada por suas notas na prova.

    Trata-se de uma situação excepcional, válida apenas neste ano, que visa a garantir que não faltarão professores em nenhum lugar da rede.
    Diferentemente dos que já obtiveram o grau mínimo estabelecido, os docentes chamados nessa circunstância, se quiserem permanecer na rede em 2011, deverão se submeter a nova prova dos temporários ao final do corrente ano. A secretaria os ajudará no seu aperfeiçoamento.

    Note-se que só serão chamados para ministrar aulas os professores mais bem posicionados na prova anual. Ou seja, todos os postos de professores da rede estadual serão ocupados pelos melhores profissionais disponíveis neste momento. O exame que se realizará novamente no final do ano reforçará essa tendência para 2011. Na cobertura dos resultados da prova, alguns órgãos de imprensa não mencionaram os aspectos altamente positivos das mudanças promovidas para a escolha dos temporários, limitando-se a enfatizar a alta proporção de professores que não atingiram a nota mínima exigida para aprovação.

    Mas seria absurdo afrouxar a prova com a finalidade de obter um maior índice de aprovados, como também seria deixar alunos sem aulas em determinadas disciplinas em certas regiões. Reitere-se que os temporários chamados que obtiveram nota inferior a cinco são os que apresentaram melhor desempenho dentro do universo dos não aprovados.

    Deve-se levar em conta, além disso, que, a partir de 2010, a necessidade de professores temporários deverá ser menor do que em 2009, pois: 1) foram criadas jornadas de 40 horas e de 12 horas semanais de aulas, providência que facilitará a estabilização do quadro de professores efetivos na rede; 2) a Secretaria Estadual da Educação vai realizar concurso, no dia 28/3, para preencher 10 mil vagas atualmente ocupadas por temporários.

    Os aprovados passarão pela Escola de Formação de Professores, fazendo um curso de quatro meses. Serão contratados os que forem aprovados também nessa etapa. Com essa medida, o governo reforça a estabilidade do corpo docente com novos professores efetivos e mais bem preparados.
    A melhoria da qualidade do ensino exige, mais do que as frequentes lamúrias e truques publicitários, ações inovadoras e corajosas, em geral combatidas por quem desconhece ou prefere desconhecer a realidade educacional do país ou do Estado.

    Mas inovação e coragem não bastam: é preciso também perseverança nas ações de reformas, atitude que também não tem faltado ao governo estadual. Por isso, a educação em São Paulo foi melhor em 2009 do que no ano anterior e, em 2010, será melhor do que no ano passado. Estamos criando um círculo virtuoso de progresso educacional.

    PAULO RENATO SOUZA, 64, economista, deputado federal licenciado (PSDB-SP), é secretário da Educação do Estado de São Paulo. Foi ministro da Educação (governo FHC), reitor da Unicamp (1986 a 1890) e secretário da Educação do Estado de São Paulo (governo Montoro).

    Autor: PAULO RENATO SOUZA
    Fonte: Folha de São Paulo


  730. Não sei se alguem ja tinha postado ou lido, mas é revoltante a forma como ele fala dos professores que não passaram nesta prova seletiva. Estaremos mais preparados para lecionar, se tivermos maiores oportunidades de cursos e atualizações, maior segurança dentro das escolas, maiores salários para que não precisassemos trabalhar de manha até a noite, local de trabalho decente, e não apenas jogados em escolas e classes completamente deterioradas.
    Não é uma prova que avalia o que realmente enfrentamos em sala de aula. Não é uma prova que mostra quem sabe lecionar.
    E me pergunto ainda, não podemos reprovar os alunos, então pq somos tratados como maus professores?
    Onde está realmente o problema? Nos dirigentes que nos pregam normas ridículas e q somos obrigados a seguir…


  731. RESUMO:

    1.OLIVEIRA, MARTA K. DE. VYGOTSKY: APRENDIZADO E DESENVOLVIMENTO; UM PROCESSO SÓCIO-HISTÓRICO. 4. ED. SÃO PAULO: SCIPIONE,1997.

    Palavras-chave: mediação, internalização, intrapessoal, maturacionista, ZPD – Zona de desenvolvimento proximal

    A professora Marta Kohl de Oliveira, neste livro, ressalta importantes pontos na teoria de Vygotsky:
    - “o homem biológico transforma-se em social por meio de um processo de internalização de atividades, comportamentos e signos culturalmente desenvolvidos”
    - a obra de Vygotsky é apenas um esboço de um projeto;
    – um grande problema na área da educação no Brasil é a tentativa de se estabelecer uma proposta pedagógica única, baseada numa idéia de escolha da melhor teoria, principalmente nos confrontos entre as teorias de Vygotsky e Piaget.
    E a autora considera, ainda, que estes autores nos trazem uma enorme contribuição, destacando que a melhor forma de atuação será a de compreender o melhor possível cada abordagem para que haja um real aprimoramento da reflexão sobre o objeto a ser estudado.

    .
    Vivemos hoje um momento em que as ciências em geral, e as ciências humanas em particular, tendem a buscar áreas de intersecção, formas de integrar o conhecimento acumulado, de modo a alcançar uma compreensão mais completa de seus objetos. A interdisciplinaridade e a abordagem qualitativa têm, pois, forte apelo para o pensamento contemporâneo.
    Do mesmo modo, a idéia do ser humano como imerso num contexto histórico e a ênfase em seus processos de transformação também são proposições muito importantes no ideário contemporâneo.
    A discussão do pensamento Vygotsky na área da educação e da psicologia nos remete a uma reflexão sobre as relações entre este autor e Piaget.
    No Brasil, Piaget tem sido a referência teórica básica nessas áreas e a penetração das ideias de Vygotsky sugere, inevitavelmente, um confronto entre as teorias dos dois autores.

    Vygotsky foi o primeiro psicólogo moderno a sugerir os mecanismos pelos quais a cultura torna-se parte da natureza de cada pessoa ao insistir em que as funções psicológicas são um produto da atividade cerebral, explicando a transformação dos processos psicológicos elementares em processos complexos dentro da história.

    Ele enfatizava o processo histórico-social e o papel da linguagem no desenvolvimento do indivíduo. A questão central de sua obra é a aquisição de conhecimentos pela interação do sujeito com o meio. Para o teórico, o sujeito é interativo, pois adquire conhecimentos a partir de relações intra e interpessoais e de troca com o meio, por meio de um processo denominado mediação.
    As concepções de Vygotsky sobre o processo de formação de conceitos remetem às relações entre pensamento e linguagem, à questão cultural no processo de construção de significados pelos indivíduos, ao processo de internalização e ao papel da escola na transmissão de conhecimento, que é de natureza diferente daqueles aprendidos na vida cotidiana. O autor propõe uma visão de formação das funções psíquicas superiores como internalização mediada pela cultura.
    Suas concepções sobre o funcionamento do cérebro humano colocam que (…) “o cérebro é a base biológica, e suas peculiaridades definem limites e possibilidades para o desenvolvimento humano.”
    Essas concepções fundamentam sua idéia de que as funções psicológicas superiores (por ex. linguagem, memória) são construídas ao longo da história social do homem em sua relação com o mundo. Assim, as funções psicológicas superiores referem-se a processos voluntários, ações conscientes, mecanismos intencionais e dependem de processos de aprendizagem.

    A linguagem, sistema simbólico dos grupos humanos, representa um salto qualitativo na evolução da espécie. É ela que fornece os conceitos, as formas de organização do real, a mediação entre o sujeito e o objeto do conhecimento. É por meio dela que as funções mentais superiores são socialmente formadas e culturalmente transmitidas. Sendo assim, sociedades e culturas diferentes produzem estruturas diferenciadas.
    A cultura fornece ao indivíduo os sistemas simbólicos de representação da realidade, ou seja, o universo de significações que permite construir a interpretação do mundo real. Ela dá o local de negociações no qual seus membros estão em constante processo de recriação e reinterpretação de informações, conceitos e significações.
    O processo de internalização é fundamental para o desenvolvimento do funcionamento psicológico humano. A internalização envolve uma atividade externa que deve ser modificada para tornar-se uma atividade interna – é interpessoal e se torna intrapessoal.
    Vygotsky usa o termo função mental para se referir aos processos de pensamento: memória, percepção e atenção; sustenta que o pensamento tem origem na motivação, no interesse, na necessidade, no impulso, no afeto e na emoção.

    A interação social e o instrumento lingüístico são decisivos para a zona de desenvolvimento proximal (ZDP).

    Para J. Piaget, dentro da reflexão construtivista, desenvolvimento e aprendizagem se interrelacionam, sendo a aprendizagem a alavanca do desenvolvimento. A perspectiva piagetiana é considerada maturacionista, no sentido de que ela preza o desenvolvimento das funções biológicas – que é o desenvolvimento – como base para os avanços na aprendizagem. Já na chamada perspectiva sócio-interacionista, sócio-cultural ou sócio-histórica, abordada por L. Vygotsky, a relação entre o desenvolvimento e a aprendizagem está atrelada ao fato de o ser humano viver em um meio social, sendo este a alavanca para estes dois processos.
    Os processos caminham juntos, ainda que não em paralelo.

    Existem, pelo menos, dois níveis de desenvolvimento identificados por Vygotsky: um, o nível real, já adquirido ou formado, que determina o que a criança é capaz de fazer por si própria, e o outro, potencial, ou seja, a capacidade de aprender com outra pessoa. Essa interação e sua relação com a imbricação entre os processos de ensino e aprendizagem podem ser melhor compreendidos quando nos remetemos ao conceito de ZDP.

    A aprendizagem interage com o desenvolvimento, produzindo abertura nas zonas (distância entre aquilo que a criança faz sozinha e o que ela é capaz de fazer com a intervenção de um adulto; potencialidade para aprender, que não é a mesma para todas as pessoas; distância entre os níveis de desenvolvimento real e potencial) nos quais as interações sociais são o centro, estando então, ambos os processos – aprendizagem e desenvolvimento – interrelacionados; assim, um conceito novo que se pretenda trabalhar, como por exemplo, em matemática, requer sempre um grau de experiência anterior para a criança.
    O desenvolvimento cognitivo é produzido pelo processo de internalização da interação social com materiais fornecidos pela cultura, sendo que o processo se constrói de fora para dentro. Para Vygotsky, a atividade do sujeito refere-se ao domínio dos instrumentos de mediação, inclusive sua transformação por uma atividade mental.
    Para ele, o sujeito não é apenas ativo, mas interativo, porque forma conhecimentos e se constitui a partir de relações intra e interpessoais.
    É na troca com outros sujeitos e consigo próprio que se vão internalizando conhecimentos, papéis e funções sociais, o que permite a formação de conhecimentos e da própria consciência. Trata-se de um processo que caminha do plano social – relações interpessoais – para o plano individual interno – relações intrapessoais.
    Portanto, a escola é o lugar onde a intervenção pedagógica intencional desencadeia o processo de ensino-aprendizagem.
    O professor tem o papel explícito de interferir neste processo, diferentemente de situações informais nas quais a criança aprende por imersão em um ambiente cultural. É o papel do docente, portanto, que provoca avanços dos alunos e isto se torna possível com a interferência do educador na zona de desenvolvimento proximal (ZDP).
    Vemos ainda como fator relevante para a educação, decorrente das interpretações das teorias de Vygotsky, a importância da atuação dos outros membros do grupo social na mediação entre a cultura e o indivíduo, pois uma intervenção deliberada desses membros da cultura, nessa perspectiva, é essencial no processo de desenvolvimento. Isso nos mostra os processos pedagógicos como intencionais, deliberados, sendo o objeto dessa intervenção a construção de conceitos.
    O aluno não é somente o sujeito da aprendizagem; ele é aquele que aprende, junto ao outro, o que o seu grupo social produz, como por exemplo: valores, linguagem e o próprio conhecimento.
    A formação de conceitos espontâneos ou cotidianos, desenvolvidos no decorrer das interações sociais, diferencia-se dos conceitos científicos adquiridos pelo ensino, parte de um sistema organizado de conhecimentos.
    A aprendizagem é fundamental ao desenvolvimento dos processos internos na interação com outras pessoas.
    Ao observar a zona proximal, o educador pode orientar o aprendizado no sentido de adiantar o desenvolvimento potencial de uma criança, tornando-o real. Nesse processo, o ensino deve passar do grupo para o indivíduo. Em outras palavras, o ambiente influenciaria a internalização das atividades cognitivas no indivíduo, de modo que o aprendizado gere o desenvolvimento. Portanto, o desenvolvimento mental só pode realizar-se por intermédio do aprendizado.

    O Biológico e o cultural: os desdobramentos do pensamento de Vygotsky.

    A professora Marta Kohl de Oliveira aborda neste capítulo, três aspectos fundamentais:
    - o funcionamento cerebral como suporte biológico do funcionamento psicológico;
    - a influência da cultura no desenvolvimento cognitivo dos indivíduos;
    - a atividade do homem no mundo, inserida num sistema de relações sociais, como o principal foco de interesse dos estudos em psicologia.

    Um dos pilares do pensamento de Vygotsky é a idéia de que as funções mentais superiores são construídas ao longo da história social do homem, a história social objetiva tem um papel essencial no desenvolvimento psicológico que não pode ser buscado em propriedades naturais do sistema nervoso, ou seja, o cérebro é um sistema aberto em constante interação com o meio, este meio será capaz de transformar suas estruturas e mecanismos de funcionamento, podendo se adaptar a diferentes necessidades e servindo a diversas funções estabelecidas na história do homem.
    Luria (um de seus colaboradores) aprofunda em sua obra a questão da estrutura básica do cérebro em três unidades: a unidade para regulação da atividade cerebral e do estado de vigília; a unidade para recebimento, análise e armazenamento de informações; a unidade para programação, regulação e controle da atividade. Atividade psicológica é para Luria um sistema complexo que envolve a operação simultânea de três unidades funcionais: percepção visual; a análise da síntese da informação recebida pelo sistema visual; os movimentos dos olhos pelas várias partes do objeto a ser percebido. Outro aspecto importante refere-se à organização cerebral, cuja idéia é a de que a estrutura dos processos mentais e relações entre os vários sistemas funcionais transformam-se ao longo do desenvolvimento individual. Outro importante colaborador de Vygotsky foi Alexei Leontiev, para quem as atividades humanas são formas de relação do homem com o mundo, dirigidas por motivos, por fins a serem alcançados, ou seja, o homem orienta-se por objetivos, planeja suas ações agindo de forma intencional. Leontiev distingue a estrutura da atividade humana em três níveis de funcionamento: a atividade propriamente dita, as ações e as operações.


  732. em 28 janeiro 2010 at 18:29 Carlos oliveira

    Pessoal, acho muita coisa interessante para estudar no seguinte site:

    http://concursoprofessorsp.spaceblog.com.br/632183/concurso-professor-estado-de-sao-paulo-videos/

    Bons estudos a todos

    Escrevo de Guará.


  733. em 28 janeiro 2010 at 18:31 professortemporario

    Érica

    Entre com um recurso por escrito na sua diretoria de ensino e solicite explicações, com os mesmos argumentos que usou no comentário. Depois disso, se não houver resposta, a solução terá que ser pela justiça


  734. em 28 janeiro 2010 at 18:43 cintiamatukaj

    O RESUMO DO ALVARO CHRISPINO – GESTAO DO CONFLITO ESCOLAR.

    http://www.scielo.br/pdf/ensaio/v15n54/a02v1554.pdf


  735. em 28 janeiro 2010 at 19:04 cintiamatukaj

    Bom pessoal dos quatro novos livros sa bibliografia postei dois resumos inteiros e um site agora vai o ultimo…

    BEAUDOIN; TAYLOR- bullying e desrespeito…

    http://redalyc.uaemex.mx/redalyc/pdf/420/42000710.pdf


  736. Artigo 5º – Os professores e os candidatos que, tendo realizado a prova do processo seletivo, não alcançarem os índices de pontuação fixados para o aproveitamento no processo inicial de atribuição de classes e aulas serão classificados em lista diferenciada da que classificar os aprovados, observando-se a mesma ordem de prioridade das faixas de situação funcional e das habilitações/qualificações docentes, bem como os distintos campos de atuação, na conformidade das normas e critérios estabelecidos na resolução específica do processo anual de atribuição.
    § 1º – Não poderá constar da classificação de que trata este artigo o professor ou o candidato que não obtiver pontuação na prova, exceto o docente que se encontre na situação prevista no
    § 3º do artigo anterior e que tenha sua ausência justificada pela autoridade competente.
    § 2º – Os docentes e candidatos classificados na forma prevista neste artigo somente poderão concorrer à atribuição de classes e aulas após esgotadas as possibilidades de aproveitamento de docentes e candidatos classificados na lista de aprovados, situação em que poderão atuar no suporte às ações pedagógicas que permeiam as aulas regulares e às aulas dos projetos da Pasta, na forma estabelecida em legislação específica.
    § 3º – a atuação a que se refere o parágrafo anterior e a participação em cursos e/ou orientações técnicas voltados ao aperfeiçoamento da função docente, no cumprimento de sua carga horária de trabalho, é obrigatória para os docentes abrangidos pelo disposto no § 2º do artigo 2º da Lei Complementar 1.010/2007, conforme dispõe o inciso V do artigo 1º das Disposições Transitórias da Lei Complementar 1.093/2009.

    A integra da citada resolução pode ser obtida no seguinte endereço eletrônico: http://rotinadrhu.blogspot.com/2010/01/resolucao-se-8-de-22-1-2010-processo.html

    Em atendimento a essa determinação será publicado amanhã, no Diário Oficial do Estado Portaria DRHU 10 em que preve data para a publicação de uma lista em que conste o nome das pessoas que não lograram êxito nesse processo seletivo de 2010.
    Segue a referida Portaria.

    Portaria DRHU – 10, de 28 de janeiro de 2010.

    Altera dispositivos da Portaria DRHU-06, de 12-01-2010, publicada em 13-01-2010.

    O Diretor do Departamento de Recursos Humanos, considerando a necessidade de retificar datas e prazos para a divulgação da classificação dos inscritos, do processo inicial de atribuição de classes e aulas de 2010, expede a presente Portaria.

    Artigo 1º – O inciso II do artigo 1º da Portaria DRHU-06, de 12-01-2010, passa a vigorar com a seguinte redação:

    “II – Ocupantes de função-atividade/candidatos à contratação:

    a) 28/01/2010 – divulgação da classificação;

    b) 29/01 e 01/02/2010 – prazo para interposição de recursos;

    c) 02 e 03/02/2010 – digitação das decisões sobre os recursos;

    d) 04/02/2010 – divulgação da classificação final;

    e) 04/02/2010 – divulgação da classificação dos docentes e candidatos à contratação de conformidade com o disposto no artigo 5º da Resolução SE – 8, de 22-01-2010;

    f) 05 e 08/02/2010 – prazo para interposição de recurso;

    g) 09/02/2010 – digitação das decisões sobre os recursos;

    h) 10/02/2010 – divulgação da classificação final.


  737. em 28 janeiro 2010 at 19:11 Michele Carvalho

    Olá professores
    Por favor, alguém poderia me informar qual é a nova bibliografia ou onde posso encontrá-la?
    Desde já agradeço


  738. em 28 janeiro 2010 at 19:13 Luiz Henrique

    Alunos do último ano poderão fazer essa prova em março?
    Quem pode me responder?


  739. em 28 janeiro 2010 at 19:15 Michele Carvalho

    Para Luiz Henrique

    Sim, estudantes de qualquer ano podem fazer a prova. O que importa é que no momento da contratação já se tenha o diploma.


  740. Passei um e-mail pedindo instruções de como entrar com recurso para a Vunesp, no meu caso também aparece sem a correção da questão que foi anulada. caso me respondam, eu repasso aqui.
    Abraços


  741. alexandra

    vou aguardar


  742. Estou com uma dúvida, será que alguém pode me esclarecer?

    Consultando a lista da SE dos professores titulares, em determinada escola da minha região, a maior pontuação que encontrei foi de 27,768.

    Estou no último ano da faculdade e minha pontuação foi 45. Não tenho nenhuma pontuação por tempo de serviço.

    Quem vai receber atribuição primeiro? Eu ou o professor que não atingiu a pontuação mínima?


  743. em 28 janeiro 2010 at 19:24 Luiz Henrique

    Michele,muito obrigado!abraços!


  744. em 28 janeiro 2010 at 19:24 cintiamatukaj

    Já está no site, apenas a geral.


  745. Cintia,

    qual site?


  746. em 28 janeiro 2010 at 19:29 cintiamatukaj

    este mesmo.


  747. Cintia,

    Desculpe, achei que fosse a nova lista de classificação. rsrsrs

    A bibliografia já peguei. Obrigada!!!

    Vc viu a dúvida que postei acima? Será que vc sabe me responder?


  748. Olá! por gentileza, uma professora que se inscreveu para lecionar este ano de 2010, fez a prova dos OFA, e passou só que ela está na categoria L. Como pode isto, se ela se inscriveu para começar a ministrar aulas esse ano.
    Segundo a resolução da categoria L, o profº OFA que entraram em exercício pela 1ª vez entre Junho de 2007 e Junho de 2009, pertencem a categoria L. ADM Lei 500/74 R.G.P.S.
    E porque, esta professora que começará a dar aulas este ano de 2010, foi colocada na categoria L?


  749. em 28 janeiro 2010 at 19:35 cintiamatukaj

    Lorenza primeiro os titulares pois são efetivos, depois os estávei de 1988, os celetistas ( quase não existem) os ofas F, L e assim por diante; mas os que passaram na prova independente de ter terminado o curso ou nao escolhe antes dos que não passaram, serão duas listas com suas respectivas categorias.


  750. Pessoal, postei a resolução de 27/01 sobre a bilbiografia, perfil e competencias para o professor que vai fazer o concurso para PEB II:

    http://diarioeducacaosp.blogspot.com/2010/01/concurso-de-ingresso-para-peb-ii-perfis.html


  751. em 28 janeiro 2010 at 19:39 cintiamatukaj

    muito bacana, vc tem de historia?


  752. Não consegui passar na prova,pois estou com problemas familiares.Alguem sabe por quanto tempo poderei usar o Servidor Público se sou categoria F e perdi a sala dia 31/12?Meu marido tem uma cirurgia séria para fazer.Agradeço quem souber me responder.


  753. em 28 janeiro 2010 at 19:42 cintiamatukaj

    deve ter ocorrido algum engano, mas sorte para ela…


  754. em 28 janeiro 2010 at 19:44 cintiamatukaj

    o F é estável até a aposentadoria ou até algum outro doido entrar no governo, portanto enquanto vc for F mesmo sem aula pois terá de cumprir as 12 horas vc terá o conênio do IANSP.


  755. Luiz Henrique

    É preciso ler o edital, pois é lá que consta a informação sobre o assunto. Há editais, por exemplo, em que a exigência é que se tenha a comprovação de conclusão da graduação até a data de convocação para preenchimento do cargo. Assim, leia o edital, ok!


  756. Oi gente.
    Alguem conseguiu a parte especifica de historia?


  757. é a bibliografia de todas as disciplinas


  758. Cintiamatukaj.
    Olá,
    Verificando a lista de classificação na categoria L, os Os que tiveram nota maior entram na frente dos Ls.Deixando para lá sua experiência e aquilo que ele mesmo lhe atribui a titulo de exercício e qualidade, uma vez que seus pontos vão além de dias letivos, mas também o seu compromisso com a educação e seus alunos.
    A cada dia fico abismada com a falta de organização deste Governo regido por Ratazanas que criam e fazem votação de Leis na madrugada, não oferecendo o primeiro direito de uma democracia a liberdade de apreciação de todas as partes envolvidas e clareza nos processos.
    Vemos também um sindicato dividido, que defende uma única categoria, esquecendo a essência da organização representar uma classe de trabalhadores e não de letras.


  759. em 28 janeiro 2010 at 19:54 cintiamatukaj

    sim, existem muitos erros e injustiças portanto pensaremos melhor este ano antes de votar e precisamos começar a cobrar com clareza quem nós elegemos…
    na verdade também estou bastante chateada com o sindicato que sou associada, agora mudam a bibliografia que nós já haviamos estudado…de que lado será que estão…???? agora fiquei em duvida, mas tudo bem se nós nos ajudarmos uns aos outros conseguiremos vencer um dia.


  760. Cintia, obrigada por responder.

    Então, os titulares que não conseguiram a nota mínima não deveriam estar na segunda lista?

    Eu estou na L, pois estou no último ano, então poder participar da atribuição antes dos titulares???


  761. O que são afinal, “titulares de cargo”???

    São os que continuarão dando aula, mesmo tendo atingido pontuação final de 11, 12 pontos???


  762. Cintiamatukaj
    Olá,
    Gostaria de saber onde vc encontra esses resumos q nos ajudam tanto. Será q vc sabe onde posso encontrar a bibliografia de arte? Se puder me ajudar agradeço muito!


  763. em 28 janeiro 2010 at 20:15 cintiamatukaj

    lorenza titulares de cargo sao os professores efetivos que passaraem concusos anteriores este escolhem primeiro que qualquer se vc for aprovada no concurso deste ano vc tambem sera titular de cargo e nao ofa.


  764. Olá achei esse site: http://apeoesp.wordpress.com e gostaria de fazer uma pergunta para a presidenta da apeoep, mas não consigo. Será que é só para associados?


  765. Olá, por favor, tirem minha dúvida…
    Dei aula desde o início de 2008 até o final do ano passado,
    sempre como profª eventual, nunca tive aula atribuida.
    No meu holerith está assim: ADM LEI 500/74 – EVENT. – RGPS.
    Me falaram que sou categoria I, sendo assim, pegando aula este ano ficarei em 2011 afastada?


  766. em 28 janeiro 2010 at 20:24 cintiamatukaj

    acho tudo na net é só “fuçar” que vc acha. tem este site

    http://educacadoresemluta.blogspot.com/


  767. em 28 janeiro 2010 at 20:27 ANDRE PANACHI

    Ola a todos
    gostaria de informaçoes sobre o processo de atribuição em si, se seguirão apenas uma lista (categoria F), ou outras categorias) e depois os ingressantes
    Tirem essa duvida por favor…
    Estou classificado como PEB I n° 51 da coordenadoria Centro (SP) mas sou ingressante, nunca dei aulas no Estado, será que pegarei aulas ? Há outras 246 pessoas classificadas como categoria F
    Obrigado desde já


  768. Pessoal e a 2º lista saiu ?


  769. Pessoal, alguem poderia me ajudar, por favor!?
    Não sei qual categoria pertenço. Trabalhei por 3 anos seguidos como eventual e dei aulas de reforço em Matemática ( ultimo ano de 2002 e não retornei ao Estado). Desde já agradeço!!!


  770. Um absurdo!!!!!!
    Não desmerecendo um ou outro, mas como pode um aluno que ainda não concluiu nem 50% do curso ou até mesmo 50% poder escolher aulas e vou mais longe, entrar em sala e ministrar de aula tudo isto atraves de uma prova que colocou todos os profissionais e ingressantes na profissão na mesma régua, e assim estes despreparados (pois são pois não se formaram na profissão ainda , e mais para começar não sabem nem o que é um “professor titular de cargo?”absurdo!!!!!!
    O Serra quisera fazer uma forma de MELHORAR a educação do jeito dele e no final colocará alunos de UNIVERSIDADES DIVERSAS da mais variada classificação do MEC para dar aulas para alunos?????
    PARA quem falou que a OAB aplica prova para o advogado exercer sua profissão, está certo mas lembre-se esta prova da OAB são para formados e não para concursantes!!!!!


  771. em 28 janeiro 2010 at 22:04 Edna M V Nunes

    Titular de cargo é prof efetivo, que escolhe antes de todos. Não fez prova em dezembro, fará por merecimento dia 1/02, Só para esclarecer.


  772. LP

    Absurdo é alguém querer dar aulas sem ter o mínimo de conhecimento na sua área de atuação.

    Despreparado é aquele que está em sala de aula, apenas para manter o status quo, e que é um dos grandes responsáveis pelo aniquilamento do ensino em nosso país.

    Eu não desmereci ninguém, mas não vou permitir que vc me desmereça. Talvez eu não soubesse o que significava o termo “titular de cargo”, uma vez que a SE nada faz para esclarecer as muitas siglas que ela mesma criou a partir de leis, que na minha opinião são equivocadas, mas tenho certeza que serei, dentro de poucos meses, uma professora bem melhor que vc, já que não me escondo atrás de desculpas para justificar minha ignorância e falta de vontade.

    Vc pode até achar que um professor “titular de cargo”, que fez 11, 12 pontos (já somado o tempo de serviço), seja mais preparado do que eu pra dar aulas, mas esta é a sua opinião, e eu a respeito.

    Agora, por favor, me respeite também!!!


  773. Esse é nosso governo que bate em cima de inclusão toda hora… e apronta uma dessa EXCLUSÃO….


  774. kkkkk, professor titular de cargo é concursado, não precisa fazer a prova e a classificação deles é decorrente de pontos adquirido com seu respectivo tempo e só, aprende mais uma!!!


  775. LORENZA

    “Um jogador de futball só é considerado PROFISSIONAL quando sai da categoria de base, vai para o time principal e adquire experiência jogando”

    não dá para pegar um jogador da categoria de base escolhendo ao dedo e coloca-lo no time profissional, entende????


  776. A Apeoesp não me representa, ninguém perguntou o que eu achava (talvez não queiram mesmo saber ou não interesse).

    Também não gostei que mudaram a bibliografia.
    :P


  777. Colega, cintiamatukaj,agradeço muito sua resposta,mas tenho duvidas quanto as 12h.Tenho 20 anos de carreira,e dificilmente fiquei sem aulas,será que vou conseguir pelo menos ficar nessas 12hs semanais? Lucia


  778. Crhis
    o interessante que os professores “acomodados” que deram aulas pra vcs!!!
    Ahh vc entendeu a minha mensagem, entaum futball, /futebol, tanto faz!!!rss
    outra eim, sou homem!!!!!Leandro


  779. Chris

    Seu texto está ótimo, concordo com muitos pontos de vista que fez.
    Porém, como endereçou o conteúdo a uma pessoa, e teve a infelicidade de colocar a última frase em todo o contexto, não dá para deixar aqui no blog o seu comentário.
    Normalmente já iria para a lixeira direto, mas havia um conteúdo bom em sua msg, por isso estou lhe escrevendo.
    Dessa forma, peço para não fazer ataques pessoais no espaço, pq não é para essa finalidade que o utilizamos.


  780. em 28 janeiro 2010 at 22:42 Denise Perella

    Cade a nova classificação que deverá sair dia 28
    alguém tem noticias dela ???


  781. Essa nova classificação deve estar vindo de tartaruga…muita organização da parte governo !!!…cumprir prazos com datas só nós professores… que trabalhamos com prazo de entrega assim para ontem…


  782. Conteúdo não é tudo, nem tão pouco experiência no Estado…
    O melhor é sempre um aprender com o outro.

    Entendo algumas coisas dos dois lado, aliás, tendo entender os MUITO lados dessa questão polêmica… E tem de tudo um pouco.

    Tem o cara que é novato e não aguentará o “tranco”, mas tem gente que é novata e vai sim dar certo.

    Tem cara que tem experiência e é um BAITA de um professor bom (conheço dois casos de colegas próximos) e que não foram bem na prova, mas tem gente que é RUIM mesmo e não digo que não deveriam estar numa sala de aula, não deveriam de repente nem ter passado num vestibular.

    (Olha, nesses dois casos que eu conheço, nenhum deles está atirando pedras.)

    Tem o cara ruim que deu sorte, tem o cara bom que deu azar.

    O fato, é que estudar é preciso.

    A única verdade é que só tem garantias quem é EFETIVO. OFA NUNCA FOI GARANTIA DE EMPREGO, sempre caracterizou trabalho TEMPORÁRIO.

    O sistema de atribuições, até a prova aparecer, deixou muita gente confortável.

    A casa do efetivo é de tijolos, a do OFA é de palha. No ano passado o sindicato interviu até que a prova foisse cancelada, e as pessoas tinham ido melhor (inclusive a prova era classificatória e não eliminatória), mas o lobo levou uma rasteira.
    Então o Lobo recuou para planejar o próximo passo… Ele fez um projeto de Lei e votou, assim não ficaria com os entraves da justiça, depois ele dividiu o rebalho em categorias (F, L, S, O, etc, divididos somos menos fortes, ou mais fracos, depende do ponto de vista) e então, só pra fechar com chave de ouro, contratou a Vunesp (que não perde provas), assim ele fez uma prova de 80 questões com um grau de complexidade bem superior à do ano passado. E o lobo sobrou e a casa derrubou.
    O que foi esperto estudou, saindo da casa de palha e indo para outra mais segura (mas tijolos só efetivo!!!).
    Quem achou que o governo não iria se resguardar foi, no mínimo, ingênuo.

    Seria muito bom lançar aqui o chavão “vamos nos unir”…. E bla, bla, bla.
    Mas sou pessimista, não vejo isso tão cedo. Vejo como possível, mas… Fica o “mas”.

    A melhor solução para quem não atingiu os objetivos e para quem atingiu também seja passar no concurso.
    No que precisarem de Química e eu puder ajudar, vamos lá.


  783. Alexandra, excelente sua colocação e não retiro nada.
    tbem sou da área de Química, se vc tem algum material e que possa mandar, ficarei muito grato!!!
    Leandro


  784. estou procurando material de estudo na área de física, alguem poderia me passar?
    obrigado!!!


  785. eu fiz 40 pontos na prova, mas não estava na sala de aula desde 2006 e não achei minha classificação o que eu faço.


  786. elaine

    veja no site da vunesp os seus acertos. Tem um link (bem grande cheio de caracteres) postado anteriormente e na pagina há o item “resultados”.


  787. Prof Hugo,sou categoria F,tenho 20 anos lecionando,me considero uma prof que gosta de se atualizar,mas devido a problemas na familia não consegui a nota necessaria para essa avaliação,fui aprovada nos concursos anteriores(não chegou meu n° por pouco.).A minha dúvida é conseguirei ficar pelo menos com as 12h ? Em que escola?A que ja estou a 6 anos? Obrigado.


  788. Boa noite!

    Onde encontro a nova bibliografia, em que site, alguem pode me ajudar?

    Agradeço desde de ja!


  789. Lucia

    Considerando que vc fez a prova, não atingiu a pontuação mínima e é da categoria F, vc terá direito a 12 horas, que não necessariamente serão em aulas.

    “OS PROFESSORES OFA DA CATEGORIA “F” são aqueles admitidos pela lei 500/74 e considerados estáveis pela lei 1010/07. Esses professores mantêm os mesmo direitos que tinham em 2007, até a sua aposentadoria pela Estado e têm direito a jornada de um cargo, que o Estado mudou de 20 para 12 horas (10 aulas+2 Htpc)…

    …Se não forem aprovados, SERÃO ELIMINADOS DO PROCESSO SELETIVO E NÃO PODERÃO LECIONAR NA REDE ESTADUAL EM 2010.

    Mas, os (apenas) professores da categoria F terão o direito de exercer uma jornada de 12 horas em alguma escola que o Estado determinar, só que em atividades de apoio pedagógico, sem poder lecionar.” extraído do próprio blog em http://professortemporario.wordpress.com/2009/12/26/acaixa-preta-da-educacao-no-estado-de-sao-paulo/

    Dessa forma, terá direito as 12 horas no mínimo. Quanto ao local, será determinado pelo estado (entenda Diretoria de Ensino). Portanto, não há nenhuma garantia de que continuará na escola que atuou em 2009.

    Porém, conforme a mudança nos critérios de classificação, se houver uma maior demanda de professores do que os que foram aprovados, isto implicará na chamada daqueles que não obtiveram a nota e assim vc teria uma chance de lecionar em 2010.


  790. Um pouquinho de humor é válido pessoal! Nós vamos passar nessa bagaça ( concurso). Estarei desde já promovendo uma corrente de oração de um período de nove dias por todos os nomes postados no professor temporário. Estaremos juntos em pensamento todos os nove dias as 17 horas. Deus estará conosco e tenho fé que todos nós passaremos. Dez minutos durante 9 dias a partir de amanhã e 4 horas diárias de estudo. Bjãoo!


  791. LP
    Me escreve e a gente troca figurinha. radioescotista@gmail.com

    Para todos…

    Tenho uma pergunta capciosa… Mas é bom saber logo…
    O professor categoria F que não tirou a nota mínima tem 12 horas de trabalho, mas não aulas atribuídas, certo?
    Como ele não tem aula atribuída ele perde a estabilidade e passa à categoria L? Ou continua como F no ano que vem?
    Quem é bom de legislação ai?


  792. alexandra,
    OK, já está anotado o e-mail, obrigado!!!


  793. Alexandra

    As respostas às suas perguntas estão em: http://professortemporario.wordpress.com/2009/12/26/acaixa-preta-da-educacao-no-estado-de-sao-paulo/ e é complemento da resposta dada a Lucia (28/01/2010 at 23:37 | In reply to Lucia.).


  794. Hugo, tudo bem? Espero que sim… rsrsrsrs Bom, como só vc me responde por aqui, copiei e colei de novo minha dúvida… Talvez esteja meio enrolada, mas vê se dá pra me ajudar… de novo!!

    Aiiiiii, socorro!!!!!!

    Fui hj na DE protocolar meu requerimento justificando minha ausência e tal… Aí, cheguei e entrei aqui pra ver novidades e li que no site da VUNESP constava o resultado… Enfim, eu não fiz a prova pq meu nome não constava em lugar nenhum, muiiiiito enrolado e não adiantava nada brigar (era minha palavra contra a deles), então, por curiosidade entrei na VUNESP e lancei meus dados… RESULTADO: Ausente!!! Pois é!!! Eu tinha inscrição feita, mas preciso saber se é possível que a UE onde é minha sede pode ter feito minha inscrição, pois meu nome constava errado, da mesma forma que digitaram na escola… Enfim, agora tenho numero de inscrição, será que entro com outro recurso alegando que fizeram minha inscrição com meu nome digitado errado, mas mesmo número de doc, talvez por isso tenha dado tantas divergências nas informações e eu acabei sendo prejudicada? ME AJUDEM!!!!

    Obrigada!!


  795. Cynthia

    Vc chegou a ir no local da prova??? consultou o site da vunesp antes da data da prova para ver o local? e o que exatamente aparecia que indicou que vc não estava inscrita?

    Estou perguntando isso, pq terá que entrar com novo recurso para tentar a atribuição. E se tiver mais informações e sua “história” do que aconteceu até o dia da prova, quem sabe não consiga ajudá-la novamente…


  796. Oi Hugo!!! Que bom que vc está aqui… Então, vou tentar explicar com calma, assim não atropelo nada… Protocolei o recurso que fiz(emos) ontem, explicando que após fazer minha inscrição não aparecia nada, nem protocolo, nem número, nada… Expliquei todas as minhas tentativas e apontei divergências nas informações, do tipo das listas que saiam no site da DE com candidatos inscritos na DE e não a VUNESP (meu nome não apareceu, assim julguei que estava td certo), lista de inscrições indeferidas por falta de documentos ou por não constar inscrição na VUNESP (nessa meu nome tbm não estava), enfim, mandei o recurso, essas listas e meu histórico de acesso ao site como provas. Quando voltei da DE e vi aqui que tinha resultado no site da VUNESP entrei por curiosidade e aí, lançando meu cpf apareceu meu nome digitado errado (como está no meu holerite) e eu como ausente! Sinceramente, não sei o que houve! Estou desconfiada que minha sede fez uma inscrição cancelando automaticamente a que eu tinha feito e não me avisaram (se isso for possível), e se isso aconteceu, é por isso que eu não encontrava meu nome em nenhuma lista, pois estava escrito errado e este errado estava inscrito!! Antes da prova tentei várias vezes entrar no site da VUNESP, mas nunca conseguia acessar o status da minha inscrição… nunca estava “aberto”, qdo chegou perto da prova e vi que eu não tinha lugar pra fazer a prova liguei na VUNESP e não sabiam explicar… Liguei na DE e aquilo é mais vergonhoso ainda… ninguém sabe nada (inclusive quem me atendeu hoje lá… ai que estress)… enfim, na ocasião sumiram com minha inscrição, eu sem o protocolo pra provar e tendo que debater a minha palavra contra dos poderosos… claro, não deu em nada e eu não pude realizar a prova com a alegação de não ter concluido minha inscrição… agora não sei o que faço… naquela DE ninguém (ou pelo menos não cruzei o caminho de ninguém) com boa vontade pra me orientar… há possibilidade da minha sede ter feito inscrição e ter cancelado a minha? pois acho que foi isso o que houve e tô pensando no novo recurso anexar cópia do meu holerite provando que lá meu nome está incorreto exatamente como na inscrição… vc tem alguma ideia???? please… não sei o que fazer… vou acabar perdendo a chance de me inscrever para o CEL tbm, isso não é justo!!!


  797. Cynthia

    Vou responde-la no seu e-mail assim que pensar em algo, já que isso é um tanto particular e tb para não ficar poluindo o espaço. Caso alguem queira ver o que foi enviado via e-mail é só pedir que coloco aqui.


  798. Hugo,

    Novamente obrigada pela atenção!

    Vou aguardar o email.


  799. Pessoal, se tem uma página neste blog específica para conteúdos, porque alguns insistem em usar esta página que é sobre ‘atribuiçao’ para encher de conteúdos? Vamos organizar a casa, este blog tem sido uma ótima ferramenta para nos ajudar.


  800. oque é DI1 e DI2 no DRHU???


  801. Olá colegas,
    Antes de postar minha opinão e dúvidas, que por sinal são inúmeras, procurei por resposta nos posts dos colegas. Porém, não encontrei.
    1º – Sou categoria F – Tive 34 acertos na prova, com minha pontuação somaria 44 pontos. Como no site da Apeoesp estava publicado que o mínimo exigido seria 32 acertos para estar dentro da classificação, fiquei tranquila. Porém, quando saiu a classificação e vi que meu nome não constava na lista, fiquei extremamente preocupada. E o que me deixou confusa, foi o fato de ver o nome de colegas e amigas de trabalho que tiveram 31, 33 e 37 acertos constarem na lista. Minha amiga que acertou 33 pontos, até me ligou e pediu para eu correr atrás, ligar para a apeoesp etc.
    Enfim, me sinto de mãos atadas…Liguei na D.E, mas, pelo que pude perceber eles estão pior do que nós, não sabem dar informações.
    2º – Acredito que o momento é de desespero para todo mundo, pois, temos famílias, dívidas e dependemos de nossa profissão que conquistamos com muita luta, garra e determinação. Cada um de nós, sabemos o que passamos para chegar até aqui.
    Somos preparados para trabalhar com inclusão e não exclusão, é sacanagem o que estão fazendo com a nossa categoria.
    Respondendo alguns posts, “Concurso” não se gera apenas por competência é sorte. Conheço pessoas que passaram nesta prova de professor temporário que tanto escreve como fala errado. Será que ele então está preparado para lecionar? Somos espelhos, temos que nos policiar, falar e escrever corretamente é primordial para um educador. Agora para quem postou que a prova não estava difícil, acredito que tenha acertado 100%, pois, com uma bibliografia imensa e um tempo escasso para estudar, devido a jornada de trabalho, acredito que a sorte deve ter ajudado e muito.
    Enfim…Não estou postando minha opinião para agredir ninguém, muito pelo contrário, temos que nos unir cada vez mais, pois, nossa vida profissional é que está em jogo.

    Um abraço a todos!


  802. Adriele

    Se você teve essa quantidade de acertos e tem pontos suficientes para serem somados a esses acertos, entre com recurso, vá atrás, não desista. Você tem até o dia 1º para manifestar-se, segundo critérios da S.E.


  803. Olá a todos.

    Eu já postei algumas mensagens aqui no blog, e confesso que me excedi bastante. Acho que temos dois lados da história o dos professores que já estão na ativa faz tempo e os ingressantes , dentre eles os estudantes.
    Sinceramente eu acho correta a atitude do estado de classificar os professores, afinal experiência conta muito, mas o conteúdo também é importante. Só que a maneira como os alunos são tratados por professores que estão na ativa há algum tempo, também não é adequada.
    Estou no segundo ano sim, e pretendo ser professor. Falar isso em certas universidades como a USP onde estudo por exemplo, não é lá muito bem visto. As pessoas sempre perguntam? Por que você não segue carreira acadêmica etc.Muitas vezes nos olham com desprezo.
    Porém sigo com meus objetivos. Me inscrevi como todos aqui em um processo onde as regras estavam claras, os professores que não atingissem 50% na prova estariam eliminados do processo. Como isso não foi possível, devido ao mal preparo dos professores então foi proposta a reclassificação dos mesmos mas em último plano.
    Então começam a atacar os alunos, dizendo que não estão preparados etc. Sinceramente na universidade em que estudo a única coisa que aprenderei é o conteúdo msm, experiência na sala de aula somente com a prática. NENHUMA, universidade ensina isso. Portanto me sinto preparado para dar aulas sim, não é apenas um diploma que fará a diferença. Eu escolhi fazer um curso de 6 anos, enquanto no mercado se encontram cursos de Letras de até 2 anos e meio.
    Em meio a isso tudo, com a nova geração querendo participar do magistério, o que acho uma coisa ótima. Sou ofendido por alguns membros do fórum, sendo chamado de “pessoa de 5a categoria.
    Fico realmente extremamente decepcionado com a postura da classe, e talvez seja obrigado a aceitar a opinião de meus colegas, de que ser professor não compensa. Só é professor quem não consegue coisa melhor. Realmente cada vez fica mais difícil contrariar essa opinião.

    Fica aqui o meu relato.

    Grato.


  804. em 29 janeiro 2010 at 07:26 Carlos oliveira

    RESOLUÇÃO DE HOJE SOBRE ATRIBUIÇÃO LEIAM COM ATENÇÃO

    PUBLICADO DO D.O DE HOJE 29/01/2009

    DEPARTAMENTO
    DE RECURSOS HUMANOS
    Portaria DRHU 9, de 28-1-2010
    Estabelece cronograma e diretrizes para o processo
    de atribuição de classes e aulas do ano letivo de
    2010 e dá providências correlatas
    O Diretor do Departamento de Recursos Humanos, tendo
    em vista a necessidade de estabelecer diretrizes, datas e prazos
    para o desenvolvimento do processo de atribuição de classes e
    aulas de 2010, expede a presente Portaria.
    Art. 1º – A atribuição de classes (Ciclo I/EF), aulas (EF/EM)
    e aulas das classes/salas de recurso e de Educação Especial
    (SAPE), na Etapa Preliminar do processo inicial, exclusiva a
    docentes devidamente habilitados, nos termos do “caput” do
    artigo 12 e do “caput” do artigo 16 da Resolução SE 98, de
    29/12/2009, obedecerá ao seguinte cronograma:
    I – dia 03/02/2010 – MANHÃ – Fase 1- na Unidade Escolar,
    aos titulares de cargo, para constituição de jornada;
    a) classificados na Unidade Escolar;
    b) dos removidos “ex officio” com opção de retorno
    II – 03/02/2010 – TARDE – Fase 2 – Diretoria de Ensino – aos
    titulares de cargo não atendidos, parcial ou integralmente, em
    nível de Unidade Escolar, para:
    a) Constituição de Jornada, na seguinte ordem:
    a.1 – aos docentes não totalmente atendidos na Fase 1;
    a.2 – aos adidos e excedentes, em caráter obrigatório.
    b) Composição de Jornada, na seguinte ordem:
    b.1 – aos parcialmente atendidos na constituição;
    b.2 – aos adidos, em caráter obrigatório e nesta ordem
    III – 04/02/2010 – MANHÃ – Fase 1 – Unidade Escolar – aos
    titulares de cargo para: Ampliação de Jornada.
    IV – 04/02/2010 – TARDE – Fase 2 – Diretoria de Ensino -
    aos titulares de cargo não atendidos na Unidade Escolar, para:
    Ampliação de Jornada.
    V – 05/02/2010 – MANHÃ – Fase 1 – Unidade Escolar – aos
    titulares de cargo, para: Carga Suplementar de Trabalho.
    VI – 05/02/2010 – TARDE – Fase 2 – Diretoria de Ensino – aos
    titulares de cargo, não atendidos na Unidade Escolar, para Carga
    Suplementar de Trabalho.
    VII – 06/02/2010 – MANHÃ – Fase 2 – Diretoria de Ensino:
    a) aos titulares de cargo para designações nos termos do
    artigo 22 da Lei Complementar N.º 444/1985.
    b) Docentes Ocupantes de Função-atividade para atribuição
    de carga horária na seguinte conformidade:
    b.1) docentes estáveis;
    b.2) docentes celetistas.
    VIII – 08 e/ou 09/02/2010 – Fase 2 – Diretoria de Ensino,
    de acordo com calendário fixado e divulgado por cada uma das
    Diretorias de Ensino:
    a) aos docentes ocupantes de função-atividade abrangidos
    pela L.C. nº 1010/2007;
    b) aos demais docentes ocupantes de função-atividade e
    candidatos à contratação.
    Art. 2º – A Etapa Intermediária de atribuição das classes,
    aulas e classes/aulas de recurso e de Educação Especial (SAPE)
    remanescentes, aos inscritos no processo, que estejam qualificados
    nos termos do § 1º dos artigos 12 e 16 da Resolução SE 98
    de 29/12/2009, ocorrerá na seguinte conformidade:
    I – 10/02/2010 – Manhã – Fase 1 – Unidade Escolar – para
    composição de jornada e/ou de carga suplementar dos titulares
    de cargo e para aumento da carga horária dos estáveis,
    celetistas e demais ocupantes de função-atividade/candidatos
    à contratação, já contemplados na Etapa Preliminar com aulas
    desta unidade;
    II – 10/02/2010 – Tarde – Fase 2 – Diretoria de Ensino – para
    composição de jornada e/ou de carga suplementar de titulares
    de cargo e para carga horária dos estáveis, celetistas e demais
    ocupantes de função-atividade/candidatos à contratação, não
    atendidos na Fase 1 (unidade escolar) ou que não participaram
    da atribuição da Etapa Preliminar.
    Art. 3º – A Etapa Complementar será realizada na Diretoria
    de Ensino, em 11/02/2010, com a atribuição de classes e
    de aulas remanescentes das etapas anteriores e mais as que
    surgiram nesse período e estejam bloqueadas nas unidades
    escolares, a todos os docentes e candidatos à contratação, inscritos
    e classificados para o processo, nos termos dos respectivos
    “caput” e parágrafos 1º e 2º dos artigos 12 e 16 da Resolução
    SE N.º 98/2009.
    Art. 4º – A atribuição prevista nos artigos anteriores envolvendo
    os docentes não efetivos e os candidatos à contração só
    será possível aos que alcançaram os índices mínimos fixados
    para a qualificação na prova do processo seletivo.
    § 1º – Encerrado o processo inicial de atribuição de aulas
    de que tratam os artigos anteriores, em remanescendo saldo,
    as classes e/ou aulas poderão ser atribuídas aos docentes e
    candidatos à contratação, classificados de conformidade com o
    disposto no artigo 5º da Resolução SE – 8, de 22 de janeiro de
    2010, respeitando a ordem de prioridade das faixas de situação
    funcional e das habilitações/qualificações docentes, bem como
    os distintos campos de atuação.
    § 2º – A atribuição de que trata o parágrafo anterior, onde
    houver, ocorrerá entre os dias 12 e 17 de fevereiro de 2010, respeitado
    o domingo e o feriado de carnaval, devendo a Diretoria
    de Ensino divulgar a data e o horário da atribuição até o dia 11
    de fevereiro de 2010.
    Art. 5º – A atribuição de classes ou aulas a portadores de
    deficiência, no processo inicial, far-se-á com observância às
    faixas de habilitação e de qualificação docentes, por campo de
    atuação e/ou por disciplina, na seguinte conformidade:
    I – a cada 10 (dez) docentes/candidatos, com classe/aulas
    atribuídas, pela listagem geral de classificação, será acionada a
    listagem especial dos portadores de deficiência, para se atribuir
    classe/aulas ao mais bem classificado;
    II – o docente/candidato portador de deficiência, dependendo
    de pontuação elevada que possua, poderá ser atendido antes
    pela listagem geral dos inscritos, do que pela listagem especial;
    III – em qualquer caso, o portador de deficiência somente
    poderá participar da atribuição uma única vez, por campo de
    atuação, por disciplina e por faixa de habilitação/qualificação.
    Art. 6º – Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação,
    ficando revogadas as disposições em contrário.
    Portaria DRHU – 10, de 28-1-2010
    Altera dispositivos da Portaria DRHU-06, de 12-01-
    2010, publicada em 13-01-2010.
    O Diretor do Departamento de Recursos Humanos, considerando
    a necessidade de retificar datas e prazos para a divulgação
    da classificação dos inscritos, do processo inicial de atribuição
    de classes e aulas de 2010, expede a presente Portaria.
    Art. 1º – O inciso II do artigo 1º da Portaria DRHU-06, de
    12-01-2010, passa a vigorar com a seguinte redação:
    “II – Ocupantes de função-atividade/candidatos à contratação:
    a) 28/01/2010 – divulgação da classificação;
    b) 29/01 e 01/02/2010 – prazo para interposição de recursos;
    c) 02 e 03/02/2010 – digitação das decisões sobre os
    recursos;
    d) 04/02/2010 – divulgação da classificação final;
    e) 04/02/2010 – divulgação da classificação dos docentes
    e candidatos à contratação de conformidade com o disposto no
    artigo 5º da Resolução SE – 8, de 22-01-2010;
    f) 05 e 08/02/2010 – prazo para interposição de recurso;
    g) 09/02/2010 – digitação das decisões sobre os recursos;
    h) 10/02/2010 – divulgação da classificação final.
    Parágrafo único – para possibilitar a conclusão das digitações
    das inscrições, o sistema Jati estará disponível até as 22:00
    horas, nos dias 03 e 09/02/2010.
    Art. 2º – Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação,
    ficando revogadas as disposições em contrário.


  805. Bom Dia!

    Sou categoria L e acertei 34 questões, além de ter 6,500 pontos, porém não localizei meu nome na lista de classificação. Alguém sabe quando sairá uma nova lista? São tantas informações que estou um pouco confusa; se alguem puder me orientar, eu agradeço.

    Grata,


  806. Carlos oliveira,
    Os professores da categoria F que passaram na prova ainda poderão pegar aula na frente dos que não atingiram a pontuação,ou seja, ainda existem duas listas de classificação?
    Muito obrigada.


  807. Daniela…
    Bom Dia!
    Pelo que entendi a 2º listagem sairá em 04/02/2010

    – Ocupantes de função-atividade/candidatos à contratação:
    a) 28/01/2010 – divulgação da classificação;
    b) 29/01 e 01/02/2010 – prazo para interposição de recursos;
    c) 02 e 03/02/2010 – digitação das decisões sobre os
    recursos;
    d) 04/02/2010 – divulgação da classificação final;
    e) 04/02/2010 – divulgação da classificação dos docentes
    e candidatos à contratação de conformidade com o disposto no
    artigo 5º da Resolução SE – 8, de 22-01-2010;
    f) 05 e 08/02/2010 – prazo para interposição de recurso;
    g) 09/02/2010 – digitação das decisões sobre os recursos;
    h) 10/02/2010 – divulgação da classificação final.
    Parágrafo único – para possibilitar a conclusão das digitações
    das inscrições, o sistema Jati estará disponível até as 22:00
    horas, nos dias 03 e 09/02/2010.
    Art. 2º – Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação,
    ficando revogadas as disposições em contrário.U.


  808. em 29 janeiro 2010 at 08:59 silvana jac

    Então a 2ª lista só vai sair dia 04/02 é isso?


  809. A todos. Observem este trecho da resolução:

    § 1º – Encerrado o processo inicial de atribuição de aulas
    de que tratam os artigos anteriores, em remanescendo saldo,
    as classes e/ou aulas poderão ser atribuídas aos docentes e
    candidatos à contratação, classificados de conformidade com o
    disposto no artigo 5º da Resolução SE – 8, de 22 de janeiro de
    2010, respeitando a ordem de prioridade das faixas de situação
    funcional e das habilitações/qualificações docentes, bem como
    os distintos campos de atuação.
    § 2º – A atribuição de que trata o parágrafo anterior, onde
    houver, ocorrerá entre os dias 12 e 17 de fevereiro de 2010, respeitado
    o domingo e o feriado de carnaval, devendo a Diretoria
    de Ensino divulgar a data e o horário da atribuição até o dia 11
    de fevereiro de 2010.

    SEM QUERER SER ALARMISTA – A SITUAÇÃO DO NÃO APROVADO É MUITO COMPLICADA.
    Alem de não poder participar da atribuição do saldo inicial, o professor não aprovado só poderá escolher aulas após os professores aprovados escolherem as aulas que forem desbloqueadas em segunda atribuição, ou seja, só terá noção da sua situação após dia 17/02/2010.


  810. BOm dia! Tenho uma dúvida:
    Liguei ontem na delegacia de ensino e me informaram que os professores categoria “F” q n passaram vão atribuir aula na frente dos “L” que passaram. Isso é vdd ou o cara da DE tá viajando na maionese? Já comecei a me questionar o pq dessa prova se nada foi mudado…n adianta ter ido bem na prova se quem n passou vai atribuir na frente…


  811. em 29 janeiro 2010 at 09:10 silvana jac

    Ja esta disponivel para recurso na vunesp.


  812. Mayara…
    Literalmente esse “cara” tá viajando na maionese..rsrsrs…
    Pela Resolução SE 8 e pela portaria de DHRU de hoje, atribui aula TODOS OS CLASSIFICADOS e após (sobrando saldo), os que não atingiram a pontuação….


  813. Sérgio…

    Sabia que analisando a situação dos candidatos não aprovados eu não fiquei tão pessimista assim…rsrs

    Estão todos nervosos porque alunos irão atribuir na frente de habilitados, mas olhando a lista de alunos , são pouquíssimos os que passaram….

    Ahh, também depende da disciplina, né?

    Mesmo assim acredito que ainda sobre aulas, e a APEOESP diz isso a todo momento…então
    os aprovados(incluindo todas as categorias) ainda são a minoria…


  814. Bom dia!

    A todos os professores minha solidariedade.
    Bem, mais uma vez a ladainha de sempre, que vai pegar ou não aula, o que será que o governo vai aprontar desta vez? e sempre a mesma coisa .
    Sou esposa de professor e sei como é difícil a vida de um professor.
    Porem o que vejo é uma classe muito desunida, eu acredito que os professores tem que encontrara um meio de se promover, fazer sua própria propaganda. O governo faz propaganda dele dizendo fiz isso fiz aquilo, coloca no jornal dizendo que os” professores estão mal preparados “. e todo mundo acaba comprando a idéia porque? porque não a quem fale por vcs, tem que haver alguém pra falar na imprensa gritar aos quatro ventos o que realmente acontece dentro do mundo dos professores mostrar para a sociedade o que realmente acontece, a verdade sobre a falta de compromisso do estado para com todos nos, professores, pais e filhos.
    Precisa- se pensar melhor na maneira, que vcs professores vem conduzindo a luta de vcs não serão mais uma voz abafado no meio da impunidade e da ignorancia da nossa sociedade.


  815. Lilian

    Leia com atenção os artigos 3 e 4.
    Acredito que a grande maioria dos não aprovados colocou-se nesta posição. Explico: não se inteirou das regras ou as ignorou; Com ingenuidade pensa que o corpo juridico da SEE é igualmente ingênuo.
    O processo que se instala este ano é retalhação ao que aconteceu com a prova anterior (2008/2009). Não esqueça que uma secretária caiu e atribui-se a isso, um dos principais motivos.
    O José Serra é candidato à presidência e não tenha dúvida que irá atribuir responsabilidade aos professores não aprovados pela situação da educação. Isso é negócio. Se for verdade que 50% dos Ofa não foram aprovados, estamos falando em cêrca de 50 mil votos. Você concorda que conhecendo o “politico” como conhecemos ele irá ficar em duvida de trocar isso pela possibilidade de trocar isso pela possível simpatia dos demais eleitores de SP que somam milhões de votos. Com exceção da revista Carta Capital, todo o restante da mídia está sob seu controle. Acredite, eu sei o que estou falando.
    Um forte abraço


  816. Bom dia Daniela,

    Bom vc acertou 34 questões mas para estar na lista dos aprovados vc precisa pegar os dias trabalhados (consta no anexo) e não a sua pontuação e multiplicar por 0,004 o resultado vc soma a seus acertos se for = ou maior que 40 vc estará nesta primeira lista caso contrário vc deverá aguardar a segunda

    Espero ter ajudado
    Um grde abraço


  817. em 29 janeiro 2010 at 10:02 silvana jac

    Sérgio

    Desculpa por entar na sua conversa com a colega Lilian, mas se esse n. for real, pode ter uma dimensão bem maior pois envolve a família e os agregados. No meu caso são 27 sete votos a menos se isso se multiplicar pelos familiares de outros colegas. O Serra pode tomar uma rasteira, imagina quantos universitários existe na área da educação e quantos pretende entrar.
    Já ouviu aquele ditado “beija meu filho e adoça minha boca”


  818. Eu sou professora há 10 anos da rede ja fui aprovada em concurso publico e nao fui chamada, e nessa prova nao passei apesar de ser categoria F, conheço meu trabalho, foi um dia ruim….


  819. Oi gente.
    Sera que alguem poderia me dizer onde encontro toda a bibliografia ja atualizada pro concurso?
    Achei tantas diferentes que me confundi toda, agora não sei mais quais são as atuais.
    Como não sei mecher muito bem no pc não consigo acessar
    a pagina certa do diario oficial.
    Se alguem puder me ajudar fiacarei muito agradecida.


  820. Professor temporários

    Aos professores da categoria que não foram aprovados no processo seletivo, um secretária de escola me disse que essa estabilidade será dada até o 2011, e que se os professores reprovados novamente perderam essa estabilidade, porem eu quando li a lei que fala sobre esse assunto eu não achei isso escrito lá, minha pergunta: o professor estável por essa lei fica trabalhando ate conseguir passar nas provas ou em 2011 ele realmente perde a sua estabilidade se não for aprovado novamente no processo, como disse antes ja fui aprovada em concurso publico do estado mas não fui chamada, mas as pessoas estão fazendo terrorismo e eu alguns colegas estão sofrendo com isso.

    leio o site todos os dias parabens pelo trabalho de todos que colaboram com as informações postadas aqui….

    Rosana


  821. Sergio…

    De qual DE voce é?


  822. Professor tire uma duvida minha por favor!
    Sou formada desde 2007,mas só tenho em mãos o atestado de conclusão e o histórico,pois estou em acordo com a faculdade pois tem umas prestações em atraso,sou categoria L e apareço na 1º listagem.No dia da atribuição sera que com esses documentos que tenho em mãos posso pegar aula caso chegue minha classificação.
    Me responda por favor.Obrigada.


  823. Pessoal, por favor esclareçam-me uma dúvida?
    Possuo Licenciatura Plena, e nunca dei aula na rede estadual. Prestei o processo seletivo e fui aprovado, ou seja, estarei ingressando pela 1ª vez. Em que categoria me enquadro, uma vez que na classificação apareço na categoria L. Sou realmente categoria L?


  824. Achei uma vergonha essa prova da Vunesp sendo considerada de tal forma como foi, quando deveria ser apenas somada aos pontos que cada professor tem ao longo da sua carreira, tempo este de experiência, convivência com a realidade do ensino público. Não sou contra a prova, acho até positiva, mas que fosse realizada de outra forma, pois não tivemos tempo para nos prepararmos, final de ano, entrega de notas, conselho de classe, enfim, aquela correria que todos passamos nessa época, sem contar que não tivemos opção de realizar uma prova referente a disciplina que estávamos trabalhando. Como no meu caso, fiz prova de Matemática, mas sempre lecionei Física. A minha conclusão é, quem se deu bem foram professores novos, alguns até que estavam sem aulas e que tiveram mais tempo que nós para se prepararem para a prova.

    Odair Tonelotti ( professor ACT – 28 anos )


  825. em 29 janeiro 2010 at 11:34 silvana jac

    Professor temporário

    estou com uma duvida em preencher o formulário para inscrição do concurso, no campo q


  826. Bom dia!

    Já sou bacharel e atualmente, faço a minha licenciatura para poder lecionar, pois é algo que gosto muito. Porém, o que eu vejo aqui é uma discussão extrema sobre se os docentes devem ou não passar por uma prova onde se exige um mínimo de conhecimento. Pois bem, na minha área, química, o que pude ver foram questões muito próximas a qualquer vestibular, inclusive mais simples do que aqueles aplicados pela FUVEST ou UNICAMP.

    Um mínimo de 50% de acertos é um percentual razoável para um professor que se proponha a preparar seus alunos para enfrentar o mercado de trabalho e também uma universidade. Vejo muitos de meus colegas de licenciatura não serem capazes de fazer um simples cálculo de porcentagem, algo básico para um professor da área de exatas.

    Creio que esta prova veio a calhar naquilo que se propunha, retirar do sistema aqueles que estão viciados e acomodados pelo tempo de serviço. Vejo os que realmente estão interessados em melhorar a educação deste país se preparando todos os dias para dar o melhor de si nas salas de aula.

    Portanto, para aqueles que discordam do método da SEE, acham que é um jogo eleitoreiro ou coisa do gênero, ou ainda reclamam que não tiveram tempo suficiente para estudar, sinto lhes informar que o pedido na avaliação não foi além daquilo que é ensinado no dia-a-dia, sendo que todos nós estudamos isso ao longo do ano.

    Sei que minha opinião é discordante aqui, porém vejos muitos criticarem, mas poucos sugerindo meios efetivos para a melhora do ensino. Quem sabe, esta avaliação não se torna algo útil? Só o tempo dirá.


  827. em 29 janeiro 2010 at 11:37 silvana jac

    desculpa apertei a tecla errada!!!!!

    continuando….

    no campo que pergunta se eu ja fui funcionária publica não sei o que colocar, pois fui eventual em 2009.
    pode me ajudar?


  828. em 29 janeiro 2010 at 11:45 cintiamatukaj

    silvana tambem fiquei com esta duvida mas nos nao somos funcionarios publicos pois nao somos concursados, eu deixei em branco este campo, se caso passar na prova depois eu vejo como fica, agora nao sei vc da uma ligada na DE e pergunta, isso se alguem la estiver diposto a responder rsrsrsrsrsr


  829. Eleição 2010.

    Politico não faz concurso, ganha voto: o seu e o meu.

    Os politicos não se elegem; nós é que votamos neles…


  830. Quais documentos precisa apresentar quando forem te atribuir aula,além do RG.


  831. em 29 janeiro 2010 at 12:05 Denise Perella

    Claudia
    Para começar vc deveria solicitar seu Diploma independente de estar em acordo com a instituição
    ela não pode negar o seu diploma,pois é contra a Lei
    se a instuição estiver negando seu diploma por motivos
    financeiros,vc poderá entrar com um processo judicial.
    No dia da atribuição vc poderá sim levar os doctos mencionados eu sei que tem um prazo depois que vc
    se concluiu o curso para obrigatoriamente apresentar
    o diploma só não vou saber te responder qual o prazo.


  832. Prof HUGO
    Obrigado pela sua resposta,pq o que quero realmente não é pegar aula(apesar de precisar do salário),mas é continuar usando o Servidor Estadual.Fiquei mais tranquila.Mais uma vez obrigado.


  833. em 29 janeiro 2010 at 12:48 Carlos oliveira

    Pessoal,

    Saudações a todos!!!!!

    Tenho lido muito coisa nesse blog, quero acrescentar mais algumas.

    1 – HOJE foi publicado a instrução DRHU, sobre o cronograma de atribuição e preste bastante atenção.

    a) Efetivos
    b) Celetistas
    c) Estáveis
    d) OFA CATEGORIA “F” QUE PASSOU NA PROVA
    e) CATEGORIA “L” QUE PASSOU NA PROVA.

    Sobrando aulas REPITO – SOBRANDO AULAS E NÃO TENDO MAIS NENHUM HABILITADO QUE PASSOU NA PROVA, SOMENTE ENTÃO SERÃO OFERECIDAS AULAS PARA OS QUE NÃO PASSARAM NA PROVA ( OS PRIMEIROS COLLOCADOS), ~LONGE DE MIM DESANIMAR OS COLEGAS, MAS VAI FALATR AULAS ATÉ PARA OS EFETIVOS, ENTÃO FIQUEM BEM PREPARADOS.

    SOLUÇÃO VAMOS PARTIR PARA OUTROS CONCURSOS E OU PARTIR PARA AS PREFEITURAS.

    BOA SORTE A TODOS

    Carlos – Guaratingueta


  834. Professor temporario

    Conferi na vunesp a minha classificação, sairam duas cada uma com um numero de inscrição, uma consta nota ) ausencia total, na outra 34 pontos como tenho 6 acho que deveria sair na 1ª lista da SEE . Será que estou interpretando errado, na inscrição tinhamos que escolher duas opções é no resultado cada opção saiu com um número de inscrição. Isso esta correto? Tenho ou não que entrar com recurso? Se eu tiver que entrar com recurso peço que me ajude no questionamento e no que embasamento. No questinamento tudo bem mas, embasado em que?
    E eu nem sei quanto tempo temos para entrar com recurso junto a vunesp e a Diretoa de ensino.

    Maria Cristina.


  835. em 29 janeiro 2010 at 13:03 Carlos oliveira

    Colegas,

    Vejo (leio) muitos perguntando sou categoria “F” sou categoria “L” e fiz tantos pontos, passie, não passei???????

    E o seguinte:

    Para passar tinha que acertar 40 PONTOS ou mais, qualquer categoria.

    Como a quantidade de reprovados foi muito grande o governo então abriu a seguinte “BRECHA’ – quem fez 32 pontos poderia somar com o tempo de serviço até atingir os 40 pontos necessários.

    AGORA GENTE PELO AMOR DE DEUS quem fez menos que 32 pontos, COM QUALQUER TEMPO DE ESTADO 2 anos, 15 anos, 20 anos, 29 anos está REPROVADO.

    Os categorias “F” reprovados ainda terão 10 aulas atribuidas, para serviços na escola.

    Fora essa realidade ( e dura) e reprovação mesmo.

    Existe uma esperança para os reprovados de qualqeur categoria – passar no concurso e sair desta condição ainda este ano, mesmo que o governo não chame para assumir em carater efetivo.

    Então pessoal reafirmo – partir para outros concursos..

    Estudem, leiam bastante.

    TODOS NOS TEMOS CONDIÇÕES DE PASSAR BASTA ESTUDAR.

    De coração deixo meu abraço a todos.

    Carlos de Guaratingueta


  836. Carlos Oliveira, não concordo muito com sua ideia de que faltará aulas em 2010, professores estáveis, efetivos, celetistas e ofas sempre estiveram na rede, não surgiu professor do além este ano, na minha humilde opinião, o que esta acontecendo e uma reorganização (bom pra uns e ruim pra outros) na classificação do professor no momento da atribuição. Mas concordo com o seu ponto de vista sobre novos rumos para a carreira, pois todas essas mudanças boas ou não que vem acontecendo nos desanima, pois sempre somos os últimos a saber, o que valia ontem, hoje já não vale mais e amanhã só Deus sabe……..
    ABRAÇOS


  837. Denise Perella
    Muito obrigado pelo esclarecimento.Fico grata.


  838. Olá gostaria de saber com urgencia se já saiu a segunda lista , onde posso encontrá-la? Grata


  839. em 29 janeiro 2010 at 14:15 Adriana Toledo

    Professor Hugo, sou eventual desde 2009, passei na prova e gostaria de saber se tenho chances de pegar as minhas aulas esse ano e se essa questão de contratação é para nós eventuais também.

    Estou mega confusa porque cada hora falam uma coisa, me ajude.

    Beijos !!


  840. em 29 janeiro 2010 at 14:31 silvana jac

    Obrigada Cintia, vou deixar em branco, ligar na diretoria não é uma boa idéia eles não respondem nada.

    Aproveitando a pergunta da colega Adriana, como será que vai ficar a contratação dos eventuais, pois alguém vai ter cubrir as faltas.


  841. Liliam! Obrigada pelo esclarecimento!
    Eu tinha lido a resolução e achei que já tinha mudado tudo de novo (cada vez q eu ligo na DE eles falam sobre novas mudanças)…Agora fico mais calma! Abraço a todos e obrigada mais uma vez!


  842. em 29 janeiro 2010 at 14:40 marcia tozzi

    oi cintia matujak estou deixando para vc me msn se puder me add bjs lindodia para vc !!!
    marcia_riostozzi@hotmail.com
    lutar sempre
    vencer talvez
    desistir jamais


  843. Olá pessoal!
    Alguém poderia sanar esta minha dúvida?
    Possuo Licenciatura Plena, e nunca dei aula na rede estadual. Prestei o processo seletivo e fui aprovado, ou seja, estarei ingressando pela 1ª vez. Em que categoria me enquadro, uma vez que na classificação apareço na categoria L. Sou realmente categoria L?


  844. em 29 janeiro 2010 at 14:49 silvana jac

    Sim Zaias sua vategoria é L


  845. em 29 janeiro 2010 at 14:51 silvana jac

    desculpa “categoria”

    meu teclado não tem mais letras, rssss……


  846. em 29 janeiro 2010 at 14:53 silvana jac

    A classificação esta com data do dia 28/01, mas o meu nome continua da mesma forma 0000.


  847. Já saiu a classificação para quem acertou menos de 40 questões? Em que site vejo?


  848. em 29 janeiro 2010 at 15:10 Carlos oliveira

    Para

    Barbara.

    Realmente não tem professor “vindo” do além.

    Só que você esqueceu-se alguns detalhes,que estão ocorrendo aqui na minha região – Guaratinguetá.

    Muitas escolas foram municipalizadas ( e no municipio pelo menos por aqui o máximo que a prefeitura oferece de aulas para o professor são 25 aulas.)
    Além do mais muitas salas de aulas foram fechadas no estado.

    O Governo está investindo pesado nas FATECS, só aqui do meu lado estão inaugurando adoidado.

    Então são duas situações:
    Municipalização
    e salas de aulas sendo fechadas.

    Porisso reafirmo – a solução são as aulas da Prefeituras que com o tempo vão precisar de professores.

    Espero ter esclarecido.

    Um Abraço

    Carlos de Guaratingueta


  849. Carlos,

    Enquanto nas redes públicas o ensino não tiver qualidade suficiente para capacitar os alunos, a educação é abordada como negócio pelas instituições privadas. Tal negócio mostra-se cada vez mais rentável.

    Quem terminou o ensino médio em colégios públicos sustentará cursinhos pré-vestibulares, se desejar ter ensino de qualidade. Os cursinhos tentam suprir em 1 ano a defasagem de 11 anos de ensino na rede pública. Quem não quer compensar este prejuízo tem a disposição instituições de ensino privadas que vendem capacitação profissional.

    A educação só pode ser mantida como negócio enquanto a rede pública oferecer ensino de má qualidade.

    Espero que esteja mais claro.


  850. Boa tarde!

    Alguem pode tirar uma duvida minha.. se puderem…
    Quanto vale cada questão da prova, se a prova foi de 60 quantões e o peso tinha que ser 80?
    e como fica para a classificação será contado tempo de serviço + a nota de acertos ou o valor? e os titulos não seram contados?
    por favor se alguém puder me ajudar ficarei grata!
    Regina


  851. Carlos,

    Darei um exemplo mais prático.

    Estudei durante toda a minha vida em colégios públicos. Meus professores tinham anos de experiência, inclusive, a maior parte deles me acompanhou até a conclusão do Ensino Médio. Todo o conhecimento que tenho obtive por conta própria, pois meus professores não tinham comprometimento com a importância de sua profissão. Gostaria que um professor mais capacitado pudesse ocupar o lugar dos professores incapazes que tive. Desta forma, eu teria a educação de qualidade que mereço. Tenho certeza que os professores que fizeram diferença em minha vida tiveram pontuação superior a 50, portanto, merecem seus cargos. Se todos os meus professores tivessem feito diferença em minha vida eu não teria que pagar por educação.

    Não sou referência para ninguém. Mas o que aconteceu comigo acontece com qualquer um que necessite da rede pública.

    Os professores só conseguem ensinar o valor da educação quando a educação faz parte de sua vida, independente de provas. Quem ama a matéria que leciona riu da Bibliogarafia deste processo seletivo, enquanto vejo professores chorando porque perderam seu tempo estudando. Esse tipo de professor é um péssimo exemplo para seus alunos e merece perder seus cargo e dar lugar a quem sentiu prazer estudando e obteve um resultado superior.


  852. Ai, saiu a lista do dia 28 e meu nome continua sem classificação!!!


  853. e eu acertei 47 na prova! de acordo com o resultado divulgado pela vunesp


  854. em 29 janeiro 2010 at 15:57 Carlos oliveira

    Mychelle

    Boa tarde!!!!!

    Obrigado pela suas conciderações, concordo com vc.

    Abraços Carlos – Guaratingueta


  855. Olá colegas não estou encontrando meu nome na lista quando sai a segunda lista ?fiz 34 pontos e tenho 1645 dias trabalhados alguém me de uma luz rsrs por favor


  856. revendo meu documentos são 1416 dias trabalhados


  857. Estou com uma dúvida…
    Sou da categoria F, dou aula na prefeitura.Será verdade que qdo chegar minha vez sou obrigada a pegar o que tiver.E se bater com o horário da Prefeitura???Como vou assinar a desistência e perder mais de 20 anos de Estado??Alguém tem alguma informação.
    Obrigada


  858. Alê
    seu nome não consta na lista porque no total de pontos (1416 x 0,004)+ 34 =39,664 e vc teria que fazer no minimo 40, por causa de dizimas vc não entreu, putz!!!


  859. Estou cursando o último ano de faculdade, fiz a prova acertei mais de 50 questões, mas no site do DRHU sai meu nome e a classificação zerada. Isto está ocorrendo com mais alguem? Achei que com a publicação do dia 28 ja ia aparecer mas isso não ocorreu.


  860. em 29 janeiro 2010 at 18:29 silvana jac

    Everton vc tem que entrar com o recurso que ja esta disponivel na pg da vunesp, aconteceu varias pessoas.


  861. pois eh everton entrei com recurso na D.E. por causa disso!


  862. A TODOS QUE, MESMO TENDO ATINGIDO O NÚMERO NECESSÁRIO DE QUESTÕES PARA ESCOLHA DE AULAS, TIVERAM SUAS CLASSIFICAÇÕES ZERADAS

    Entrem com recurso, tanto na D.E. onde estejam vinculados quanto na VUNESP. Cerquem-se de toda certificação possível para não sofrerem injustiças. No site da VUNESP tem as orientações para o recurso constantes no edital.


  863. SILENE

    Muito provavelmente é isso que vai acontecer. Tente argumentar com a banca no ato da atribuição. Essas situações não costumam ter finais felizes, infelizmente, pois até que você entre com um mandado de segurança e obtenha uma resposta, as águas já rolaram… Boa sorte!


  864. No site do DHRU entrei em , lá tem os dados da minha inscrição, mas o único número que aparece referente a minha classificação é 00010.

    Alguém sabe se este número é a minha posição ou pontuação?

    Desde já agradeço!


  865. Professor temporário

    Conferi o resultado na vunesp e quando digitei meu RG apareceu duas inscrições com o meu nome, uma consta ausente (inscrição que não confere com a minha) e na outra 34 pontos (inscrição correta) , na lista da SEE estou zerada só que eu tenho 5.976 pontos , mesmo que eu não entre na 1º lista isso vai me prejudicar na 2ª lista. O que devo fazer , a vunesp me diz para entrar com recurso só se eu estiver sendo prejudicada, por sua vez a SEE diz que eu tenho que entra com recurso na Vunesp ao mesmo tempo me diz para entrar com recurso junto a DE. O que eu faço? Me ajude, temo que o resultado da inscrição que não confere com a minha tenha sido usada para compor a minha pontuação e neste caso não vou sair nem na 2ª lista por lá consta – ausente, pontuação 0.

    Profº temporário por favor me ajude, tenho até segunda para entrar com recurso é já não estou bem de saúde desde novembro com cefaléia tensional motivo pelo qual não pude me preparar para a prova mas, qual professor que não fica doente principalmente quando lecionamos em bairros distantes onde a escola deixa de ser lazer e se torna área de lazer, quem leciona na periferia sabe o que estou dizendo mas, nada se compara com o que estamos passando, todo ano essa incerteza…

    Maria CRistina


  866. Aos amigos que não conseguem se encontrar na lista:
    - Procure a CLASSIFICAÇÃO INDIVIDUAL de sua categoria. Deixe o campo DI em branco (ou digite 1 se for aula), preencha o restante dos campos (no campo RG não use pontuação e nem dígito).

    Aos amigos que foram zerados:
    - Entrei em contato com a Secretaria da Educação, me disseram que o sistema apagou as notas de algumas pessoas. Caso não haja atualização até 0h de hoje, deve-se comparecer à D.E. pra ver a classificação. E se necessário fazer o tal do recurso.

    Desejo muita sorte a quem está neste tipo de caso, já tive problemas gravíssimos com a Fundação VUNESP que, infelizmente, não deram em nada.


  867. NÃO ESTOU DANDO UMA OPINIÃO, APENAS INFORMAÇÃO.

    ” SEGUNDO PALAVRAS DA PRESIDENTA DA APEOESP, A SEE NÃO PODE PASSAR POR CIMA DA LDB E FORNECER AULAS PARA ALUNOS SE EXISTEM PROFESSORES HABIITADOS”

    AGORA RESTA ESCLARECER SE ESSES HABILITADOS SE ENQUADRAM OU NÃO OS QUE REPROVARAM NA PROVA.

    REALMENTE ISSO VAI DAR MUITA DISCUSSÃO.


  868. Maria Cristina,

    Não sei se esta informação lhe ajuda, mas quando entrei em contato com a Secretaria da Educação, me disseram que houveram muitos casos de duplicidade. A pontuação oficial é a que está afixada na D.E., esta é a que valerá para atribuição.

    Não tenha medo de estar ficando com pontos de outra pessoa, eles lançam o resultado através do número do R.G. Lhe aconselho a levar o recurso na D.E., mas só faça o recurso se for mesmo prejudicada.

    Boa Sorte!


  869. Silene
    O meu caso é igual ao seu. Resolvo com LIMINAR JUDICIAL, ninguém pode te obrigar a assumir aulas em horário que não possa comparecer, desde que tenha acúmulo LEGAL de cargo. Você tem garantias legais e legítimas para recorrer judicialmente. EM HIPÓTESE ALGUMA ASSINE SUA DESISTÊNCIA!


  870. em 29 janeiro 2010 at 20:17 Fernando Sabino

    Alguém poderia esclarecer

    Na folha de pagamento do mês de Fev/2010 a Ref/Faixa foi alterada de 2/II para 001/B e a Escala de 10 para 21.

    Se alguém souber ficarei grato


  871. em 29 janeiro 2010 at 20:32 Fernando Sabino

    snif….snif…

    certamente ninguém sabe….mas valeu

    obrigado mesmo assim


  872. Fernado Sabino
    Reparando na minha folha de pagamento do mês de fev/2010, também reparei que mudou….Ref/Faixa de 002/ I para 001/ A e a Escala de 10 para 21. O que será isso heim??????????????


  873. Obrigada pelo seu esclarecimento, assim fico mais tranquila.
    Abraço


  874. Mychelle, as duas inscrições estão com o meu nº de RG é por isso que estou aflita, uma das inscrições consta AUSENTE – PONTUÇÂO 0. Na segunda-feira vou entrar com recurso junto a DE. Já imprimi os dois resultados vou juntar o comprovante de inscrição e o gabarito, aquele entregue quando fizemos a prova lá consta o nome e o nº de inscrição.

    Maria CRistina


  875. em 29 janeiro 2010 at 21:20 Fernando Sabino

    Ola Aline

    Ufa! alguém respondeu…. Que alívio…Já estava me sentido meio perdido…”falando sozinho”…brincadeira

    Mas eu também não sei a resposta se você descobrir coloque no site.

    Obrigado


  876. em 29 janeiro 2010 at 21:24 DENILZA DOMINGUES DE FARIA

    FIZ O PROCESSO SELETIVO PASSEI 50 P ,LECIONO HÁ 15 ANOS,MAS MEU NOME NÃO APARECE NA CLASSIFICAÇÃO

    ENTRAREI COM RECURSO,SERÁ QUE DARÁ TEMPO?


  877. Lucivelo,

    vou entrar com recurso junto a vunesp e lá tem dois campos a ser preenchidos – Questionamento – este campo tudo bem, vou escrever sobre a duplicidade de resultado mas, e o campo – Embasamento- vou me embasar em que ?

    Agradeço por todos os esclarecimentos, tenho tirado minhas duvidas aqui , pois DEs + SEE + Apeoesp, juntos virarm a Torre de Babel da Educação .

    Saudações,

    Maria Cristina


  878. em 29 janeiro 2010 at 21:27 professortemporario

    Cíntia Matukaj

    Porfessor temporário da rede pública é funcinário público sim e está sujeito aos mesmos deveres:

    Código Penal

    Art. 327 – Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora
    transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública.
    § 1º – Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função em
    entidade paraestatal, e quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou
    conveniada para a execução de atividade típica da Administração Pública175.
    § 2º – A pena será aumentada da terça parte quando os autores dos crimes previstos neste
    Capítulo forem ocupantes de cargos em comissão ou de função de direção ou
    assessoramento de órgão da administração direta, sociedade de economia mista, empresa
    pública ou fundação instituída pelo poder público


  879. em 29 janeiro 2010 at 21:28 cintiamatukaj

    fernando esta faixa nivel creio que seja a faixa que vc esta em relaçao ao pagamento pois para se mudar de faixa/nivel agora temos que fazer a prova de promoção por merito por isso vc é 001 pois esta na faixa 001 se vc fizer a prova e passar entre os 20000 melhores classificados vc vai para a faixa/nivel 002 onde se tem um reajuste de salario.


  880. em 29 janeiro 2010 at 21:32 cintiamatukaj

    OPS!!!!!! desculpe-me mas me passaram informação errada na secretaria da escola por nao ter passado em concurso, pois tambem fiquei com esta duvida ao preencher a ficha de incrição, deixei em branco, vamos ver… grata…


  881. em 29 janeiro 2010 at 21:33 cintiamatukaj

    fernado da uma ligada na sua DE que lá eles podem lhe esclarecer melhor…


  882. Olá,em primeiro lugar gostaria de parabenizar este blog,pois alem de esclarecedor é muito ecletico.Com certeza minha visão em relação a rede estadual mudou muito após ser assidua das novidades postadas por aqui!Sou peb l há 10 anos e cursando o 2ºano de letras,fiz a prova para ofas e acertei 53 questões.
    Minha dúvida é a seguinte,como aluna passarei na frente desses professores que não passaram, e poderei pegar classe.
    Obrigada pela atenção!


  883. em 29 janeiro 2010 at 22:00 cintiamatukaj

    SIM, NA SUA CATEGORIA.


  884. em 29 janeiro 2010 at 22:06 silvana jac

    professortemporario

    Então eu preencho como no campo que pergunta se foi ou é funcionário público? trabalhei em 2009 apenas como eventual, não atribui nem uma aula.Ainda sou funcionária pública?

    sou?
    fui?

    Estou perdida!!!!! por favor me ajuda


  885. em 29 janeiro 2010 at 22:06 cintiamatukaj

    PESSOAL BOA NOITE A TODOS GOSTARIA DE AGRADECER PELO CARINHO, MAS ESTOU SAINDO DO BLOG, POIS ACABEI DANDO UMA INFORMAÇÃO EQUIVOCADA POR NÃO BUSCAR A INFORMAÇÃO NO LUGAR CORRETO QUE É A LEI, ACREDITO NÃO SER INDICADA PARA TAIS ESCLARECIMENTOS, SE ALGUEM PRECISAR SABEM MEU EMAIL cintia_matukaj@terra.com.br DESDE JÁ AGRADEÇO, BOA SORTE A TODOS… XAU, XAU…


  886. Cintia
    Fique.
    Acontece. Posso garantir que você informa melhor que alguns órgãos.
    Abraços


  887. Não fui aprovada, alguem poderia me esponder, como e quando vou ter essas 12 aulas atribuidas sendoque sou da categoria F, alguem me responda, por favor!


  888. em 29 janeiro 2010 at 22:38 Adriana Toledo

    Sou eventual desde 2009, passei na prova e gostaria de saber se tenho chances de pegar as minhas aulas esse ano e se essa questão de contratação é para nós eventuais também.

    Estou mega confusa porque cada hora falam uma coisa, me ajudem…

    Beijos !!


  889. em 29 janeiro 2010 at 22:39 Adriana Toledo

    mais uma coisa não consigo achar a lista de classificação que saiu dia 28..

    me mandem o link se puderem

    valeu !!


  890. em 29 janeiro 2010 at 22:55 Adriana Toledo

    Se só eventuei até hoje, qual será a minha categoria na classificação ? Estou perdida !


  891. em 29 janeiro 2010 at 22:56 Adriana Toledo

    Valeu U. !


  892. em 29 janeiro 2010 at 23:02 Adriana Toledo

    Opa ja achei meu nomezinho rs !


  893. professor temporário e colegas….

    Por favor , alguem pode me informar, se conseguiram ver a pontuação no site do drhu??? onde está a data de 28/01???? eu entrei na vunesp e confirmei meus 31 pontos e sou f, pois tenho 22 anos de magistério, na área de matemática, mas qdo coloco meu nome e rg lá no site , sai tudo zerado, alguém nesse caso conseguiu ver sua devida classificação??? ou preciso entrar com recurso??? meus colegas me ajudem por favor…estou muito nervosa…agradeço a todos os colegas…abraços


  894. em 29 janeiro 2010 at 23:11 professortemporario

    Maria Cristina

    Você deve escrever um requerimento solicitando explicações sobre isso, contando essa situação de maneira detalhada e citando inclusive os números das inscrições que aparecem. Melhor. Usando um computador com uma impressora de boa resolução, acesse essas inscrições e as classificações divulgadas e imprima as páginas em que aparece o seu nome. Feito isso, anexe cópias desses documentos e de seu RG ao requerimento e o protocole em duas vias na DE na segunda-feira. Depois disso, se não houver correção ou resposta, esse requerimento protocolado será o argumento para ação judicial


  895. Olá Adriana…será que seu caso é semelhante ao meu que citei acima???se for me dêuma luz por favor….. não conseguirei dormir hj….me socorram…


  896. para fernando sabino

    na minha folha tbm mudou……meu Deussss q o significa isso….rsss


  897. Boa noite.
    Por favor como faço pra saber minha nota na prova pois não estou achando.
    Parabens pelo site e boa sorte á todos.


  898. em 29 janeiro 2010 at 23:33 Adriana Toledo

    Professor temporário,

    Sou eventual desde 2009, passei na prova e gostaria de saber se tenho chances de pegar as minhas aulas esse ano e se essa questão de contratação é para nós eventuais também.

    Estou mega confusa porque cada hora falam uma coisa, me ajudem…

    Beijos !!


  899. Professor temporário

    Vcs podem me responder a pergunta citada acima da última que vcs responderam…nossa to desesperada, sou categoria F , aceertei apenas 31 questões, e tenho 22 anos de magiste´rio público estadual, ná a´rea de matemática, mas qdo entro lá no DRHU,sai tudo zerado…o que faço..por favor me rspondam??? Obrigado pela atenção
    Meu email é rolopesfernandes@yahoo.com.br


  900. Ninguem respondeu minha pergunta, o que eu faço!!!


  901. ROSANGELA

    Pelo motivo de ter acertado 31 questões é que está tudo zerado na classificação da DRHU. Vc precisava acertar 32. Dessa forma, seu nome irá aparecer na segunda lista que irão soltar.


  902. Fabíola

    Talvez pq ninguém saiba responder seu questionamento. Os que deveriam saber são as pessoas da DE. Pq não há nada escrito, ao menos para o público, de como e quando serão feitas as distribuições das 12 hs para os da categoria F que não atingiram a pontuação.


  903. POR FAVOR GENTE ESSA CLASSIFICAÇÃO TEM QUE SER POR PONTO MAIS A NOTA DA PROVA SERIA JUSTO COM TODOS .NÓS DAS CATEGORIAS L,S,O … SOMOS A MAIORIA ,PRECISAMOS FAZER ALGUMA COISA.


  904. ROSANGELA
    Você não foi aprovada, não acertou o mínimo-32, será classificada na 2ª lista, aqueles que escolherão aulas em 2ªchamada. Não se esqueça os OFAs F (Objetos Fora do Ar), como eu, mesmo os que não foram aprovados, temos garantidas 10 horas(apoio pedagógico) mais 2 HTPCs.


  905. Rosangela

    Você precisaria ter feito, no mínimo, 32 pontos para ser aprovada. Antes eram 40 pontos, ou seja, 50% da prova, lembra-se? Mas o governo resolveu aceitar 40% de acertos para que se pudesse fazer um cálculo incluindo os dias trabalhados. Infelizmente, você não atingiu os pontos necessários par participar da 1ª lista de convocados para a atribuição, portanto, terá de esperar pela 2ª lista, que sairá por volta do dia 3 ou 4 de fevereiro, ok!


  906. Pelo amor de Deus povão, será que não vamos chegar a lugar nenhum, vou tentar ajudar tantas perguntas.
    Se você passou na prova, quer com 40 ou mais acertos ou completando com o tempo de serviço: se você aparece na lista do dia 26 ou 28, já tá certo, não importa se consta algum erro, vai ser corrigido, tenha paciência. Leve em consideração que não foram divulgadas as notas e sim a classificação dentro de cada categoria, 00002 quer dizer que vc foi segundo colocado naquela categoria específica que vc pertence. Na primeira vez que eu li tinha um monte de 00000, ai eu entrei em desespero, mas depois percebi que tinha um, um só 00002. Então procure antes de sair chocado do micro.


  907. Fabíola

    A categoria F tem estabilidade garantida pela Lei 1010/07, portanto, mesmo que você não tenha passado np processo seletivo, terá as garantias nela estabelecidas, mas é preciso aguardar a 2ª lista de classificação. Como o processo foi classificatório e todos terão direito à atribuição, mesmo não passando, não haverá mais a “sentença” de não poder entrar em sala de aula. Agora, em não havendo mais aulas para atribuir inicialmente, você ficará lotada em alguma escola ou à disposição da D.E., recebendo por 12 aulas, até que surja algum saldo de aulas. Essa foi a informação que eu obtive na escola onde leciono. Se estiver errada, peço que me perdoe.


  908. Rosana
    Professor temporários

    Aos professores da categoria que não foram aprovados no processo seletivo, um secretária de escola me disse que essa estabilidade será dada até o 2011, e que se os professores reprovados novamente perderam essa estabilidade, porem eu quando li a lei que fala sobre esse assunto eu não achei isso escrito lá, minha pergunta: o professor estável por essa lei fica trabalhando ate conseguir passar nas provas ou em 2011 ele realmente perde a sua estabilidade se não for aprovado novamente no processo, como disse antes ja fui aprovada em concurso publico do estado mas não fui chamada, mas as pessoas estão fazendo terrorismo e eu alguns colegas estão sofrendo com isso.

    leio o site todos os dias parabens pelo trabalho de todos que colaboram com as informações postadas aqui….

    Rosana

    Observação: eu ja fiz essa mesma pergunta la pelas 10:00 do dia 29/01 e ninguem me respondeu, se tiverem a gentileza de me responder


  909. Bom Dia!

    Diante de tantas informações ainda me sinto deslocada; talvez esteja repetindo o mesmo questionamento que já foi dito anteriormente, mas mesmo assim, quero tirar uma dúvida:

    1º Tenho 6 anos do Estado, porém sou categoria L, há possibilidade de entrar com recurso? Já tem alguma informação a respeito daqueles que entraram com tal ação?

    Grata,


  910. Daniela

    Por direito você é categoria F, tem que entrar com recurso sim, aliás já deveria ter entrado quando saiu a resolução proclamando estabilidade aos que estavam vinculados antes de julho de 2007, vá correr atraz dos seus direitos menina. Choquei!!!


  911. Colegas.

    Acabei de consultar minha nota na prova.Basta entrar no site da Vunesp,clicar nos imformativos referentes a educaçao e quando aparecer colocar seu CPF e clicar duas vezes no seu nome OK.Beijos


  912. Olha Manoel…. se eu não tivesse tanta certeza que acertei os 50% e se a VUNESP não me confirmasse isso soltando a nota das provas, eu estaria aqui esperando a segunda lista achando que não tinha passado e com isso perderia a minha vaga. Tive 48 acertos na prova e até o presente minuto minha classificação está zerada em todas as categorias. Entrei com recurso, agora vamos ver se irão reparar o erro ou se serei injustiçada.


  913. em 30 janeiro 2010 at 13:47 Leonel M Filho

    Boa Tarde!
    Gostaria de algumas informações, pois estou muito confuso. COLEGAS POR FAVOR ME AJUDE!

    Sou cat. L, acertei 38 questões no processo seletivo e tenho 3.321 pontos, mas meu nome nao aparece na classificação. Pelas resoluçoes que li seria somado seu tempo de serviço + titulos que iriam compor a nota a nota final.
    Mas comigo isso nao aconteceu, será que iria somar só para quem pertence a cat. F ?

    Espero uma resposta de vcs. Por favor.
    Obrigado.


  914. Leonel

    Todas as categorias tèm direito a acertar 40% da prova. Se você teve, no mínimo, 32 acertos pode concorrer a atribuição de aulas, contanto que tenha dias trabalhados suficientes para que o cálculo atinja os 40 pontos exigidos para contratação. No seu caso, é preciso entrar com recurso na Diretoria de Ensino onde esteja vinculado e na VUNESP, no link “recurso”. Some a isso cópias que certifiquem sua pontuação no processo seletivo e os dias trabalhados, ok!


  915. em 30 janeiro 2010 at 14:13 Fernando Sabino

    Cintia

    Agradeço sua atenção e atire a 1ª pedra quem nunca deu uma falhadinha….somos humanos.
    Naõ sou muito participativo neste blog, porém tenho certeza de que vc já ajudou muitas pessoas, portanto acredito que vc deva retornar para continuar ajudando. Isso é claro se vc estiver disposta.

    Valeu!!


  916. em 30 janeiro 2010 at 14:16 silvana jac

    Alguém sabe quanto tempo leva para ter a resposta do recurso da vunesp?


  917. em 30 janeiro 2010 at 14:19 Fernando Sabino

    Para Cida

    Jogarei os búzios e consultarei o tarô talvez eu consiga a resposta…..”brincadeirinha heim”
    Mas continuo na dúvida…quem souber coloque no site.

    Valeu


  918. em 30 janeiro 2010 at 14:26 silvana jac

    Vou tentar mais uma vez

    No campo que pergunta se foi ou é funcionário público? trabalhei em 2009 apenas como eventual, não atribui nem uma aula.Ainda sou funcionária pública?

    sou?
    fui?

    Estou perdida!!!!! por favor me ajuda


  919. Funcionário público

    1- Todos que trabalham diretamente para o gorverno e seus orgãos são funcionários públicos.

    2- Mas nem todos tem os mesmo direitos, isso depende da forma como é feito o contrato, os mais comuns:
    - estatutário tem regime próprio (entenda como lei própria para regulamentar o cargo). Normalmente, tem regime de aposentadoria diferenciada, a melhor parte é a estabilidade do emprego, por isso não há o FGTS;
    - celetista é aquele que é regido pela CLT (consolidação das leis do trabalho), que normalmente é usado nas empresas privadas. Mas pode ser usado pela governo. A demissão é possível sem justa causa, mas a empresa tem que pagar multas. Também tem o FGTS pq fica como prêmio para o tempo de serviço, caso aconteça algo (demissão sem justa causa, aposentadoria etc etc);
    - temporários tem regime de trabalho por período determinado, a CLT da normas a esse tipo de regime, para que não tenha todos os vínculos empregatícios como um contratado normal, pelo que entendi, o governo criou uma lei específica para esse tipo de contratação para os professores.
    - cargos de confiança são aqueles em que não tem a necessidade de concurso público para seu provimento (como os secretários do governo), mas não tem qualquer tipo de garantia na permanencia do cargo, ficando a disposição do governo no momento que este achar interessante.

    Isso é um resumão do que são os tipos de regimes de trabalho. Para melhor entender essas formas de trabalho é necessário ler as leis que regulamentam o trabalho no estado (regime estatutário), assim como a CLT e a constituição.


  920. silvana jac

    Pelo que entendi e do que li e me baseando nisso, vc era eventual e, como tal, seu contrato era temporário e expirou no momento em deixou de prestar os serviços para o governo. Portanto o seu contrato terminou e vc foi funcionaria publica.


  921. em 30 janeiro 2010 at 15:23 Maria de Lourdes

    Oiii colegas, também houve mudanças na minha folha de pagamento de Fev/2010 a Ref/Faixa foi alterada de 2/II para 001/B e a Escala de 10 para 21.
    Alguém sabe responder ou decodificar essa alteração?????

    Quantas mudanças em pouco tempo. Que férias estamos tendo este ano. O que ainda virá por ai…?????


  922. em 30 janeiro 2010 at 16:22 marcia tozzi

    O que acho sinistro é nenhuma questão desta prova ser cancelada????ou foi e eu ñ sei??? se foi cancelada alguma questão me digam….. obrigada KKKKKKkkkkkkkse nenhuma questão foi cancelada kkkkkkkkkkké o primeiro caso que vejo ….KKKKKKKKKk


  923. em 30 janeiro 2010 at 16:26 marcia tozzi

    o que acho estranho é nenhuma questão desta provinha ter sido cancelada estranho ñ é???? ou foi e eu ñ sei se alguem souber me diga?????KKKKKKKKKKKKKKKKkk primeiro caso onde simplesmente todas as questôes estavam prefeitas ??????/


  924. em 30 janeiro 2010 at 16:28 marcia tozzi

    corrigindo : alguém, questões rs rs


  925. em 30 janeiro 2010 at 16:38 marcia tozzi

    corrigindo: perfeitas


  926. em 30 janeiro 2010 at 17:02 mariaaparecida

    marcia da uma lida nesse material, entra no site da vunesp e confira novamente o gabarito bjus

    terça-feira, 19 de janeiro de 2010

    DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS

    PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

    O Diretor do Departamento de Recursos Humanos da Secretaria

    de Estado da Educação, nos termos do Decreto nº 54.682,

    de 13 de agosto de 2008 e da Resolução SE 68, de 1 de outubro

    de 2009, disciplinadora do processo em questão e à vista do que

    lhe apresentou a Fundação VUNESP, após análise pela Banca

    Examinadora dos recursos apresentados pelos docentes/candidatos

    à contratação, torna público o que segue:

    1- As questões anuladas serão consideradas corretas para

    todos os candidatos do respectivo campo de atuação.

    2- Para as demais questões fica mantido o constante nos

    Gabaritos publicados no DOE de 22/12/2009 e 01/01/2010.

    3 – Os demais recursos apresentados pelos candidatos ficam

    indeferidos por terem sido considerados improcedentes.

    Campo de Atuação – AULAS (Professor Educação Básica II)

    Área de Ciências Humanas – Disciplina Geografia

    Questão 54 – Alterado o gabarito de “c” para “d”

    Área de Ciências Humanas – Disciplina Sociologia:

    Questão 72 – Alterado o gabarito de “a” para “b”

    Área de Ciências da Natureza e Matemática – Disciplina

    Matemática:

    Questão 43 – Alterado o gabarito de “c” para “b”

    Área de Ciências da Natureza e Matemática

    Disciplinas: Biologia, Ciências Físicas e Biológicas, Física,

    Matemática e Química:

    Questão nº 10 – Anulada

    Área de Ciências da Natureza e Matemática – Disciplina

    Ciências Físicas e Biológicas:

    Questão nº 36 – Anulada

    Questão nº 66 – Anulada

    Área de Ciências Humanas – Educação Especial:

    Questão nº 56 – Anulada

    Área de Ciências Humanas – Disciplina História

    Questão nº 68 – Anulada

    Área de Ciências Humanas – Disciplina Sociologia

    Questão nº 53 – Anulada

    Área de Ciências da Natureza e Matemática – Disciplina

    Física: prova reaplicada em 30/12/2009, nas Diretorias de Ensino

    Regiões Araraquara e Bauru.

    Questão nº 78 – Anul


  927. em 30 janeiro 2010 at 17:07 Leonel M Filho

    Boa Tarde!
    Gostaria de agradecer o amigo Lucivelo pela resposta, mas ainda tenho duvidas.

    Estou observando minha contagem e acredito que esteja algo errado pois, em 2009 na UE possiua 120 dias e agora em 2010 na Ue 136, não teria que ter somado 2009 + 2010 .

    Na contagem de 2010 tenho: na Ue 136, na Função: 455 no Magisterio 455. como somarei para saber se atingi os pontos por tempod e serviço.

    Obrigado.


  928. em 30 janeiro 2010 at 17:41 conceição

    Boa tarde a todos!

    Consulto esse site diariamente e fiquei indignada com o comentário postado pela Sra Lúcia no dia 29 de janeiro, às 12:44 horas.

    “Não quero pegar aulas (quer dizer, não sei o que estou fazendo numa escola), mas quero continuar usando o Servidor Estadual”.

    Ou seja, comprometer toda a formação de uma geração por um atendimento hospitalar. A que ponto chegamos …..

    Concordo que o setor da saúde também está uma lástima, mas assim tambem já é demais!!

    Me desculpem se tiver sido injusta.

    Boa sorte a todos!!!


  929. PROFESSOR TEMPORÁRIO

    POR FAVOR ME RESPONDA SE POSSÍVEL… OS PROFESSORES QUE REPROVARAM NO PROCESSO SELETIVO E PASSAREM NO PROCESSO DE PROMOÇÃO PODERÃO USAR A NOTA PARA SUBSTITUIR O PROCESSO SIMPLIFICADO?? LI ISSO EM ALGUM LUGAR NA INTERNET PORÉM NÃO ME LEMBRO ONDE.

    AGUARDO RESPOSTA….


  930. em 30 janeiro 2010 at 20:00 Leonel M Filho

    Boa Tarde!
    Gostaria de agradecer o amigo Lucivelo pela resposta, mas ainda tenho duvidas.

    Estou observando minha contagem e acredito que esteja algo errado pois, em 2009 na UE possiua 120 dias e agora em 2010 na Ue 136, não teria que ter somado 2009 + 2010 .

    Na contagem de 2010 tenho: na Ue 136, na Função: 455 no Magisterio 455. como somarei para saber se atingi os pontos por tempod e serviço.

    Obrigado.

    ESpero uma resposta de vcs. VAleu !


  931. em 30 janeiro 2010 at 20:30 marcia tozzi

    gostaria de saber se houveram questões anuladas na prova de peb1????? grata


  932. em 30 janeiro 2010 at 20:54 mariaaparecida

    olÁ MARCIA , VAI MAIS UM POKINHO DE COLABORAÇAÕ
    GABARITO OFICIAL DE PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I

    1 – B 2 – C 3 – E 4 – A 5 – D 6 – C 7 – D 8 – A 9 – E 10 – E
    11 – A 12 – B 13 – C 14 – N 15 – A 16 – E 17 – B 18 – D 19 – C 20 – A
    21 – B 22 – B 23 – D 24 – E 25 – B 26 – C 27 – E 28 – A 29 – C 30 – D
    31 – E 32 – A 33 – B 34 – E 35 – D 36 – B 37 – B 38 – E 39 – E 40 – D
    41 – A 42 – B 43 – D 44 – B 45 – A 46 – A 47 – E 48 – C 49 – B 50 – C
    51 – E 52 – A 53 – D 54 – B 55 – A 56 – A 57 – C 58 – B 59 – B 60 – D
    SEGUE O GABARITO DE PEB 1- POR INCRIVEL QUE PAREÇA , APENAS UMA QUESTÃO FOI ANULADA.

    A PROVA DE EDUCA FISICA NÃO TEVE NENHUMA QUESTÃO ANULADA. TINHA UMA QUE FALAVA DO JOGO ANÁRQUICO QUE EU PENSEI ATÉ EM, ENTRAR COM RECURSO, MAS COMO SOU MUITO OCUPADA PERDI O PRAZO.
    E AINDA ME FAÇO A MESMA PERGUNTA – SERÁ QUE NINGUÉM ENTROU COM RECURSO???????

    PRÁ SER SINCERA ACHO QUE A GENTE PRÁ QUESTIONAR TINHA QUE TER ENTRAR COM RECURSO, PELO QUE NOTEI NEM EU NEM VC ENTRAMOS. FUI
    FUI


  933. Olá, queridos professores

    Sou da “categoria L” e fiz 51 pontos, sei que estou na segunda lista, porém eu poderei atribuir aula antes dos “F” que não atingiram 32 pontos??? E caso tenha alunos do ultimo ano categoria “F” eles escolherão antes ou depois dos “L”???

    Agradeço a atenção


  934. Leonel

    Normalmente os pontos são regulamentados no mês de junho (ou julho) de cada ano, se não estou enganada, portanto, seis (mais ou menos) meses anteriores à atribuição. Então, seus pontos foram computados em 2009, certo? Eu sei que é estranho, mas é o que diz a legislação. Ah, só para constar: sou professora (fem.), ok!


  935. Maria

    Esta foi uma “promessa” do governo, embora ainda não tenha sido totalmente regulamentada, mas tudo indica que sim, pode valer como “passaporte” para a atribuião.


  936. Nanda

    A questão dos alunos ainda vai gerar muita polêmica e protestos, pois, legalmente, é preciso que o professor seja formado para atuar. Mas, ao que tudo indica, pela publicação, os alunos “ainda” estão na frente dos formados não aprovados. Quanto ao seu caso, se você consta na lista dos aprovados categoria L, poderá ter aulas atribuídas antes dos professores cat. F reprovados.


  937. em 30 janeiro 2010 at 22:51 Sérgio Santos

    Nanda,
    Se você é categoria L e fez 51 pontos você tem de estar na primeira lista! E terá atribuição antes dos “F” que não obtiveram pontuação suficiente para entrar na 1ª lista.
    Boa sorte.


  938. Esqueci de dizer que sou categoria “L”.
    Então recapitulando… Bacharel, aprovada, categoria L. Qual será o dia da atribuição?
    Desde já, obrigada!


  939. CAROS COLEGAS

    TUDO QUE ESTA ACONTECENDO NA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO JÁ ERA PREVISTO…, POIS QUEM SABE COM TODOS ESSES ACONTECIMENTOS A CATEGORIA SE UNE, E NÃO FICAM TENTANDO PUXAR O TAPETE DOS COLEGAS.
    MUITO MEDÍOCRE QUEM ACHA QUE PASSOU NUMA PROVINHA DESSA E QUE NUNCA VAI PRECISAR DOS COLEGAS, EU TENHO UM CARGO NO MUNICÍPIO E MESMO ASSIM JÁ LUTEI PELOS MEUS COLEGAS, E OUVI DE COLEGAS QUANDO ERA R.E DA APEOESP QUE O GOVERNO NUNCA FARIA ISSO , E ACONTECEU….E AGORA…?MOBILIZA….POIS NÃO SE CONSEGUE NADA SEM MOBILIZAÇÃO, E ÉTICA QUANDO SE FALA DOS COLEGAS….EU FIZ 45 PONTOS E ESTOU DECEPCIONADA COM OS ACONTECIMENTOS….E COM A FALA DE ALGUNS COLEGAS… QUE DÁ PENA..


  940. Conceição
    Respondendo sua critica,no momento não tenho condições de estar em uma sala de aula,e pq ocupar lugar de algum colega que esteja bem pra ministrar aulas.
    Não estou dizendo que estou feliz com as12hs,porém no momento me bastam.
    E sim preciso do Servidor ,sorte sua se não precisa.
    A todos colegas:continuo torcendo pelos OFAS de todas categorias,boa sorte para todos nós


  941. em 31 janeiro 2010 at 01:03 professortemporario

    Analúcia

    Ainda não é possível saber exatamente como será a atribuição dos bacharéis e estudantes de curso de licenciatura. Maiores esclarecimentos estão disponíveis no artigo a caixa preta da educação


  942. Professor Temporário ou qquer prof. que tenha resposta concreta:
    Na proxima eleição para governador de São Paulo, entrando um outro candidato de outro partido que seja eleito, na hipótese, poderá ser revisto e cancelado esta forma de avaliação imposta pelo atual governador?


  943. Marilda

    No ano passado a prova era somente classificatória e muito mais pessoas tinham ido bem… O que o sindicato fez?
    Daí…
    Já viu…
    Dessa vez vio mais forte. Só que veio como lei.


  944. Caros colegas, sou professora I categoria “L” com quase 20 anos de magistério e como muitos colegas também estou desesperada por causa desta categoria, pois professores com menos tempo que eu passaram na minha frente por serem categoria “F”. Tenho ouvido por ai que estes professores terão que pegar o que estiver na sua vez, ou seja, não poderão declinar. Sabemos que muitos dobram e nem sempre os horários da prefeitura com o do estado batem. Então, concluindo, vcs tem alguma informação de que o professor que não aceitar o que tiver para ser atribuído na sua vez terá que assinar um termo passando para um nova categoria?


  945. Leandro

    A determinação da prova tem força de lei (1093), portanto, qualquer governador a acatará. Qualquer mudança terá de ser feita através de leis também, ok!


  946. Mariah

    Ao que tudo indica, sim. Basta ler a L.C. 1093 e a res. 73, lá consta que se o professor categoria F se recusar a ter aulas atribuídas, deverá requerer dispensa. Mas, nunca se sabe o que pode acontecer, em se tratando de governo e APEOESP…


  947. Muita água ainda vai rolar debaixo dessa ponte, alunos e bacharéis na frente de habilitados? Não deveria nem ser permitido a prova nestes casos. Vamos aguardar………


  948. amig

    Fax nº08 – 30/01/2010

    Por uma atribuição de aulas justa!

    Dia 5, atos públicos em todo o Estado nas Diretorias de Ensino; na Capital e Grande São Paulo, na Praça da República, às 16 horas

    Em plenária realizada com as subsedes no sábado, 30 de janeiro, a Diretoria Estadual Colegiada deliberou pela realização de atos públicos, em todo o Estado, em frente às Diretorias de Ensino na próxima sexta-feira, 5, para garantir que a atribuição de aulas aos professores temporários seja justa e que se garanta que os professores com licenciatura plena tenham atribuição de aulas antes de estudantes e tecnólogos, como determinam a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e a LC 444/85 (Estatuto do Magistério).

    Na Capital e Grande São Paulo, o ato público será unificado e em frente à Secretaria Estadual de Educação, na Praça da República, às 16 horas. É importante a participação de um grande número de professores tanto no ato público da Capital quanto nos atos regionais nas Diretorias de Ensino. Portanto, as subsedes devem organizar panfletagem nos locais de realização da “prova por mérito” e nos locais de atribuição de aulas, além de avisar os Representantes de Escola e os professores que estão se sentindo prejudicados. Para a panfletagem, as subsedes devem reproduzir carta que segue em anexo e usar material específico, que já deve estar nas subsedes.

    O secretário de Educação afirmou, em reunião com a diretoria da APEOESP, que os dirigentes de ensino deverão acatar todas as justificativas.

    ATOS PÚBLICOS DIA 5

    Interior: em frente às Diretorias de Ensino
    Capital e Grande São Paulo: Praça da República,
    16 horas

    CONTRA AS AVALIAÇÕES EXCLUDENTES DA S.E.E. PELA GARANTIA DE EMPREGO E ATRIBUIÇÃO DE AULAS JUSTA

    TODOS ÀS MOBILIZAÇÕES DO DIA 5/02

    Iniciamos o ano mobilizados contra as medidas excludentes do governo estadual.

    Em dezembro o governo realizou o provão dos ACTs, que excluiria milhares de professores do processo de atribuição de aulas. Nossa mobilização assegurou, primeiro, que o tempo de serviço compusesse a pontuação de quem acertou entre 40% e 50% das questões da prova. Depois, garantimos o caráter classificatório do provão, pois todos os professores podem participar da atribuição, classificados em duas listas.

    Também conseguimos que fossem incluídas na atribuição aulas de projetos e EJA, aulas de Educação Física e Educação Artística no 1º ano do ensino fundamental ministradas por professores habilitados na área. Conquistamos também a mudança da bibliografia para os concursos e futuras avaliações, pois denunciamos com clareza e contundência a sua inadequação, contendo até mesmo títulos esgotados e inacessíveis.

    Hoje, está sendo realizada a chamada “prova de mérito”, que atribui reajuste salarial apenas a até 20% dos professores, desde que aprovados, excluindo todos os demais. Nos próximos anos, isto tende a piorar, pois tudo depende de disponibilidades orçamentárias.

    Assim, o governo ataca toda a categoria, de uma forma ou de outra. Diante disto, nossa união é fundamental.

    Da maneira como a atribuição dos temporários está organizada pelo governo, há o risco de que tecnólogos, portadores de licenciatura curta, bacharéis e estudantes obtenham aulas antes dos professores habilitados. Não vamos permitir. Isto é ilegal, pois contraria o artigo 62 da LDB e dispositivos reguladores da própria atribuição.

    Lutamos pela garantia de emprego a todos os professores, por reajuste salarial imediato de 27,5%, mais 6% de reposição das perdas de 2009, pela incorporação das gratificações com extensão aos aposentados. Lutamos pela possibilidade de todos os professores temporários poderem se efetivar através de concursos públicos periódicos. Queremos ensino público de qualidade e pelo reconhecimento social da nossa profissão.

    Por isto, convocamos todos os professores, efetivos, estáveis, readaptados, temporários, de todas as “categorias” criadas pelo governo para tentar nos dividir, a participarem dos atos regionais que serão realizados no dia 5 de fevereiro, sexta-feira, às 16 horas, nas Diretorias Regionais de Ensino.

    Também no dia 5/02, será realizado um ato reunindo os professores da Capital e Grande São Paulo às 16 horas na Praça da República, na mesma data, às 16 horas.

    Somente juntos vamos conseguir
    os, repassem


  949. Caros amigos Professores

    Acho que a ficha ainda não caiu pra algumas pessoas, a prova é uma realidade, e a menos que a lei que a torna vigente seja considerada inconstitucional, o Governo não poderá fazer conceções, pois estaria entrando em contradição legal. Licenciados só podem lecionar se estiverem aprovados em concurso ou participado de atribuições por tempo de serviço como era antigamente, agora é necessário ter passado no provão. Se não passou vai ter que tentar aulas remanescentes e passar na prova do ano que vem, é lei, não tem como voltar atraz.
    É justo? Não sei. Pois se derem as aulas pros licenciados reprovados antes dos alunos de ultimo ano que passaram, vai ser um PUTA, desculpem a expressão, sacanagem contraditória. Ao mesmo tempo o contrário também é um absurdo. Por isso eu acho que os carinhas lá do poder não vão oficialmente considerar a prova classificatória. Encontrarão um termo que justifique as aulas, mas depois dos estudantes e tecnólogos. Será que existe um termo assim? não percam os próximos episódios da saga “Falcatruas Legais de Um governo Desesperado”.


  950. Olha pessoal aqui parece estar a resposta, em nenhum lugar o governo trata os professores que não obtiveram pontos o suficiente como “reprovados” e em nenhum pronto também ele considera legalmente a prova ‘classificatória”. A saída que os “carinhas” encontraram foi a seguinte, observe:

    SE N.º 98/2009.
    Art. 4º – A atribuição prevista nos artigos anteriores envolvendo os docentes não efetivos e os candidatos à contração só será possível aos que alcançaram os índices mínimos fixados para a qualificação na prova do processo seletivo.
    § 1º – Encerrado o processo inicial de atribuição de aulas de que tratam os artigos anteriores, em remanescendo saldo, as classes e/ou aulas poderão ser atribuídas aos docentes e candidatos à contratação, classificados de conformidade com o disposto no artigo 5º da Resolução SE – 8, de 22 de janeiro de 2010, respeitando a ordem de prioridade das faixas de situação funcional e das habilitações/qualificações docentes, bem como os distintos campos de atuação.
    § 2º – A atribuição de que trata o parágrafo anterior, onde houver, ocorrerá entre os dias 12 e 17 de fevereiro de 2010, respeitado o domingo e o feriado de carnaval, devendo a Diretoria de Ensino divulgar a data e o horário da atribuição até o dia 11 de fevereiro de 2010.

    Observe que apenas há a citação de um processo seletivo, assim ninguém vai poder reclamar que a prova é classificatória, e que os licenciados deveriam ter prioridade, pois eles continuam com o rótulo de classificados em outra lista. Não foram considerados vencedores no concurso, apenas o governo não citou por uma questão estratégica, mas legalmente o governo assim se safa direirtinho.


  951. OU Não. hahahhahha